1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Aprender língua estrangeira?

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 29 Out 2010.

?

Concordam com a obrigatoriedade de aprender uma língua estrangeira?

  1. Sim, qual(is)?

    72,2%
  2. Não

    27,8%
  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Vocês concordam com a obrigatoriedade de aprender uma língua estrangeira?
     
  2. Arringa Hrívë

    Arringa Hrívë um papo e um bom chimarrão... Usuário Premium

    Acho que deveria ser obrigatório aprender sim.
    Inglês e Espanhol.
    AS duas línguas masi faladas no Mundo.
    Tirando Mandarim, que só é mais falada por causa da imensa população deste país em questão.

    No momento, nós é que saímos perdendo não tendo essas línguas como obrigatórias, afinal, o futuro é ter no mínimo duas línguas fluentes.
    Melhor aprender desde pequenos o que facilitaria muito.
     
  3. dermeister

    dermeister Ent cara-de-pau

    Não dá para falar de obrigatoriedade, mas eu acho altamente recomendável que haja fluência em pelo menos uma língua estrangeira, por puro critério de formação cultural mesmo. Melhor ainda se for uma língua "distante" da materna -- é curioso ver como línguas diferentes tratam certos conceitos ou como certas ideias são "fáceis" de expressar em uma língua e "difíceis" em outra ("fácil" e "difícil" entre aspas porque são conceitos bem relativos mesmo). Por sinal, a União Europeia
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    fluência em duas, além da língua materna.

    Quais são as línguas é critério pessoal e regional mesmo... (inglês e alemão dominam aqui).
     
  4. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Depende apenas do que você faz ou pra aonde vai.

    Pras minhas necessidades de lazer ou profissionais só preciso um pouco do espanhol e nisso consigo levar nas coxas muito bem, até porque não me sujeito a falar perfeito só pra agradar gringo e se vier me visitar ele que se lasque pra me entender, pois o meu foco de vendas sempre será o mercado nacional.
     
    Última edição: 29 Out 2010
  5. Gil-Galad

    Gil-Galad Wii - DS Player

    Onde eu trabalho se você não tiver inglês no mínimo com boa capacidade de leitura e interpretação você fica já na primeira peneira. Se você não tiver nenhum conhecimento técnico mas for muito bom no inglês tem mais chances de ser contratado. Claro que para vagas com menos exigência, mas ainda assim tem mais chances.
     
  6. BeorZenni

    BeorZenni Usuário

    o próprio mercado de trabalho hoje em dia obriga vc a aprender, no minimo ( e aqui pra ficar bem redundante) pelo menos o ingles, é o basico que vc tem que saber
    eu estudo linguas porque gosto, estudei ingles e espanhol na escola minha vida toda, fora os cursinhos particulares de ingles, alemão e frances, claro que nem todo mundo precisa falar isso tudo, eu estudo porque gosto, mas que isso te da uma diferenciação boa no mercado, dá!
    acho que pelo menos o ingles tem que ser materia obrigatoria no colégio
    o sistema de estudo que eu mais gosto é o da alemanha, procurem saber um pouco mais sobre o sistema deles pra vcs verem o que é um sistema de estudo que funciona
     
  7. Anne.Kaulitz

    Anne.Kaulitz Usuário

    Acho que deveria ser obrigatória. Afinal nos dias de hoje isso é muito importante no Mercado. Pelo menos a língua Inglesa tem que ser obrigatória!
     
  8. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    acho que inglês deveria ser obrigatório. e eu dou aula particular, se precisar, mp me :dente:
     
  9. Omykron

    Omykron far above

    I second that.


    mas apoio categóricamente o ensino da lingua inglesa e sua obrigatoriedade.
     
  10. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Sou a favor da língua franca do comércio e internet ser inglês. Todo cidadão do mundo tem que saber pelo menos uma língua de comércio.
     
  11. Clown or Minstrel

    Clown or Minstrel desenvolvedor

    Não concordo.

    Nem todos vão precisar de inglês para trabalharem e levar a sua vida.
    Eu, por exemplo, tenho que usar inglês no meu trabalho (Analise de Sistemas), mas eu raramente eu ia usar, se eu fosse trabalhasse longe das metrópoles.

    Obrigar a aprender o inglês, para mim, é o Brasil se submeter ao estrangeiro.
    O que deveria ser obrigatório é o ensino fundamental, pelo menos.
     
    Última edição: 29 Out 2010
  12. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Graças a Deus sobrevivo com boa folga sem ser escravo da escrotidão de um idioma imperialista muito pobre e pra mim sonoramente feio.

    Viva o Brasil e o Mercosul!

    Sou contra a obrigatoriedade no ensino público, até porque lá a qualidade do que é ensinado é um verdadeiro lixo, então melhor não ter do que ensinar errado ou pela metade.

    Quer aprender um idioma bem aprendido e pra valer? Trabalhe e pague uma boa escola de idiomas da sua preferência e bolso ou então vaze daqui e vá morar um bom tempo no exterior!
     
    Última edição: 29 Out 2010
  13. Allënheisch

    Allënheisch Slavsia!

    Sou a favor do ensino obrigatório do espanhol e do inglês nas escolas, sobretudo o espanhol, por conta dos nossos vizinhos e do Mercosul.
     
