1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Caio fernando Abreu

Tópico em 'Autores Nacionais' iniciado por Ronzi, 3 Dez 2007.

  1. Ronzi

    Ronzi Oh, Crap!

    Recentemente terminei Morangos Mofados, creio que o livro mais conhecido deste escritos e jornalista gaúcho, onde em uma série de contos curtos revela o espírito da época em que foi escrito (escrito em 1978 e publicado em 1982), onde a ditadura militar dava sinais de cansaço, os costumes mudavam, o tropicalismo perdia a força, o "movimento" paz e amor dava lugar a uma sensação de vazio e desconfiança com o futuro.

    Não vou me estender muito, afinal não pretendo fazer um resumão aqui, mas o que chama a atenção nesse livro são os personagens anônimos, ilustres-desconhecidos, que vivem em grandes cidades e tentam se agarrar a qualquer ponto de luz. Mergulhados no espaço contaminado da pós-modernidade sua narrativa representa seres degradados pelas drogas, paranóias, AIDS, esquizofrenia, desencanto, muita procura e muito desamparo.

    tive uma fase fanática por ele e li de um tapa só: Ovelhas Negras, Pequenas Epifanias (crônicas), Morangos Mofados, Por onde Andará Dulce Veiga? e Inventário do Irremediável. Todos fantásticos, com personagens com características profundas e meio deprimentes, por vezes.

    Infelizmente, apesar das novas edições lançadas pela Agir, continua difícil encontrar a obra dele nas livrarias, quem tem não vendê-dá-empresta.

    Alguém mais conhece/ama/odeia/venera Caio F. por aqui? Do que vocês gostam ou desgostam na obra dele?
     
  2. Anica

    Anica Usuário

    Minha professora de português pediu para lermos na escola. Eu tinha uns 15 anos e era uma tapada, e lembro que ficava lendo contos como Terça-feira Gorda (acho que era esse o título) e ficar rindo de alguns trechos com minha amiga. Aí eu cresci e reli, e fiquei morrendo de vergonha de um dia ter achado graça. Enfim, só li Morangos Mofados, mas adorei.
     
  3. Ronzi

    Ronzi Oh, Crap!

    Na verdade acho que tapada era sua professora de pedir para meninos/meninas de 15 anos anos lerem Caio F., bem na fase onde tudo é piada e preconceito. Não acho que seja a idade ideal para ler certos autores. Por que ela logo não chutou o pau-da-barraca e deu "Junky" do Burroughs?

    "Terça-Feira Gorda" é um conto fantástico mesmo, mas o meu livro preferido dele não é Morangos Mofados, é o "Dragões não Conhecem o Paraíso".
     
  4. Lordpas

    Lordpas Le Pastie de la Bourgeoisie

    Adoro ele. \o/

    Me lembro de ter caido no meu vestibular, não me lembro qual foi, mas eu já tinha lido.

    Eu li Ovelhas Negras, Morangos Mofados e um que se chama Fragmentos.

    Conto preferido? Sargento Garcia ou A Maldição dos Saint – Marie... não sei na verdade. =/
     
  5. Ronzi

    Ronzi Oh, Crap!

    Tinha me esquecido de sargento Garcia, sempre me perguntei se tem algo biográfico lá. "Aqueles Dois" também é um dos contos mais legais de Morangos Mofados.

    Vc está no RS? Normalmente aí caí bastante mesmo, aqui em SP é difícil, apesar dele ter vivido o maior tempo da vida produtiva dele aqui.
     
  6. Lordpas

    Lordpas Le Pastie de la Bourgeoisie

    Aqueles Dois é ótimo também... viu? é por isso que não dá pra escolher um favorito. :mrpurple:

    É uma frase que eu nunca vou me esquecer desse conto:

    Quase todos ali dentro tinham a nítida sensação de que seriam infelizes para sempre. E foram.



    Quanto ao lance de Sargento Garcia ser meio biográfico, tem um comentário que eu vi uma vez do Walter Breda (ele fez o Sargento em um curta-metragem), ele dizia que quando estudou o personagem estudou sobre essa possibilidade mas nunca encontrou nada conclusivo.

    E o Caio é bem conhecido por aqui (RS), eu descobri a pouco tempo que as obras dele haviam sido escritas (a maior parte delas) em Sampa.
     
