1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Billy Budd, Marinheiro (Herman Melville)

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por Lucas_Deschain, 18 Out 2011.

  1. Lucas_Deschain

    Lucas_Deschain Biblionauta

    Billy Budd, Marinheiro (Herman Melville)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Sinopse:

    Billy Budd, marinheiro é um dos mais conhecidos e celebrados textos de Herman Melville (1819-1891), autor de Moby Dick. Também aqui a ação se passa no mar, como na obra-prima sobre a baleia branca. E mais uma vez o ambiente do navio funciona como uma reprodução do mundo em miniatura. Billy, jovem marinheiro que encanta a todos com sua beleza e simpatia, é injustamente acusado de incitar um motim a bordo. Sem querer, ele precipita uma série de acontecimentos que conduzirão a um final trágico. Escrita em uma prosa sutil, elaborada e resplandecente de idéias, Billy Bud é geralmente vista como uma novela sobre a fragilidade da inocência em um mundo corrompido, sobre o poder das palavras e sobre a luta do bem contra o mal.

    É também considerada uma das pequenas obras-primas da ficção norte-americana, por seu método narrativo único, pela profundidade da abordagem e pelos temas controversos, como o fracasso do bom senso. Escrita após a fria recepção de crítica e público quanto a Moby Dick, revela a preocupação com a incomunicabilidade entre seres humanos que se tornou uma obsessão para Melville após o fracasso daquela que viria a ser considerada a sua obra-prima.

    Fonte:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    ----

    Acabei de ler agora e devo dizer que é uma pequena preciosidade, uma magnífica obra de literatura curta. Billy Budd trata majoritariamente dos questionamentos e reflexões morais de Melville, a história se passa em um navio onde toda a ação se desenrola e onde a retidão moral (ou a falta dela) são perscrutados por diálogos inspirados cuja pujança vence a implacabilidade do próprio tempo.

    Alguém mais aí leu? Tô doido para trocar idéia sobre esse livro.
     
  2. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    Vi ele pela edição da Cosac Naify With Lasers e fiquei curioso... Mas essa coisa de motim em navios baderneiros... Isso soa-me uma mistura (talvez sem a intenção; mas uma mistura, de toda forma) entre o Gordon Pym do Poe e o próprio Moby Dick, não?
     
  3. Lucas_Deschain

    Lucas_Deschain Biblionauta

    Não sei sobre o Gordon Pym, que ainda não tive oportunidade de ler, mas quanto ao Moby Dick pode ficar bem tranquilo, porque é bastante diferente, aqui a coisa gira em torno dos desdobramentos éticos e morais de um julgamento. É muito bom Mavericco, pode ir sem medo. Aliás, ajuda a entender alguns aspectos do próprio Moby Dick, digamos assim, não por ser epifânico e estarrecedor, mas por tratar de um tema que estrutura boa parte da saga da baleia branca.

    Vou tentar me fazer mais claro quando fizer a resenha desse livro.
     
  4. lavoura

    lavoura Usuário

    Bom, peguei ontem para ler Billy Budd. E como é uma leitura curtinha terminei ontem mesmo.
    Oque falar do livro? Não sei se é viagem minha, mas percebi que o autor tentou comparar a história de Billy com Jesus Cristo. Pelo fato da pureza do marinheiro e por ele ter aceitado seu destino, se tornando um mártir. Sendo o Capitão Vere como Pilatos.
    Sobre a obra, ela leva a questionamentos interessantes,pegando por exemplo o caráter do capitão Vere, que é descrito como uma ótima pessoa,inteligente e superior as demais. Cabe a ele a decisão de juiz no caso de Billy, mesmo os outros oficiais dos juri querendo amenizar a pena de budd, ele se mantém fiel a sua função e apesar de sua opnião ser a favor de Billy, ele analisa e mostra os "dois lados da moeda" e acaba cumprindo com o dever da lei e com isso consegue manter o ambiente sáudavel no navio, evitando futuros crimes devido a uma folga no julgamento de Billy Budd. Mas uma vez Melville nos leva ao questionamento moral, vale a pena matar um inocente para "salvar"
    dez ? E se o inocente fosse alguém que você ama, você a sacrificaria para salvar pessoas que nem conheça?

    BIlly Budd matou Claggart, respondeu por isso e foi condenado a morte. Nos capitulos finais vemos que os marinheiros criam uma aura sobrenatural sobre a morte dele.
    Dizendo que ele partiu antes de ser enforcado, pois o corpo subiu sem espasmo nenhum,já inerte ao mastro do navio, dando a entender que ele escolheu morrer , ao invés de ser morto pelo crime. Outro fato mostra O capitão Vere morrendo e levando com ele a história real de Billy, pois foi a unica testemunha da ação que ocorreu lá. E a inversão dos papeis noticiada no jornal, mostrando Billy como o mandante de um motim, um ser imoral que assasinou claggart com uma faca. E Claggart como um honesto oficial, patriotra de seu pais, que morreu honrado exercendo sua função.
    Aliás, sobre Claggart, ele resolve incriminar Budd ,claramente por inveja. E ontem de manhã coincidentemente,vi uma noticia sobre um Cara que ficou preso 10 anos, condenado por estupro e conseguiu provar sua inocência, conforme a noticia do terra:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Essa noticia me deixou muito puto, de saber que tem pessoas que pouco se importam com a vida alheia, só querem saber do benefício próprio. Ou agem simplesmente por inveja ou vingança. Vale a pena dar uma lida na notícia.

    Só uma coisa que esqueci de mencionar acima, como o Melville foca mais nas situações doque nos personagens e pelo texto ser curto, não criei simpatia por nenhum deles, analisando a leitura somente pelos dilemas. Billy Budd é um ótimo livro, trata de questionamentos sobre o bem e mal. Recomendo a leitura a todos
     

Compartilhar