1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Arte na Terra Média

Tópico em 'J.R.R. Tolkien e suas Obras (Diga Amigo e Entre!)' iniciado por Fimbrethil, 11 Jun 2008.

  1. Fimbrethil

    Fimbrethil Esse chato é um

    Tolkien, aparentemente gosta muito de arte, nos livros dele existem vários exemplos de canções, de poesia, de dança, de menestréis.
    Mas na Terra Média não havia teatros, ou um circo, as pessoas não se dedicavam às artes.
    A coisa mais próxima de um local dedicado a performances que eu vi era aquele salão na casa de Elrond, onde se contava histórias, se cantava... mas vocês já imaginaram viajar de Minas Tirith até Valfenda pra ouvir uma história?
    Mesmo os menestréis, eles não viajavam por toda a Terra Média levando cultura e diversão ao povo.
    É estranho isso, né?:think:
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  2. moriel

    moriel Banned

    Eu acho que viajavam sim. Certamente, deveria ter músicos e artistas que viajavam de cidade em cidade e de povoado em povoado...
    O problema é que isso dificilmente acontecia na época da guerra do Anel. Afinal, tinha orcs e conflitos, não era uma época propícia para viagens...
     
  3. Izze.

    Izze. What? o.O

    É, gostei da visão da Moriel. Não viajavam na época da Guerra do Anel por conta dos perigos que haviam no caminho.

    Mas também acho outra coisa: não havia talvez casas de "espetácilos" e afins porque não era lá considerado uma arte.

    Pelo menos eu vejo as canções e poesias como uma forma mais agradável de se contar uma história, como se toda e qualquer narração fosse, na verdade, cantada ou recitada. E, assim, não haviam lugares para uma grande reunião de pessoas para ouvirem um "showzinho", mas tudo passado de boca em boca.

    Sei lá se isso tem algum sentido... o_O
     
  4. Gab¡

    Gab¡ Usuário

    Não tem nem como dizer que o Tolkien não gostava de arte...mesmo pq, ele fazia arte! E, como dito, há várias expressões de arte dentro da dele!

    Concondo com a Moriel. Não eram muito seguras as viagens durante a guerra...e definitivamente não tinha clima pra isso!

    Pode até ser que não exitiam casas de "espetáculos" como disse a Izze, mas não acredito que seja por não considerar isso como arte. Talvez, relacionando com a Idade Média, a arte fosse um privilégio da "corte e do clero", o "pessoal do topo da pirâmide", e os espetáculos fossem realizados para eles, não precisando das tais casas!

    É claro que deviam existir bardos, contadores de histórias, trovadores, quem transmitisse a cultura e a história para o "povo", mas acredito que algo mais informal, em tavernas ou algo do tipo!
     
  5. Haran Alkarin

    Haran Alkarin Usuário

    Trovadores existiam sim, as histórias de Beren e Lúthien e de Túrin Turambar supostamente teriam sido contadas por eles, não? Tem até o nome de um trovador famoso, autor dessas histórias, cujo nome esqueci.

    O que eu mais estranho a respeito disso é a inexistência de filósofos.
     
  6. Rogério Magno

    Rogério Magno Guarda da Cidadela

    Certamente devia haver trovadores, menestréis e outros tipos de artistas em Gondor, Rohan e outros lugares (principalmente o Condado), mas ademais, eles deviam ser extremamente bons no que faziam, ja que pelo que pode-se ver cantigas, canções e poemas estão extremamente difundidos na sociedade da Terra Média. No entanto, estas deviam ser atividades mais voltadas para a nobreza que não estava guerreando, e o mais próximo que a Comitiva chegou de um ambiente assim foi em Valfenda.
    Mesmo assim, este tipo de cultura estava mesmo muito presente em toda a sociedade, mesmo sem a presença de grandes trovadores, mesmo que as canções cantadas por anões sejam só as que eles fazem para se distrair enquanto cavam.
     