  14. Elessar Hyarmen

    Elessar Hyarmen Senhor de Bri

    Sim, quem não aprende desde cedo tem dificuldades no futuro quando estão adultos. Mas sempre defendi uma aula com qualidade por parte dos professores além a uma boa infra-estrutura voltada para estas aulas. Mas infelizmente se esperamos do Estado isso, acredito que dia de São Nunca teremos um ensino de qualidade.

    Inglês e espanhol deveriam ser obrigatórios e mais uma língua opcional para os alunos escolherem, desde que o governo tenha disponibilizado o corpo docente para isso.
     
  15. Pim

    Pim God, I love how sexy I am!

    O pessoal do "não" está meio reacionário demais, na minha opinião.

    É óbvio que o ensino de base, fundamental e médio devem ser prioridade no ensino, mas isso não exclui a necessidade de uma língua estrangeira, já que estamos mais e mais caminhando na direção de um mundo sem fronteiras... O século XXI é o século da interação plena, sem limites geográficos intransponíveis, com todas as implicações que isso nos traz.

    O aprendizado da língua inglesa não deve ser (como não é) uma opção. Este idioma cumpre o propósito do Esperanto como língua universal. Ao lazer precisa-se de inglês, a cultura está em inglês, o comércio é feito em inglês, o conhecimento específico é difundido em inglês (pelo menos no meio médico é mandatório publicarem um artigo na sua língua pátria e o mesmo em inglês, pra compreensão global)... Seria inteligente ignorá-lo?

    Inglês está aí, até na televisão de quem mora no sítio, nas lojas e em suas porcentagens OFF, nos refrões das músicas que impregnam nossos ouvidos, em tudo! Não aprender pelo menos inglês é prender-se com sua própria ignorância e sucumbir à evolução, que caminha cada vez mais à globalização sem restrições.

    E já que estamos num fórum que discute Tolkien, De que adiantaria ser um Alto Elfo, como Celeborn, por exemplo, sem saber Westron para poder se comunicar com a Comitiva do Anel? Outro exemplo seria que ao entrarem em Lothlórien, a comunicação entre os locais e a Comitiva estaria fadada ao fracasso se Haldir, Legolas ou Aragorn não estivessem presentes. Os hobbits, Gimli ou Boromir não falavam élfico, nem ambos os irmãos de Haldir falavam Westron (a língua comum!!!!). Não havia necessidade de aprendê-la... Até ela aparecer. E agora, José? :think:
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  16. etienne

    etienne Usuário

    Acho que sim, adoraria poder ser poliglota para conversar com pessoas do mundo inteiro.
     
  17. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Eu quero que o governo melhore urgentemente a qualidade do ensino público naquilo que é prioritário português e matemática, pois hoje tá cheio de gente que conclui o ensino médio e não sabe calcular direito uma regra de três e saber redigir corretamente uma redação de 15 linhas sem erros graves de grafia e concordância. Aí depois reclamam que não conseguem passar num concurso público e aí ter feito intercâmbio nos EUA ou Europa pra estudar trocentas linguas não vai ajudar em nada.

    Já lingua estrangeira hoje é competência pra escolas especializadas e hoje seria uma heresia dizer que alguém sai aprendendo decentemente um idioma com uma carga horária tão baixa e extremamente rudimentar no ensino básico e médio. Isso tem que ser feito a parte com professores de qualidade e ambiente totalmente voltado a isso. Só é possível em escolas particulares.
     
  18. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    eu normalmente não concordo com o furia nessas opiniões sobre língua estrangeira, mas sobre o que ele disse acima eu concordo. se for para ser oferecido o ensino de meia boca para péssimo que é oferecido em escolas, o melhor é deixar que o interessado procure um curso especializado se quiser aprender.

    tem o lado elitista da ideia, de que só quem tem grana poderá aprender, mas sendo realista a verdade é que não adianta nada botar um inglês no currículo e aí na hora que precisar no trabalho (falar com alguém ao telefone, escrever um email. etc.) não conseguir.

    o inglês de escola particular já costuma ser um lixo, pense ampliar isso para o ensino público, que contrata em regime pps (ou algo que o valha) pessoas que comprovam 60h de curso na área mas que não tem necessariamente conhecimento suficiente para ensinar alunos.

    resumindo, na minha opinião, antes de pensar em ensino obrigatório de língua estrangeira, o que o governo precisa fazer é oferecer e GARANTIR ensino de qualidade.
     
  19. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Pegando esse gancho da Ana só acrescento o seguinte

    Prefiro que o governo faça uma parceria decente com os melhores instituros de idiomas concedendo bolsas de estudo já que ele não tem competência pra fazer isso bem feito no ensino público.

    Porque se é pra se formar sabendo apenas verbo "to be" e "the book is on the table" para com isso, melhor não ensinar porque da forma como é feita dá até vergonha.
     
  20. Elessar Hyarmen

    Elessar Hyarmen Senhor de Bri

    Mas o que fazer com os milhares e milhares de professores do ensino público?

    Demitir não pode, e vale ressaltar que em tese todos os professores são formado em nível superior e também em tese, todos são competentes.

    Acho que o problema está na estrutura física e nos materiais.
    Enquanto na rede privada de ensino os materiais disponíveis para os alunos são de primeiro mundo, nas escolas públicas se resumen a apenas um livro (de péssima qualidade) para os alunos, e quando o governo também manda tais livros pras escolas.

    Tem que investir nos instrumentos de ensino que facilitam a atuação dos professores, falta sala ambientalizada, específica para professores de línguas e muito mais.
     

Compartilhar