1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Cantinho dos Críticos

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por Ana Lovejoy, 8 Fev 2004.

  1. Pandatur

    Pandatur Usuário

    Livro - A Recompensa dos Guerreiros

    Autor - Fábio Rezende

    Editora - Record

    Foi com um tópico sobre este livro que eu marquei a minha estréia no Forum há quase dois anos.
    "A Recompensa dos Guerreiros" foi escrito pelo paulistano Fábio Rezende, e conta a história dos irmãos gêmeos Maxan e Millar. O interessante do livro é que ele se divide em duas partes, cada uma contando a aventura de um dos irmãos.
    Na primeira parte somos apresentados a Maxan e Millar, além de sua mãe e a irmã mais nova dos dois. O Rei conquistou uma cidade, Ástoris e o povo dos dois irmãos deve seguir para lá e povoar a nova cidade. Maxan e Millar são escolhidos para guiar seu povo em segurança.
    Contudo, Abutre, um temível Necromante, captura Miranda, a amada de Maxan, e ele parte para resgatá-la, antes mesmo de seu povo seguir para Astoris. É aí que a aventura de Maxan começa, cheia de perigos e surpresas, rumo à Torre do Abutre. A Primeira Parte termina com o fim da aventura de Maxan, e o final foi algo que me surpreendeu muito quando li. Achei simplesmente ótimo.
    Na Segunda Parte vemos então o irmão gêmeo de Maxan, Millar guiar seu povo até Astoris. A viagem também é repleta de surpresas, mas é o que acontece dentro da cidade que fascina mais. Intrigas políticas, traições, desconfiança, medo, sobrenatural. Muita coisa. E mais um final surpreendente.

    A influência de Tolkien é clara no livro de Rezende. O próprio autor foi entrevistado por mim e me disse. Existem orcs em "A Recompensa dos Guerreiros", e existem cavaleiros com armaduras negras que lembram, de longe, Nazgûl. Clauzzir, o diabrete que cuida de Miranda na torre do Abutre às vezes lembra Gollum, assim como o gnomo Bob Underoot trás Bombadil à mente. Mas nada que incomode. Pelo menos, nada que me incomodou ao ler a obra.
    Espero conseguir um tempinho para reler "A Recompensa dos Guerreiros" neste ano, três anos depois da minha primeira leitura. E convido você a experimentarem uma boa obra de fantasia de um compatriota.
    Quem quiser ler a minha entrevista com o Fábio, é só clicar no link a seguir:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. Livro: O Engenhoso Fidalgo Dom Quixote de La Mancha

    Autor: Miguel de Cervantes Saavedra

    Conta a estória de um fidalgo (homem nobre) que era apaixonado por livros de cavalarias (livros de fantasia medieval) e, de tanto ler estes livros, o fidalgo enlouquece e começa a acreditar que ele é um grande cavaleiro andante, que precisa somente ser armado cavaleiro (ritual para se tornar cavaleiro) e, sair pelo mundo em busca de aventuras ajudando os pobres, ajudando às viúvas, desfazendo injustiças, e, através de tudo isto, se tornar famoso e ser honrado por muitos.

    Este fidalgo levará consigo o seu fiel escudeiro Sancho Pança (um lavrador muito humilde e simples) que muitas vezes levará o leitor às gargalhadas, tanto quanto o seu senhor o faz, ou, até mais.

    O livro é muito rico em cultura!
     
  3. Little Fairy

    Little Fairy Usuário

    1984 de George Orwell
    O livro muito político e interessante conta a história de uma Inglaterra em um futuro nada promissor, no qual há um Estado Total de maneira Total.Ficou difícil?Imagina um lugar onde os casamentos são programados, pensamentos tendem a serem controlados pelo Estado.Uma Loucura!!
     
  4. Saranel Ishtar

    Saranel Ishtar Usuário

    Livro: A História sem Fim
    Autor: Michael Ende

    Um menino feio, gordo e depreciado, cuja mãe morreu e cujo pai a partir de tal incidente já não lhe dá muita atenção, descobre numa livraria um livro que o chama de tal jeito, que ele o rouba. Bola aula. A história é a seguinte: num reino sem fronteiras chamado Fantasia, a imperatriz está morrendo e, com ela, o próprio reino. O único meio de salvá-la é um filho dos homens lhe dar um novo nome. Com o tempo, o menino (Bastian Baltazar Bux) vai vendo que ele mesmo é o filho do homem demandado. Entra na tal história e, a partir do que lá vivencia, consegue trazer novamente a felicidade para seu pai.

    Com a "máscara" de ser um livro infantil, A História em Fim me ensinou muita coisa. Tem um final muito bonito, e também mostra, entre outras coisas, que aparência não é tudo, além de não podermos abraçar o mundo da imaginação, ou seja, ter equilíbrio e saber viver lá e aqui nas horas certas. Às vezes, dependendo do momento, parece que também estamos dentro da história, chegando ao ponto de pensar se eles não estão sabendo que a gente está lendo o livro.
     
  5. Saranel Ishtar

    Saranel Ishtar Usuário

    Li o livro semana passada estimulada pelo seu comentário, Joy! :mrgreen:

    Realmente, a partir do assassinato a leitura fica ultra-pesada. Confesso que quase me enjoei... :eek:

    É muito interessante ler os primeiros parágrafos do livro depois de terminá-lo, pke vc não entende mto bem o que o começo diz na 1a vez. Fazendo isso tbém dá pra ver o caráter cíclico da obra.
     
  6. Livro: Lyra's Oxford
    Autor: Philip Pullman
    Editora: David Fickling Books

    Inicialmente "Lyra's Oxford" não seria um livro independente, mas uma história anexada à obra "O Livro do Pó", que conteria histórias paralelas e explicações sobre coisas não esclarecidas na trilogia "Fronteiras do Universo" (dividida em "A Bússola Dourada", "A Faca Sutil" e "A Luneta Âmbar"), que fez bastante sucesso na Inglaterra e há um tempo vem conquistando uma legião de fãs também aqui no Brasil. Mas Pullman achou que ficaria grande demais e decidiu separar este conto (que se chamava "Lyra and the Birds") e vendê-lo logo com o título "Lyra's Oxford". Na minha opinião, no entanto, este conto deveria ter continuado onde era previsto estar a princípio.

    A história começa com Lyra e seu daemon Pan na faculdade Jordan, alguns anos mais tarde do final de "A Luneta Âmbar". Um grande número de estorninhos de repente se aproxima vindo do céu e entre eles está um daemon-pássaro de uma bruxa. Ele diz à dupla que precisa que eles procurem por um alquemista, mas neste processo os dois começam a desconfiar que caíram numa perigosa armadilha.

    Partindo dessa premissa, pode-se considerar LR uma continuação de FdU. Com menos de 50 páginas. Na verdade prefiro continuar considerando-o como um conto. Mas o problema não está especificamente nisso, mas na seguinte dúvida: qual foi o propósito? Pois Pullman neste livro não acrescenta nada ao universo fantástico e complexo que foi apresentado nos outros três livros. Depois de deixar milhares de fãs curiosos para saber o que aconteceu com Lyra-da-Língua-Mágica depois de toda a aventura, Pullman lança uma pequena história que poderia perfeitamente ocupar o espaço de dois ou três capítulos n'"O Livro do Pó".

    Na verdade, há algumas páginas a mais ocupadas por um mapa de Oxford, um cartão escrito por Mary Malone assim que chegou à cidade, um panfleto de uma viagem num cruzeiro e outras coisas que podem ter a ver com a história ou não. Não deixam de ser interessantes, mas ainda assim também não são nada de mais.

    Enfim, para não parecer que o livro não tem qualidades, é bom esclarecer que o conto "Lyra and the Birds" não é ruim; mas simplesmente é algo que não acrescenta em muita coisa, uma certa decepção para quem esperava conhecer mais sobre os mundos paralelos. Vale a pena dar uma lida, porém não creio que vale a pena gastar uma grana encomendando, já que este novo episódio não foi lançado aqui no Brasil. Aliás, considerando que muitas vezes só vale a pena para uma editora lançar alguma coisa por aqui com uma certa garantia que terá bom retorno financeiro, é até compreensível que ainda não tenhamos visto esse romance nas livrarias brasileiras. Se for para traduzir algo de Pullman, a Objetiva deveria buscar pela outra trilogia "Sally Lockhart".

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  7. Smaug

    Smaug Cacho

    O Cavalo Preto - Anna Sewell

    O Cavalo Preto - de Anna Sewell:

    A filha do Lord Gordon esta de aniversário e seu pai na ajuda de seu companheiro dão a ela um presente: O Cavalo Preto. A aniversariante tem um irmão quase da mesma idade, e na companhia desse cavalo eles vivem emocionantes aventuras passando por bandidos e lugares crueis.

