1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)
  1. Fëaruin Alcarintur ¥

    Fëaruin Alcarintur ¥ Alto-rei de Alcarost

    Esse tópico é com o intuito de mostrar Biografias de personagens tolkienianos. Não é necessário que vc mesmo tenha feito, achados na internet são válidos. É mais com o intento de ampliar os horizontes da galera, em dúvida de algum personagem, podem consultar aqui. :wink:

    Para abrir o tópico e iniciá-lo, venho com a biografia de Círdan, o Armador.

    Círdan dos Portos
    O Senhor dos elfos de Falas


    Datas: provavelmente "despertou" em Cuiviénen, possivelmente ainda vivo
    Raça: Elfos
    Divisão: Teleri
    Família: Possivelmente a casa de Olwë
    Títulos: O Armador Naval, O Construtor de Barcos
    Significado do nome: construtor naval

    Círdan provavelmente despertou no lago Cuiviénen no Ano dos Valar de 1050, durante o início das Eras das Estrelas. Ele era parte da família dos elfos Teleri, mas nunca foi para Valinor ou mesmo para a ilha de Tol-Eressëa, Círdan viveu nas costas da Terra-média até o final da Guerra do Anel, no ano 3021 da Terceira Era do Sol. Durante sua juventude, Círdan tornou-se Senhor dos elfos de Falas, ou dos Falathrim de Brithombar e Aglarest como muitos os chamavam. Deve-se tratar Círdan com extremo respeito, ele era o mais antigo dos elfos da Terra-média, era um dos “não nascidos” pois havia sido um dos elfos originais, que “despertaram” para a vida centenas de milhares de anos atrás. Quando os elfos, atendendo ao chamado dos Valar, empreenderam a Grande Jornada para Aman, os Teleri ficaram para trás pois era a família mais numerosa de todas. Em 1149 os elfos Teleri (e também Círdan, que era um Teleri) chegaram as costas ocidentais da Terra-média. Todavia Ossë dissuadiu alguns desta grande casa a não partir, e permanecer na Terra-média para que ela não fosse privada da beleza dos elfos. E muitos ficaram, e tomaram Círdan como seu senhor tornando-se os primeiros elfos marinheiros, chamavam a si mesmos de Eglath, Os Abandonados, mas por toda a Terra-média eram conhecidos como Elfos de Falas.

    Entre 1250 e 1300 uma grande amizade havia nascido entre o Reino de Falas de Círdan, e o Reino de Doriath de Thingol. Como presente para Thingol e sinal de amizade, os Elfos de Falas juntaram muitas belas pérolas nas águas rasas da baía de Balar. Uma dentre todas era especialmente bela, a maior, era chamada Nimphelos, e foi com essa pérola que Thingol pagou aos anões por seu trabalho na escavação de Menegroth. Em 1497 Morgoth lançou uma força de orcs contra os Elfos de Beleriand dando início ao que ficou conhecido como Dagor-nuin-Giliat, a Batalha sob as Estrelas. O exército orc cortou o contato entre os Reinos de Doriath e Falas, Círdan e seu povo foram pressionados e quase empurrados para dentro do mar, mas quase no último momento Thingol chegou com uma hoste élfica de Doriath, e junto com ele vinha Celegorn das colinas de Eithel-Sirion, e os orcs foram massacrados entre os três exércitos.

    Em 462 da Primeira Era do Sol Morgoth voltou a enviar tropas para Hithlum, a luta foi dura e amarga, mas as passagens de Ered Wethrin e a fortaleza de Eithel Sirion foram defendidas por Galdor e Húrin. Novamente a ajuda veio de Círdan, uma grande força foi enviada de Falas em muitos navios pelo Drengist, lá Círdan desembarcou e atacou o flanco ocidental do inimigo, então os orcs fugiram derrotados.

    Em 473 da Primeira Era do Sol, Círdan acolhia em seu Reino muitos dos Elfos que fugiam da sombra de Morgoth. Eram tempos tristes, vários reinos foram devastados e grandes senhores entre os Eldar mortos. Mas com isso a força de Falas crescia, e os portos de Brithombar e Aglarest estavam mais poderosos do que nunca. Círdan começou a comandar ataques rápidos contra as bases costeiras dos orcs, mas isso chamou a atenção de Morgoth que enviou contra Falas um poderoso exército, no inverno de 473 os Portos foram atacados de surpresa, quase todos os elfos de Falas foram mortos ou aprisionados, os poucos que escaparam fugiram para a ilha de Balar nos navios élficos. Lá Círdan construiu um refúgio e pediu a ajuda de Gil-galad, o último dos Altos Reis Élficos da Terra-média.

