1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

[AXN / Globo] Lost

Tópico em 'TV' iniciado por .plück., 7 Mar 2005.

  1. Barbárvore.

    Barbárvore. Beatlemaniac

    Se é a justiça quem considera crime o que vai acontecer?
    Os distribuidores vão ser presos? :P
     
  2. Almië

    Almië cute as a button


    AHUhauHUAHuhauhUHA
    Desviando um pouco o assunto: olha só o que tem nas entrelinhas de um parágrafo desse site: I survived a horrific plane crash and am stranded on an island somewhere Northeast of Australia and Southwest of Hawaii. In the event that I am never found, please forward word of my fate to my parents.

    :roll:
     
  3. DW

    DW Usuário

    Tem essa também:

    If anyone should find this message, please get word I'm alive and stranded on an island somewhere in the South Pacific. Please send help soon. Things are bad. And they're getting worse...

    Sally
     
  4. V

    V Saloon Keeper

    Quem só se importa com Coisas Acontecendo Em Termos De Trama vai gostar desse episódio 17. Na minha opinião ele foi bem fraco.

    Num episódio só nós descobrimos não apenas que a história do Henry Gale é real, mas também que o Henry Gale não é o cara que eles têm preso na escotilha, mas é tão óbvio que eles fazem aquela onda toda das portas fechando pra gente simpatizar com o cara e depois se sentir enganado no final, ao descobrir que ele está mentindo (exatamente como aconteceu com o Locke e o pai dele (sacou?)).

    Flashbacks são novamente o maior problema -- os do Locke são sempre irritantes, mas dessa vez a coisa foi longe: mostrar só o Locke (sem cortes) enquanto o "Henry Gale" rasteja pelo duto de ventilação até a sala do computador (e nós ficamos na expectativa de saber [a] se ele vai chegar a tempo de apertar o botão e mesmo que chegue, se ele vai voltar) foi uma boa decisão (mesmo que a resolução seja previsível), mas cortar pra última parte do flashback bem no meio disso foi falta de respeito, matou toda a tensão, estragou uma situação que era pelo menos teoricamente interessante (btw, a parte interessante é a expectativa envolvendo o fato do Locke ter que confiar no cara, e não o fato do Locke estar com as pernas presas na porta (isso foi retardado)).

    Nada mais aconteceu, além do detalhe do Jack ganhando os suprimentos médicos do Sawyer no pôquer, que foi aquele tipo de coisa totalmente genérica tentando ser esperta; a gente não vê quase nada do jogo, tudo é resolvido rápido demais, não há uma sensação de confronto, nada. Foi só uma maneira de resolver um problema. "Problema: Jack precisa de remédios, mas eles estão todos com o Sawyer. Solução: Jack ganha todos eles de uma vez no pôquer. Fim da história. Obrigado." Talvez eles resolvam o problema das armas no palitinho...
     
    Última edição: 30 Mar 2006
  5. TT1

    TT1 Dilbert

    Episodio 02x17:

    Ok, esse está no top 3 dessa temporada. Foi simplesmente animal.

    Ver aquele mapa das estações de pesquisa com um monte de detalhe foi surreal! Pra quem quiser ver os detalhes das milhares de coisas escritas:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Bom, me parece que a Dharma selou tudo com as portas pra encenar mais uma vez o lance da quarentena, enquanto mandavam a comida. Mas se eles tão em quarentena lá dentro, como vão lá fora pegar a comida? Será que existe um tipo de roupa especial?

    E porque aquele painel se acendeu, mostrando o mapa das escotilhas?

    Aliás, repararam que o Locke presta atenção no alto falante quando ouve o nome dele? Nem é, é porque eles avisam que a escotilha será trancada (lock em ingles). Mó pegadinha... hehehe

    Reparem que na imagem na porta está esctrito: "cogito ergo doleo"

    "Penso, logo, sofro".

    Será que é algo ligado a controle da mente de um antigo responsável pela escotilha?

    Tem também "sursum corda", que é "corações ao alto", muito comum em rezas católicas. O que diabos será que é isso?

