1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Anna Kariênina - Liev Tolstói

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por Marcileia, 20 Set 2012.

  1. Marcileia

    Marcileia Usuário

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)




     
    • Ótimo Ótimo x 2
  2. Marcileia

    Marcileia Usuário

    Sim, ainda não tínhamos um tópico para essa obra!

    Estou lá pela metade do livro e gostando muito. É um calhamaço, mas tão bem escrito e de uma forma não tão pesada que a leitura flui facilmente...
    No começo me perdi um pouco com os nomes e apelidos que cada um tem, mas depois acostumei...

    Esse ano sai uma nova adaptação para o cinema,
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    tem o tópico para o filme.


    Quem aí já leu, começou a ler, o que achou????
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  3. Lana Lane

    Lana Lane Usuário

    Estava nas minhas promessas de leitura para o ano passado. Ainda quero muito ler. Mas não sei se consigo esse ano ainda. Estou patinando no Stálin -A Corte do Czar Vermelho que também é um calhamaço de umas 800 e poucas páginas. Mas assisti ao filme Anna Karenina com a Vivien Leigh no papel título. Gostei demais! Tanto que quando vi a Keira Knightley como Anna Karenina desanimei total!
     
  4. Marcileia

    Marcileia Usuário

    Eu não vi nenhuma adaptação do livro, só o trailer desse com a Keira e já leio imaginando ser ela a Anna....
     
  5. Excluído046

    Excluído046 Banned

    Sempre gostei do nome Ana (posso falar de Ana Terra, aqui? Ok, não posso). Sempre. Aí eu li Ana Karenina, quando tinha 16 anos, e me apaixonei pelo nome (e pelo livro, claro). Pouco tempo depois, conheci GODard, que viria a se tornar o meu diretor preferido. Então conheci a Anna Karina. Aí eu nunca mais consegui falar um dos nomes Ana Karenina ou Anna Karina, sem lembrar do outro. SE (SEEEEEE) um dia eu tiver uma filha, quero que ela se chame Anna Karina (ela ficará "famosa", vai parar no tópico bonitinho, aqui do Meia, junto com o Valdisney! :lol: ).

    E eu realmente não sei em que isso tudo o que eu falei contribui para o tópico. Eu sei, não contribuiu em nada, mas valeu a intenção.

    P.S.: Sacam o filme "clássico" e talz? Não gosto muito, não. Provavelmente, não gostarei muito do novo também. Mas isso não me impedirá de surtar. Aliás, já tô surtando, toda notícia/imagem do filme que sai, me deixa empolgada.
     
  6. CarolAcunha

    CarolAcunha Usuário

    Quero ler.
    E aceito ganhar de presente a edição da Cosac :envergonhado:
     
  7. fcm

    fcm Visitante

    Terminei de ler esta obra. O livro é bom, mas muito extenso e as vezes cansativo.
    Tolstoi narra tudo com tantos detalhes e alguns dos fatos poderiam ser omitidos e/ou reduzidos sem prejudicar.
    O enredo e o desenlace do livro em suas estórias principais (a vida dos dois protagonistas) é muito bom.

    Fico na dúvida se devo ou não iniciar a leitura de Guerra e Paz, que imagino ser ainda mais detalhado... e para quem tem a edição da Cosac Naify sugiro não verificar a árvore genealógica pois ela tem um pequeno spoiler.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
    • Gostei! Gostei! x 1
  8. Pips

    Pips Old School.

    E ontem que eu esbarrei com isso:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Não sabia da existência disso.

    Quanto ao livro, quem sabe em 2014 dou outra chance (2013 já tem pendências).
     
    • LOL LOL x 1
  9. fcm

    fcm Visitante

    "Filled with the same blend of romance, drama, and fantasy that made the first two Quirk Classics New York Times best sellers, Android Karenina brings this celebrated series into the exciting world of science fiction."
     
  10. Spartaco

    Spartaco James West

    FCM, você assistiu o filme homônimo? Se afirmativo, o que achou?
     
  11. Lindoriel

    Lindoriel Saurita Catita

    Li Ana Karênina há uns 4 anos atrás, mas ainda lembro bem da história.

    Realmente é um calhamaço ENORME, mas a leitura vale muito a pena!!

    Na época eu estava passando por uma crise existencial parecida com a do Lievin! :lol: Por isso quando me perguntam se vou ter a crise dos 30, digo que já tive todas as crises aos 23... e me vejo imune a elas daqui pra frente!

    Abaixo, spoiler do enredo e minhas impressões sobre o mesmo.

    É muito bom principalmente porque mostra o adultério da Ana e do irmão dela. O irmão é praticamente PERDOADO por todos em seus constantes adultérios, pois segundo ele mesmo, "ainda está forte e a mulher envelhecida". Apesar de ambos terem a mesma idade, a mulher paria praticamente um filho por ano e portanto estava BEM mais acabada do que o marido, obviamente, e ele ainda bem "sacudido" e na boa, se achava no direito de prevaricar.

