1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Brasil simboliza fracasso no espaço, diz NY Times

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Melkor- o inimigo da luz, 24 Jan 2004.

  1. Melkor- o inimigo da luz

    Melkor- o inimigo da luz Senhor de todas as coisas

    Fonte: Terra

    A edição de hoje do jornal norte-americano The New York Times destaca o fracasso do programa espacial brasileiro e diz que a experiência brasileira deve desencorajar ambições de outras nações em desenvolvimento. Em reportagem assinada pelo correspondente Larry Rother, em São José dos Campos, o jornal critica a adoção de ambiciosos projetos espaciais por países que não tem condições financeiras de sustentar altos orçamentos, como Brasil, Índia e China.
    O New York Times diz que a explosão da base de Alcântara (MA), que matou 21 cientistas e técnicos brasileiros em agosto de 2003, é um "sinal claro a outras nações em desenvolvimento que tentam alcançar grandes ambições no espaço com orçamentos já reduzidos por necessidades mundanas".

    O correspondente Larry Rother diz ter ouvido, ao longo de quatro meses, cientistas, especialistas e parentes das vítimas do acidente. A reportagem conclui que o programa era "perigosamente sem fundos, forçando cientistas a se apoiarem em materiais de baixo padrão e procedimentos questionáveis, com pouco respaldo popular e sob um comando pouco transparente e divido."

    O desastre em Alcântara foi o terceiro fracasso do Brasil em sua tentativa de lançar um foguete. O projeto espacial nacional nasceu há 30 anos, durante a ditadura militar, e foi desde então apoiada por todos os governantes seguintes.

    Alguns depoimentos de parentes de vítimas assinalam que o projeto estava sendo realizado com partes obsoletas e peças improvisadas. Em outro depoimento, uma pessoa não-identificada diz que, no dia do acidente, alguns funcionários levaram choques ao encostar no foguete, e outros falavam no telefone celular, desobedecendo padrões de segurança.

    O New York Times afirma que o programa espacial brasileiro é pioneiro em seu modo de controle, dividido entre mais de um órgão governamental, e que o projeto não conta com o apoio do governo norte-americano, que "teria medo que a tecnologia de foguetes caísse nas mãos de terroristas".



    O que vocês acham disto? Eu me revolto por eles ficarem menosprezando a gente, mas não posso deixar de dar razão a eles. Foi irresponsabilidade trabalhar assim com materiais sem qualidade, etc. Afinal, o que está em jogo é muito mais do que sucesso ou fracasso. De qualquer forma, isso só me fez odiar um tiquinho a mais os norte americanos.
     
  2. Faram¡r

    Faram¡r Dr. Benway

    Eu acho que quem estava envolvido nesse projeto sabia das dificuldades e perigos envolvidos.

    E ... é verdade, o Brasil não tem capital suficiente para investir o suficiente em projetos científicos desse porte, com tantas necessidades sociais e obrigações econômicas. O que faz das pessoas envolvidas neles verdadeiros aventureiros que buscam realizar feitos grandiosos apesar das dificuldades. As coisas são assim no Brasil. Quem estuda em universidade pública ve isso de perto, projetos científicos sendo levados a cabo com menos verba do que o necessario. Ainda assim
    muita grana é gasta nisso, mas é assim que deve ser feito, paises em desenvolvimento devem estimular o desenvolvimento de sua própria tecnologia. Opiniões como essa norte americanas são parciais, e devem ser analisadas como tal.
     
  3. eu não acho que estejam menosprezando. A reportagem simplesmente diz a verdade: o Brasil não tem condições nem de dar uma vida digna pra MAIORIA de sua população. Mesmo assim, quer se meter numa empreitada que custa muito dinheiro e que tem um retorno duvidoso. Acho que, por enquanto, não deveríamos gastar dinheiro em projetos espaciais.
     
  4. Heceldamar

    Heceldamar Usuário

    Só esqueceram de citar o fato que os EUA a pouco tempo queriam usar a base de Alcântara, claro.