     
    Última edição: 30 Mar 2006
  6. Knolex

    Knolex Well-Known Member In Memoriam

    sim, sim, o lance das portas foi pra comida chegar, tenho quase certeza.

    O flashback foi inútil e corta clima, mas ajudou à provar, mais uma vez, que John Locke é o ser humano que teve a vida mais infeliz da história, etc. Só falta a gente descobrir que ele passou a infãncia num campo de concentração, aí a desgraça fica completa.

    Achei boa a forma como cuidaram da trama dos 3 que foram à busca... uma cena só deles achando o balão, e no fim a gente finalmente tendo a revelação.

    Quanto ao mapa, ele e os hieroglifos agora vão ser alvo de milhões de teorias. Enfim, eu prefiro não ficar especulando no escuro, e vou assistindo a série.

    Seria um episódio foda se os flashbacks entrassem em momentos menos brochantes ou se tivessem usado o tempo do poker pra algo útil, mesmo que seja uma passada geral pelos personagens que não vêm aparecendo... foi o segundo sem nada do Eko.
     
  7. Balbo

    Balbo Usuário

    Depois do episódio 16, onde o suposto "Henry Gale" além de instigar o Locke contra o Jack (ele diz "eu não sei como você deixa ele falar assim com você") e ainda tentar despertar a curiosidade dele ("vocês parecem não saber nada e nem mesmo estão curiosos"), exatamente como "os Outros" vêm fazendo (o barbudo diz "tem uma linha aqui, não ultrapassem, etc."; a Claire encontra as fantasias (alguém "esqueceu" justamente elas), com uma barba entre elas, e se lembra dele (sem a barba) olhando pra ela e fechando a porta pra fingir que não queria ser visto falando com o Ethan, além das aparições do Walt, o cavalo preto que a Kate e o Sawyer viram, etc.), o que está parecendo é que aquele cara só está lá pra cumprir uma missão ou uma tarefa (talvez até a captura seja uma farsa; aliás, provavelmente é uma farsa. Por mais que a Rousseau tenha sido convincente dando uma flechada nele ela ainda é muito suspeita), então independentemente do que ele fizesse ninguém ficaria surpreso pelo fato dele estar mentindo, nem mesmo o Locke, que fez aquilo muito mais numa tentativa desesperada de apertar o botão do que num "voto de confiança" (se bem que ele não vem se mostrando tão inteligente quanto parecia).

    E eu tive a forte impressão de que o "Henry Gale" não entrou naquele duto de ventilação só pra apertar um botão. Eu acho que ele fez alguma coisa enquanto as portas estavam fechadas, e depois apertou o botão. Sabe-se lá se fazia parte dos planos ou se ele não conseguiu apertar o botão a tempo e aconteceu alguma coisa inesperada. É possível até que ele quisesse que não desse tempo e tenha caído propositalmente pra não parecer que demorou muito.

    P.s.: o pôquer foi a melhor parte do episódio.
     
  8. V

    V Saloon Keeper

    Acabei de pensar numa coisa...

    Se você vai enterrar um morto e se passar por ele, você deixaria os documentos do cara junto com o corpo? Não seria mais garantido queimar eles ou algo assim?

    Resta saber se isso foi burrice dos roteiristas ou se aquele documento estava lá justamente para ser encontrado.
     
  9. Knolex

    Knolex Well-Known Member In Memoriam

    Ou simplesmente eles enterraram o cara pura e simplesmente e não esperavam que um dia aqui ia ser útil. Aí o Henry teria improvisado na hora que foi capturado e se lembrou do sujeito que havia enterrado.

    É mais uma alternativa, enfim...
     
  10. V

    V Saloon Keeper

    Pode até ser, mas mesmo assim... sei lá, é estranho. Se bem que agora qualquer coisa pode parecer "lógica". Saca só:

    Os únicos fatos são esses:

    a) há um documento no nome de um Henry Gale de Minnesota, com a foto de um homem negro.

    b) o documento foi encontrado junto a um cadáver de um homem, enterrado em um túmulo com uma cruz.

    c) havia um balão na copa das árvores em volta do túmulo.

