1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

caminho plano = triangulo das bermudas

Tópico em 'J.R.R. Tolkien e suas Obras (Diga Amigo e Entre!)' iniciado por abylos, 13 Jul 2012.

  1. abylos

    abylos Usuário Usuário Premium

    Bom, acho que o título é auto-explicativo :P

    Bom, sempre pensei assim desde que li o silmarillion. Que o triângulo das bermudas seria a entrada pra o caminho plano que leva a valinor, por isso tanta gente se perde la...

    E vocês, o que acham? :P
     
    • Gostei! Gostei! x 6
    • LOL LOL x 2
    • Ótimo Ótimo x 1
  2. Tar-Mairon

    Tar-Mairon DARK LORD AND LOVING DAD

    .

    Gostei da "viagem", Abylos.

    .
     
  3. EduAC

    EduAC Usuário

    Eu não gosto muito de associar lugares do lengedarium com o mundo real. Obviamente tem alguns que é pra fazer a associação mesmo, mas outros é meio complicado. A rota plana é algo bem particular ao Legendarium, e mesma se fossemos comparar ela não afundariam nenhum navio humano nunca. Os humanos apenas não conseguiriam acessar ela, os triangulo das bermudas seria mais uma pegadinha de Ossë aos humanos que o acesso a valinor.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
    • LOL LOL x 1
  4. abylos

    abylos Usuário Usuário Premium

    Mas voce se esquece que existem humanos hoje que tem sangue elfico. Como isso afeta o bloqueio?
     
  5. EduAC

    EduAC Usuário

    Os homens com sangue elfico não tinham acesso tambem a valinor, basta lembrar que os reis de numenor eram impedidos de navegar pro oeste. Os unicos que fizeram isso foram o ultimo rei de numenor e o pai de elendil. Earendil escolheu ser elfo então não conta. O exercito de Pharazon tá na conta tambem.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  6. Éomer

    Éomer Well-Known Member

    por acaso tu é um fake daquele maluco que dizia ser um elfo?
     
    • LOL LOL x 5
  7. Elessar Hyarmen

    Elessar Hyarmen Senhor de Bri

    Bom, mas o próprio Tolkien associava sua geografia com a geografia do mundo real. No livro do Michael White sobre a biografia de Tolkien, o próprio Tolkien fazia essa associações, paralelos entre a Terra media e a Eurásia e África. O "x" da questão é: COMO FAZER essa comparação. Fazer comparações sem um embasamento é que fica complicado entende e em alguns casos muito desconexo.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  8. abylos

    abylos Usuário Usuário Premium

    Eita, mas não!

    Na minha cabeça eu separo bem o que é real do que não é :P

    Mas enfim, a ideia me pareceu bacana, então lancei aqui, onde tem gente que conhece a mitologia muito mais que eu pra dar parecer se é possivel "brincarmos serio" com a ideia ^^
     
  9. Ragnaros.

    Ragnaros. Usuário

    Bem, creio que para levarmos em conta esse paralelismo temos que fazer uma análise à um aspecto "conspiratório" sobre regiões marítimas "inóspitas" e sua correlação com as ideias especulativas (conspiratórias por óbvio) que surgiram com os casos do Triângulo das Bermudas e o Mar do Diabo:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    e
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Neste sentido, uma das teorias elencadas pelos grupos conspiratórios é a de que tais regiões englobam "resquícios de vórtices" espaço temporais, espécies de buracos de minhoca que levam aviões e navios à dimensões alheias ao nosso espaço-tempo, vide:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Neste sentido, eu tinha feito até um post especulativo falando de uma certa capacidade dos Valar (pelo menos Melkor é o expoente indubitável desse conceito) em se locomoverem não só na velocidade do "pensamento" já citado em um dos escritos do professor e que se encontra no site da Valinor:

    Mas acho que não só é esta a única possibilidade de locomoção, conforme especulei neste tópico:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Ora, no caso de Eärendil. Me parece que ele realizara viagens espaciais não só nas galáxias e universos tangentes e "medidos" pelo conhecimento astronômico humano, haja vista que:

    Fonte:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Destarte, se levarmos em conta a extensão do nosso universo e o processo de expansão que ele (me corrijam se eu estiver errado) ainda sofre, este fato parece corroborar com a ideia de que Vingilot assumira uma condição existencial/estrutural suplantadora de um mero "estado físico" constituído pelas composições químicas/estruturais atômicas "familiares" da matéria de um objeto/corpo, haja vista que o contato da matéria com a anti-matéria enseja na aniquilação mútua entre ambas (vide o exemplo "pop" do helicóptero explodindo com o frasco de Anti-matéria no filme "Anjos e Demônios"), isso pode ser uma das construções imaginativas (ficção científica?) para trazer uma das explicações de como Eärendil pôde chegar "aos espaços entre os espaços" e ultrapassar a linha que separa a "fronteira de expansão" do universo, conforme supracitei.

