1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Bebidas e direção (nova lei)

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Ana Lovejoy, 30 Jun 2008.

  1. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Não achei nenhum tópico discutindo o assunto por aqui então resolvi abrir porque é um assunto que merece ser debatido. Vou copiar uma parte do post do
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    para quem está por fora:

    Eu queria aqui a opinião de vocês sobre isso. Porque eu já vi gente que defende a lei nova e pessoas que acharam que a lei é imbecil. O argumento de quem aprova é que não tem essa de um pouco ou muito álcool no sangue, a bebida afeta a coordenação do motorista então quem bebe realmente não deve dirigir.

    O argumento de quem acha a lei imbecil, é de que quem sabe beber vai perder "a diversão" por causa de alguns que não sabem beber, e que a lei não afetará quem não sabe. Também questionam questões como a liberdade do cidadão,
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    .

    O que eu acompanhei de notícias desde que a lei passou a valer é que só para variar, há uma diferença enorme entre a intenção e a ação. Para começar, o problema óbvio: só em São Paulo,
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    . Como a polícia poderá controlar essa questão?

    E na onda do argumento do pessoal que é contra a lei, o final de semana veio cheio de casos de acidentes envolvendo pessoas bêbadas, ou seja, não é a lei que fará com que os que enchem a cara e depois saem para dirigir evitem fazer isso (notícia sobre isso
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    ).

    Para piorar, parece que a própria polícia não está preparada ou atualizada sobre a tal da lei. Nesse final de semana um motorista embriagado atropelou três homens em um posto de gasolina (matando um deles), e após pagar fiança de mil reais saiu tranqüilinho, sem sequer ter a carteira apreendida (como prevê a nova lei).

    Passando os fatos, agora minha opinião: eu já ouvi falar de diversos estudos que compravam que quantidades mínimas de álcool no sangue já afetam o indivíduo - mas não tenho aqui qualquer dado atual, então ficaria feliz se alguém pudesse colaborar aqui colocando dados e fontes sobre o assunto. Há dois anos atrás, meu cunhado morreu em um acidente de carro e tinha bebido, segundo os amigos, só dois copos de cerveja. O que nunca saberemos é se teria sido diferente se ele não tivesse bebido NADA.

    Então a lei não serviria só para nos proteger de bêbados irresponsáveis, mas de para nos proteger de nós mesmos. Eu sou uma que costuma encher a cara e achar que está "normal", independente dos outros dizerem que estou obviamente bêbada. E é justamente o achar que está "normal" que é o problema.

    Não acho que seja um sacrifício horrendo fazer um esquema de rodízio com amigos, parceiros e afins - como já é frequentemente sugerido em campanhas contra acidentes envolvendo motoristas embriagados. Para quem não pode entrar no esquema do rodízio e quer enfiar o pé na jaca mesmo assim, pega busão, táxi, volta à pé. A despesa que se tem com combustível e estacionamento provavelmente já cobrem o dinheiro do táxi.

    Eu sei que é um saco. Mas o principal de sair não é encher a cara, mas se divertir com as pessoas. Você não precisa de uma gota de álcool para isso. No final das contas, é aquela coisa: se as pessoas tivessem noção do que é viver em sociedade (meus atos influenciam a vida dos outros, por menores e mais irrelevantes que pareçam), não precisaríamos de leis como essas.

    Mas fazer o quê? As pessoas ainda sequer compreenderam o risco de falar ao celular enquanto estão dirigindo, o que dirá de abrir mão de umas biritinhas para voltar com segurança para casa (e permitir que outros voltem seguros)...
     
    • Ótimo Ótimo x 2
  2. arwensp

    arwensp quer falar comigo? manda MP!!

    Olha eu sou a favor dessa lei, pois assim poderia se evitar muitos acidentes
    porém no Brasil lei nenhuma vai pra frente por fqalta de fiscalização
    então... bem, não vai dar em nada
    mas por causa da péssima fiscalização brasileira
     
  3. Larissa

    Larissa Usuário

    Eu concordo com a lei, porque a quantidade de álcool ingerida não provoca o mesmo efeito em todo mundo. Por exemplo, eu bebo uma taça de vinho e já fico tonta, enquanto que outras pessoas bebem uma garrafa e estão de boa - então é melhor já proibir do que limitar a quantidade de álcool no sangue.

    Mas é impossível essa lei funcionar agora, pelo menos em São Paulo. É preciso MUITO mais fiscalização.
     
  4. Duilin

    Duilin Eruhín Alcarohtar

    Sou a favor da Lei.
    "Quem não sabe beber" - Isos é completamente relativo.
    Cada um reage de forma diferente em relação à bebida.

    Conheço um cara que há mais menos 3 anos, saiu com os amigos, só ele bebeu.
    Não quis deixar a direção do carro, e em alta velocidade perdeu o controle do carro e bateu num ponto de ônibus, onde matou crianças, adultos e idosos.