    Concordo com todas as críticas, mas acho que há um tom meio depreciativo na reportagem. Nada com que eles possam nos criticar, já que perderam o contato com a Spirit e seu presidente aprovou um projeto espacial de trilhões de dólares fazendo o milagre de só aumentar em um bilhão o orçamento da NASA.

    Eles atacam, a gente rebate. Em questão espacial, os EUA tem que ficar quietinhos em seu canto, pois até a Europa já dá rasteira na NASA.

    Outra coisa não citada pelo jornal é que o Brasil gasta milhões acessando satelites de outro países para ver informações geograficas daqui. Isso, claro, não é citado. O jornal fala como se o projeto espacial brasileiro fosse uma mera propaganda para dizer "olhem, lançamos nosso primeiro satelite sozinho!".

    É a bem informada mídia americana....
     
  5. esse assunto do acidente na base de Alcantara retoma a discussão de o q é prioridade no país, esses projetos sao por demais onerosos e o retorno não é imediato...apenas abrindo margem p/ essas criticas da estirpe do NY times... o governo deveria era se preocupar mais com a politica social. Assim como o Lula vou usar o futebol como exemplo :lol: . a pouco tempo o Cesar Maia, prefeito do Rio, disse q a prefeitura poderia bancar o salario do Rivaldo se o Botafogo demonstrasse interesse...ve se pode isso... e falou q isso nao iria sobrecarregar os cofres publicos... :roll:
     
  6. July

    July Usuário

    tipo..bem informada eh, ateh demais, porém, hipocrita, como todos do EUA...
     
  7. 655321

    655321 Usuário

    A base de Alcantara é um lugar mutio propício para projetos espaciais. Sim, o Brasil ñ tem condições de financiar um projeto espacial, mas é tentando que se chega lá! A Base de Alcatara proporciona uma economia de 40% de combustível, por isso os EUa tem interesse em usa-la. Eu acho q se com uma dádiva dessa o Brasil não criar ou tentar algum projeto espacial, seríamos realmente um fracasso!
     
  8. Glorwendel

    Glorwendel Usuário

    Essa reportagem é completamente parcial e, embora eu seja contra quase a totalidade de programas espaciais, não vejo muito mais do que depreciação por parte dos americanos nesse artigo. É quase como se dissessem que a região espacial pertence a eles (como sugerem aquelas bandeiras fincadas na lua).

    Eles próprios nem deveriam se orgulhar do tanto que podem gastar e gastam nesses programas, visto que há muito mais com que se preocupar por aqui mesmo na Terra, e os Estados Unidos não são lá um grande paraíso onde o governo pode se dar ao luxo de desperdiçar bilhões com banalidades.

    Não dou razão ao Brasil em seu projeto, já que existem prioridades, mas todo país tem direito à pesquisa científica. E tampouco dou razão aos Estados Unidos por dar palpites no que não é de sua conta, como foi a tentativa de compra de Alcântara (que se tornaria território americano, com ingresso de brasileiros vetado).

    De toda essa pendenga, só posso concluir que há coisas muitas mais importantes e urgentes para se fazer do que descobrir se há água em Marte, que muitos dos milhões gastos com o Spirit poderiam hoje estar reconstruindo o Iraque (pelo qual os EUA pediram ajuda para sustentar e consertar da bagunça que fizeram), que há pobres nos Estados Unidos e estes não são poucos... Enfim, há um mundo de coisas mais importantes do que projetos faraônicos de conquista do espaço, num planeta onde mais da metade dos países é miserável e onde ainda se morre de fome.
     
  9. Heceldamar

    Heceldamar Usuário

    Totalmente de acordo Glorwendel.

    Já tinha até postado uma mensagem criticando esse gastos espaciais, que poderiam ser usados para uma melhoria no mundo, só que eu outro tópico.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    O nosso planeta não está acabado. Marte, ao contrário, tem todo o tipo de impecilho para uma colonização humana. Quanto dinheiro gasto em propositos inúteis, que meramente dizem "no ano de 23546375 vamos colonizar Marte!".