    Essa propriedade "mantenedora" da integridade do nosso astronauta e sua "nave-espacial" pode muito bem ser a somatória de algum processo de "purificação" ou "retomada" à um estado primevo "Puro" da própria Vingilot e quem sabe do próprio Eärendil, uma benção concedida por intermédio dos Valar, com alguma "ajuda" da própria Silmarill em posse do nosso piloto, de forma a permitir uma "navegação" pelo vácuo do universo ou a entrada de verdadeiros Buracos de minhocas (que daria uma ajudinha para que a humanidade pudesse chegar em outros planetas, porque depender "''''só"''' da velocidade da luz, é inviável para nós, chamas efêmeras) que facilitassem tal jornada:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Seria este um dos recursos para que Melkor pudesse "controlar" a navegação espaço-tempo que mencionei acima?

    Teria Eärendil utilizado a "luz primeva" mantida na Silmarill para gerar um campo eletromagnético para "aprisionar um pouco" da essência e propriedades da anti-matéria que ele pode ter tido contato nestas viagens em regiões eivadas por esse aspecto da nossa física? Ora, tomando por base um exercício de imaginação somado à um conceito (possivelmente) científico estabelecido no filme Anjos e Demônios. Um "pote armazenador" de luz e pureza que simulassem o conceito do filme:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    e:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Se sim, acho que isso poderia até trazer luz à uma possível explicação do grande estrago que Eärendil fez contra Ancalagon e a destruição decorrente do embate titânico ocorrido na Guerra da Ira, haja vista que a descrição da queda do dragão somada a destruição das Torres de Morgoth constituiria (para mim) uma "Linguagem figurativa" para explicar a potência exercida pelo binômio anti-matéria + matéria e sua contribuição para a devastadora consequência advinda de um continente inteiro partido e obliterado pelo combate entre os exércitos do oeste e as forças do norte. Vai ver que isto seja um paralelo entre as jóias do conhecimento primevo (Eärendil e a Silmarill) com o poder terrível dos Cristais descritos por Edgar Cayce:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)



    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Será?

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Fonte:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    A irremediável destruição da Guerra da Ira:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Sem dissentir, isso até serviria como paralelo entre o uso do poder e a força para uma "Violência motivada por um bem maior feita por Eärendil X violência, tirania e destruição niilista promovida por Melkor no passado:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Simbolismo? A luz da aniquilação de Eärendil e:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    A "retaliação" de Melkor com o ferimento ao universo (a luz que é bela, mas destrutiva, como uma interpretação do mal uso dos seus dons):

    Fonte:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Ressalte-se, por oportuno, que a obra demonstra elementos integrantes destas viagens por vórtices/buracos de minhocas e creio que pela (possível) "similaridade" espaço-geográfica que o Triângulo poderia ter com a região que era a fronteira/rota marítima/náutica outrora existente entre os elfos da Terra-Média que almejavam habitar e chegar as terras abençoadas antes da queda de Númenor, pode muito bem ser que tais portais sub-existam e que só aos "verdadeiros Titulares" (elfos) estariam destinadas tais passagens, de forma que, especulo que estes buracos de minhocas não tenham somente uma propriedade física (no sentido da jornada física até um "outro universo/dimensão" em que Valinor estaria inserida), mas poderia ser uma porta de entrada de purificação espiritual/metafísica/etérea para os "Primogênitos" definhados pela contaminação do "elemento Morgoth" presente em seus corpos (gostaria de saber os paralelos de folclores e mitos acerca deste portal de purificação/abertura de selos/chácaras):

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Acrescentando:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Infelizmente para os homens, de intelecto, alma e corações limitados e decaídos pela "desobediência", mas "agraciados acidentalmente" na chegada à esses vórtices, conforme o Silmarillion:

    - Akallabêth - pag. 359.

    Acho que para mente humana isso seria quase uma "Odisseia no Espaço":

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    Última edição por um moderador: 5 Out 2013
    • Ótimo Ótimo x 11
    • Gostei! Gostei! x 1
  10. Elring

    Elring Depending on what you said, I might kick your ass!

    Esse post ficou muito bom. É uma boa explicação, dentro dos campos da fantasia, diga-se de passagem. Já que, o grande problema de se associar o Triângulo das Bermudas com o Caminho Plano para Valinor é afirmar que todos os eldar morreram no mar. Uma das causas para o desaparecimentos dos navios já foi confirmada:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    . Ainda não há uma comprovação científica de como elas se formam no oceano; são ondas raríssimas que podem chegar a 30 metros de altura e não ocorrem em decorrência de furacões ou sismos tectônicos. Uma em cada duzentas mil ondas pode atingir esse tamanho. Como isso acontece? É um mistério.

