1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Brasil pode ter cabo submarino e satélite

Tópico em 'Ciência & Tecnologia' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 12 Jul 2013.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Medidas são estudadas pelo governo federal para reduzir vulnerabilidade do País ao monitoramento dos EUA

    O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, citou nesta quinta-feira, 11, os planos para o lançamento de um novo satélite nacional e a construção de novos cabos submarinos ligando o Brasil à Europa e à África como instrumentos para diminuir a vulnerabilidade do País a interceptações e monitoramentos realizados pelos órgãos de inteligência dos Estados Unidos.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    ‘Queremos descentralizar essa infraestrutura’, disse Paulo Bernardo. Foto: Andre Dusek/Estadão

    O ministro também destacou os anéis de conexão de fibra óptica que estão sendo feitos com os países sul-americanos que fazem fronteira com o Brasil. Em audiência pública conjunta das comissões de Relações Exteriores e Ciência e Tecnologia do Senado, Bernardo informou que o custo de tráfego da internet brasileira para os EUA chega a US$ 650 milhões por ano.

    “Queremos descentralizar essa infraestrutura. Além de tornar o serviço mais barato, agora temos outro motivo para defendermos isso”, acrescentou, referindo-se às informações vazadas pelo ex-técnico da CIA Edward Snowden, sobre a espionagem de autoridades norte-americanas a dados e comunicações de cidadãos brasileiros.

    O ministro disse ainda que irá negociar aperfeiçoamentos no projeto de Marco Civil da Internet que tramita no Congresso Nacional, em função das denúncias divulgadas nos últimos dias. Segundo ele, a intenção é reforçar a proteção dos dados privados dos usuários.

    O ministro admitiu que o governo tem uma ”preocupação enorme” com vazamento de informações estratégicas do Brasil. Por isso, acrescentou, dados sobre recursos naturais são armazenados em computadores que não estão conectados com a internet, onde poderiam ser interceptados. “As informações sobre jazidas de petróleo, por exemplo, são mantidas em redes internas sem possibilidade de interceptação.

    Os técnicos da Petrobras sabem disso, tanto que as informações sobre o pré-sal só vieram a público quando o governo fez o anúncio”, afirmou o ministro. Bernardo participa de audiência pública conjunta das comissões de Relações Exteriores e Ciência e Tecnologia do Senado.

    ONU

    Além de medidas de caráter interno, o ministro disse que, por determinação da presidente Dilma Rousseff, o Brasil vai acionar a Organização das Nações Unidas (ONU) sobre a questão da interceptação de dados de cidadãos brasileiros por órgãos de inteligência dos Estados Unidos.

    “Além das medidas de caráter interno, nós vamos acionar organismos internacionais, como a ONU. O Brasil não vai limitar isso a uma questão bilateral. A vulnerabilidade é um problema de todos”, disse Bernardo em audiência pública conjunta das comissões de Relações Exteriores e Ciência e Tecnologia do Senado.

    O ministro voltou a defender um tratado internacional sobre a governança da Internet, mas lamentou o fato de as autoridades norte-americanas se recusarem a discutir o tema. “Mesmo países favoráveis a um tratado dessa natureza não o assinam por pressão dos EUA”, acrescentou.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  2. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Agora resolveram acordar!
     

Compartilhar