1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Book of Lost Tales-parte 1- Capítulo 1 -The Cottage of Lost Play

Tópico em 'J.R.R. Tolkien e suas Obras (Diga Amigo e Entre!)' iniciado por Lobelia SB, 26 Abr 2014.

  1. Lobelia SB

    Lobelia SB His name was Robert Paulson

    Começando o grupo de leitura do Book of Lost Tales parte 1, proponho que a leitura do prólogo e capítulo 1 do livro seja feita até a próxima sexta-feira, dia 2 de maio. Esse tópico será utilizado para discutirmos o conteúdo livro, de preferência no fim de semana após o dia 2 de maio, podendo o espaço ser usado posteriormente.
     
    • Ótimo Ótimo x 6
  2. Turgon

    Turgon 孫 悟空

    Só avisando que deixei o tópico fixo, para que mais pessoas vejam e encontrem mais facilmente o projeto aqui na área. =]
     
    • Gostei! Gostei! x 4
  3. Clara

    Clara Que bosta... Usuário Premium

    Já vou começar a leitura! :yep:
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  4. Lucas Ferraz

    Lucas Ferraz Usuário

    Fenomenal! Já comecei a redigir minhas impressões!
     
    • Gostei! Gostei! x 4
  5. Lobelia SB

    Lobelia SB His name was Robert Paulson

    E aí pessoal??? Estão lendo horrores????????? :lol:
     
    • LOL LOL x 1
  6. Grimnir

    Grimnir Usuário

    Li o prólogo e estou no final do capítulo 1. Li algumas notas durante a leitura do capítulo (vantagem do Kindle, já que basta clicar no link para ir direto pra nota), mas pretendo ler as notas separadamente também.
     
  7. Lucas Ferraz

    Lucas Ferraz Usuário

    Tava lendo a versão em papel mas pela praticidade comprei pro Kobo. Devorando aqui!
     
  8. Mireille

    Mireille One ring to rule them all

    Já li mas vou dar uma repassada agora de noite pra ficar fresquinho na mente. :mrpurple:
     
  9. Lobelia SB

    Lobelia SB His name was Robert Paulson

    To terminando de ler as notas. Adorando!
     
  10. Mireille

    Mireille One ring to rule them all

    Esqueci de mencionar, mas também comprei a versão para e-book (tenho o Kindle mas comprei pra ler no computador). Muito bom os links pras partes do livro, facilita muito mesmo. Ainda não tenho os livros em papel mas pretendo ter e "pendurar" na estante. :mrgreen:

    :uhum: :jornal:
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  11. Mireille

    Mireille One ring to rule them all

    Já pode falar do capítulo? :roll:

    Achei muito interessante este primeiro capítulo! A chegada de Eriol (ou Ælfwine) em Tol Eressëa... e lá conhece lugares magníficos (ou magnificamente lindos :smile:), pessoas meio estranhas :ruiva: e ouve histórias fantásticas. Não li muito pra frente mas acredito que o livro todo seja composto dos relatos dos elfos de suas histórias antigas a Eriol, que tem sede de conhecimento. E é ele que é o autor do Quenta Silmarillion, não? Interessante também que Eriol sente atração pelo mar e é "filho de Eärendel", que o apêndice define como uma expressão para marinheiro.
    Daí vem o contato com a primeira história ouvida por ele, "The Cottage of Lost Play". De cara levei um pequeno choque com os nomes um tanto diferentes, principalmente com a utilização de Noldor/Gnome (que o Christopher tenta dar uma explanação pra isso, mas até eu descobrir que essa parte vinha depois fiquei batendo cabeça no começo :gotinha:).
     
    • Gostei! Gostei! x 3
  12. Grimnir

    Grimnir Usuário

    Adorei o prólogo, com toda a conversa sobre a sensação de profundidade que temos ao ler OSdA, pois além da história principal, temos pequenos vislumbres do mundo maior de Tolkien através das músicas e referências feitas pelos personagens mais experientes. Como temos a perspectiva dos hobbits, cujo povo é pequeno em comparação com a história da Terra Média, assim como eles são pequenos em comparação com os outros povos. Essa sensação de profundida inspira a curiosidade e desenvolve a mística no universo de Tolkien, deixando o leitor com vontade de saber mais sobre os tempos antigos, sobre a vida dos grandes reis e etc. Para conseguir esse efeito, no entanto, é preciso que o ponto de vista da história seja o de alguém "ignorante", e entendo que esse é o espírito do primeiro capítulo.