    Uma das explicações para a queda de aviões seria por causa do metano que afetaria o altímetro que se baseia na medição da densidade do ar e, como o metano é menos denso, o piloto acharia que está subindo.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  11. EduAC

    EduAC Usuário

    Bem lembrado Ragnaros, tinha esquecido dessas ultimas frases do Akabelleth. O professor as vezes faz umas piadinhas com a gente, passa falando quase a historia toda dizendo que os homens não eram permitidos em Valinor e no finalzinho bota que alguns foram para lá por misericordia dos valar pra morrer. Por isso que o lengedarium é fascinante as vezes você acha tá certo e tá errado e vice-versa.:lol:
     
  12. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Bom, o que se fala sobre o que acontecia com o corpo de elfos e homens ao entrarem na terra abençoada ou além é muito pouco. Segundo o diálogo de Finrod e Andreth isso estabelecia um problema decorrente do fato de que os homens não possuindo um corpo ficariam como um habitante sem ter uma casa. Há fãs que acreditem que os homens não percam realmente o corpo quando morrem e sim apenas a roupa desse mundo ou que sua alma seja diferente nesse ponto em relação aos elfos.

    Poucos eram aqueles que entravam por essas janelas em direção a rota plana e tinham que ter sempre razões fortes para isso. Se formos traçar um paralelo com nosso mundo também foram poucas as embarcações que relataram terem voltado das perturbações relatadas nesses locais.

    Alguns fatos curiosos que sabemos é que mesmo nas costas da América Central existem áreas de ruínas arquelógicas que até hoje sofrem terremotos no litoral que de vez em quando afundam ruínas na beira do mar a olhos vistos das pessoas. Tem também o fato de ter distúrbios elétricos em partes da América como o caso da Venezuela que possui uma área proibida para visitantes aonde caem raios durante 10 horas por dia durante 170 dias por ano. O conhecimento sobre o clima e deriva dos continentes e mudança de terras é muito básico ainda. Uma perturbação estranha dessas em alto mar é mais fácil do que parece.

    Lembro que toda pessoa que conheço que foi para a Europa relata que precisou enfrentar alguma turbulência quando atravessou o oceano Atlântico e da última vez que atravessei o piloto britânico avisou, "Vamos enfrentar turbulências muito fortes adiante" e não deu outra. O serviço de bordo foi interrompido porque os líquidos começaram a pular das mesas e o avião começou a vibrar como uma vara de bambu de pesca. Em casos assim se o avião vibra excessivamente ele pode quebrar no meio igual a um biscoito e a cauda vai para um lado e a cabeça para outro. Tinha até uma amiga da família que dizia que para atravessar o atlântico é preciso ter a permissão de um anjo de forma parecida com o que ocorria com os Poderes. Para atravessar era preciso que o destino permitisse. (chegar na América continua sendo uma aventura)

    O sub-solo do oceano é bem mais ativo do que parece. Por exemplo, eu fiz um brinquedinho em casa chamado puzzle de arroz que vi no geekmom e que era usado em hospitais de crianças com câncer.

    Nele a gente pega uma garrafa transparente fechada com grãos de arroz pela metade e coloca pequenas peças coloridas mergulhadas nele (o meu eu coloquei pequenos transistores e leds). O objetivo é fazer os objetos voltarem para a superfície por meio de pancadinhas no vidro. Se usar um frasco liso o jogo é de um jeito, se usar um frasco enrugado fica mais difícil e imprevisível. Se forem usados grãos de vários tamanhos a situação muda. Se os grãos estiverem misturados com líquido muda de novo e fica quase impossível prever o que cada pancadinha vai resultar, num ambiente real podem vir até tempestades elétricas por causa de um terremoto.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    E tem também aquele 1% de casos que são tão estranhos que ninguém se atreve a dizer algo porque são relatos de pilotos civis, militares e marinheiros experimentados que viram ufos e outros fenômenos nesses momentos. São pessoas que são aprovadas por mais de um exame psicológico em seqüência por psicólogos diferentes e possuem grande experiência prática em física e engenharia. Baseados nesses relatos é que existem projetos de pesquisa de fenômenos estranhos no mundo que custam em bilhões de dólares mais do que o Brasil sonha em gastar durante 10 anos seguidos no programa espacial.
     
    Última edição: 16 Jul 2012
    • Gostei! Gostei! x 1
  13. Ilmarinen

    Ilmarinen Usuário

    Sim, eu também pensei nisso a primeira vez em que li o Silmarillion.Tolkien insinuou mesmo que o caminho reto está relacionado ao Triângulo das Bermudas.É, simplesmente, impossível não pensar na correlação levando em conta a maneira com que Tolkien falou a respeito do assunto no fim do Akhalabêth.

