1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Aumenta número de reprovados na educação básica

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por +ANGELLORE+, 3 Jun 2004.

  1. +ANGELLORE+

    +ANGELLORE+ Usuário

    Um triste retrato de Brasil.Eu lembro de quando o Governador Mario Covas, aqui em São Paulo, aprovou aquela lei absurda que a reprovação só se dava quando ultrapassasse a freqüência de 75%( em caso de insuficiência de notas, seria recuperação, recuperação (e depois DP!Isso já no governo atual), pensaram que o problema estaria sanado.Mas, a causa é muito mais profunda.
    Leiam esta matéria da Folha de São Paulo:
    Aumenta número de reprovados na educação básica


    "A tendência de queda no aproveitamento dos estudantes da educação básica foi mantida em 2002. Naquele ano, 4,1 milhões de alunos do ensino fundamental (1ª a 8ª série) foram reprovados. Em 2001 foram 3,9 milhões, contra 3,8 milhões em 2000.

    Ao mesmo tempo, o número de matriculados no ensino fundamental caiu nos últimos anos: 35,1 milhões em 2002; 35,3 milhões em 2001; e 35,7 milhões em 2000.

    Os dados sobre o desempenho dos estudantes, divulgados nesta quarta-feira (2), fazem parte da Sinopse da Educação Básica de 2003, realizada pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), do Ministério da Educação.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    De acordo com o presidente do Inep, Eliezer Pacheco, os números mostram que, apesar da ampliação do acesso ao ensino fundamental e médio nos últimos anos, é necessária a implantação de políticas de melhoria da qualidade da educação. "Precisamos de uma escola que garanta a permanência e o sucesso escolar do estudante."

    Segundo a sinopse, 92% dos reprovados no ensino fundamental estavam no período diurno e 8%, no noturno.

    As regiões com maior número de reprovados são a Nordeste, com 1,8 milhão de alunos (45% do total), e a Sudeste, com 938 mil (23%). Mas a diferença na distribuição das matrículas mostra a desigualdade no país: no Nordeste estão 35% dos alunos e no Sudeste, 36%.

    A sinopse mostra também que caiu o número de abandonos: de 2,9 milhões em 2001 para 2,8 milhões em 2002; já o de concluintes subiu de 2,7 para 2,8 milhões no mesmo período.

    Ensino médio

    O panorama do ensino fundamental se repete no médio: houve aumento das reprovações (de 649 mil para 747 mil entre 2001 e 2002) e de abandonos (de 1,073 milhão para 1,135 milhão).
     
  2. Night Owl

    Night Owl Usuário

    Tb, só querem saber de ver televisão, ou escutar músicas com erros gramaticais gravissimos, com alguns refroes toscos e repetitivos e pornograficos....

    Deveriam ter mais incentivo a leitura no pais..
     
  3. Kyo

    Kyo Big bad wolf

    Não só na escola publica, muita particular por aih tah cheia de aluno que eh vagabundo mesmo e naum quer nada com nada da vida, depois não sabe por que reprova...
     
  4. Omykron

    Omykron far above

    pra que ir na escola atrapalhar quem quer ter aula?

    a baderna q eh escola particular, e escola publica então, ter aula eh impossivel.
     
  5. Rilo Kiley

    Rilo Kiley I'll Be Your Mirror...

    Na minha opinião, depende muito da pessoa. Claro que a qualidade de ensino das escolas influenciam, e muito.
    Independente de ser escola pública ou particular, o ensino é o mesmo, o que muda é a falta de organização das escolas públicas.
     
  6. ExtraTerrestre

    ExtraTerrestre Usuário

    Aqui no Brasil também temos um probleminha na relação aluno e professor. Professor, para o aluno brasileiro, é aqueçe cara que deve avaliar todos os seus trabalhos de escola e te dar pontos, se te avaliar bem é gente fina, não interessando o modo como ele dá aula. A expressão "meu professor é muito exigente" significa exatamente "ele é meu inimigo potencial", mas na realidade: 1.Realmente, ele não explica merda nenhuma e dá uma prova com o dobro do conteúdo que explicou(?).
    2. ele dá trabalho e 30 deveres de casa todos os dias, o que não adianta nada, pois esses trabalhos quase sempre falam daquilo que os alunos estão cansados de saber, como o clássico trabalho do folclore.
    3. ele e um bom professor, mas os alunos, com os encéfalos atrofiados pelo atual sistema de ensino, acham ele um pouco complicado para o nível deles. No final, ou desiste da turma ou acaba explicando a mesma matéria de há 2 anos atrás, como acontece no Inglês de escola pública.

    Também talvez nem seja falta de verbas, e não é apenas a relação aluno-professor nem a tradicional cultura brasileira, onde o povo vive para o descanso. Vivemos com corrupção e um governo (não exatamente o governo lula, mas qualquer governo desde 64) que não presta a atenção nos rumos que a educação está tomando. E onde os professores, tendo pouco para viver e para pagar com a maior parte do material usado para aula (tem escola por aí onde professor só ganha giz).
     
  7. Aurus

    Aurus Neon God

    Eu ja estudei em escola pública e particular, o problema de escola pública são as greves e a falta de professores, isso me prejudicou bastante porque tem materia de oitava serie que eu so fui entender la no final do primeiro ano, e mesmo assim, ainda tenho dificuldades quando tenho que saber algo que dependa da oitava, não que eu tenha sido um aluno super aplicado e estudioso, mas em escola pública só passa mesmo quem ta muito interessado, quem vagabunda fica sempre de recuperação, principalmente porque mais da metade da nota vem de trabalhos, ja em escola particular e mais facil de passar sem fazer nada ja que a nota e so de provas não precisa ficar se matando de estudar e fazer trabalhos, mas mesmo assim, o numero alto de reprovações é poquê infelizmente a maioria dos jovens de hoje em dia são desinteressados e por mais chances que tenham não dão valor e nem se esforçam pra nada, e não porque estudam em escola publica ou particular.
     

Compartilhar