1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Anistia Internacional diz que escolha de Feliciano é 'inaceitável'

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 25 Mar 2013.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Em nota divulgada ontem (24), a Anistia Internacional afirma que a escolha do deputado Marco Feliciano para a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara é "inaceitável", por suas "posições claramente discriminatórias em relação à população negra, LGBT e mulheres".

    Feliciano, eleito no início do mês para o cargo, é acusado por movimentos sociais de ser homofóbico e racista. Eles pedem a renúncia do parlamentar do comando da comissão. Feliciano nega as acusações e diz que apenas defende posições comuns aos evangélicos, como ser contra a união civil homossexual.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    O deputado Marco Feliciano (PSC-SP); protestos cobram sua saída de cargo em comissão da Câmara​

    diz a nota da Anistia.

    O texto prossegue afirmando que a Anistia Internacional espera que os parlamentares brasileiros "reconheçam o grave equívoco cometido" com a indicação de Feliciano e "tomem imediatamente as medidas necessárias à sua substituição".

    A Anistia afirma ser essencial que integrantes da comissão
    e que
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Protesto "Fora Feliciano!" contra a permanência do deputado Marcos Feliciano na Comissão de Direitos Humanos na avenida Paulista, região central de São Paulo​

    COMISSÃO DOS DIREITOS HUMANOS

    Nesta terça-feira (26) acaba o prazo dado pelo presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), para que o PSC encontre uma solução para a comissão. Embora não diga publicamente, ele pressiona para que o partido convença Feliciano a renunciar.

    disse Alves na última quinta-feira (21).

    Ontem, o presidente da Casa disse que a situação não avançou no fim de semana. "Não tive notícias."

    Apesar de ter manifestado a colegas insatisfação com a permanência do pastor no comando da comissão, Alves tem dito, contudo, que não há margem regimental, como uma intervenção direta, para tirá-lo da presidência. Por isso, apelou à cúpula do partido.

    Em entrevista ao programa 'Pânico', da Band, gravada na semana passada, mas levada ao ar apenas ontem, Feliciano disse que só deixaria o cargo morto.

    disse o pastor.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. Pearl

    Pearl Usuário

    A anistia diz, boa parte do congresso diz, a população diz e o cara ainda insiste em trabalhar na comissão, o Feliciano não se enxerga.

    A questão da barganha vai muito além dos direitos fundamentais. Ela é enraizada na política brasileira e é um vício em que não importa se uma parcela representativa da população for prejudicada. Hoje que está se formando uma pressão para que essa barganha não fique acima de qualquer direito, mas ainda é pequena. Por exemplo, criou toda essa resistência ao Feliciano, mas falaram pouco de quando o senador Blairo Maggi (ruralista) passou a presidir a comissão de meio ambiente.
     
    • Gostei! Gostei! x 3

Compartilhar