1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Após reportagem do iG, Uerj elimina candidatos de concurso suspeito

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Ecthelion, 13 Jul 2012.

  1. Ecthelion

    Ecthelion Mad

    Após reportagem do iG, Uerj elimina candidatos de concurso suspeito
    Dois primeiros colocados eram orientandos e da equipe cirúrgica do presidente da comissão organizadora; um não tem doutorado, exigido para o cargo, e outra, nem mestrado

    Raphael Gomide - iG Rio de Janeiro | 13/07/2012 07:00:00


    Texto:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Reprodução
    Presidente da comissão organizadora, Marco Aurélio Pinho de Oliveira é orientador dos dois selecionados, agora eliminados
    Os dois primeiros colocados do concurso suspeito da Uerj para professor-adjunto de Ginecologia da Faculdade de Medicina, Thiago Rodrigues Dantas Pereira e Alessandra Viviane Evangelista Demôro, foram desclassificados, após a publicação da matéria do iG sobre o caso. O Ministério Público investiga se houve favorecimento.

    Os dois são orientandos, assistentes em cirurgias nas esferas pública e privada do presidente do concurso e chefe do Departamento de Ginecologia da Faculdade de Medicina, Marco Aurélio Pinho de Oliveira, a quem também se reportam como professores substitutos da Uerj.

    Leia mais: Concurso para professor-adjunto de Ginecologia da Uerj sob suspeita

    Consultado, o diretor de avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Capital de Nível Superior (Capes), Lívio Amaral, disse que vê um potencial conflito de interesse.

    O iG revelou que nem Thiago nem Alessandra tem o doutorado concluído, exigência do edital para assumir o cargo de professor-adjunto – Alessandra sequer tem mestrado completo. Dos sete candidatos, só três tinham doutorado, mas nenhum foi classificado no concurso, de dezembro de 2011.

    Leia também: Professor diz que não houve interferência no concurso da Uerj

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Reprodução da internet
    Thiago Dantas foi o primeiro colocado no concurso, mas não pôde assumir, porque não tinha doutorado
    Em representação ao MP, o quarto colocado, Raphael Câmara Parente (doutor em Medicina pela Unifesp e professor universitário) apontou que o edital, a bibliografia e as provas escrita e prática foram claramente voltadas para a área de atuação dos dois primeiros classificados, a videolaparoscopia, sub-área da ginecologia.

    Outra suposta irregularidade teria sido o convite de Marco Aurélio ao próprio pai, o professor aposentado da Uerj Hildoberto Carneiro de Oliveira, para presidir a banca. Para a Capes, esse seria outro possível conflito de interesse no concurso.

    Apesar de ser uma prova acadêmica, não havia pontuação na prova de títulos para os graus de doutorado e mestrado. Outros pontos do edital que chamaram a atenção foram a validade do concurso, prorrogável por quatro anos, e a possibilidade de um dos selecionados abrir mão da vaga temporariamente. Nesse caso, Thiago e Alessandra poderiam usar esse prazo para concluir o doutorado e assumir a vaga, posteriormente.

    Primeiros colocados não apresentaram doutorado e foram eliminados

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Reprodução da internet
    Alessandra Evangelista foi a segunda colocada no concurso, embora não tivesse nem mestrado
    Thiago e Alessandra chegaram a ser chamados pela Uerj para assumir as duas únicas vagas abertas pelo certame, mas não apresentaram o título de doutorado e foram, assim, desclassificados.

    De acordo com a Uerj, “o concurso já foi homologado e as duas pessoas que não possuíam os requisitos necessários não foram classificadas, sendo nomeados os classificados nas colocações subsequentes”.

    Com as desclassificações, a Uerj convocou, em maio, para assumir o cargo os dois mais bem classificados em seguida no concurso, Leila Cristina Soares (médica concursada do Hospital Pedro Ernesto, da Uerj) e Raphael Câmara Parente. Os dois têm o título de doutorado, exigido para a função.

    A universidade abriu sindicância, mas informou que “não foi constatada irregularidade porque o concurso não havia sido concluído” e que o professor Marco Aurélio Pinho de Oliveira continua como o chefe da Ginecologia.

    Leia mais: Uerj investiga concurso para professor de Ginecologia e admite anulação

    MP investiga o caso

    O Ministério Público do Estado investiga o caso e apura se houve favorecimento. Segundo o órgão, um procedimento preparatório de investigação para apurar se houve irregularidades no concurso foi instaurado em fevereiro, após a reportagem do iG.

    A Uerj foi oficiada pelo promotor da 8ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Defesa da Cidadania da Capital para dar explicações sobre o concurso.

    Polêmica teve abandono e quase acaba em briga entre candidatos e banca

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Reprodução da internet
    Marco Aurélio (E) e Thiago (de costas) operam juntos, no Hospital de Bonsucesso
    O certame transcorreu em clima de muita tensão e sob acusações de favorecimento aos dois primeiros colocados. Houve ásperas discussões de Raphael Câmara e Robério Damião com a banca examinadora, que quase resultaram em confronto físico, no dia da prova prática. Indignado, Robério abandonou a disputa e estuda mover processo por danos morais e materiais.

    Também inconformado com o resultado final durante a seleção, Raphael Câmara fez representação ao Ministério Público pedindo a apuração das supostas irregularidades e enumerou fatos que lhe causaram estranheza e indicariam suposto favorecimento a Thiago e a Alessandra pelo chefe do Departamento de Ginecologia da Uerj e presidente da comissão organizadora do certame.

    Presidente do concurso nega irregularidade

    Procurado pelo iG, Thiago Dantas afirmou que não gostaria de comentar a desclassificação do concurso. "O que tinha para ser falado já foi dito. A comunidade (acadêmica) já foi avisada, e todo mundo está sabendo da verdade", disse.

    A reportagem ligou três vezes para o presidente da comissão organizadora do concurso, Marco Aurélio Pinho de Oliveira, às 16h desta quinta-feira, mas não conseguiu contato. O telefone deu sinal de espera e depois caiu, impossibilitando que se deixasse mensagem.

    Em janeiro, Marco Aurélio afirmou que não teve “nenhuma interferência” no certame, que “a participação da banca foi totalmente idônea” e “o concurso transcorreu sem problemas”. De acordo com ele, não cabe falar de favorecimento. “Todos os candidatos participantes foram alunos meus, participaram de trabalhos comigo e atuaram na Uerj.”

    O iG não conseguiu contato com Alessandra Evangelista, segunda colocada, também eliminada.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    - - - Updated - - -

    Eu digo e repito, esses concursos de universidades tem MUITA MARMELADA. Quase nada é divulgado, infelizmente.
     
    Última edição: 13 Jul 2012
  2. Ivo Basay®

    Ivo Basay® Banned

    O que tem de concurso fraudado ou com suspeita de fraude ultimamente não é brincadeira hein?
     
  3. Lu Meyn

    Lu Meyn Usuário

    concurso de universidade é normal ser assim mesmo...
    as vezes, o pessoal avisa na inscrição até que já tem gente para a vaga =)
     

Compartilhar