1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Barco funerário viking é encontrado no Reino Unido

Tópico em 'Ciência & Tecnologia' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 19 Out 2011.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Arqueólogos britânicos descobriram os vestígios de um barco funerário viking nas terras altas escocesas, que, afirmam, é um dos mais importantes já encontrados no Reino Unido.

    O barco usado como túmulo, com cinco metros de comprimento, continha os restos de um guerreiro de alto escalão que foi enterrado com um machado, uma espada, uma lança, um escudo e um broche de alfinete na jazida de Ardnamurchan, de mais de mil anos de antiguidade, segundo a Universidade de Manchester, uma das instituições que participam das escavações.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Barco viking com cinco metros de comprimento foi usado como túmulo para viking de alto escalão, mostram restos

    Também foram encontrados no túmulo, que utilizou em sua construção 200 rebites britânicos, uma faca, o que poderia ser a ponta de um chifre de bronze utilizado para beber, uma pedra para amolar norueguesa, cerâmica viking e diversas peças de ferro que não foram identificadas.

    A codiretora do projeto, Hannah Cobb, professora de Arqueologia da Universidade, qualificou a descoberta de "apaixonante".

    acrescentou Cobb, que trabalhou durante seis anos com especialistas da Universidade de Leicester e outros arqueólogos escoceses.

    Os vikings, como são conhecidos os povos germânicos navegantes e guerreiros procedentes da Escandinávia que se lançaram à conquista da Europa entre o fim do século 8º e meados do 11, utilizavam os barcos como túmulos para enterrar personalidades da época com suas posses.

    Especialistas em vikings da Universidade de Glasgow acreditam que o barco possa datar do século 10º.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

     
  2. Neithan

    Neithan Ele não sabe brincar. Ele é Mito

    Eu sabia! Os Barcos élficos não afundam. É Boromir, de Gondor!
     
    • LOL LOL x 2
  3. Turgon

    Turgon 孫 悟空

    Lembrei do Boromir ao ler a notícia também. :lol:
     
  4. Bilbo Bolseiro

    Bilbo Bolseiro Bread and butter

    Também lembrei na hora do Boromir :lol:
    Realmente maravilhoso esse achado, toda e qualquer nova possibilidade de saber mais sobre essa cultura tão rica é muito bem-vinda.
     
  5. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Quando vejo uma descoberta dessa lamento que os Vikings não tenham descoberto a América antes dos portugas e espanhóis.
     
  6. Bilbo Bolseiro

    Bilbo Bolseiro Bread and butter

    Descobrir eles descobriram, só não se estabeleceram lá, hehe
     
  7. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Leif Eriksson chegou aqui no ano 1000, aqui não, no Canadá. Só não quiseram ficar, acho.

    Lá?
     
  8. Bilbo Bolseiro

    Bilbo Bolseiro Bread and butter

    Por "lá" eu me referia à América do Norte, hehe
    Sim, ou seja, eles descobriram o novo continente quase 500 anos antes de Colombo. Eles chamaram essa terra nova de "Vinland".
     
  9. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Bob Esponja comemora o dia de Leif Eriksson.
     
    • LOL LOL x 1
  10. Hamfast

    Hamfast Melodia e distorção

    Bacana a descoberta, mas sem SS é fake, abs.:obiggraz:
     
  11. Bilbo Bolseiro

    Bilbo Bolseiro Bread and butter

    Sim, realmente, existe essa data no calendário de dias comemorativos lá, e eles fizeram esses episódio do desenho pra ajudar a instruir as crianças a respeito, hehe
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  12. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Sempre esqueço que quando olhamos o mapa-mundi num globo terrestre visto do topo os paises escandinávos, a Groelândia, a Russia e todo o norte do Canadá ficam até que razoavelmente bem próximos, separados apenas pelo mar ártico e isso até favoreceu os vikings viajar por essas bandas. Só faltou mesmo colonizar.
     
  13. Kainof

    Kainof Sr. Raposo

    Não tem nada que um arqueólogo aprecie mais do que encontram um bom túmulo. :-D
    Afinal, ali tem um corpo com todas as suas marcas ósseas, estruturais, sociais através dos adereços e modo fúnebre, além dos artefatos culturais e forma sepultamento que denota o tipo de rito religioso. Um prato cheio pra entender uma civilização.

    Pois é, a hipótese da chegada dos vikings até a América me parece muito mais plausível que a chegada dos fenícios ou a dos chineses, por exemplo. Mais provável até que Cabral tenha chegado ao Brasil por engano...

    Verdade, a proximidade geográfica é um grande fator que dá ainda maior probabilidade da chegada viking à costa norte do continente americano. São trechos marítimos não muito grandes que, dependendo das condições climáticas, um drakkar bem poderia ter singrado com relativa facilidade, devido à rapidez e boa flutuação dessas embarcações. Também não sabemos como estavam as condições do gelo nos mares árticos naquela época, isso pode ter facilitado ou dificultado a chegada deles. Ainda que o drakkar fosse leve o suficiente para ser carregado sobre a superfície terrestre com certa facilidade. Os vikings realizavam esse tipo de manobra ao transpor trechos secos entre rios.