  7. Gabriel Souza

    Gabriel Souza Usuário

    Verdade Cali, nunca tinha notado isso, mas acho que bem que poderia ter uns locais maiores dedicados a espetáculos. O Haran também lembrou de uma coisa muito pertinente, a filosofia. Mas parece que essa existia, tem algo nessa linha no Athrabeth (acho que é assim que escreve).
    O que eu acho que faltava era ciência. O que eu quero dizer é que, por mais que existisse grande sabedoria e produção de artefatos inacdreditáveis, não me parece que houve um desenvolvimento intelectual no sentido de buscar leis naturais através de experimentação e ferramentas matemáticas, alguma coisa análoga ao que Galileu, Kepler e Newton colocaram em pauta nos séculos XVI e XVII.
     
  8. Morgomir

    Morgomir Ou não.

    Nossa, sempre achei que pelo menos os Elfos fossem bem artísticos. Ao menos eu já ví muitas referências a poemas, baladas, livros e, principalmente, jóias em geral. Os Elfos e os Anões eram artífices em sua essência, logo deveriam ser artistas também.
     
  9. Duilin

    Duilin Eruhín Alcarohtar

    Como são citadas várias canções, baladas, poemas... Podemos considerar que sim, havia um movimento artístico-cultural, inclusive pq havia obras de arte, esculturas e todo o trabalho como ferreiros, arquitetos e tudo mais.
     
  10. Izze.

    Izze. What? o.O

    Mas todos esse poemas, músicas e esculturas eram feitos para transmitir uma história, homenagear alguém. O que divertia e informava, ao mesmo tempo.

    Hoje, a arte muitas vezes serve só pra divertir. Nesses casos, a intenção não é informar nem homenagear alguém, só pra ouvir/ver e apreciá-la.

    Creio que, nas obras de Tolkien, ele usava a arte como se ela fosse um livro de História. Sei lá se deu pra entender.
     
  11. wsnjr

    wsnjr Sir Auron

    Pois é, o que eu entendi é que se houve algum movimento artístico na TM ele começou após a guerra do Anel, posso estar viajando, mas essa foi a impressão que me deu depois de ler SdA.

    Sem falar que arte é um conceito bem relativo por lá, os Hobbits por exemplo consideravam o fumo uma arte e espalharam essa "arte" para outros lugares.
     
  12. Fëahin

    Fëahin Aurë entuluva !!!

    Com certeza havia arte e menestréis em Arda. Os poemas e músicas citados no Silma foram feitos por eles. Daeron era um exemplo de menestrel ( e um dos bons ! :mrgreen: ). Eu vejo a arte na TM como na Idade Média, com trovadores e menestréis, viajando, cantando, contando. Algo de cultura popular. E como disse a Moriel, eles devia ser raros na Te porque erma tempode difíceis, de guerra e dor.

    E eu penso que artes como circo, pintura e teatro, não eram tão disseminadas entre os Povos Livres.
     
  13. Elring

    Elring Depending on what you said, I might kick your ass!

    Sim, existiam representações artísticas na T-m. Seja em Gondor, Harad ou Khând, sempre houve um bardo, um menestrel ou artista de rua para entreter a população de vilarejos. E é justamente em tempos difíceis ou de guerras que as pessoas clamam pelos trovadores para contar estórias de heróis ou canções de amor que tenham prevalecido ou mesmo sucumbido diante de tragédias. Esta era a função do contador de estórias: elevar o espírito e inflamar a coragem do povo que se espelhava em seus heróis nos momentos de grande sofrimento.

    Claro, em tempos de paz, a ordem do dia era a diversão satírica em disputas de poesia e canções. Vide o próprio Bilbo Bolseiro que foi "desafiado" pelos elfos de Valfenda a ler seu poema à respeito de Ëarendil... e dentro da casa de Elrond, seu filho.
     
    Última edição: 12 Jun 2008
  14. Duilin

    Duilin Eruhín Alcarohtar

    Um grande exmeplo, Denethor II implicava com Faramir justamente por seus hábitos culturais.

