• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

[Arquivo X] Quarentenando com Scully e Mulder

Melian

Período composto por insubordinação.
Boa tarde, gente boa! Tudo bem por aí?

Não respondam. Eu gosto de saber da vida ruim de todo mundo, mas, hoje, eu quero propor um trequinho para que a gente possa tornar a nossa vida ruim um cadinho melhor. Que Arquivo X é um clássico da ficção científica, todos sabem. Acho que, nos dias de hoje, é improvável que alguém não tenha ouvido/lido qualquer coisa, mesmo que en passant, sobre a série. Paródias a perder de vista; plágios disfarçados de homenagem, em quantidade incalculável. Mas, tudo bem, a gente ri, porque só aceita as bizarrices de Arquivo X em Arquivo X. Sempre que tentam emular a série, invariavelmente, a coisa não funciona. Mas sabem o que funciona? A química entre a Scully e o Mulder. E isso fica evidente até mesmo nas piadas corriqueiras:

Mulder: Então, almoço?
Scully: Mulder, acabaram de chover sapos do céu.
Mulder: Vai ver os paraquedas não abriram.

(Arquivo X - S02E04).

Um dos maiores trunfos de Arquivo X é sinalizar para o fato de que a verdade está lá fora, na rua, no redemoinho, mas não nos extremos. Nem o ceticismo obstinado e científico da Scully explica tudo, nem a crença desmedida do Mulder explica tudo.

Outro dos maiores trunfos de Arquivo X é a inversão de papéis¹. Quando o Mulder fica cético e a Scully crente, é bastante interessante ver como eles ficam desconfortáveis num terreno em que não costumam pisar. Gosto dos episódios em que acontecem situações que fazem com que a Scully flerte com a crença e o Mulder com a descrença. Mas pode ser que isso se perca, ao longo das temporadas.

Cheguei a ver até o início da sexta temporada, e não me lembro dos motivos pelos quais não continuei a empreitada. O fato é que, dia desses, me bateu uma vontade, absurda, de voltar a ver a série, desde o início. Por isso, assinei Amazon Prime Video.

É agora que vocês me dizem: tudo bem, Melian, mas o que você pretende fazer para animar os dias exaustivos de quarentena? Acalmem-se! Eu vou chegar lá². Coloquei esta imagem no Facebook, com a seguinte legenda: "Tudo começou aqui. 🥰🥰🥰".

1621355403663.png

Lufe comentou que não viu a série, e será devidamente punido por isso. ³ E a Clara disse que, quando eu começasse a rever, falasse com ela, para que pudéssemos comentar aqui no fórum. Sei que tem tópico para a série, mas também sei que a pegada era outra. A ideia, aqui, é a de pessoas começarem a ver a série, desde o início, e irem comentando, sem pressão, as impressões sobre ela. Tudo bem ter muita coisa datada; tudo bem ter muita coisa risível; mas o fato é que a série ainda tem um charme, e, claro, tem toda a parte maravilhosa de podermos falar sobre como a Scully foi um exemplo de mulher independente, que banca suas escolhas, para muitas mulheres. Um dos meus objetivos na vida é ser um mulherão da porra como a Scully.

Como que este tópico vai funcionar? Não faço a menor ideia. Tá, faço, sim. Quando formos falar sobre impressões gerais, podemos fazê-lo livremente, como fiz ao comentar sobre a dinâmica entre os protagonistas. Quando se tratar de algo chave, tanto para o enredo da série quanto para o episódio em questão, a gente usa o trequinho de spoiler. Eu sei que se trata de uma série mais velha do que a maioria dos usuários que ainda posta por aqui. Mas, ainda assim, para muita gente, é uma série inédita.

Bora quarentenar com a Scully e o Mulder? :grinlove:

¹,²,³: CTI feelings.
 

Indu

Cynthiaaaaaa
Eu sou muito suspeito para falar de Arquivo X.
Foi a série que deu o ponta pé inicial para que começar a consumir tudo do meio nerd, e me apaixonar por ficção cientifica (que é um dos meus temas favoritos).
Lembro das noites em que passava na Record, ao lado da minha mãe, que apesar do meu medo da abertura, ainda continuava a assistir cadê episódio.
O ar de suspense e conspiração que paira na série é muito bom, a construção da narrativa é melhor ainda. Mesmo funcionando como um fio condutor, onde outras histórias e mistérios locais são adicionados.
Como se nosso mundo já fosse habitado por horrores secretos e desconhecidos e a vinda de extraterrestres apenas salientou tudo isso.


Nos dias de hoje parece que estamos em uma grande temporada de Arquivo X:
  • A Verdade a respeito da Terra Plana e a conspiração governamental para manter o mito da esfera.
  • Controle Chinês Populacional, e suas armas biológicas.
  • Vacinas sendo usadas para transmitir doenças.
  • Os Pastores Coach e seu culto secreto do Marketing Pirâmide de Multinível.

