1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Camisa pesa?

Tópico em 'Esportes' iniciado por Eriadan, 6 Jul 2012.

?

Camisa "pesa"?

  1. Sim.

    92,3%
  2. Não.

    7,7%
  1. Eriadan

    Eriadan Bears. Beets. Battlestar Galactica. Usuário Premium

    Resolvi criar o tópico tomando como base as conquistas recentes da Espanha, que até então era tachada de "amarelona". Pergunto: será que camisa realmente pesa? Em outras palavras: vocês acham que o histórico do clube/seleção, independentemente de outros fatores, pode mesmo exercer alguma influência para o resultado de uma partida ou uma competição?
     
  2. Elessar Hyarmen

    Elessar Hyarmen Senhor de Bri

    Pra jogador meia boca pesa sim.

    Um exemplo no Cruzeiro foi o Walter que veio do Porto e não jogou bosta nenhuma. Não se adaptou ao clube, a cidade e o pior, não teve cabedal pra jogar com a camisa azul.
     
  3. Turgon

    Turgon 孫 悟空

    Eu acredito que sim em partes.

    A maioria desses times que possuem maior camisa, possuem uma maior torcida e isso pode sim influenciar na vontade dos jogadores dentro de campo. No caso de Seleção, isso não iria adiantar muito, mas em uma decisão de penalty e seu adversário sendo uma Itália, por exemplo, acredito que baita sim um certo receio na hora de bater.

    Mas claro que se a outra equipe estiver muito superior, isso acaba não influenciando tanto.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  4. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Eu penso que é o tipo de coisa que depende de vários fatores (desde o fator qualidade técnica, organização até o psicológico) quando rola uma conjunção de todos eles estarem positivos e a favor, um time ou seleção se torna campeão independente de peso ou tradição. Assim como existe o contrário levando a mais tradicional seleção ou clube pro buraco.
     
  5. Paraíba Hi-Tech

    Paraíba Hi-Tech Cabra Arretado

    Tem vários aspectos relacionados à "camisa" que influenciam numa partida. Esses aspectos interagem entre si de forma cíclica.

    O histórico de títulos tem um peso muito forte, pois demonstra que aquele clube está teoricamente habituado a disputar finais e vencê-las.
    Atrelado a estes titulos, temos a torcida. É notório que quanto mais títulos conquistar, mais torcedores o time terá. Essa massa tem poder de influenciar a equipe positivamente (e negativamente também).
    A quantidade de torcedores está ligada diretamente ao poder aquisitivo do clube. Mais torcida, significa em tese, mais renda. Essa renda, bem investida, reverte em bons jogadores e boas condições de treino. O resultado fatalmente aparecerá.
    O aspecto financeiro também tem reflexos na mídia. Um clube rico e de massa obtém mais espaço na mídia. Esse espaço acaba se revertendo também em torcedores e, consequentemente, em renda, e posteriormente, em títulos.

    E assim o ciclo se fecha! Em um cenário tão mercantilizado como o futebol, fica cada vez mais difícil pros ditos "pequenos" superarem um "grande".
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  6. Concordo quase totalmente com o Paraíba, mas faltou um componente: o passional. Sem ele, casos como os do Corinthians e do Botafogo, que passaram de 20 anos sem títulos mas continuaram grandes e não perderam torcida (no caso do Corinthians foi até o período onde ela mais cresceu), ficam sem explicação.
     
  7. Neithan

    Neithan Ele não sabe brincar. Ele é Mito

    Mas ainda existem exceções. Vide final da Libertadores.

    ______

    Eu acredito que camisa pesa, e muito. Não é o FATOR DECISIVO, mas ajuda o grande na final. Sempre foi assim, em grande parte das finais, o maior clube venceu. Óbvio que não é simplesmente por ser o maior, e sim por ser melhor, jogar mais, etc...mas o adversário respeita o time grande, muito mais do que um médio que tenha chegado na final.
     
  8. Paraíba Hi-Tech

    Paraíba Hi-Tech Cabra Arretado

    Realmente as exceções exitem!

    Fenômenos de torcida como o Corinthians só podem ser explicados pela paixão mesmo.
    Não vejo muita lógica de mercado pra um time aumentar a sua torcida ao longo de 23 anos sem nenhum título...

    E as poucas vezes em que o David venceu o Golias no futebol se explicam pela técnica e pelo bom preparo psicológico.
    Um bom exemplo pra se analisar é essa final da Copa do Brasil entre Palmeiras e Coritiba.
    Acho que a superioridade do Coritiba é notória. Mas o Palmeiras conta com o "peso" de sua camisa e com a influência da mídia e do poder financeiro.
    Esse poder é usado tacitamente e exerce muita influência nos jogadores do "pequeno" Coritiba.
    E aí, eles afinam, mesmo quando são superiores!

    Acho que a maioria dos pequenos que venceram eram realmente melhores que os grandes em termos técnicos/táticos, salvo uma ou outra exceção esdrúxula.
     
  9. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    É uma questão psicológica mesmo.
    Se for considerar times que sejam tecnicamente e fisicamente equivalentes, a confiança do jogador que está vestindo uma camisa de tradição é maior que a de um jogador vestindo uma camisa de time pequeno.
    E sabemos que no futebol esse fator da confiança é importantissimo. Faz a diferença na hora do jogador arriscar um petardo pro gol quando a defesa adversaria dá uma brechinha. Enquanto que o jogador sem confiança fica ciscando de um lado pro outro até perder a bola.

    No caso da Espanha e do Corinthians, são times que sempre tiveram seus traumas com relação a competição que acabaram vencendo recentemente. Mas esse 2 grupos em particular possuíam/possuem uma confiança tamanha na forma de jogar, que o fator de ter uma camisa menos tradicional naquela competição acabou sendo irrelevante.
    No caso da Espanha se alia ao fato de que essa é a maior geração espanhola de todos os tempos também. Apesar de em tempos passados até terem tido Puskas e Di Stefano naturalizados.
    No caso do Corinthians, esse time sim era de confiança pura na tática do Tite. Pois já houveram Corinthians MUITO mais técnicos que esse e que levaram trolha na Libertadores.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  10. Eriadan

    Eriadan Bears. Beets. Battlestar Galactica. Usuário Premium

    Pois pois, lembrar de postar aqui mais tarde.
     
  11. Neithan

    Neithan Ele não sabe brincar. Ele é Mito

    Pesa.
     
  12. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Votei em SIM pesa, mas deixando claro que salvo algumas exceções, isso acontece em boa parte das vezes.
     

Compartilhar