1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Australiano é considerado inocente 86 anos depois de ter sido enforcado

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Tia Neera, 29 Mai 2008.

  1. Tia Neera

    Tia Neera Pinguin. Aditivada com café!

    "Homem foi acusado injustamente de estupro e assassinato de uma garotinha.


    Novas análises dos fios de cabelo usados como prova mostram que ele era inocente.

    Da Reuters
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)




    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    Arte/G1
    Mais de 80 anos depois de passar pela forca, australiano foi considerado inocente
    (Foto: Arte/G1)



    Um homem enforcado em 1922 pelo estupro e assassinato de uma garota de 12 anos em Melbourne, na Austrália, foi perdoado pelo crime na terça-feira (27), depois que novos testes mostraram que as provas contra ele eram forjadas. O nome do felizardo é Colin Campbell Ross.

    "É um caso trágico, em que um erro judicial resultou no enforcamento de um homem", disse o procurador-geral Rob Hulls. "O perdão é o reconhecimento de que há sérias dúvidas quanto à condenação do senhor Ross por assassinato."

    A Austrália é uma forte opositora da pena de morte. O último enforcamento aconteceu em 1967, também em Melbourne. O bandido pé-de-chinelo Ronald Ryan foi executado por seu envolvimento em uma fuga da prisão, durante a qual um guarda foi morto a tiros.

    Hulls disse que o caso de Ross é um aviso para aqueles que querem reintroduzir a pena de morte no país, abolida formalmente em no estado de Victoria em 1975. Ele causou polêmica desde o enforcamento, apenas 115 depois da prisão do suspeito. Testemunhas garantiam que ele estava no trabalho no momento do crime. Ross jurou inocência até o último momento.


    Um fio de cabelo
    Os promotores se basearam em fios de cabelo encontrados num cobertor na casa de Ross e numa suposta confissão que ele teria feito a um colega da cadeia - que tinha na ficha condenações por perjúrio. Os especialistas da época concluíram que o cabelo era da menina encontrada morta Alma Tirtschke.

    Um pesquisador encontrou esse cabelo usado como prova em um arquivo em 1995. Novos testes acabaram provando que eles não pertenciam à vítima.

    O procurador-geral Hulls pediu que o caso fosse reaberto dois anos depois. Uma comissão de juízes concluiu que o processo estava cheio de falhas.

    A sobrinha de Ross, Betty Everett, que falou em nome da família, disse estar aliviada ao saber que o tio não era um assassino. "Uma sombra foi tirada do meu coração", disse ela à rádio australiana ABC.

    Já a sobrinha da vítima, Bettye Arthur, declarou ao jornal "Melbourne's Age": "É uma tragédia para todos os envolvidos que o verdadeiro culpado não tenha sido pego e que um homem inocente tenha perdido a vida"."


    Pois é, fico me perguntando se no Brasil teria esse pedido de desculpas....:think:.
    Os defensores da pena de morte deveriam pensar duas vezes antes de defende-la. Pelo menos aqui no Brasil.
    Por essas e outras sou favorável a prisão perpétua!
     
  2. Éomer

    Éomer Well-Known Member

    É por isso que eu confio cegamente na justiça. ela tarda mas não falha.
     
  3. Shazan

    Shazan siscapuliu

  4. Arquivos Anexados:

  5. Fringway

    Fringway Andarilho do Norte (187)

    Ela tarda mas não falha.
    Mas infelizmente as vezes ela tarda demais:osigh:
     
  6. Deriel

    Deriel Administrador

    É, nesse caso, 86 anos, Raise Dead não funciona mais. Precisaremos de Ressurection mesmo :think:
     
  7. Izze.

    Izze. What? o.O

    Não tenho lá muito o que dizer sobre a notícia, foi forjada a acusação do homem, e, naquela época, não tinha-se lá muitos recursos pra provar se ele era ou não o assassino.

    Mas, francamente, que raios de ilustração é essa?!G1 sempre se superando.
     
  8. Breno C

    Breno C Quack

    Fico me perguntando quantos não morreram sem ser culpados de verdade... Mas acho legal a justiça admitir o erro, mesmo quando a coisa não tem volta...
     
  9. Depois de todos esses anos???8-O
    Lamentável...:osigh:
     
  10. Artanis Léralondë

    Artanis Léralondë Ano de vestibular dA

    8-O8-O8-O

    em pensar que como ele, foram muitos inocentes para forca e cia :osigh:
     
  11. Fringway

    Fringway Andarilho do Norte (187)

    É verdade, a Justiça admitir que errou é uma coisa muito importante:clap:
    Mas continua sendo algo triste.
     
  12. Izze.

    Izze. What? o.O


    Sim, é algo triste.
    Pois a justiça não pode errar, por mais que o faça. Pedir desculpas não muda nada.
     
  13. Tronco

    Tronco Banned

    Só de pensar q agora ele teria bisnetos...uahauahua
     
  14. CamiLa

    CamiLa Usuário


    :yep: Todos sabem que dar o primeiro passo e admitir o erro é o mais complicado,mas,será que algum dia a justiça vai aprender com os erros e FAZER JUSTIÇA??? :think:...infelizmente só tendem a surgir mais e mais absurdo que foram cometidos injustamente e pelo caminho que Às coisas vão tomando,me parece que não aprendemos nada desde o tempo em que queimavam mulheres consideradas bruxas 8-O...a ignorância toda é a mesma...pessoas não sabem lidar com pessoas...e nem sabem Às julgar.

    - :disgusti:...
     
  15. Lórien Leaf

    Lórien Leaf Usuário

    Isso é um absurdo. O estado é culpado por isso e os juízes que deram a condenação deveriam ser processados juntamente com o estado por este crime.

    A família do inocente deve entrar na justiça e pedir indenizações por danos morais e muito mais.

    Isso é uma causa ganha. Qualquer advogado que pegar este caso sairá vitorioso com a familia do inocente.
     
  16. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Acredito que os juizes que condenaram o cara já devem estar todos mortos tb, não?
     
  17. Tia Neera

    Tia Neera Pinguin. Aditivada com café!

    Acredito que sim. Afinal são 86 anos...mas o Estado, tá aí.

    No final a gente fica pensando:"Tá, a Justiça (leis) é cega, mas quem as interpreta são homens que na maioria das vezes enxergam....muito mal, mas enxergam...":think:
     
  18. Primula

    Primula Moda, mediana, média...

    Crimes deveriam prescrever, como acontece aqui? apenas porque passou o prazo, um assassinato deixa de ser crime?

    Da mesma forma, não é porque um caso foi arquivado e o prisioneiro foi executado, que um caso dúbio deve ser esquecido e deixado de lado.
     
  19. Alguém

    Alguém Usuário

    Que bom, mas pena que ele jah tinha morrido neh... :osigh:
     

Compartilhar