    Já Ana, que era casada com um homem 20 anos mais velho e tinha, no começo da história, apenas um filho de 8 anos de idade, era lindíssima e diziam que se parecia com uma "garota de 20 anos", com a vantagem de já ter a experiência que os anos lhe trouxeram. Quando abandona o marido para viver um caso com Vronski, nem do lado dela no teatro o povo se senta.

    Apesar de seu adultério ser muito menos "promiscuo" que o do irmão, uma vez que ela até mesmo deseja oficializar a relação com Vronski, enquanto o irmão apenas deseja "comer as criadas novinhas de vez em quando" e continuar com a esposa para fins de reprodução e prestígio social, Ana se sente muito mais prejudicada por sua atitude. Num momento final, comete suicídio se jogando na frente de um trem.

    É legal porque mostra os dois núcleos familiares, como a esposa do irmão e as irmãs da mesma, bem como a jovem e ainda ingênua Kitty, de apenas 19 anos, que foi rejeitada por Vronski porque ele não desejava se casar (e moça de família na época não namorava, já noivava direto pra casar...). Em seguida se casa com Lievin e o mesmo passa a ter crises sobre a vida e a morte, ao ver o irmão morrer consumido de tuberculose (para onde vamos?) e a esposa, certo tempo depois, dar à luz o primeiro filho do casal (de onde viemos?).

    Como Tolstói é católico praticante, ele tenta dar um desfecho para a crise de Lievin de maneira "espiritual".

    É um livro muito bom. Dá umas "viajadas", tem umas descrições altamente maçantes, mas mesmo assim a história de ambos os núcleos familiares é brilhante. Recomendo! :D
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  12. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    novela das 8

    mesmo a pergunta ñ sendo p mim, vou revelar as minhas impressões: é impossível transmitir 50% desse livro em 1 filme. por isso acho q a adaptação ficou legal, porém bem rala perto do texto. a parte da cenografia parecer-se com 1 teatro deu 1 tom diferente q ñ seria possível colocar no papel, por isso louvável. mas mto se perdeu em conteúdo, pois apesar do título ser anna kariênina, ela ñ é a única protagonista do livro. as oposições q o livro traz entre cidade/campo, amor/infidelidade, religião/filosofia, riqueza/pobreza etc etc etc ñ são perceptíveis na tela. o relacionamento d liévin (q representa o próprio tolstói) com a esposa e com os conflitos internos e externos q se apresentam, no filme aparecem como pano d fundo, qdo na verdade ñ o são.

    eqto lia eu sinceramente pensei q daria uma excelente novela das 8. são ttos detalhes sobre ttos assuntos q merecem ser explorados q o leitor q ler todo o livro irá gastar algumas dezenas d horas nessa empreitada (pelo menos na edição da cosac) e certamente encarará a famosa "ressaca literária".

    aliás, achei o clima do filme dinamarquês "o amante da rainha" mto + parecido com o livro q o homônimo recente.
     
    Última edição: 25 Mar 2013
    • Gostei! Gostei! x 1
  13. Spartaco

    Spartaco James West

    Algum dos amigos foristas saberia me informar qual é a melhor tradução dessa obra. Eu tenho o livro com a tradução de João Gaspar Simões.
     
  14. G.

    G. Ai, que preguiça!

    A do Rubens Figueiredo, direta do russo, pela Cosac, provavelmente deve ser a melhor... vi uma entrevista com ele sobre o livro, acho que é do blog da cosac(se eu achar o link posto aqui), em que ele dizia que as antigas traduções da obra não respeitam muito o estilo do autor, cheio de repetições de palavras e inversões na ordem da escrita, algo assim... vou ver se acho o link...

    Edit:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    e ele fala disso que eu mencionei aqui:

     
    Última edição: 27 Mar 2013
    • Gostei! Gostei! x 1
  15. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    indico a da cosac. é perfeita. e vc aproveita e malha o bíceps.
     
    • LOL LOL x 4
  16. Lindoriel

    Lindoriel Saurita Catita

    ^É um volume só?? 8-O

    Eu mal posso com o Contos Inacabados!! :lol:

    Li em dois tomos, mas não lembro quem era o tradutor...
     
  17. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    Última edição: 27 Mar 2013
    • Gostei! Gostei! x 1
  18. G.

    G. Ai, que preguiça!

    Cliquei "gostei" porque é sempre bom olhar essa coisa linda (que vc provavelmente comprou por 30 contos no submarino - nunca vou esquecer de como cheguei na página e o livro já estava esgotado... e depois voltou ao estoque, mas quando fui comprar, esgotou de novo :cry: #mimimi).
     
    • LOL LOL x 1
  19. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    32 reais, p ser exato.
     
  20. fcm

    fcm Visitante

    a demora na resposta é porque estive de férias por 30 dias e 30 dias fiquei afastado do computador (smartphone não conta, rs).
    Não assisti ao filme pelo mesmo motivo, fiquei 30 dias afastado dos cinemas.
    Irei ver com certeza, mas concordo com o JLM que é impossível transmitir um livro deste porte em um filme. Talvez uma série com uns 10 episódios consiga!
     
    • Gostei! Gostei! x 2

Compartilhar