Cheguei a ver até o início da sexta temporada, e não me lembro dos motivos pelos quais não continuei a empreitada. O fato é que, dia desses, me bateu uma vontade, absurda, de voltar a ver a série, desde o início. Por isso, assinei Amazon Prime Video.
O projeto inicial do Chris Carter era apenas para as cinco primeiras temporadas. Com um encerramento em um filme com a morte do Mulder.
Acabou que o sucesso foi grande o bastante para não terminar aí, e o filme da quinta para a sexta temporada serviu como ligação e Mulder salvou seu pescoço.

Mas enfim.
Eu assisti recentemente meus irmãos mais novos começaram a assitir também pela Amazon, e foi divertido enquanto durou (as duas primeiras temporadas), infelizmente esse clima de suspense com poucas respostas e muitos episódios nao prende muito a atenção deles.

Eu tentei assistir as novas temporadas, que tem a vantagem de serem curtas e mais desenroladas. Vi a décima completa e achei bem okay, mas a décima primeira eles se perdem um pouco na história.
Existe um episódio bem divertido na décima primeira temporada sobre as aventuras do Mulder e Scully e um terceiro integrante, e todo o saudosismo das antigas temporadas. Coisa que não irão voltar e temas que faziam mais sentido naquela época. E eu gostei bastante dessa abordagem.

Tudo bem ter muita coisa datada; tudo bem ter muita coisa risível; mas o fato é que a série ainda tem um charme, e, claro, tem toda a parte maravilhosa de podermos falar sobre como a Scully foi um exemplo de mulher independente, que banca suas escolhas, para muitas mulheres. Um dos meus objetivos na vida é ser um mulherão da porra como a Scully.
Sim a Gillian Anderson é uma atriz que surpreende, os últimos papéis dela mostram uma versatilidade incrível.
images.jpeg

O que quero dizer com tudo é que, Arquivo X sempre vai ocupar um lugar especial no meu coração.

O tópico é para fazer o que mesmo?
 

Clara

Perplecta
Usuário Premium
Sei que tem tópico para a série, mas também sei que a pegada era outra. A ideia, aqui, é a de pessoas começarem a ver a série, desde o início, e irem comentando, sem pressão, as impressões sobre ela.
Bacana você ter aberto um tópico pra isso, também achei que a discussão ia ficar meio perdida lá no tópico da série.

Vou começar a primeira temporada ainda esta semana.
Desde abril entrei numa pira de ler coisas e ver filmes sobre avistamentos de ovnis e contatos com etês (depoimentos e estudos de casos) então, rever Arquivo X vem ao encontro disso tudo. =]
 

Melian

Período composto por insubordinação.
Bacana você ter aberto um tópico pra isso, também achei que a discussão ia ficar meio perdida lá no tópico da série.
Né? Tópico antigo, cheio de spoilers, poderia acabar intimidando quem quisesse começar a ver a série e ir falando, aos poucos, suas impressões.
Vou começar a primeira temporada ainda esta semana.
Eba! :issoaih:
Desde abril entrei numa pira de ler coisas e ver filmes sobre avistamentos de ovnis e contatos com etês (depoimentos e estudos de casos) então, rever Arquivo X vem ao encontro disso tudo. =]
Que timing, Clarinha!
 

Indu

Cynthiaaaaaa
Exatamente o que você fez. Espalhar a palavra do Evangelho Segundo Scully e Mulder para o mundo. :hihihi:
Eu sempre que posso indico a série para alguém que se mostre interessado no tema.
Ultimamente ando fazendo isso com Star Trek, mas em tempos de conspiração e fake news é sempre legal ver como Arquivo X trabalhou bem essa temática.
A série trouxe de volta abordagem sobre OVINIs e extraterrestres, diferente da feita em Star Trek. Que na época de exibição de Arquivo X, houveram quatro spinoff da famosa série de exploração espacial.
Em Arquivo X os aliens não querem fazer amizade, dividir tecnologias e agregar novas cultas. A perspectiva é mais sombria.
Arquivo X é um filho bem parido de Twin Peaks e Além da Imaginação, a narrativa de suspense de TP aliado aos temas surreais de Além da Imaginação produziu um bom resultado.
Assim como Fringe é um filho bem parido de Arquivo X.
Impossível não compara-los. Sendo quase um plagio até meados da segunda para terceira temporada. Frine toma as formas e apresenta a real narrativa da série, somado as tecnologias de computação gráfica, gerou a estética bem singular para a série.
Outro convidativo de Fringe são seus criadores, J J Abrams e o Alex Kurtzman.
Além do elenco forte contando com John Noble, Lance Reddick, Blair Brown, Michael Cerveris, e o grande e eterno Spock, Leonad Nimoy. Isso criou uma expectativa enorme por parte dos fãs de ficção cientifica.