    Vou citar a Enciclopédia Valinor para ajudar:

     
  15. Arveleg

    Arveleg Men of The West

    Por sua obra ser um paralelo com a idade média, Tolkien fez bem em dar enfâse nos menestréis, trovadores e poetas. Estes eram os artistas típicos daquela época, principalmente porque era através destas canções e poemas que se narravam os feitos de Reis e cavaleiros. Danças tb eram uma expressão de arte daquela época. Já o teatro, diferentemente da antiguidade na Grécia e Roma, era algo raro. Tb não havia casas de espetáculos na idade média. A arte se expressava nos salões dos palácios ou nas ruas.
     
  16. Menegroth

    Menegroth Bocó-de-Mola

    Uma boa questão levantada.

    O que eu entendo é que desde sempre a TM era um lugar tenso na maioria das vezes.
    Sempre existiu uma sombra, Melkor ou Sauron, que por diversas vezes faziam as atenções e esforços de todos os povos se voltarem unica e exclusivamente para a guerra.

    Mesmo assim, podemos ver em diversas passagens, que a cultura e a arte eram desenvolvidas e muitas vezes multiplicadas. Claro que não havia um "intercâmbio" cultural acentuado ou até mesmo locais destinados a apreciação da arte mas vemos uma forma de arte bem disseminada tendo como arauto a música e a poesia. Isso sem falar na lingua e na escrita.

    Um exemplo é como Frodo é bem estudado nas tradições elficas e como o seu estilo e preferências são também bem próximos aos eldar. Por diversas vezes vemos Frodo falar e escrever na lingua dos elfos. Assim como podemos ver que ele apreciava certos aspectos culturais do elfos. Bilbo também era assim.

    Mas no contexto geral creio que os habitantes da TM não tiveram tempo para elaborar ou evoluir mais suas artes por culpa da guerra. Creio que podemos até chamar Melkor por uma nova alcunha: O Inimigo da Arte.

    Acredito que com a queda de Sauron as coisa foram se tornando mais amenas. E o resultado disso seria uma grande evolução artística e cultural.
    Possivelmente o número de guerreiros diminuiu, e já não deveria ser uma profissão tão bem remunerada ou cativante. Creio que houve uma grande crescente de migração dos camponeses para as cidades (visando maior segurança). O que pode ter acelerado o crescimento econômico e como sabemos, a cultura e a arte cresce em paralelo com a educação e economia.
     
  17. Éomer

    Éomer Well-Known Member

    Outro exemplo de que havia algum tipo de representaçao na TM é que Gandalf compara Saruman a um Bufão (Bobo da Corte) que era um cômico que fazia representações para divertir os reis na Idade Média e também para dizer algumas verdades ao rei que os conselheiros mais sérios não se atreviam...
     
  18. Duilin

    Duilin Eruhín Alcarohtar

    Outro exemplo, não lembro se já foi citado por aqui, são os elfos que estão sempre cantando em Valfenda...
    Os Argonath tbm são um grande exemplo, ou alguém discorda que sejam gigantescas obras de Arte?
    As belas cidades e seus modelos arquitetônicos característicos tbm.

    Enfim, são diversos exemplos que provam que havia uma certa movimentação artístico-cultural.
    Havia música, dança, literatura, esculturas, arquitetura e sei lá o que mais!

    Como o Menegroth disse, talvez nada muito expressivo, nem um intercâmbio tão considerável devido à sombra constante.
    Mas que havia, havia.
     
    Última edição: 13 Jun 2008
  19. Fimbrethil

    Fimbrethil Esse chato é um


    É lógico que havia, em nenhum momento eu disse que não.
    O que eu disse é que não havia nenhuma forma de entretenimento. Não havia teatros, nem circos, nem shows de música.
    Isso que eu disse.
     
  20. Duilin

    Duilin Eruhín Alcarohtar

    Entendi... acho que a conversa foi mudando de rumo e acabou se perdendo.
    Assim, de cabeça lembro que havia festa por exemplo no condado, sempre que possível.

    Possivelmente nos castelos fosse como nas realezas imperiais, sempre rolando aqueles momentos de entretenimento, mas achoq ue nada muito público...

    Acredito que faziam essas formas de arte como prazer próprio, nem tanto para o público... Mas não sei bem... Teria que me aprofundar mais nisso
     

Compartilhar