1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Beowulf: os monstros e as idéias de jerico

Tópico em 'De Fã Para Fã' iniciado por Administração Valinor, 6 Dez 2007.

  1. Administração Valinor

    Administração Valinor Administrador Colaborador

    <p align="justify">
    Depois de assistir &ldquo;A Lenda de Beowulf&rdquo; com o devido olhar tolkieniano, acho que &eacute; relativamente seguro dizer que o filme baseado no poema anglo-sax&atilde;o n&atilde;o &eacute; nem de longe t&atilde;o ruim quanto as pessoas andaram dizendo &ndash; mas poderia ter sido infinitamente melhor, e at&eacute; virado um cl&aacute;ssico, se tivessem dado mais aten&ccedil;&atilde;o a Tolkien ao faz&ecirc;-lo.
    </p>
    <p>
    &nbsp;
    </p>
    </ br>
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

     
  2. Ispaine/Estus

    Ispaine/Estus Ohtari Parmaron

    Não adianta. Não existe justificativa. O filme é ruim. Muito ruim.
     
  3. Menello

    Menello Usuário

    Cara, eu adorei o filme. Tem pontos negativos, claro. Mas eu gostei muito fo filme. Até achei que tentariam copiar grandes batalhas para imitar o SDA. Mas não cometeram esse erro. Mas o filme tá muito bom sim.
     
  4. NaVegaDor

    NaVegaDor Usuário

    Tenho uma interpretação simbólica desta versão de Gaiman/Avary. A história mostra que a força e poder viril dos homens é fraca frente aos sutis encantos das mulheres. O que os homens de poder (Reis, Cardeais, etc) mais temiam nas bruxas eram seus poderes de sedução e encantos sensuais (Prováveis precursoras de maquiagens, perfumes, trajes audaciosos, "viagras", etc)... Penso em quantos reinados e cortes não estiveram nas mãos de mulheres que seduziram líderes e tiveram filhos às escondidas com estes ou simplesmente foram vítimas de idiotas poderosos e seus falos/cetros sem controle. Quantas não criavam potenciais herdeiros assim ou faziam Reis de reféns, aproveitando-se que o orgulho destes não admitia fraquezas e a maldição da culpa corroia suas almas... A desgraça do reino viria das bocas dessas “cobras” cuspindo flamejantes segredos ou mesmo da ira de filhos bastardos contra pais que lhes negaram reconhecimento e amor... Historinhas como essas lembram de que pouco adianta alcançar poder material (físico, financeiro, etc) sem cultivar valores mais sutis como Caráter. E é claro, dependendo de quem conta a história, é aqui que alguma ideologia/crença pode se aproveitar para vender seu peixe...
     
  5. void_of_her

    void_of_her Usuário

    Eu achei o filme mediano, pois a historia poderia ter sido mais bem aproveitada, e apesar de a animação ser legal, eu creio que com atores o filme ficaria mais legal... uma coisa mais épica talvez.
     
  6. Artanis Léralondë

    Artanis Léralondë Ano de vestibular dA

    Uma boa visão mesmo :think:
    ihh colocando a Angelina tb :rofl:

    Gostei da história e do dragão :grinlove:
    Mas, o Beowulf dando um de bonzão, por favor neh...XD
    :lol:
    ô cara metido...ficava gritando sem parar *Beowulf*Beowulf*Beowulf*Beowulf*...parecia o Motoqueiro fantasma, que todo que era teu inimigo, ficava apontando e dizendo: VOCÊ, INIMIGO!VOCÊ, INIMIGO!VOCÊ, INIMIGO!VOCÊ, INIMIGO!VOCÊ, INIMIGO!

    ai >.<'
    não gosto dessas coisas forçadas..:roll:
    mas, a história é boa...pena mesmo que não aproveitaram bem...eh uma pena tb que não pude assistir em 3D, pq dizem que é muito bacana :joy:
    e o Grendel ficou perfeito :yep:
     
  7. Cara, que loco...8-O8-O8-O
    Tô bege...8-O8-O8-O
    Os falos/cetros sem controle...:blah: Maluco...
    Dá prá fazer um artigo com tudo o que você escreveu...:think:
     
  8. miharu

    miharu Wild~

    O filme é ruim, mas não vamos exagerar. Um pouco mais de dedicação, ou como foi dito no artigo, seriedade, teria dado um produto final muito melhor.
    Também não é assim tão bom. O que eu achei interessante foi eles finalmente terem falado sobre a lenda, embora não o tenham feito assim tão bem.
    Também acho que com atores seria mais emocionante. A animação foi de qualidade razoável - achei, por exemplo, os personagens meio sem expressão facial. O Beowulf gritava só abrindo a boca! Não fazia cara de raiva direito etc.
     
  9. Artanis Léralondë

    Artanis Léralondë Ano de vestibular dA

    "Ora, essa é justamente uma das descobertas trazidas pela filologia: a maioria dos estudiosos acredita que o nome do herói quer dizer “lobo-das-abelhas”, uma comparação abreviada conhecida como kenning, muito comum na poesia anglo-saxã. O significado é “o animal que é para as abelhas o que o lobo é para o homem”, ou seja, o urso, que tem grande apetite por um melzinho. Há quem diga que esse aspecto de Beowulf inspirou o personagem Beorn, de “O Hobbit”. E repare que o brasão de Beowulf no filme é um lobo. Como diria Michael Drout, estudioso do anglo-saxão e da obra de Tolkien, “Angelina Jolie está praticando filologia! Angelina Jolie está praticando filologia pelada!”."

    O mais legal de tudo são estas descobertas :joy:

    Gostei do artigo que menciona, antigamente não davam tal importância para o poema, sendo algo com dragões e fantasias meramente.Porém, chegou Tolkien :joy:, o qual ensinou que não era bem assim, deu um visão de gênio.
    Onde Grendel e sua mãe, eram tudo que representavam de mau no mundo.

    "Bem, o Professor virou essa afirmação de ponta-cabeça. Em seu ensaio, Tolkien defende que os monstros, como o ogro Grendel e sua mãe e o dragão que Beowulf enfrenta no fim de sua vida, são justamente a chave da visão poética da obra. Os monstros representariam um embate mais do que humano, ou que representa a humanidade como um todo: a luta dos seres humanos contra um Universo hostil numa época em que o paganismo dominava, e portanto não trazia a esperança cristã de uma salvação futura."

    :clap:

    Terminando o artigo, gostei das razões impostas para explicar o motivo do não sucesso do filme.A mais plausível é a luxúria no filme, que torna-se até forçada demais.

    "Já em “A Lenda de Beowulf”, vemos um Hrothgar embriagado e quase nu que não consegue controlar a própria mulher, guerreiros cantando músicas sobre as donzelas que levaram para a cama em toda a Escandinávia e por aí vai. A obsessão com temas de natureza sexual – o verdadeiro erro de Beowulf nessa versão, aliás, é a luxúria, e não o orgulho desmesurado, como no poema – também é típica de Gaiman e do cinema moderno. Mas o fato é que ela acaba soando “errada”, deslocada, dentro do contexto mítico do personagem, assim como a visão cínica de que as lendas são construídas em benefício daqueles que detêm o poder."

    :yep:


     

Compartilhar