    Ela soube que com um amigo do lado nada podia temer.

    ------------

    Não vou contar mais pois senão conto tudo, leiam e descubram.
    É um dos melhores livros que já li nesse ultimos 3 meses, a sua mensagem é emocionante...


    :wink: 8-)
     
  8. Felipe Took

    Felipe Took Usuário

    Livro: A Divina Comédia
    Autor: Dante Alighieri

    Um dos melhores livros que eu já li. É um livro dificil de se ler de inicio , por ser todo em verso , mas ainda sim , maravilhoso , tanto pelo grau de detalhe da obra , quanto pela beleza dos versos.

    Na verdade , o livro se divide em 3. O Inferno , o Purgatório e o Paraíso. E nesses 3 Dante vai sendo conduzido , no inicio pelo poeta latino Virgílio , e depois no paraíso , por sua amada Beatriz. É interessante ver membros da história presentes no livro , como vários poetas latinos , imperadores , como Júlio Cesar , e vários outros personagens históricos ( e ver onde Dante imaginava que eles haviam sido enviados , para o inferno , purgatório ou paraíso ).

    Uma das coisas mais interessantes no livro é que você entende melhor o pensamento religioso do inicio do Sec. XIV , e como ele era aplicado. Uma das obras mais tristes e belas que eu já li. Tristes enquanto estamos no Inferno e bela quando partimos para o paraíso.

    Ah , se vocês forem comprar , se possivel comprem a versão em verso. Porque existe a versão em prosa , mas ai , honestamente , se estraga a beleza da obra. E melhor ainda se vocês comprarem uma versão como a minha que tem o verso em português , e logo ao lado , o original em italiano. Para quem entende um pouco das linguas latinas é um prato cheio.

    Deixo vocês com uma das melhores partes do primeiro livro do inferno. No inicio do III Canto. Essas frases estavam escritas na porta de entrada do Inferno:


    Per me si va la cittá dolente,
    Per me si va ne L'etterno dolore,
    Per me si va tra la perduta gente.

    Giustizia mosse il mio alto fattore;
    Fecemi la Divina Podestate
    La somma Sapienza e'l primo Amore.

    Dinanzi a me non fuor cose create
    Se non etterne , e io etterna duro
    Lasciate ogne speranza , voi ch'intrate.



    Vai-se por mim à cidade dolente,
    Vai-se por mim à Sempiterna dor,
    Vai-se por mim entre a perdida gente.

    Moveu justiça o meu alto feitor,
    Fez-me a Divina Potestade , mais
    o supremo Saber e o primo Amor.

    Antes de mim não foi criado mais
    nada senão eterno , e eterna eu duro.
    Deixai toda esperança , ó vós que entrais.
     
  9. *Ceinwyn*

    *Ceinwyn* Ogra rosa

    Olá, sou nova por aqui e gostei muito desse cantinho.. :)

    Já vi citações a esse livro em outro tópico, mas mesmo assim vou escrever sobre ele...

    As crônicas de Artur(trilogia)
    Bernard Cornwell

    Estou terminando o terceiro livro e estou achando o livro genial, o meu nick vem desse livro. Como pode-se perceber no título, o livro é sobre as lendas do Artur, mas com um ponto de vista mais histórico e menos lendário. Aliás, o narrador brinca um pouco com as lendas. :wink:
    Pra quem gosta de História e/ou de História da Literatura, o livro também é uma boa pedida, porque cada final de livro tem uma explicaçãozinha sobre os fatos narrados e sobre os personagens, e sua inclusão nos ciclos arturianos.
    Faço História, e gosto muuuito mesmo de Idade média, e dá pra perceber o quanto ele pesquisou, porque o cotidiano narrado no livro "bate" muito com os textos acadêmicos que leio sobre o período. Aliás, o livro também foi aprovado por uma professora minha de Idade Média. :)
    Quem quiser mais dicas de livros sobre as lendas arturianas, é só escrever.... ainda naum tive tempo de ler quase nada, mas tenho as indicações... livros acadêmicos(a quem interessar possa) e romances também. E sites também, mas não tenho à mão os endereços....
     