    Não colonizaram a América do Norte por alguns fatores principais:

    1- Não tinham estrutura nem material nem populacional para se estabelecer, ainda mais arriscando uma viagem tão longa e difícil. Navios grandes e resistentes o suficiente pra isso só seriam construídos séculos mais tarde. Bem como ter sobretaxa populacional para colonizar territórios.

    2- O vikings tinham uma cultura de saque e retorno. Não de conquista e ocupação do território. Não era objetivo deles ocupar uma área, mas de explorar e conhecer locais onde pudessem extrair e transportar. O que não encontrariam no Canadá.

    3- O pensamento colonialista é bem localizado e típico do final do século XV e posterior. Até então o objetivo dos exploradores era ou de negociação ou de submissão por meio de tributos. Algumas civilizações formam impérios, mas eles são, na maioria das vezes imposições administrativas. À época, o último império desse tipo na região, o romano, havia findado há muito. Mesmo outros povos formadores de impérios como o Bizantino, o Árabe e o Chinês na época, era distantes e não formavam contato com esse povo nórdico, impedindo uma transculturação. Mesmo que os vikings estabelecessem um império de conquistas, que povo haveria lá a conquistar?
     
    • Gostei! Gostei! x 3
  14. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Segundo a Wikipedia

    Vinland foi o nome dado pelos Vikings à zona do Golfo de São Lourenço, Nova Brunswick e Nova Escócia. A área foi explorada por iniciativa de Leif Ericson a partir de Leifsbudir, um colonato estebelecido por volta do ano 1000 na costa norte da Terra Nova (atual Canadá). A ocupação de Leifsbudir foi precária e durou apenas uma década, mas representou o primeiro contacto da Europa com a América, cerca de 500 anos antes das viagens de Cristóvão Colombo.

    _________________________________________________________________________________________________________________________
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  15. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Nessa época não seria difícil atravessar não, pois havia na época um ótimo medieval, uma elevação na temperatura média da Terra em 0,5ºC, que acarretou descongelamento do gelo na Groenlândia (terra verde), por isso que foi chamada assim, embora para nós fique difícil entender o motivo de ser chamada assim, mas na época era mesmo verde.
     
  16. Kainof

    Kainof Sr. Raposo

    Verdade, ouvi falar sobre isso mesmo, só não lembro o período. Mas vou acreditar que foi por aí mesmo, o que é bem provável, e confiar que tu pesquisou no google antes.=]
     
  17. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    E tentar colonizar o Norte do Canadá seja pros vikings ou pros colonizadores mais atuais nunca foi missão fácil. Até hoje existem imensos vazios demográficos naquelas dezenas de ilhas próximas da Groelândia
     
  18. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Não, está no livro de geologia que eu usei para pagar duas matérias do curso: Decifrando a Terra, vários autores, tem várias edições, a mais nova tem 600 e tantas páginas.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    ISBN: 9788504014396
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  19. Henrique MP

    Henrique MP Usuário

    Fantástica a descoberta! Mas, sem fotos? Por quê? Isso danificaria os artefatos ou o corpo?

    O nome "Terra Verde" foi dado pelos Vikings para enganar os inimigos. Assim como a Islândia (em inglês Iceland) ganhou esse nome para que nenhum inimigo fosse lá e roubasse o tesouro dos vikings. Na época a Groelândia era fria também, e os que iam la pensando em "Terra Verde" acabavam congelados, enquando a Islândia ta la de boa.
     
  20. Tilion

    Tilion Administrador

    A história dos nomes das ilhas não tem nada a ver com isso de manter invasores longe. Até parece que se algum grupo quisesse mesmo invadir um local ia deixar de fazê-lo por causa do nome que fulano deu. "Terra do Gelo? Nossa, melhor nem pisarmos lá!!" Parece coisa de desenho animado.

    O caminho que levou as duas ilhas a serem chamadas assim é bem tortuoso, mas resumindo seria isto:

    A Islândia (Ísland, em islandês: ís "gelo" + land "terra") teria sido chamada assim pelo norueguês Flóki Vilgerðarson (o primeiro nórdico a ir até a Islândia de livre vontade; a maioria dos outros colonizadores foram para fugir de disputas na Noruega com o rei Haraldr hárfagri), que no séx. VIII, depois de subir numa montanha perto do seu acampamento, viu um grande fiorde, Ísafjarðardjúp (no noroeste da ilha), que estava repleto de pedaços de gelo boiando.

    A Groenlândia (Grænland, em islandês: græn "verde" + land "terra") teria sido chamada assim por Erik, o Vermelho, para atrair outros colonizadores para o lugar.
     
    • Gostei! Gostei! x 5

Compartilhar