1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Anjos, regentes e sócrates

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por ricardo campos, 4 Dez 2011.

  1. ricardo campos

    ricardo campos Debochado!

    [FONT=&amp] Fabrício Carpinejar e Mário Corso[/FONT]
    [FONT=&amp]

    Quando os japoneses querem expor seu sincero interesse por um amigo preparam um origami. É a sua maneira de rezar, no papel realizam a demonstração prática do amor. Nós não sabemos fazer origami, então dobramos algumas palavras em nome de Sócrates, ex-capitão da Seleção Brasileira, que morreu às 4h30 deste domingo (4/12), aos 57 anos, em decorrência de um choque séptico[/FONT]
    .

    [FONT=&amp] Sócrates Brasileiro Sampaio de Souza Vieira de Oliveira[/FONT][FONT=&amp] exibia na certidão um nome longo e pomposo, uma graça de rei. Mas foi o contrário: um democrata, humano, corajoso. [/FONT] [FONT=&amp]Rompeu com a aristocracia, com a cartolagem, com o que se espera de um jogador. [/FONT] [FONT=&amp]Quando encontramos com ele, no ano passado, no Cartão Verde, programa que ele atuava na TV Cultura, ele sintetizou sua trajetória de exceção:[/FONT] [FONT=&amp] - Nunca parei para pensar, posso fazer isso jogando.[/FONT]

    [FONT=&amp]E rimos da iluminação trivial.[/FONT] [FONT=&amp] Sócrates deve ter sido um dos raros atletas a completar curso superior enquanto atuava. E para humilhar, fez Medicina. E não reclamava da falta de tempo. Mesmo estudando, tornou-se artilheiro do Campeonato Paulista de 1976 e levou o Botafogo de Ribeirão Preto ao título do primeiro turno de 1977. [/FONT] [FONT=&amp]Deve ter sido um dos poucos jogadores a ter uma dimensão política, sabia falar e discutir qualquer assunto, do cinema de Costa-Gravas ao novo CD de Chico Buarque. Durante a ditadura, criou uma trégua intelectual, uma paralisação inacreditável de vestiário, somente comparável em ousadia à greve do ABC capitaneada por Lula. [/FONT] [FONT=&amp]

    Sócrates ombreou o presidente do time, Vicente Matheus, e liderou a Democracia Corintiana, em que os jogadores decidiam os rumos da equipe. Entre outras revoluções, o movimento aboliu a concentração na véspera dos jogos.[/FONT]
    [FONT=&amp] Deve ter sido um dos mais honestos ídolos, não se importava em envelhecer e ostentar fios grisalhos na barba; bebia e fumava nos bares, e nem por isso cabulava os horários dos treinos. Ele mostrou que o homem tem direito a viver quantas vidas quiser num único dia. Prazer e responsabilidade andavam juntos, entrelaçados. [/FONT] [FONT=&amp]- Sou torcedor de mim - ele nos avisou. [/FONT] [FONT=&amp] Deve ter sido um dos boleiros mais carismáticos que apareceu por aqui. Criou uma identidade indiscutível com o Parque São Jorge. Mostrou-se leal a um clube, torcendo dentro e fora das partidas.

    Não existe como vestir branco sem pensar antes no Doutor dos gramados. [/FONT]
    [FONT=&amp]Ainda que não tenha obtido grandes títulos - pelo Timão, ganhou três campeonatos paulistas, em 1979, 1982 e 1983 - assumiu uma condição de lenda por aliar o caráter combativo (garra) e habilidade (arte). [/FONT] [FONT=&amp]Pode-se lamentar que ele não tenha alcançado o título mundial pela seleção memorável de 1982 (ao lado de Zico, Falcão, Éder, Júnior) ou a glória em 1986, no México. Mas Sócrates inventou um novo atacante: o solidário. [/FONT] [FONT=&amp]Extinguiu o fominha, aquele que não passa, o malabarista, que realiza tudo sozinho. Primeiro, o trabalho coletivo, em seguida, os voos individuais. Aperfeiçou os ensinamentos do palmeirense Ademir da Guia e transformou a lentidão numa arma letal de precisão. [/FONT] [FONT=&amp] É o antiGarrincha. O antifirula. [/FONT] [FONT=&amp]Sócrates é a reforma de bases do futebol.

    A passeata dos cem mil. A revolução cubana. A educação de Paulo Freire. A arquitetura de Oscar Niemeyer. A antropologia de Darcy Ribeiro. Ele preferia deixar um companheiro livre do que seguir acumulando créditos. [/FONT]
    [FONT=&amp]Armava!, mais do que simplesmente passar a bola adiante. Imprevisível, culto, seus ataques vinham de lado, um tesoureiro das triangulações. [/FONT] [FONT=&amp]O craque ensinou que a fraqueza é a força. O calcanhar de Aquiles, sinônimo mítico de vulnerabilidade, converteu-se em calcanhar de Sócrates, tradução de passes exatos, força e gols inesquecíveis.[/FONT] [FONT=&amp] Antes de Sócrates, o calcanhar era mero apoio.

    Depois dele, o calcanhar é uma marca registrada de inteligência. [/FONT]
    [FONT=&amp]Como tinha 1,90m e um giro de corpo devagar em comparação aos colegas mais baixos, Sócrates começou a empregar o calcanhar para ganhar velocidade e surpreender os adversários. O defeito cresceu em virtude. A falha amadureceu em vantagem. [/FONT][FONT=&amp]O domínio desconcertava a marcação. Sócrates elaborava longos cruzamentos de calcanhar ou encobria o goleiro em momentos improváveis. Não tinha pressa, ânsia de resolver. Dava corpo ao ritmo, densidade estratégica para equipe, calculava aproximações. [/FONT] [FONT=&amp]Filósofo, passeava pelos gramados, sempre com as costas eretas, um farol da objetividade, clarão de lucidez. [/FONT] [FONT=&amp]

    Sócrates não precisava olhar para a bola. Não tinha costas como um anjo, como um regente. [/FONT]
    [FONT=&amp]Não houve na história do esporte como ele. Dobrou o Brasil como um origami.


    [/FONT]
    Fonte:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. Phantom Lord

    Phantom Lord London Calling

    Belíssimo texto.Sócrates realmente foi um jogador diferenciado,dentro e fora de campo.

    Esse outro texto,escrito por Xico Sá(companheiro de bancada do doutor no programa Cartão Verde) é emocionante:




    E esta entrevista que ele concedeu para Marília Gabriela revela muito de sua lucidez:

     
    Última edição por um moderador: 5 Out 2013
  3. ricardo campos

    ricardo campos Debochado!

    Dr. Sócrates foi um grande jogador. Copa de 82 ele estava lá naquele fantástico time do Telê Santana. Além de muito politizado, liderou movimento "democracia corintiana" nos anos 80. Acompanhava a coluna dele na Carta Capital.Vai fazer muita falta o :clap: Magrão.
     

Compartilhar