  10. Knolex

    Knolex Well-Known Member In Memoriam

    Alta Fidelidade
    Nick Hornby

    Ganhei esse livro e fui ler com medo de não gostar tanto por já ter visto o filme, que é um dos meus favoritos. Me enganei. O livro consegue fluir ainda melhor, com a narrativa informal do protagonista Rob. Além disso, o arco de desenvolvimento dos acontecimentos e dos personagens é bem mais completo que no filme, pelas próprias diferenças das mídias. O grande mérito pra mim do livro é o fato de ser divertido, engraçado e inteligente, tudo ao mesmo tempo, com uma abordagem bem próxima do leitor (pelo menos pra mim tudo pareceu familiar em diversos aspectos).
     
  11. Felipe Took

    Felipe Took Usuário

    Recomendo esse livro também. Uma otima pedida pra quem procura um livro interessante , voltado para a cultura pop e principalmente com uma boa dose de bom humor. Quem assistiu o filme compre o livro porque ele consegue ser ainda melhor.

    Além de que Londres é BEM mais charmosa que Chicago. :mrgreen:
     
  12. Lordpas

    Lordpas Le Pastie de la Bourgeoisie

    faça um paralelo com BIG BROTHER...

    _______________________

    bom deixa eu dar minha dica... primeiramente "Vidas Secas" de Graciliano Ramos, o livro eh em contos e retrata a situaçao que vive uma familia nordestina, nao vou falar mais nada, pq o autor faz uma boa descriçao dos personagens atraves dos "monologos" do livro.... leiam que eh muito bom...
    _____________________
    Outro livro q sou apaixonado eh "Senhora" de Jose de Alencar... O autor faz uma critica ao casamento por interesse e eh simplesmente fantastico... alias Jose de Alencar eh muito bom...
    ________________________
    Erico Verissimo e tdos os tomos de O tempo e o Vento constituem uma historia muito boa tambem... soh q eh uma leitura mais longa pois sao tres tomos e sete livros dependendo da ediçao...
    ___________________________
    por hj eh soh... :wink:
     
  13. Burzum

    Burzum Usuário

    Caderno H
    Mário Quintana

    Tive que ler esse livro para o vestibular e adorei. O livro é composto por mais de 700 trechos, como um caderno de anotações. Tem de tudo, inclusive muita metalinguagem e reflexão sobre poesia ( portanto se vc não gostar disso, acho que não irá gostar de ler). Integram ainda o livro, várias anedotas, versos soltos, máximas, etc. Virei fã do poetinha. Pra mim o segundo melhor poeta do Brasil.
     
  14. Rilo Kiley

    Rilo Kiley I'll Be Your Mirror...

    A Revolução dos Bichos, de George Orwell

    Na verdade a história é uma fábula feita para criticar a traição de Josef Stalin à causa bolchevista. O livro fala sobre uma revolução feita em uma fazenda, em que os animais expulsão os fazendeiros e passam a administra-lá.
    É incrivel como o autor consegue associar tão bem a realidade com uma fábula, que página à página nos faz pensar sobre o poder de nossas escolhas e decisões.
     
  15. MaxDirty

    MaxDirty Firefox Enthusiast

    Livro:Todo DJ já sambou
    Autor(a):Claudia Assef

    Estilo livro conta toda a história dos discotecários (era assim q se chamava antigamente os DJs)
    tanto a evolução dos estilos, quando dos equipamentos
    ele fala desde a epoca da "Orquestra invisível" até os dias atuais com os DJs nacionais fazendo esse puta sucesso atual
    na capa tem o DJ Mau Mau (muito citado no livro por sinal) levantando uma galera enorme no projeto "Lov.E por São Paulo"
    alem da escrito fazer um texto em primeira pessoa muito divertido e didatico, acima de tudo, ela resta imagens antigas e entrevista as principais figuras de ontem, hoje e sempre dessa profissão q um dia eu espero trilhar.
     
  16. Pippin

    Pippin Hobbit

    O Dia do Chacal
    de Frederick Forsyth

    Terminei de ler ontem esse livro. Posso dizer que é muito bom, e prende o leitor na sua narrativa.

    A história é a seguinte: na França de 1963, após diversas tentativas sem sucesso de assassinar o presidente Charles De Gaulle, os chefes da Organização do Exército Secreto (OES) decidem contratar um assassino profissional para dar cabo do presidente, o melhor disponível. A partir daí, a narrativa gira em torno do assassino, de codinome Chacal, planejando passo-a-passo os detalhes do assassinato, e da polícia francesa na tentativa de impedir o assassino, que acaba mobilizando a maior caçada humana jamais feita. O livro é dividido em três partes: Anatomia de um complô, Anatomia de uma caçada humana e Anatomia de um assassinato.
     