    Não ficou muito claro em que Era viveu Eriol, mas fiquei com a impressão, dado o desconhecimento dele sobre tudo em Tol Eressëa, que ele veio de uma Era depois da queda de Beleriand. Não sei nem se nesses escritos Tolkien já tinha essa queda desenvolvida, mas sendo Eriol um marinheiro e que de repente acordou numa ilha desconhecida, pensei se ele não teria navegado sem querer pelo caminho perdido entre a Terra-Média e Valinor.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
    • Ótimo Ótimo x 1
  13. Mireille

    Mireille One ring to rule them all

    Excelente observação sobre ser de um ponto de vista "ignorante"!

    Acho que Eriol é meio que "contemporâneo", fiquei com a impressão de que ele estaria "revivendo" histórias antigas, de um mundo esquecido há bastante tempo... como se ninguém mais soubesse que "um dia" existiram elfos e tudo mais. Assim como as crianças que em seus sonhos iam brincar na Cottage of Lost Play - um mundo esquecido, lembrado apenas em sonhos ou na imaginação, um mundo de fadas...
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  14. Grimnir

    Grimnir Usuário

    Eu já tinha lido sobre isso, mas foi legal rever essa informação nas palavras de Christopher Tolkien. Essa sensação de profundida talvez só é obtida quando vemos a história através dos olhos de um observador ignorante. No Silmarillion ela meio que evapora, pois sabemos da história verdadeira de Eä. É diferente de OSdA, onde ficamos com várias dúvidas sobre as eras anteriores. Acho que esse primeiro rascunho do Silmarillion teve justamente esse o objetivo, de criar uma perspectiva ignorante para tentar manter a mística sobre o passado.

    Aliás, eu já vi esse recurso da sensação de profundidade em várias outras histórias e quase sempre funciona. Um exemplo: O monólogo de Ray Batty em Blade Runner.

    I've... seen things you people wouldn't believe... [contemptuous laugh] Attack ships on fire off the shoulder of
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    . I watched c-beams glitter in the dark near the Tannhäuser Gate. All those... moments... will be lost in time, like [small cough] tears... in... rain. Time... to die...

    É impossível assistir essa cena e - além de não se emocionar - não desejar mais detalhes sobre todas essas experiências citadas por ele. Ao mesmo tempo que você percebe que existe um universo maior do que aquele que foi contado na história, você instantaneamente quer saber mais sobre ele.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  15. Grimnir

    Grimnir Usuário

    Cadê todo mundo, hein?
     
  16. Éomer

    Éomer Well-Known Member

    Acho que vou entrar na discussão do próximo capítulo. Agora que passou a correria de ter que estudar para concurso posso começar a ler o livro.
     
  17. Atyarwen

    Atyarwen A Hobbit-size Elf Usuário Premium

    ai gente nem comentei nada, porque confundi lost tales com Lost Road......Mas já comprei o Lost Tales, ai nos próximos cap. entro na conversation.... sorry.
     
  18. Grimnir

    Grimnir Usuário

    Não se o tópico foi um vôo de galinha, mas vou deixar uma sugestão: Esperar mais uns dias antes de seguir para o próximo capítulo. Acho que é mais interessante ter conteúdo de debate para o primeiro capítulo do que seguir para o próximo tendo pouca participação.
     
  19. Lobelia SB

    Lobelia SB His name was Robert Paulson

    Gostei desse capitulo pq nele fica muito obvio a ligaçao terra media com o reino unido...
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  20. Mireille

    Mireille One ring to rule them all

    Essa parte de Blade Runner é de arrepiar... clássico.

    Naturalmente já dei uma pausa na leitura por causa disso... podíamos seguir na semana seguinte. Tem que ver se as pessoas que disseram que iam participar ainda vão realmente, ou então vai faltar quórum.

    Verdade, tinha esquecido desse ponto! Mais uma "dica" de que o Eriol tenha vivido em uma época mais contemporânea. E nos sonhos, as crianças da Terra iam para a Terra Abençoada através de uma "estrada" (mas só através dos sonhos). Eriol pelo que suponho foi para lá através da Rota Plana, por algum motivo a passagem para ele foi permitida. Talvez pela sua curiosidade e amor pelas coisas e pelas histórias, para que estas últimas sejam registradas, como disse o @Grimnir , através de um olhar puro e inocente, ignorante.

    No começo fiquei também meio confusa que no poema o lugar descrito é claramente o Cottage of the Children, mas é referenciado como Cottage of Lost Play. Tinha passado despercebida na passagem que explica (e que é reiterada pelo Christopher):

    Ou seja, as canções dos Homens estavam equivocadas. Uma coisa que achei bizarra é que as crianças podiam ficar por lá pra sempre, pro desafortúnio dos pais.
     
    • Gostei! Gostei! x 1

Compartilhar