    Com todo esse dinheiro, já poderiamos ter erradica boa parte da fome e de doenças, como, por exemplo, a Aids. Mas preferimos gastar em projetos para daqui a 50 anos, esquecendo do nosso mundo. Que pena.
     
  10. Link

    Link The Hero of Time

    Também concordo com ela. Não vejo o porque de gastar dinheiro em projetos desse tipo, quando temos um país que precisa dessa "ajuda". Pra mim essa reportagem tá parecendo algo do tipo: "O espaço é nosso, nós chegamos primeiro." :roll: :tsc:
     
  11. Porque gastar dinheiro pra chegar a um lugar totalmente deserto, sem ar, sem comida e sem nenhuma mulher (:lol:), enquanto do seu lado alguem morre de fome???? Pode ficar com a porr* do espaço!
    :?
     
  12. Omykron

    Omykron far above

    é triste e engraçado ver pensamentos nessa forma, mas fazer o q...

    muitas pesquisas de como bacterias se comportam em gravidade 0, e até vacinas são testadas no espaço... até plantas com melhor desempenho e valor nutricional ficam no espaço.
    sem contar nos satelites de comunicação, que são importantes para passar mensagens a longa distancia e a curto tempo, poderiam evitar desastres....

    sem contar inumeras outras coisas que ajudam a sociadade no chão, pequenos inventos espaciais...

    realmente, viva a porra do espaço.
     
  13. João E. B.

    João E. B. Usuário

    Vamos colocar alguns fatos na discução:

    1 - Existem provas que os materiais eram de baixa qualidade? Que eu saiba o Brasil expoirta minério para muitos lugares do mundo, e ao menos o aço é muityo superior ao aço americano. Sem contar que o que estava naquele foguete era uma liga especial desenvolvida localmente, e com formulação secreta, extremamente visada por países estrangeiros devido a sua combinação de leveza e resistência.

    2 - Ao contrario do que a reportagem e a maioria dos posts aqui apresenta, um Veículo Lançador de Satélites (que era o que estava sendo desenvolvido e não um foguete para ir a marte ou lua) É extremamente lucrativo. Pouquíssimos paises no mundo os possuem, a lista inclui EUA, Russia, China e França (esta ultima realiza lançamentos na Guiana Francesa). O foguete nacional estava (espero que volte) sendo desenvolvido para funcionar com combustível sólido. O que tornaria a relação Custo/Benefício ainda mais vantajosa para o país.

    3 -
    :lol: Me desculpe, mas isso é muito engraçado. Funcionários altamente especializados (praticamente todos com no mínimo curso superior completo), especialistas em foguetes com no mínimo pós-doutourado, que inclusive trabalharam no projeto, desrespeitando normas básicas de segurança?

    4 -
    Já notaram que ultimamente tudo que os EUA fazem tem a palavra Terroristas no meio? O Brasil nunca pediu nem quis apoio do governo Americo. E mesmo que quisesse nunca ia receber, uma vez que como eu disse, lançamento de satélites é um mercado lucrativo e na mão de pouquissímos. Não se esqueçam que o acordo de cooperação que os EUA tinha proposto para usar a base de Alcantra incluia coisas como todas as caixas estarão lacradas e só poderão ser manuseadas por pessoal americano, é proibida toda filmagem ou gravação dos trabalhos, todos os funcionários brasileiros deverão ficar a X metros do equipamento, etc. Agora dizer que eles não colaboraram com medo dos terroristas é no mínimo piada.
     
  14. Heceldamar

    Heceldamar Usuário

    Vai demorar, e talvez muito. O Brasil perdeu seus maiores especialistas no acidente, e a previsão é de que só seja possível montar uma equipe semelhante (ou melhor) em sete anos.
     