    Em Balar Círdan estava novamente em segurança, por algum tempo, e os elfos continuavam chegando de toda a Beleriand procurando por sua ajuda. Para lá foram os refugiados de Gondolin: Tuor, Idril, Eärendil, Elwing, e muitos outros que fugiam de ira de Morgoth. No ano 532 os portos de Sirion foram atacados pelos filhos de Fëanor: Maedhros, Maglor, Amrod e Amras. Muitos dos elfos que lá viviam foram massacrados, esta foi à última grande matança entre os elfos, e a mais desprezível de todas. Quando soube do ataque aos portos, Círdan rumou para lá juntamente com Gil-galad, mas era tarde, pois tudo já havia acabado. Ao término da Primeira Era do Sol, em 590, Círdan levou seu povo, juntamente com os sobreviventes de Gondolin, Doriath e Nargothrond para as terras de Lindon. Lá, no golfo de Lhûn, foram criados os Portos Cinzentos, o último porto élfico a ocidente da Terra-média.

    Do ano 1 da Segunda Era do Sol até o ano 750, os elfos de Lindon estabeleceram reinos e travaram contato com os homens que haviam ficado a oriente das Ered Luin. No ano 600 um navio de Númenor entra na baía de Lhûn e dá inicio a uma longa amizade com os marinheiros de Círdan. Neste ponto em diante as forças do mal começam a se mover novamente, Sauron, disfarçado e usando o nome de Annatar (senhor das dádivas) viaja pelos reinos élficos e tenta corrompê-los. Círdan e Gil-galad não se deixam enganar por Sauron, e lhe recusam até mesmo a entrada em seus reinos, apesar de não ainda não saberem que era ele. Em 1500 os ferreiros élficos de Eregion criam os Anéis do Poder com o auxílio de Sauron. No ano 1600 os Anéis são terminados e Celebrimbor percebe a traição de Sauron, ele esconde todos os Anéis deixando o Senhor do Escuro furioso... a guerra é inevitável.

    Em 1669 Sauron ataca Eriador, todos os elfos de lá são massacrados e Celeborn é torturado até a morte. Círdan e Gil-galad defendem Lindon desesperadamente, mas eles estão sitiados num mar de inimigos e com poucos amigos para ajudá-los. Em 1700 um exército vindo de Númenor a socorre Círdan e Gil-galad, as forças de Sauron são derrotadas pelos exércitos do oeste e Sauron forçado a fugir para Mordor. Durante os próximos 1500 anos Círdan reinou em relativa paz, as terras de Lindon são muito distantes de Mordor, e os elfos marinheiros quase não tomam mais conhecimento da guerra. Sauron é cercado na torre de Barad-dûr por Isildur e Gil-galad, mas ainda assim seus aliados continuam livres para seguir suas ordens de destruição e pilhagem. Em 3341 Círdan recebe Narya de Gil-galad, um dos três Anéis do Poder Élficos, chamado de Anel do Fogo. Em 3431 Gil-galad é morto por Sauron, e Círdan torna-se o mais poderoso dos Senhores élficos na Terra-média.

    Por volta do ano 1000 da Terceira Era do Sol, os Istari desembarcam nos Portos Cinzentos de Círdan. Gandalf foi um dos últimos a descer, ele aparentava ser o mais fraco e de aparência menos nobre de todos, mas Círdan soube ver nele o poder e a sabedoria ocultas dos Ainur, e lhe deu Narya, o Anel do Fogo, para que fosse utilizado nas lutas contra Sauron. Em 1975 o Reino de Gondor recebeu a ajuda de Círdan nas guerras contra o Rei Bruxo de Angmar. O reino de Fornost foi destruído por Angmar, mas com a ajuda de Glorfindel o reino do mal também se foi... por algum tempo.

    Círdan continuou sendo o Senhor de Lindon por toda a terceira era e o início da quarta. Círdan partiu para as Terras Imortais, sabe-se que foi ainda na Quarta Era do Sol, aproximadamente no Ano 61 da Quarta Era, no último barco que partiu para Aman, barco este que Samwise, o último dos Portadores do Anel, tomou para as Terras Imortais. E o Domínio dos Homens estava consolidado.
     
