1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Artaqueti Valinórëo 06 - Ósanwë-kenta

Tópico em 'J.R.R. Tolkien e suas Obras (Diga Amigo e Entre!)' iniciado por Pandatur, 1 Fev 2005.

  1. Pandatur

    Pandatur Usuário

    Está aberto o local para discussão de mais um texto do Artaqueti Valinórëo. Agora iremos debater sobre
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Sintam-se à vontade. :)
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  2. Pandatur

    Pandatur Usuário

    Eu nunca tinha lido o texto e, apesar de um pouco complexo e chato (sim, eu estou achando o texto um pouco chato), ele possui partes interessantes. Uma delas me criou uma dúvida:

    De quanto viria a ser essta distância? Metros? Kilômetros? Poderia Elrond se comunicar com Gandalf, estando os dois em Valfenda mas em cômodos diferentes, por exemplo? Ou quem sabe Galadriel em Lórien se comunicar com Elrond em Valfenda?
    Eu faço a pergunta mas ao mesmo tempo creio que a resposta (ao menos para a opção Galadriel-Elrond seja negativa, afinal, se isso fosse possível, Saruman poderia ter comunicado Gandalf pela mente, não precisando usar Radagast para avisá-lo...

    Outro ponto que achei interessante, é com relação às previsões, cuja nota 6 diz que:

    Observando o trecho em negrito, quer dizer então que algumas previsões (como a que fala do destino do Rei-bruxo) poderiam ser reais, e não somente deduções, não? O que impediria que fosse um Vala intervendo na mente do Elfo/Homem para que aquelas informações do futuro, mesmo que nebulosas lhe fossem passadas?
     
  3. Tilion

    Tilion Administrador

    Nada. Creio que era exatamente isso que acontecia. Os Valar não intervinham de forma direta, mas sempre auxiliaram os Filhos (pelo menos os não-revoltosos) em sua luta contra Morgoth e posteriormente Sauron.

    Ulmo era um dos que mais praticava a ósanwë, como visto nos sonhos de Turgon e Tuor, por exemplo, que levaram à construção e posterior defesa de Gondolin.
     
  4. Pandatur

    Pandatur Usuário

    E mesmo na Terceira Era, quando os Valar pareciam mais "afastados" pode-se então considerar que as previsões em muitos casos fossem realmente então por causa da intervenção deles?

    E a questão do "alcance" do ósanwë que eu coloquei também no post anterior? Há informações sobre isso?
     
  5. Witchking

    Witchking Usuário

    Gostaria d levantar outra kestaum... o texto da a entender q Melkor nunca poderia ser "derrotado", nem mesmo pelos Valar, e principalmente por eles, ja q Pengolodh afirma q, se Melkor fose vitima d um cativeiro eterno, ou mesmo d uma tentativa d destruição d seu hröa pelos Valar, mais especificamente por Manwë, ese taria trilhando o mesmo caminho q Melkor trilhou, e asim, haveria dois Valar, os mais poderosos, "aspirando o trono"... esa pasagem naum da a entender q Melkor nunca poderia ser derrotado ou aprisionado para sempre, a naum ser com uma intervenção direta d Eru... axo q iso so nos leva a crer q melkor tinha todos os fatores a seu lado, corria pokos riscos (tirando, eh claro, a furia d Eru)...ele tbm afirma q,d uma das mais imprudentes e ingênuas decisoes d Manwë, a libertação d Melkor do cativeiro, originou-se a vitoria do oeste, a keda d Angband e a ultima deposição d Melkor...
     
  6. Gente, to postando abaixo um pequeno ensaio de minha autoria que liga a visão/sonho que Beren tem com Gorlim ao Osanwë-kénta.

    Ósanwë-kenta na Terra-Média

    Há diversas passagens na obra de Tolkien em que o Ósanwë-kenta se faz presente, para esse ensaio, tomarei com o exemplo o sonho de Beren com Gorlim, em que este revela ao primeiro sua traição e o alerta para que volte ao acampamento de Barahir, seu pai.
    Mas antes devo explicar do que se trata o Ósanwë-kenta, este texto faz parte da série HoME (History of Middle Earth) e trata da capacidade dos seres da Terra-Média de se comunicarem através de pensamentos.
    A passagem do Silmarillion que descreve o sonho citado é esta:
    “E então, no sonho, Beren percebeu uma forma que vinha em sua direção por cima d´água. Era um fantasma de Gorlim, que falou com ele, revelando sua traição e sua morte, e lhe pediu que se apressasse para ir avisar o pai.”
    Este sonho foi uma tentativa de comunicação de Gorlim após ter sido morto, e antes de seu espírito ir para Mandos, pois no Ósanwë-kenta está dito que:
    “Os Homens têm a mesma aptidão dos Quendi, mas ela em si é mais fraca, e é mais fraca em ação devido à força do hröa (corpo), sobre o qual a maioria dos homens tem pouco controle pela vontade”.
    Como Gorlim já havia desencarnado, sua aptidão para a prática do Ósanwë-kenta ficou, teoricamente, igual a dos elfos, pois ele já não mais sofria a influência do corpo, e tinha total controle sobre sua mente.
    Segundo o Ósanwë-kenta, uma mente que não está ocupada se encontra em estado de abertura, ou seja, está apta a receber mensagens de outra mente, visto que Beren se encontrava dormindo sua mente não estava ocupada, logo ele estava em estado de abertura.
    Em outra parte do Ósanwë-kenta está dito que:
    “A urgência é transmitida por grande necessidade do “remetente” (como em contentamento, pesar ou medo); e se estes assuntos forem comuns em qualquer grau ao “receptor”, o pensamento é mais claramente recebido”.
    O “remetente”, neste caso Gorlim, possuía urgência em comunicar a Beren dos fatos ocorridos, e estes assuntos eram comuns a Beren (neste caso o receptor), assim a comunicação se deu com sucesso.
    Um último fator que ajudou nesta comunicação foi a afinidade de Gorlim e Beren, pois como está descrito no Òsanwë-kenta no caso de uma comunicação de homem para homem há a necessidade de um fortalecimento para que a mensagem chegue, e o fortalecimento foi afinidade dos dois nascida da amizade que reforçou este processo.
    Com certeza, várias outras partes da obra de Tolkien que são vistas como premonição ou visões do futuro podem ser explicadas através do Ósanwë-kenta.
     
  7. Creio queu Saruman não ousou "contatar" Gandalf deste modo, pois Gandalf poderia saber através desta comunicação das verdadeiras intenções de Saruman.
    Acho que a distância, não importa quanta seja, não faz diferença alguma, pois Sauron manteve sua mente fechada quando influenciou os elfos de Azevim a criarem os anéis, mas quando, em Mordor, ele colocou o anel em seu dedo Celebrimbor soube na mesma hora de suas intenções, como?
    Creio que ele libertou todo seu poder nesta hora e se descuidou, abrindo sua mente e Celebrimbor sentiu o que realmente ele tramava.
     

Compartilhar