1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Bored of the Rings: as histórias que Tolkien não contava

Tópico em 'Artigos Valinor' iniciado por Imrahil, 21 Jun 2015.

  1. Imrahil

    Imrahil Kyknos kyknón

    Imrahil enviou um novo Artigo

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Tudo bem, vamos pôr a coisa em contexto histórico. O ano é 1969, auge da contracultura nos EUA, e a edição norte-americana de O Senhor dos Anéis, lançada pela Ballantine Books em 1965, era um dos maiores fenômenos da cultura de massa na época. Foi então que dois estudantes de Harvard, Henry N. Beard e Douglas C. Kenney, resolveram criar a mais famosa e hilária paródia da trilogia: Bored of the Rings, que copia de forma corrosiva e às vezes obscena quase todos os aspectos do livro de Tolkien, até mesmo as línguas élficas, com o seu Auld Elvish, equivalente ao alto-élfico.


    Para se ter uma idéia, imagine como seria esta Companhia do Anel: o mago Goodgulf (Bomgolfo), os hobbits Frito Bugger (Frito Boiola), Spam, Mopsi e Pepsi, o humano Stomper (Pisador), o elfo Legolam, o anão Gimlet, todos contra o temível vilão Sorhed (Cabeça-inchada). Isso sem falar em Dildo Baggins (Pênis Boiola), tio de Frito, e no alegre e misterioso Tim Benzedrine (qualquer semelhança com Tom Bombadil NÃO é mera coincidência).

    Entre centenas de cenas hilariantes, vale a pena citar a "brilhante" solução do mago Goodgulf para abrir os portões de Nikon-zoom (Moria):



    "De repente o mago ficou em pé. "A maçaneta!", gritou, e ficando na ponta dos pés, girou a grande maçaneta com as duas mãos".

    Ou a tentação de Frito Bugger por uma elfa, digamos, assanhada:



    """Tu gostas do que vês?", dizia a voluptuosa donzela élfica enquanto provocativamente abria seu vestido e revelava as belezas arredondadas e sombrias lá dentro. "Deixa que eu te ponha mais à vontade", disse ela, e começou a desabotoar o casaco dele. "Mas...mas...eu sou tão pequeno e peludo, e você étão linda!", sussurrou Frito. "Há uma coisa que eu quero que tu faças antes", disse a donzela élfica. "Qualquer coisa! Qualquer coisa!", disse Frito. "O Anel. Preciso ter o teu anel". "Oh, não!", disse Frito. Tudo menos isso!"

    Ainda existem disponíveis exemplares americanos de Bored of the Rings, numa edição de 1993. Se você se divertiu com essas tiradas heréticas sobre a obra tolkieniana, não custa tentar encontrá-lo no site da Amazon.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. Deriel

    Deriel Administrador

    Mais um grande artigo da #ValinorClássica
     
  3. Clara

    Clara Antifa Usuário Premium

    :confused:
    Passo.

    É tipo aquelas coisas que fazem com os filmes da Disney e os gibis da turma da Mônica.
    Não vejo graça. =/
     

Compartilhar