O projeto original e de participação do Chris Carter, apesar de dirigir apenas 10 episódios, ele escreveu outos 72, e ainda participou de uns 2 ou 3. E é bem visível a queda na qualidade nós episódios. Em alguns momentos da a impressão que estão empurrando com a barriga.

Vamos de primeira temporada então?
Estou com ela fresca na cabeça.
Pilot - S01E01:
Onde tudo começou, da para sentir um gostinho de filmes de serial dos anos 80.
Não sei bem o porque, mas a Scully indo de encontro ao Mulder lembra bastante a Starling em Silêncio dos Inocentes. E não que o Mulder seja o Hannibal, mas os dois sejam aspectos diferentes da Starling, enquanto toma coragem para o encontro com o médico canibal.
A questão é que, o episódio todo é mergulhado em um suspense e apreensão que dura por toda a série. É algo extremamente característico de Arquivo X, mesmo em seu declínio podemos identificar perdido aqui e ali entre os último eps.
Todo o ceticismo da Scully frente a paixão de Mulder pela verdade, seja ela o mais absurda possível, nos deixa muito intrigados.
E mesmo quando tudo se desenrola, algumas perguntas são respondidas, outras mais são feitas, a comprovação das mais assustadoras teorias, Mulder se mantém calmo. Não tem dedo apontado para Sculy falando "Aha! Eu falei pra vc, eu tinha razão". E mesmo que o faça é sempre em tom de gozação.

Desde abril entrei numa pira de ler coisas e ver filmes sobre avistamentos de ovnis e contatos com etês (depoimentos e estudos de casos) então, rever Arquivo X vem ao encontro disso tudo. =]
Eu tenho os livros da série. São da mesma editora, mas em edições diferentes daí eles tem formatos diferentes. Por não achar todos junto para comprar, fui comprando separado em diferentes lugares.
A novelização tem um espaço de tempo entre as histórias, não abordando toda a temporada, mas apenas alguns episódios. A narrativa é rápida, e sem muita profundidade, eles partem do princípio que o leitor já conhece a série e seus detalhes mais importantes, focando nos eventos e criando um gancho para cada capítulo. Em geral esses livros tem em média 100 páginas, da para ler numa tarde.
O livro "Duendes" que foi baseado no primeiro episódio da segunda temporada tem uma abordagem mais profunda, quase o dobro de páginas dos seus antecessores, e uma narrativa mais detalhada.
"Transplante" e "Ruínas" que se eu não me engano, foram produzidos apenas para livros, dão certa liberdade para escrever, e abordar outros temas conspiratorios da época (transpantes e pirâmides).

Existem os quadrinhos também, que eu nunca li, e ouvi falar que a tradução dói um pouco na alma e precisa ser bem fã para gostar :lol:
 

Melian

Período composto por insubordinação.
Revi os três primeiros episódios e, uma coisa que eu não tinha percebido, ou tinha, mas relevava com mais facilidade, é o fato de o Mulder, pelo menos no início da série, ser muito imprudente. Que ele é obstinado, é fato, mas a imprudência dele me incomoda por, não raro, colocar a Scully em risco. E ele é mestre em "se colocar" em risco, também.

E, com isso, não quero passar pano pra Scully, não, porque ela, às vezes, me irrita com a negação excessiva. Ela força a barra, legal, para negar certas coisas. E eu entendo, é da personalidade dela ser a parte "científica e cética" da coisa. Aliás, esse é mais um dos méritos da série: geralmente, as mulheres são mostradas como "emotivas" e "intuitivas". Mas, em Arquivo X, o Mulder é o rei da intuição, e a Scully, da racionalidade. Muito legal essa inversão da representação de papeis sociais de gênero.
 

Melian

Período composto por insubordinação.
Ontem, antes do jogo do Galo, revi o quarto episódio da primeira temporada. E, nossa: Scully teve umas atitudes irritantes, no episódio. E aquele final? Putz! É de partir o coração, o Mulder falando o clássico: I want to believe!
 

fcm

Guerreiro Solitário
larga mão disso e vai ver o outro papel da agente Scully que você ainda não viu e de quebra tem o galã de 50 tons de cinza: The Fall.
 

Melian

Período composto por insubordinação.
larga mão disso e vai ver o outro papel da agente Scully que você ainda não viu e de quebra tem o galã de 50 tons de cinza: The Fall.
Ei, eu vi The Fall, sim. É fodapracaralho! À época, devorei as quatro temporadas da série.

E o Christian Grey é o psicopata. hahahhaha
 
  • Curtir
Reactions: fcm

Valinor 2021

Total arrecadado
R$200,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo