• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Atirador mata ladrão com refem e granada

[F*U*S*A*|KåMµ§]

Who will define me?
Atirador de elite atira em ladrão com refem e uma granada. Ameaçando retirando e recolocando o pino. Morreu na hora.





Finalmente!
Tem que ser assim mesmo.
Negociação tem que ser apenas para dar tempo pro atirador se posicionar da melhor maneira possível. É tempo suficiente pra saber se o cara é apenas um desesperado de momento ou um maluco fdp.

Podiam ter feito isso naquele sequestro das duas garotas de 15 anos em um apartamento. O cara meteu a fuça na janela 200 vezes. Só podia ter terminado em tragédia mesmo.
 
Última edição por um moderador:

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Usuário Premium
Bons atiradores aqui não faltam.

O problema é que ainda falta é darem carta branca total pra eles porque infelizmente sempre tem algum corneteiro da turminha dos direitos humanos contra isso.

Mas o que acho mais lamentável é que se não se bastasse isso ainda tem muito bandido mal carater que sobrevive a tiroteio sendo salvo a tempo em hospital enquanto muita gente de bem morre na fila de espera de um hospital do SUS.
 

Eriadan

Usuário
Usuário Premium
Ok. Dar carta branca pra matar à vontade será a solução para os nossos problemas com a violência.
 

Hellchan

Bad things with you...
Ok. Dar carta branca pra matar à vontade será a solução para os nossos problemas com a violência.
Não seria a solução.
Mas aposto que muito mais bandido ficaria com medo de levar um tiro, se existisse a carta branca, e inibiria um pouco (além de não existir os covardes que existem hoje)...

Eu acho que ajudaria sim.
Melhor morrer um bandido, que um inocente.

Mas solução real, realmente eu acho que não existe.
 

Faerie

Usuário
Olha...seria legal se ninguem morrese.
Mais..se não tem outro jeito.. se não acham outra solução melhor pra isso..

:chibata:
 

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Usuário Premium
Ok. Dar carta branca pra matar à vontade será a solução para os nossos problemas com a violência.
Eu prefiro uma punição bem sofrível e torturante para sequestradores e bandidos que colocam a vida de reféns sob pressão e risco, mas em situações extremas e delicadas como que tá sendo discutida aqui no tópico prefiro mesmo a ação rápida de um bom um atirador com precisão cirúrgica e "robocopiana" se é que me entende!
 

Melian_ a maia

Eu não sou um
O que me deixa totalmente maluca é a burocracia que é p/ um policial usar uma bala, tem que preencher até ficha explicando de que jeito vc gastou aquela bala,onde e pq.
É ridiculo, enquanto o bandido consegue arma e munição deus sabe onde e descarrega no primeiro que atravessar seu caminho.
Assim foi em varios assaltos, metralham os pedestres e carros no momento da perseguição pq sabem que na regra de conduta do policial ele tem obrigação a prestar socorro, já que o contrario já é considerado crime.Ai ele foge feliz enquanto os policiais socorrem as vitimas.
Um policial que atira sem ordem do comandante é afastado e as vezes fica sem dinreito ao salario.
De vez em quando aparece dessas que tbm concordo com vc´s, é o que deveria ser feito, se o cara sabe que a chance dele morrer num ato covarde desse é de 80% duvido que o infeliz faça!
Mas como sabe que a chances dele tomar uma bala é de 5% aí é festa, toda semana tem um desse.
No caso das gurias aki de Santo andré tiveram chances e tinham atiradores posicionados p/ atirar sim, o que eles não tiveram foi autorização, pq tinha 2 advogados lá, e um deles pediu aquele maldito termo que ele não sofreria nenhuma violencia. Foi um termo pedido para dar-lhe segurança p/ se entregar. Mas adivinha? Mais uma vez a familia e o advogado ferraram com tudo!
 

Húrin

Amante da Calíope
Retirei meu post...

Naquelas, opinião muito forte e em vista do ambiente do Fórum e de como anda o mundo atualmente, é melhor eu evitar esse tipo de comentário....
 

Húrin

Amante da Calíope
Pode ser. Mas esse é o mundo em que grande maioria das pessoas ainda tem pena de bandido, em que garotas de familia vão para a porta de cadeia visitar bandido, em que pedófilos são libertados com fiança de R$100, em que filho bêbado de político atropela crianças e pais de familia e não são presos, em que se liberta bandido e assassino...

Não dá pra confiar...
 

Kainof

Sr. Raposo
Usuário Premium
Emoticon batendo palminha pra um cara que matou outro é exagero hein?

Sério gentes que vocês acham justificável e até louvável matar alguém sob quais condições forem? Tá certo, o cara ameaçava outra(s) vida(s), isso exige medidas extremas. Atirador de elite foi a solução encontrada. Mas aí a exigir esse tipo de tratamento generalizado? Peraí né! Qual o limite que se estabelece para o uso do poder de matar? O que isso pode levar? Cuidado, isso me cheira a extermínio e fascismo.