  15. è mais triste ainda qdo as pessoas não conseguem perceber ironias e sarcasmos por tras das palavras. :eek:
     
  16. Virgílio

    Virgílio Usuário

    Os americanos possuem medo dos paises "emergentes" conseguirem um avanço espacial grande como conseguiram na economia como por exemplo os tigres asiáticos. Principalmente agora que cada vez mais a população norte-americana se opõe à expansão espacial.
    Há pouco tempo, as verbas destinadas à agência espacial americana (NASA) foram diminuídas em mais de 50%. Agora, com a aproximação das eleições presidenciais, nosso querido J.W. Bush está dizendo que aumentará os investimentos no setor. Ele diz que irá concluir a estação espacial internacional depois os Estados Unidos construirão uma estão espacial de controle exclusivo americano, aproveitando a experiência adquirida na construção da estão espacial internacional. Mas isso é apenas um marketing barato, como a prisão da Sadam, para ganhar as eleições presidenciais.
    O medo que os americanos possuem pode ser claramente exemplificado por um fato que chega a ser patético. Periodicamente, a NASA manda para as universidades brasileiras com informações relacionadas às suas pesquisas. Após o Brasil Iniciar o seu projeto espacial, a NASA parou de enviar essas informações para o ITA (instituto tecnológico da aeronáutica), por razões obvias. O ITA se situa no CTA (centro técnico da aeronáutica). O IAE (Instituto de Aeronáutica e Espaço) e o INPE (Institutos Nacional de Pesquisas Espaciais) também se situam no CTA. Porem essa tentativa de privar o projeto espacial brasileiro dessas informações falhou, pois as outras universidades que recebem essas informações (como por exemplo, a usp e a unicamp) enviaram-nas para o CTA. (sempre o "jeitinho" brasileiro).
     
  17. Eru- o Ilúvatar

    Eru- o Ilúvatar Usuário

    Conveniente, não?


    É, países de terceiro mundo deveriam se conformar com sua própria insignificância... Países assim deveriam tão somente ceder seu espaço territorial para que países com seres humanos melhores e mais inteligentes os usassem pra montar suas basesinhas espaciais e bloqueassem a entrada né?


    Sabotagem também atrapalha... Realmente é inviável... Parafrasaendo um padre mexicano que falou faz mais de um século, e cujo nome não me vem a mente, pobres de nós, tão longe de Deus e tão perto dos EUA.


    E perigosamente contra os interesses da NASA.
    Como países atrasados tem a petulância de investir em ciência? Royalties são tão baratinhos... :roll: Eles podiam só plantar mandioca e colher bananas... Nasceram pra isso! :wink:


    A primeira nave americana a chegar na Lua foi a Apolo XI, né? E as outras, todas elas completaram as suas missões com êxito sem nenhuma baixa? Ah, mas eles não tinham ninguém provando por A + B que eles não deveriam tentar né?


    Eu já ouvi tantas coisas sobre o dia do acidente. Porque o jornalista não mencionou todas elas?


    Ah, uma justificativa válida então... :roll: Tudo agora tem terrorismo no meio... Só gostaria de lembrar que terroristas já tem mísseis e arsenal nuclear... Algum serviço de inteligência não fez o dever de casa.


    Nem mais nem menos.... Eles são tão previsíveis, que a falta de surpresa da minha parte me impede de mudar uma opinião já consolidada...

    PS: Concordo que o programa deveria contar com mais apoio, verbas pra pesquisa (segurança, equipamentos, mão de obra qualificada, etc) e, sobretudo, algum assassino profissional de plantão ´pra matar o primeiro penetra engraçadinho que tentasse sabotar qualquer coisa, só por precaução porque a gente sabe e a história prova que nossos amiguinhos do norte jamais fariam isso... :mrgreen:
     
  18. Melkor- o inimigo da luz

    Melkor- o inimigo da luz Senhor de todas as coisas

    Só queria agradecer pela discussão. Aprendi mta coisa aqui. =)
    Agora, realmente, eu acho que a reportagem foi muito ofensiva. Pelo menos me ofendeu. É o mesmo que dizer pra um menino de rua que ele não pode querer ser médico porque ele não tem dinheiro pra pagar faculdade. Nhé.

    Eu, de tão antiamericano, diria que foi sabotagem =P
     

Compartilhar