    Agora, as dúvidas:

    O documento é verdadeiro? Se for, ele pertenceu ao homem que está enterrado no túmulo? O homem estava no balão? Se estivesse, estava sozinho? Como ele morreu? Quem enterrou ele? E, mais importante, qual é a relação que o prisioneiro tem com tudo isso?
     
  11. TT1

    TT1 Dilbert

    O mais estranho é que o Henry Gale só sabe dizer que o nome dele é Henry Gale e ele é de Minnesota. Ele não sabe mais nada. Provavelmente nem saberia dizer pra que time de baseball ele torce em Minnesota.

    "Meu nome é Henry Gale, eu vim num balão e sou de Minnesota". Isso é muito estranho. Me parece mais com alguem que finge ser ele, mas tem poucos dados sobre a pessoa verdadeira.

    Provavelmente ele realmente veio com a esposa, não acho que esse cara tenha falado isso do nada. Será que ela foi raptada? Será que é alguem que está no grupo do pessoal do avião?
     
  12. Knolex

    Knolex Well-Known Member In Memoriam

    Sabe, acho que o Henry Gale real não deve ter muita importância. Não acho que vão responder essas suas perguntas. Agora a parada vai ser pressionarem o Henry Gale falso pra descobrirem tudo possível sobre a Dharma.

    E o principal alvo de especulações agora será o mapa da estrutura da Dharma na ilha, e as anotações que tinham.

    Achei essa reprodução no fórum da Lost brasil:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Enfim, a gente já conhece o Swan e Staff (onde Kate, Rousseau e Claire foram no ep. 15 - e nenhuma ainda falou nada com Jack nem ninguém).
     
  13. TT1

    TT1 Dilbert

    Na verdade conhecemos o Arrow tambem, que é onde estava o grupo que estava na cauda do avião.
     
  14. Knolex

    Knolex Well-Known Member In Memoriam

    Nossa, aquilo era tão minúsculo que achei que só fosse um bunkerzinho, e não uma estação.
     
  15. V

    V Saloon Keeper

    Btw, várias dessas anotações podem supostamente explicar várias das coisas inexplicáveis, como o urso polar (canto inferior direito).
     
  16. Chester Cubano

    Chester Cubano Chester_Cubano

    muito bom esse episodio ! so nao entendi pq do nada comeco uma voz naquele megafone e depois as portas se fecharam ! e po nesse mapa ta escrito "there are dragons" serah que tem dragoes na ilha ??
     
  17. TT1

    TT1 Dilbert

    tem dragões sim. Quando o Locke tá falando com o pai dele no hotel, dois dragões passam voando. E eu tenho certeza que vi um dragão azul, no episodio 16.

    Na verdade eu li que os roteiristas vão dizer que a ilha é a Terra Média e eles vão encontrar o Gandalf no episodio 22







    pelo amor de deus, né, voce tá VENDO o mesmo Lost que eu? :roll:
     
    Última edição: 31 Mar 2006
  18. Chester Cubano

    Chester Cubano Chester_Cubano

    esta escrito no mapa que apareceu na porta do episodio de lost ! se for esse o lost que vc esta vendo entao estamos vendo o msmo lost .... e eu nao sei se tem dragoes so sei que ta escrito ali !
     
  19. Knolex

    Knolex Well-Known Member In Memoriam

    TT1, ele só falou de algo que tem no mapa. É o que tá escrito, queira ou não. Por mais que a gente acredite ter outro significado, ele apenas interpretou o que tá lá. Não vejo pq censurá-lo assim, IMO.


    Agora, Chester, ao que tudo indica:

    A voz, que avbisou exatamente que as portas iam fechar, é padrão pra quando entregam a comida. Ou seja, provavelmente vem do avião que atira a comida, avisando "Ei, tamo chegando, fiquem quietinhos que já já a gente vai abrir de novo, etc". Sacou?
     
  20. TT1

    TT1 Dilbert


    Se voces se dessem ao trabalho de procurar a frase "hic sunt dracones" no google, descobririam que ela é bem comum em mapas:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     

Compartilhar