Não seria a solução.
Mas aposto que muito mais bandido ficaria com medo de levar um tiro, se existisse a carta branca, e inibiria um pouco
Pois eu acho que os sequestros ficariam mais sofisticados, com o criminoso não aparecendo em público/locais abertos ou usar a vítima como escudo humano, por exemplo.

É ridiculo, enquanto o bandido consegue arma e munição deus sabe onde
Sabe onde? Geralmente ou com policial, ou por contrabando sob as vistas grossas de algum policial.

Sem querer virar o argumento contra a instituição policial ou contra a profissão em si, claro. Mas bandido também veste farda.

Retirei meu post...
Frouxo. :mrgreen:

Pode ser. Mas esse é o mundo em que grande maioria das pessoas ainda tem pena de bandido, em que garotas de familia vão para a porta de cadeia visitar bandido, em que pedófilos são libertados com fiança de R$100, em que filho bêbado de político atropela crianças e pais de familia e não são presos, em que se liberta bandido e assassino...
Cara, uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. Tu está juntando várias "modalidades" de crimes num balaio só. São crimes diferenciados, com causas diferentes, com consequências e medidas desiguais. Não dá pra juntar tudo.

Pedofilia me enfurece também, impunidade sob poder econômico ou enfim me revolta também. Mas são casos bem diferentes. As soluções aplicadas devem ser diferentes, de acordo com a gravidade dos casos.
 

Éomer

Usuário
Eu ainda não tenho opinião formada sobre qual seja o tratamento adequado para dar a um sequestrador. Mas duma coisa eu tenho certeza. Se tiver que escolher entre a morte da vítima e a do sequestrador mil vezes a do sequestrador. Afinal de contas a vítima não teve escolha e está ali obrigada. O que não pode acontecer é ter o sujeito na mira do atirador e não agir, com medo da opinião pública, como foi o caso da menina Eloá.


Mas uma vida é sempre uma vida. E o fato de saber que as vezes temos que escolher entre a vida de um criminoso e de um inocente não nos deve causar orgulho, mas sim vergonha. É um sinal de que algo está tremendamente errado.
 
Última edição:

Hellchan

Bad things with you...
Emoticon batendo palminha pra um cara que matou outro é exagero hein?

Sério gentes que vocês acham justificável e até louvável matar alguém sob quais condições forem? Tá certo, o cara ameaçava outra(s) vida(s), isso exige medidas extremas. Atirador de elite foi a solução encontrada. Mas aí a exigir esse tipo de tratamento generalizado? Peraí né! Qual o limite que se estabelece para o uso do poder de matar? O que isso pode levar? Cuidado, isso me cheira a extermínio e fascismo.


Pois eu acho que os sequestros ficariam mais sofisticados, com o criminoso não aparecendo em público/locais abertos ou usar a vítima como escudo humano, por exemplo.


Sabe onde? Geralmente ou com policial, ou por contrabando sob as vistas grossas de algum policial.

Sem querer virar o argumento contra a instituição policial ou contra a profissão em si, claro. Mas bandido também veste farda.


Cara, uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. Tu está juntando várias "modalidades" de crimes num balaio só. São crimes diferenciados, com causas diferentes, com consequências e medidas desiguais. Não dá pra juntar tudo.

Pedofilia me enfurece também, impunidade sob poder econômico ou enfim me revolta também. Mas são casos bem diferentes. As soluções aplicadas devem ser diferentes, de acordo com a gravidade dos casos.

Generalizar o q?
Eu acho, pelo menos da MINHA PARTE, estamos falando de caras que usam reféns, e isso é tortura psicologica. Não estamos falando de um simples cara que numa hora de desespero, pega uma arminha e assalta uma padaria ou um posto de gasolina.
Estamos falando de caso de reféns, de psicopatas ou pessoas sem nada na cabeça, que ameaça inocentes e suas famílias, fazem chantagens e ainda exigem alguma merda.

Bom, pra ficar mais sofisticado, tem que ser feito por pessoas mais inteligentes. E como uma maioria mal tem o ensino básico, ainda assim, diminuiria os casos.

Realmente, tem bandido fardado.
E realmente, concordo completamente que não dá para generalizar.

Mas eu sou a favor de penas mais rígidas no Brasil
Eu sou a favor da pena de morte.
Afinal, eu que me mato de trabalhar, pra sustentar um estuprador na cadeia.
Eu acho que no brasil a penalidade é muito pouca. E é muito fácil pagar fiança.
Acredito que todo o sistema penal do Brasil deveria ser revisto.
 

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Usuário Premium
Eu sou a favor da pena de morte.

Acredito que todo o sistema penal do Brasil deveria ser revisto.
Eu que pensava que era o único a defender esse ponto de vista neste fórum! Aleluia!

A diferença é que meu ponto de vista com tantos corneteiros dos direitos humanos de plantão pros tempos atuais é utópico demais.

Pros crimes mais hediondos e imperdoáveis eu defendo que haja uma pena de morte torturante ou seja o cara vai morrer mas bem lentamente sofrendo como era nos tempos medievais. Em matéria de punição nada se compara aqueles tempos.
 