  17. Roby Blake

    Roby Blake Usuário

    A Última Guerra
    de Lincoln Breviglieri

    Trilogia (ainda não terminada) que conta como uma grandiosa e magnífica guerra pode destruir um planeta inteiro (apenas chamado Mundo).
    As diferenças sociais marcam profundamente todos os territórios. Magia, algo terminantemente proibido, assim todos as espécies que utilizavam disso para sobreviver passaram a viver nos Subsolos.
    Evidentemente As Espécies Inferiores em algum momento começariam uma rebelião, sabendo disso um ganancioso coronel (com a ajuda da própria Igreja) adianta a tão temida Guerra, por um motivo meio escondido em seu interior.
    Os personagens principais se vêem com muitas resposabilidades, além de terem que parar a rebelião ainda terão que resolver seus próprios problemas.
    Roby Blake, um pirata infantil e brincalhão, que usa de suas habilidades em saltos acrobáticos e seu charme para conseguir o que quer. Maddy, uma jovem e inteligente hacker, segue em busca de novas experiências e sobre a verdade por trás de seu pai. Kathleen Brookshire, uma esperta e ábil ladra, que sobre de uma terrível maldição: ser uma Vampiresa Impura, ou seja, não controla o seu poder de Transformação. Benattar Hartmann, caçador de recompensas, autoritário e arrogante, com um passado desconhecido, promete abalar os nervos de todos.
    Algumas reviravoltas inesperadas. Desastres. Drama. Ação. Aventura. Romance.

    (PS.: quem quiser mais detalhes me mande uma MP)
     
  18. Pandatur

    Pandatur Usuário

    Nossa, você pararam de ler, foi? Ou é só preguiça de comentar a respeito dos livros aqui no cantinho? Vamos lá, galera, não deixemos a peteca cair não, poxa!!!

    Livro: A Espada na Pedra

    Autor: T.H.White

    "A Espada na pedra" é o primeiro dos cinco volumes de "O Único e Eterno Rei". Nesta parte, somos apresentados ao jovem Artur (que era chamado de Wart quando pequeno), vivendo sob a tutela de Sir Ector, que lhe é como um pai adotivo. Tomamos também contato com o mago Merlin, que passa a viver no castelo de Sir Ector e dar ensinamentos a Wart.
    Ainda estou lendo o livro mas posso dizer que é muito bem escrito e delicioso de se ler. Possui um caráter mais leve, mais infantil, voltando-se mais para o lado da magia, da fantasia, mas isso não significa perda de qualidade.
    Wart é a típica criança que adora brincar e está louco por aventuras e novos aprendizados. O Filho de Sir Ector, Kay, é seu melhor amigo, mas foram criados como irmãos, praticamente, e portanto brigam, fazem as pazes, etc.
    Boas risadas são garantidas quando Merlin entra em cena, e sua coruja Archimedes também.
    Em suma, um livro que encanta, e deve ser lido por todos que gostam de hitórias de Rei Artur, já que foi influência para escritores como Marion Zimmer Bradley, Mary Stwart e Bernard Cornwell, famosos por suas releituras da saga do Rei Bretão.
     
  19. Livro: Admirável Mundo Novo
    Autor: Aldou Huxley

    Quando comecei a ler esse livro achei um pouco complicado no começo mas depois você vai entendendo a história e quando termina está de olhos arregalados. O livro trata do futuro mostrando um mundo com toda a humanidade perdida. As pessoas deixam de ter emoções e idéias. Coisas como família e religião são abolidas. É um futuro assustador assim como 1984 de George Orwell.
     
  20. Amaris

    Amaris Usuário

    Livro: Deception Point
    Autor: Dan Brown

    Dan Brown encontrou uma fórmula de como escrever um livro que consegue captar a atenção do leitor. Por isso mesmo ele utiliza a mesma receita de bolo para escrever "Deception Point", só que desta vez sem o protagonista com relógio de Mickey Mouse encontrado em seus livros "Código Da Vince" e "Anjos e Demônios".
    A NASA fez uma descoberta no Polo Norte. Enterrado em um iceberg e a vários metros da superfície há algo que se tornará um fato histórico. Em meio a campanhas políticas, o achado parece ser crucial ao candidato à presidência. É assim o início da trama que Dan Brown desenvolve mais uma vez e que instiga o leitor a continuar a diante, página a página, sempre com a pergunta na cabeça - "o que vem a seguir?".
    Para quem quer aventura científica, suspense e várias surpresas, o livro é imperdível.
     

Compartilhar