  7. Ronzi

    Ronzi Oh, Crap!

    Essa frase até arrepia!

    Acredita que nunca consegui ver esse curta? Vc tem esse arquivo/dvd/vhs?

    Aqui em São Paulo ele é conhecido, mas em sua maioria por pessoas que curtem literatura marginal, não é um senso comum, entende? Apesar que eu particularmente não vejo nada de marginal nele, ele foi um sim um revolucionário com seus textos intimistas, urbanos e tratando de temas polêmicos (como a homossexualidade), mas ele nunca seguiu a linha de Dalton Trevisan, Nelson Rodrigues, Roberto Piva, Reinaldo de Moraes, esses sim, marginais. Vejo Caio como um grande cronista e retrato de sua época.
     
  8. Lordpas

    Lordpas Le Pastie de la Bourgeoisie

    Ele é disponível pela Internet por algum portal governamental (algo do tipo "fundo de cultura"), eu devo ter o link em algum lugar, vou procurar e postar aqui mais tarde!

    (devo ter de outros curtas baseados na obra dele também, alguns muito bons).
     
  9. Ronzi

    Ronzi Oh, Crap!

    Tem como me mandar esses curtas?
     
  10. Lordpas

    Lordpas Le Pastie de la Bourgeoisie

    Achei!

    http://www.portacurtas.com.br/Filme.asp?Cod=1185
     
  11. Ronzi

    Ronzi Oh, Crap!

    Valeu, Lordpas. Fez uma criança feliz :mrpurple:
     
  12. Lethaargic

    Lethaargic Usuário

    Gosto muito dele! A forma como ele descreve com perfeição aquilo
    que sente, os personagens de características fortes, tudo, tudo..
    Estou lendo Morangos Mofados, não me decepcionou até agora.
    Já li Ovelhas Negras, Pequenas Epifanias, Os Dragões Não Conhecem
    o Paraíso e O Essencial das Décadas de 70 e 80. Tenho quase todos
    aqui, acho que até o final do ano leio tudo.

    O meu predileto é Os Dragões não Conhecem o Paraíso, que também
    está no 'O Essencial da Década de 80' (mas li antes). Caso queiram
    comprar aqueles mais difíceis de encontrar, avisem. Conheço um site
    que tem vários, mas são usados. A editora Agir lançou 'O Ovo Apunhalado'
    esses dias, mas este também foi lançado pela LPM&Pocket.
     
  13. Hérmia

    Hérmia Usuário

    Eu gosto muito dele tb, admiro sua coragem ao escrever.Sua escrita é ao mesmo tempo delicada e agressiva, e ainda extremamente atual, muitas vezes deixa-se transbordar de emoção com a lembrança de uma amizade, de uma música ou poema, de um lugar.Os seus personagens, ora alienados, ora confusos, ora lúcidos, percebe-se toda a topografia emocional de uma geração . Tem um trecho de um texto dele que adoro.....esse:"Que coisas são essas que me dizes sem dizer, escondidas atrás do que realmente quer dizer?
    Tenho me confundido na tentativa de te decifrar, todos os dias. Mas confuso, perdido, sozinho, minha única certeza é que de cada vez aumenta ainda mais minha necessidade de ti. Torna-se desesperada, urgente. Eu já não sei o que faço. Não sinto nenhuma alegria além de ti.
    Como pude cair assim nesse fundo poço? Quando foi que me desequilibrei? Não quero me afogar: Quero beber tua água. Não te negues, minha sede é clara.
    ( Caio Fernando Abreu- O Essencial da Década de 1980 )
     
  14. Elenwë

    Elenwë Chata como um

    Na verdade, eu não o conhecia até meses atrás.

    Qdo li a lista de obras indicadas pro vestibular é que acabei colocando "Morangos Mofados" na minha lista, mesmo não prestando o vestiba.
    Recebi boas indicações.

    Difícil é encontrar suas obras, menos "Morangos Mofados" que todo sebo tem agora.
     
  15. Lethaargic

    Lethaargic Usuário

    Li O Ovo Apunhalado em maio, se puderem, leiam! É maravilhoso,
    acho que foi o livro dele que mais prendeu a minha atenção. Vi
    alguns contos surrealistas como metáforas de situações que ele
    quis comentar e/ou criticar. Recomendo!
     

Compartilhar