Raphael S

Desperto
Príncipe ein? Que merchan espertinho! ^_^

Bom, posso dormir mais tranquilo sabendo que os índices criminosos estão mais controlados.

É bem triste na verdade, mas uma vida desperdiçada.

By Raphael Silvério
24 Horas
 

Hellchan

Bad things with you...
Eu que pensava que era o único a defender esse ponto de vista neste fórum! Aleluia!

A diferença é que meu ponto de vista com tantos corneteiros dos direitos humanos de plantão pros tempos atuais é utópico demais.

Pros crimes mais hediondos e imperdoáveis eu defendo que haja uma pena de morte torturante ou seja o cara vai morrer mas bem lentamente sofrendo como era nos tempos medievais. Em matéria de punição nada se compara aqueles tempos.
Não sou tão extremista
Afinal, o problema dos tempos medievais, era que as vezes podia se culpar um inocente, só porque ele fez "bruxaria"
se fosse assim, era pra eu ser queimada-viva
:lol:


Mais uma vida desperdiçada, falaram?
Pra mim a vida ja foi desperdiçada no momento que o cara resolveu pegar uma arma e usar outra vida, fazer refém, e se beneficiar do trabalho alheio. Isso ja ta desperdiçando o ar do meu planeta.
 

Syd Barrett

Shine on you, crazy diamond.
Bons atiradores aqui não faltam.

O problema é que ainda falta é darem carta branca total pra eles porque infelizmente sempre tem algum corneteiro da turminha dos direitos humanos contra isso.

Mas o que acho mais lamentável é que se não se bastasse isso ainda tem muito bandido mal carater que sobrevive a tiroteio sendo salvo a tempo em hospital enquanto muita gente de bem morre na fila de espera de um hospital do SUS.
Direitos Humanos só pra quem é humano, não pra aqueles marginais que matam sem nenhum motivo!

O SUS também é f*da!
 

Eriadan

Usuário
Usuário Premium
Refém oferece ajuda para a família de bandido


A família da refém Ana Cristina Garrido disse neste domingo que gostaria de ajudar a família do assaltante Sérgio Ferreira Pinto, que na última sexta-feira foi morto pela polícia depois de passar mais de uma hora usando a comerciante como escudo. Pelo telefone, o professor José Garrido, marido de Ana, disse que ficou surpreso quando leu no EXTRA a história do assaltante.

Ele revelou que gostaria de usar o Instituto Fábio Garrido (criado em homenagem ao filho Fábio Garrido, morto em 1992) para dar apoio aos familiares do bandido. E conta com o apoio da mulher…

- A gente queria confraternizar com a família dele. Parece que ele tem um filho de três anos. A gente estaria disposto até a ajudar essa família no nosso instituto. Desde que eles no vejam também como pessoas normais. Nós somos trabalhadores, minha filha e minha esposa estavam ali cuidando do nosso negócio. Perdemos um filho, sabemos o que é isso. Ele foi mais uma vítima da sociedade. O que a gente procura é exatamente isso, tirar crianças da deliquência – explicou ele.

Para o professor, mesmo tendo ameaçado a vida de outras pessoas, inclusive a da própria mulher dele, Sérgio também foi uma vítima:

- A minha esposa foi vítima, dentro da nossa concepção. Mas aquele rapaz também foi vítima, ele foi levado à deliquência por conta do nosso modelo de sociedade. Acho que este rapaz é o resultado do desamor, de uma sociedade deturpada, equivocada, com políticos corruptos. O sustentáculo daquele garoto era a avó. Depois da morte dela a família se rompeu – disse ele, agradecendo o fato da mulher ainda estar viva:

- Deus deu tanto para a gente, que não podemos nos furtar de ajudar a quem precisa. Ele ainda deu mais um favor para a gente, na semana passada. Precisamos prestar conta disso. Não custa nada diminuir a dor alheia.

http://extra.globo.com/geral/casode...rece-ajuda-para-familia-de-bandido-227136.asp
 

Raphael S

Desperto
É tão lindo a sociedade ajudando a aumentar os índices criminosos.

Eu espero que mais assaltantes aproveitem a idéia promovendo assaltos, sequestros e estupros para terem a chance de serem pegos no ato e que assim possam estufar o peito aos atiradores de elite morrendo como heróis e acertando a vida da própria família.

Se for ver pelo lado lucrativo, aquelas maravilhosas mães bolsa família que adoram ter milhares de filhos podem aproveitar e educar seus novos pimpolhos para serem garotos peneira, isso melhoraria a qualidade de vida delas.

Eu só tenho que ser malvado e dizer que sou a favor da pena de morte mas tortura é desumana. Queremos resolver o problema, não alimentar nenhum sentimento de sadismo na população. Acho que o ladrão deve temer ser morto como qualquer ser humano que teme pelo fim de sua vida. Afinal morreu morreu. O cara que fizer porqueira vai correr do mesmo modo sabendo que vai morrer ou que vai morrer sendo torturado, tortura é dispensável, estamos além do século XX, não estamos?

By Raphael Silvério
The Future Law Voice
 

Valinor 2020

Total arrecadado
R$1.470,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo