1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Evento As 5 Melhores (83ª Semana) - Simple Minds

Tópico em 'Música' iniciado por Fúria da cidade, 12 Jun 2014.

  1. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Simple Minds:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Simple Minds é uma banda de rock da Escócia, que atingiu sua maior popularidade de meados da década de 1980 até o início da década de 1990. Originários da zona sul de Glasgow, a banda produziu um punhado de álbuns aclamados pela crítica no início de sua carreira, e posteriormente engajando-se numa obra mais inspirada politicamente, que também conseguiu o sucesso de público.

    Entre os sucessos da banda destacou-se o single "Don't You (Forget About Me)", número um em diversos países, que fez parte da trilha sonora do filme de John Hughes, The Breakfast Club.

    Entre os membros que fundaram a banda, Jim Kerr (vocais) e Charlie Burchill (guitarra), juntamente com o baterista Mel Gaynor, formam o núcleo da banda, que atualmente conta com Mark Taylor/Andy Gillespie nos teclados e Eddie Duffy no baixo.

    Discografia:

    Life in a Day (1979)
    Real to Real Cacophony (1979)
    Empires and Dance (1980)
    Sons and Fascination/Sister Feelings Call (1981)
    New Gold Dream (81-82-83-84) (1982)
    Sparkle in the Rain (1984)
    Once Upon a Time (1985)
    The Breakfast Club (1985)
    Live In The City Of Light (1987)
    Street Fighting Years (1989)
    Real Life (1991)
    Good News from the Next World (1995)
    Neapolis (1998)
    Our Secrets are the Same (2000)
    Neon Lights (2001)
    Cry (2002)
    Black & White 050505 (2005)
    Graffiti Soul (2009)

    Formação atual: Jim Kerr (vocal), Charlie Burchill (guitarra, teclado) , Mel Gaynor (bateria, percussão) e
    Ged Grimes (baixo)

    Músicos adicionais: Mark Taylor (teclado) e Andy Gillespie - teclado (estúdio)

    Ex-integrantes: Brian McGee - bateria (1977-1981), Derek Forbes - baixo (1978-1985 e 1997-1998)
    Mick MacNeil - teclado (1978-1989), John Giblin - baixo (1985-1988) e Eddie Duffy - baixo (1999-2010)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Comentários: Essa é a minha banda escocesa preferida que alternando entre pop e rock conseguiu um bom destaque principalmente entre a segunda metade dos anos 80 e primeira metade dos anos 90.

    As minhas cinco preferidas deles:

    1º Let there be love

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    2º Mandela Day
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    3º Alive and Kicking
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    4º Don´t you forget about me
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    5º Hypnotised
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    • Ótimo Ótimo x 1
    • Gostei! Gostei! x 1
  2. Quickbeam

    Quickbeam Rock & Roll

    O Simple Minds tem uma discografia enorme, mas eu só conhecia bem os sucessos da década de 80. Só uns anos atrás é que fui ouvir alguns dos primeiros trabalhos e é ali que encontrei um interesse maior pela banda. Acostumado eu que estava com o som de arena pelo qual ficaram famosos, foi um choque descobrir as influências pós-punk e eletrônicas no início do grupo. Real to Real Cacophony é deveras experimental, um álbum difícil de se acostumar, enquanto Empires and Dance é mais acessível, dançável até, mas mantém um clima dark e opressivo (tornou-se meu álbum favorito da banda).

    1 | "Don't You (Forget About Me)" (The Breakfast Club [OST], 1985)
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    2 | "Celebrate" (Empires and Dance, 1980)
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    3 | "Changeling" (Real to Real Cacophony, 1979)
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    4 | "I Travel" (Empires and Dance, 1980)
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    5 | "Someone Somewhere in Summertime" (New Gold Dream (81–82–83–84), 1982)
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    • Gostei! Gostei! x 1

Compartilhar