  2. Gil-Galad

    Gil-Galad Wii - DS Player

    Gostei da idéia.
    Vai aí a biografia do portador de Vilya.

    Elrond Peredhil
    Senhor dos Elfos de Imladris



    Datas: nasceu no ano 442 da 1ª Era, partiu para Valinor em 29 de setembro do ano 3021 da 3ª Era
    Raça: Elfos (meio-elfo)
    Divisão: Noldor (pelo pai) e Sindar (pela mãe)
    Cultura: Exilados de Gondolin, Elfos de Lindon
    Títulos: Meio-Elfo, Peredhil, Senhor de Imladris
    Significado do nome: peredhil significa "elfo da caverna"

    Um dos maiores Elfos da Terra-média, Elrond nasceu nos portos de Sirion em Arvenien nas costas de Beleriand em 442 da Primeira Era do Sol, ele era filho de Eärendil o mortal e de Elwing uma princesa élfica. Quando Elrond e Elros ainda eram jovens, os filhos de Fëanor atacaram seu acampamento em busca das Silmarils. Ambos foram levados cativos, mas Maglor teve piedade dos gêmeos e os libertou. Quando finalmente foram encontrados Elrond tinha se jogado em uma caverna abaixo de uma cachoeira, e assim recebeu seu nome, que significa "Elfo da Caverna". Por ser filho de um mortal e de uma princesa élfica, Elrond e seu irmão criaram um dilema para os Valar... eles eram meio-elfos. Mas como Eärendil foi um grande herói e sua mãe era uma princesa, foi-lhes dada uma escolha: poderiam viver entre os homens mortais e se tornarem mortais, ou viver entre os elfos e se tornarem elfos.
    Elrond escolheu a vida entre os elfos imortais, mas seu irmão Elros escolheu viver entre os homens mortais, se tornando o primeiro dos grandes Reis de Númenor. O destino de Elrond, no entanto, o levou para junto de Gil-galad, o ultimo Alto Rei Élfico da Terra-média. Em 1695 ele foi enviado por Gil-galad para ajudar na batalha contra Sauron que estava sendo travada em Eregion, mas mesmo com sua ajuda não houve vitória. Em 1697 os Elfos foram derrotados e os poucos sobreviventes fugiram durante a noite liderados por Elrond. Estes elfos recuaram até as Colinas Nubladas onde foi fundada a colônia élfica de Rivendell, chamada em seu idioma de Imladris.

    Na Última Aliança entre Elfos e Homens ao final da Segunda Era, Elrond foi Arauto de Gil-galad. Antes de Gil-galad morrer, ele entregou a Elrond o "anel do ar" Vilya, o maior dos Três Anéis Élficos. Com a ajuda de Vilya Elrond pode manter Imladris protegida dos servos de Mordor e auxiliar qualquer aliado que lá buscasse por aconselhamento. No ano 100 da Terceira Era do Sol Elrond desposou Celebrían, filha de Galadriel e Celeborn da floresta de Lothlórien, deste casamento surgiram três filhos: Elladan, Elrohir e Arwen. Todos eles tiveram destinos esplêndidos entre homens e mortais, e Arwen mais tarde se tornaria Rainha do maior dos Reis mortais que já reinaram na Terra-média.

    Muitos anos depois, entre 3430-3441, Elrond marchou como Arauto de Gil-galad na Guerra da Última Aliança onde Sauron foi derrotado... mas Gil-galad morreu em combate, e Elendil e Anárion tiveram o mesmo destino. Quando o corpo de Sauron foi destruído e Isildur cortou o Um Anel de sua mão, Elrond e Círdan aconselharam Isildur a lançar o Anel dentro da Montanha do Destino onde foi forjado, mas Isildur escolheu manter o Um Anel como recompensa pela morte de seu pai

    Quando a Companhia do Anel chegou a Imladris, durante o ano 3018 da Terceira Era, Elrond já contava com aproximadamente 6.500 anos de vida. Juntamente com Círdan e Galadriel ele era um dos elfos mais antigos e sábios da Terra-média, poderoso entre mortais e imortais. Elrond adotou Aragorn, e o manteve a salvo de Sauron... mais tarde Aragorn se apaixonou por Arwen em Lothlórien, mas sua mão lhe foi recusada naquele momento. Quando a Guerra do Anel chegou ao fim e Sauron foi destruído, Aragorn se tornou Rei assumindo o nome Telcontar, e ganhou de Elrond a mão se Arwen.

    Ao final da terceira Era, e o inicio do domínio dos homens, Elrond partiu para as Terras Imortais junto aos últimos grandes poderes élficos da Terra-média.
     
  3. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Vale dar Control+C e no material da Valinor e colar aqui?
     
  4. Fëaruin Alcarintur ¥

    Fëaruin Alcarintur ¥ Alto-rei de Alcarost

    Por que não?? É mais como intuito de uma consulta rápida para os usuários do Forum. :wink:
     
  5. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Eu acho mto mais fácil consultar pelo site.... é mais prático.
     
  6. Fëaruin Alcarintur ¥

    Fëaruin Alcarintur ¥ Alto-rei de Alcarost

    Mais tem gente q pode vir com material de outros sites, ou até mesmo material próprio :wink:
     
  7. Maglor

    Maglor Lacho calad! Drego morn!

    Eu acho mais válido que seja material próprio ou alguma coisa muito reveladora ou esquecida. Copiar e colar coisas de sites eu não acho muito válido, principalmente se for daqui da própria Valinor. O site já é uma excelçente fonte de consultas.
     
  8. Swanhild

    Swanhild Usuário

    E eu acho que precisamos ter muito cuidado com determinadas fontes. Sinto dizer isso, mas na biografia de Círdan há (1) um erro e (2) uma informação para a qual eu, pelo menos, não encontrei suporte na bibliografia que eu conheço, e que é provavelmente devida a um mero achismo da pessoa que escreveu o texto.

    Eu vou abordar cada coisa de uma vez para ficar claro, ok?

    A informação (item 2) é de que o Círdan provavelmente teria despertado em Cuiviénen. Eu não sei de onde vem a informação de que ele acordou em Cuiviénen, mas levando-se em conta que ele tinha parentesco com Olwë e Elwë (HoME 12), vocês concordam que ele poderia não pertencer à primeira geração de elfos? Não me parece que os membros da primeira geração possam ser considerados parentes de sangue. Isso abre a possibilidade de Círdan ter nascido durante a Grande Marcha. A menos que haja alguma informação que eu esteja negligenciando.

    O erro (item 1) é com relação à data em que ele teria acordado, dada no texto como o ano 1050 dos Valar. Essa data é dada com base na suposição de que Círdan nasceu em Cuiviénen. Mas nos Anais de Aman (HoME 10) a data para o despertar dos elfos é 1050 das Árvores, não dos Valar. Os anos dos Valar e das Árvores são equivalentes, ou quase isso, mas o ano 1 das Árvores é igual ao ano 3501 dos Valar.
     
  9. Minas Ecthelion

    Minas Ecthelion Usuário

    Ficaria melhor mesmo se o pessoal por informacao nova, que tem nos livros que a maioria do pessoal nao tem SERie HOME, principalmente.
    ]
    Eu nao vo por nenhuma pq nao escrevo muito bem hehehe, mas gostei da ideia
     
  10. Fëaruin Alcarintur ¥

    Fëaruin Alcarintur ¥ Alto-rei de Alcarost

    Eu percebi esses dois equívocos, principalmente à confusão dos Anos das Árvores com dos Valar. Eu achei num site isso, achei interessante e resolvi postar. Afinal, é uma "versão" da Biografia de Círdan.
    Mas ele podia ter nascido em Cuiviénen, filho de algum outro elfo, antes de eles partirem.

    Mas tb veja, Elu Thingol disse ele mesmo que sua vida se iniciou a beira das águas de Cuiviénen, e muitos assumem que ele "despertou", e não era um elfo nascido. Mas como ele poderia ter irmãos (Olwë e Elmo) dessa forma, ou seja, sem ser nascido de outros elfos?
     
  11. Eothain

    Eothain Usuário

    Alguem poderia dar informações sobre Elendil???
    Eu gostaria de saber mais sobre ele...
     
  12. Swanhild

    Swanhild Usuário

    Fëaruin, os elfos ficaram ainda um tempo em Cuiviénen antes de irem embora. Enquanto estavam lá, alguns elfos podem realmente ter nascido (inclusive Círdan, ok? Eu não excluí essa possibilidade).
     

Compartilhar