    Destruiu umas 3 famílias.
    E antes do acidente se alguém lhe fosse perguntar, ele diria que estava completamente sóbrio.

    A constituição poderia ser contraditória, mas não é.
    Do mesmo jeito que ela prevê liberdade, ela tbm diz que o bem maior é a vida. E nada do que está lá pode ser garantido se colocar em risco esse bem, sendo ele seu ou de outro.

    E não tenho dados sobre esses estudos dos efeitos aqui...
    De uma procurada por alto, mas não achei nada interessante =/
     
  5. Deriel

    Deriel Administrador

    Ninguém sabe beber, ainda mais depois de beber um pouco. Bebeu não dirige, bem simples.
     
  6. Almirante Ackbar

    Almirante Ackbar Usuário

    É notável a falta de cuidados. Tenho amigos que não se importam com isso, acham a coisa mais natural da vida beber e depois dirigir.
     
  7. arwensp

    arwensp quer falar comigo? manda MP!!

    realmente é relativo
    se eu beber um gole fikou tonta... e tem gente que bebe uma garrafa e fala que está sóbrio
     
  8. Tuor

    Tuor Usuário

    Eu achei a lei rigorosa, mas tem que ser assim. É basicamente para que se diga: bebeu, nem ouse dirigir, senão você está fu-fu. É como a Ana falou: não é preciso que beba para que a pessoa possa se divertir em seja-lá-o-que-for.

    A questão é que, se houver fiscalização efetiva e permanente, isso pode dar certo, pois quem bebe, que leve um amigo que bebe também mas que naquele dia não vai beber somente para levar o carro, ou um que não beba de jeito nenhum, ou como muitos dizem: vá de táxi ou de ônibus. Muito melhor do que arriscar levar 900 e cacetada de multa e ainda correr o risco de ter a carteira suspensa e o carro apreendido. Ou pior: se matar ou matar alguém.
     
  9. arwensp

    arwensp quer falar comigo? manda MP!!

    é verdade... isso é pra ver como anda a mente de muitas pessoas, que nem se importar com a vida do outro se importam...
     
  10. Danee

    Danee Demônio angelical

    Eu achei muito boa a lei.

    Se quem diz que 'sabe beber' tá reclamando, peça carona com outro amigo, ônibus, taxi ou volta a pé. A lei não tá impedindo ngm de beber...

    E mesmo que a polícia ainda não esteja preparada, mesmo que não haja muitos bafômetros e mesmo que isso não evite todos os acidentes, pelo menos aos poucos vai conscientizando e metendo um pouco de medo na população, já que vão ter que pagar mais pela brincadeira.

    Já que muita gente acha que pode beber e dirigir maravilhosamente bem, que nunca vai causar um acidente na vida e que mortes no trânsito só acontecem nos noticiários, então que pelo menos tenham medo da multa e de perder a carteira.
     
  11. Tia Neera

    Tia Neera Pinguin. Aditivada com café!

    Posso dar uma opinião de quem não bebe por opção e dirige, como eu, e meu marido que adora uma cerveja (de latinha é a preferencia dele) e não dirige, por opção também, já que gosta da loira gelada. E de uma ex-policial militar de transito EM São Paulo.

    É triste. Nos oito anos em que fui PM, perdi as contas dos acidentes que atendi (e não só de fim de semana), de quantas famílias foram destruidas. Falta fiscalização, sim. Mas falta mais conscientização dos motoristas (principalmente os jovens) de que se bebeu não deve dirigir. E esta lei fazia falta, já na minha época doze anos atrás. Posso contar N histórias sobre o assunto.
    Sou a favor. Incondicionalmente. Principalmente agora que meu filho atingiu a maioridade e vai começar na auto escola. E já avisei que se for pra balada pra beber, não vai pegar o carro. Mas tenho que confiar no que ensinei a ele, apesar de que nessa época não tenho mais tanto controle e ele sempre pode entrar na da turma:"ah, um copinho só não faz nada". Faz sim. O motoqueiro que me atingiu em maio do ano passado estava sob efeito de alguma substancia...só que não posso provar. E era uma quinta feira, tres horas da tarde. E de qualquer maneira a lei não retroage.
    E essa desculpa que estão dando de que se comer bombons de licor, beber caldo de cana, comer creme de papaia com cassis (para quem não sabe é uma sobremesa com licor), etc; SE houver esse caso, é so esperar mais ou menos de oito a quinze minutos e depois fazer ou refazer o teste. O alcool na mucosa da boca se dissipa neste prazo.
    Quanto a fiscalização, devem chegar mais 600 bafômetros esta semana para o Estado de São Paulo (vi em reportagem hoje). Deveria ter mais, mas já é um começo.
    Para mim o que falta é somente o esclarecimento aos delegados de polícia de sobre o que a lei diz e que ela PODE E DEVE ser aplicada. Ele é a autoridade com o poder de deter o acusado, apreender o carro e CNH e aplicar os autos de infração (multas) necessárias.
    Só falta o habito de para que isso ocorra.
    Quem fala contra é porque não sabe o que pode acontecer. Ou acha que nunca acontecerá com ele. Infelizmente acontece.

