1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

BLIND - Thorn

Tópico em 'Comunicados, Tutoriais e Demais Valinorices' iniciado por Artigos Valinor, 25 Jun 2005.

  1. Artigos Valinor

    Artigos Valinor Usuário

    A discografia completa em Inglês está disponível
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    ESPINHO

    Um cisne negro
    Nasceu nessa noite
    A poça enevoada
    Trouxe um novo rei
    Trouxe um novo rei
    Então o que podemos fazer com nossas vidas?

    Quando tudo começa
    Isto é difícil e isso é cruel

    Qual o encanto de morrer na dor?
    A luz jamais nascerá de novo?

    Oh! Eu fui apanhado nas trevas
    Ainda estou fora do alcance das estrelas
    Estou me movendo no silêncio
    Eu deixo tudo isso bem longe, para trás

    Refrão:
    Oh! Ao amanhecer
    Eu enfrentarei a ponta dos espinhos
    Oh! Ao amanhecer
    Eu rezarei na ponta dos espinhos
    Oh! Ao amanhecer
    Eu enfrentarei a ponta dos espinhos


    Vamos marchar
    Para os campos do sacrifício
    Estou me perguntando por que?
    Eu irei em frente
    Eu trairei eu mesmo para renascer?

    No silêncio é hora de explicar
    E procurar pelas mentiras na verdade
    Mentiras úteis
    Amor desnecessário maldito

    O que podemos fazer com nossas vidas
    Quando tudo começa

    Venha me seguir
    E você verá
    Como isso será
    Quando toda a dor se foi

    Refrão

    Vamos marchar
    Ainda que não haja esperança ao nosso lado
    Vamos ser bravos
    Ainda que pela glória nós tenhamos sido negados
    Mas você não acha que é a nossa hora
    Para sermos levados para um fim
    Venha cantar a música da morte
    A sabedoria em nós dois
    Farão disso uma garantia?
    Venha cantar a música da morte

    Estou perdido na profundezas dos seus olhos
    E não posso fugir
    Dor interior causa insanidade
    Isto é profundo por dentro
    O medo e a fome
    Escravizado e negado
    Pelo meu amor e meus inimigos
    Eu sou o filho adquirido desonestamente

    Refrão
     

Compartilhar