1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Cabelo seria parte de seu sistema nervoso?

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 25 Jul 2013.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Costumamos acreditar que nossos cabelos são apenas mais uma parte dispensável de nossos corpos, porém segundo supostas pesquisas realizadas por militares americanos ele atuaria também como uma espécie de órgão sensorial.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Se pararmos para pensar, nossos cabelos e demais folículos capilares presentes em nosso corpo parecem ter alguma relação com a atividade de nosso sistema nervoso, como por exemplo o fato de stress e depressão aumentarem a queda de cabelo, ou dos mesmos se arrepiarem em certas condições.

    No início dos anos noventa, Sally [nome alterado para proteger a privacidade] era casado com uma psicóloga que trabalhava num hospital do Vietnã. Ele trabalhou com veteranos de guerra com PTSD, estresse pós-traumático. A maioria deles havia servido no Vietnã.

    Sally disse: “Eu me lembro claramente de uma noite quando ele chegou de volta ao nosso apartamento carregando um oficio de muitas páginas nas mãos. Dentro havia centenas de páginas de alguns estudos encomendados pelo governo. Ele estava em choque com o conteúdo. O que ele leu nos documentos mudou completamente sua vida. Daquele momento em diante Sally nunca mais cortou a barba e o cabelo novamente.

    Lendo os documentos, eu entendi o porquê, Parece que, durante a Guerra do Vietnã as forças especiais do departamento de guerra enviou especialistas à paisana para visitar reservas indígenas americanas procurando talentos, em busca de jovens fortes e treinados para se mover furtivamente por terrenos acidentados. Estavam procurando especialmente para homens com capacidades de percepção quase sobrenaturais. Antes de serem recrutados, estes homens cuidadosamente selecionados foram amplamente atestados como especialistas em rastreamento e sobrevivência.

    Uma vez recrutados, uma coisa surpreendente aconteceu. Seja qual for os talentos e as habilidades que possuíam na reserva pareciam desaparecer misteriosamente, como se após recrutados não funcionavam como esperado no campo.

    [h=2]Os testes com soldados de cabelo comprido[/h]

    Quando questionados sobre a sua incapacidade para o desempenho esperado, os recrutas mais velhos responderam consistentemente que quando eles receberam o devido corte de cabelo militar, não podiam mais “sentir” o inimigo, eles já não podiam aceder a um “sexto sentido”, sua “intuição” não era mais confiável, eles não podiam “ler” os sinais sutis bem ou acessar a informação extra-sensorial sutil.

    Devido a tal fato foi permitido que os homens recrutados permanecessem com seus cabelos longos, e em seguida aplicado uma série de testes para comprovar o ocorrido, testando militares com cabelo cumprido, e militares com o corte de cabelo militar tradicional, em diversos teste de aproximação de inimigos, e tempo de reação a ataques físicos.

    Frequentemente os homens com cabelo longo continuavam obtendo altas pontuações ao passo que o homem com o cabelo curto era reprovado nos testes.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     

Compartilhar