    Para quem já viu muita desgraça como eu....essa lei já veio tarde. Mas antes tarde do que nunca!
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  12. arwensp

    arwensp quer falar comigo? manda MP!!

    é triste pensar no tanto de familias que jah foram destruidas por causa do alcool
    =[
     
  13. Lukaz Drakon

    Lukaz Drakon Souls. I Eets Them.

    É uma lei radical demais. Muita gente que bebe um ou dois copos de cerveja e depois para vai ser prejudicada e não vai poder dar uma relaxada depois do trabalho. E o que acontece? Fica estressado e desconta tudo nos outros enquanto dirige. Vão estar pagando por alguns pouco que não tem nenhum pingo de responsabilidade e acaba prejudicando o resto.

    Eu sou completamente a favor.

    Esses poucos sem responsabilidade trazem desgraça a muitas famílias e (graças a burocracia e dinheiro) saem quase impunes. Os que bebem com responsabilidade que comprem a bebida e bebam em casa. Qual o problema? Ainda passam mais tempo com a família.

    :bamf:
     
  14. Deriel

    Deriel Administrador

    Vc é contra ou é a favor?

    E, de novo, qualquer meio copojá afeta sim os reflexos. Não tem essa de saber beber. Quer beber? Volte de táxi ou qq outro modo.
     
  15. arwensp

    arwensp quer falar comigo? manda MP!!

    Lukaz vc se contradizeu no seu post, não?
    disse que era radical demais, e depois disse que era a favor o_O
     
  16. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Meio copo afeta a coordenação? Ok, até pode. Mas se eu tomar um litro de coca cola, devido à súbita alta no nível do açúcar do meu sangue, fico com a coordenação muito mais alterada. E aí?

    E se eu tomar um remédio à base de álcool, como muitos anti inflamatórios e remédios homeopáticos? Vou tomar uma multa salgadíssima e perder a carteira por um ano por estar com dor de garganta?

    Ou eu devo passar a andar com um atestado no bolso?

    E, andando com um atestado no bolso, terei eu um álibi para tomar uma latinha, que seja?

    E o bafo do dia seguinte? Ora, se eu tomar um tragoléu na minha casa no sábado à noite e fizer o teste do bafômetro no dia seguinte ao meio dia, rodarei tranquilamente, mesmo que os efeitos da bebedeira já tenham passado. E aí? Não posso beber antes de dirigir ou não posso beber AT ALL?
     
  17. Grahan

    Grahan Sim, eu me divérto

    Completamente a favor. A lei é muito boa. Só precisamos torcer para que ela seja fiscalizada e cumprida.

    Mas agora uma questão? E os padres que precisam tomar vinho na celebração da missa e depouis rumar de carro para outra igreja em outra celebração? Lembrando que a cada missa é um cálice de vinho! Padres serão presos?
    E as pessoas que tomam remédios que contém álcool? E os que comem bom-bons de licor? Tudo acusa!
    Só isso que fiquei na dúvida:think:
     
  18. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Sim.
    Se acusa, dá multa. Não interessa a graduação, não interessa o motivo. O álcool da cachaça é o mesmo do remédio homeopático.
     
  19. Tia Neera

    Tia Neera Pinguin. Aditivada com café!

    Grahan, vc não leu meu post. Tá comprido. Até eu achei!:rofl:
    Mas eu falei dos bombons. Depois de quinze minutos, o alcool na mucosa da boca evapora. Quanto aos padres....não sei. Mas são excessões a regra. E quanto aos remedios...geralmente esses que tem um "efeito" alcoolico, Skywalker, têm uma contra-indicação de dirigir depois......
     
    Última edição: 30 Jun 2008
  20. Urd Sama

    Urd Sama I can't contain myself anymore

    Sou a favor.

    Não só a tolerância 0 ao consumo de bebidas, mas no geral. As leis de transito brasileiras são brandas e os motoristas brasileiros não tem educação nenhuma, não só em relação beber e dirigir, mas em tudo, falta civilidade e respeito, se vc respeita as leis de transito é considerado "trouxa".

    E tem gente q ainda tem a cara de pau de dizer q existe uma industria de multas... com a falta de fiscalização q existe.

    Em 20 mins dirigindo na marginal Pinheiros em SP vc vê tanta infração q 2/3 dos motoristas nesse percurso perderia a carteira fácil se a fiscalização fosse p/ valer.
     

Compartilhar