    Vide aí
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    E esse
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    o lance é que toda vez que o assunto sai, via de regra, é desencorajado pelos "esoteric nay sayers" de plantão, que, ignorantemente, acham que Triângulo das Bermudas é menos plausível do que viagem astral através do tempo que é uma teoria esotérica que Tolkien, admitida e explicitamente, usou na Estrada Perdida, não por coincidência, talvez, o livro que lida mais diretamente com o conceito de Estrada Reta que é o tema do tópico.
     
    Última edição: 16 Jul 2012
  14. Tar-Mairon

    Tar-Mairon DARK LORD AND LOVING DAD

    .

    Perguntas:

    - Como o conhecimento destas "viagens interdimensionais" chegava aos dúnedain? Através do palantir de Elendil?

    Análise:

    - Que povo triste eram os dúnedain. Talvez o mais trágico do universo de Tolkien.

    .
     
  15. Ilmarinen

    Ilmarinen Usuário

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Tolkien dá a entender que boa parte da humanidade tem acesso a vislumbres proféticos do passado e do futuro porque era parte do tipo de influência esotérica encontrada na literatura de J.W.Dunne autor de Um Experimento com o Tempo, que era parte da biblioteca de JRRT..
     
    Última edição: 16 Jul 2012
    • Gostei! Gostei! x 2
  16. Elessar Hyarmen

    Elessar Hyarmen Senhor de Bri

    As acontecimentos sinistros dos Triangulos das Bermudas já existia muito antes de Tolkien nascer?

    Me lembro que até mais ou menos quase meados dos anos 90 ainda alguns aviões ou navios sumiam naquela rota.
     
  17. Ilmarinen

    Ilmarinen Usuário

    O que deflagrou a fama do Triângulo das Bermudas foi o navio que serviu de base pra um conto de Conan Doyle,
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    . Essa história é associada com o mito do Triângulo embora o navio não tenha atravessado a área. Isso já foi bem antes de Tolkien dar a versão definitiva da história do Akhalabêth. É óbvio que as histórias mais tardias do século XX podem perfeitamente ter entrado no Mix.

    De qualquer forma, o desenvolvimento da lenda do Triângulo do Diabo, o outro nome dado ao conceito, COINCIDE com os desdobramentos da metafísica Pós SdA do paradeiro das Terras Imortais e do Curvamento do Mundo. A lenda com a forma atual ganhou repercussão a partir de 1950, os contornos definitivos adicionados na década de 60 em 1962 e 1963.

    Explicaram as bases da lenda aqui no fórum mesmo anos atrás:


    E, lembremos, por mais que uma lenda seja desmentida, explicada ou desmistificada, o "estrago" já estará feito: gostando ou não, o Triângulo das Bermudas como uma incógnita legendária moderna já faz parte da cultura pop e continuará fazendo parte de qualquer mitologia inventada que se passe no nosso Mundo ( tem um suplemento de Call of Cthulhu dedicado ao tema, por exemplo) por mais enviesadas que sejam as lentes do ficcionista. Como tal pode e, provavelmente, chamou a atenção de Tolkien como o produto de uma confecção "mitológica" pós Era Industrial. A feliz coincidência de que batia tão bem com as bases célticas da mitologia de Tolkien e a mística em torno do Ocidente Misterioso, sem dúvida, a tornaria sedutora pra JRRT.

    O Triângulo das Bermudas como o produto de uma barreira mística separando o nosso mundo mortal de algo oculto a ocidente, conectado com deuses e raças humanóides de imortais ( no caso as amazonas do DCU), já tinha sido incorporado, por exemplo, à mitologia da Wonder Woman na DC Comics BEM ANTES da morte de JRRT muito embora a localização da Ilha Paraíso como sendo no Triângulo só tenha se tornado realmente canônica com a influência do seriado de TV em 1976, depois do qual eles tornaram a coisa explícita nos comics também.

    Piadinha trívia que eu também não sabia, sinistramente, o nome original do Mary Celeste
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , o nome Marie Celeste foi popularizado por Conan Doyle e se sobrepõs ao nome real.

    O que bate
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    .

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    Última edição: 27 Jul 2012
    • Gostei! Gostei! x 5
  18. EduAC

    EduAC Usuário

    A historia do Maria Celeste é uma das mais sinistras que eu li. As vezes nem dá pra acreditar que foi verdade.
     
  19. Ilmarinen

    Ilmarinen Usuário

    Última edição: 16 Jul 2012
  20. EduAC

    EduAC Usuário

    É, a America e o Atlantico conhecido tambem como mar tenebroso são tão fascinantes, acho que merecia um papel maior no universo fantastico do Tolkien. São tão poucas as obras de fantasia que fala da America. Uma pena, daria uma grande historia.
     
    • Gostei! Gostei! x 2

Compartilhar