1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

André Vianco

Tópico em 'Autores Nacionais' iniciado por imported_Foxwulf, 25 Nov 2007.

  1. imported_Foxwulf

    imported_Foxwulf Usuário

    Sempre fui um grande admirador de vampiros, fui (e acho que ainda sou) fã das séries Buffy e Angel. Gostei muito de Entrevista com o Vampiro (não oportunidade de ler o livro ainda, mas estou caçando), deve ser um dos poucos que achou Underworld brilhante.

    Então um belo dia lendo uma matéria em uma revista, descubro que tinha um cara escrevendo livros sobre vampiros, e ele era brasileiro, um tal de André Vianco. Fiquei intrigado e vou ver qual era.

    De inicio não achei nenhum livro de vampiros dele, só um tal de O Senhor da Chuva, que era sobre Anjos e Demônios, comprei e comecei a ler.

    Fiquei surpreso com o que li. O cara é genial! Conseguiu mesclar de forma harmônica os elementos sobrenaturais com os elementos nacionais. Pessoas que falam como nós, vivem a nossa realidade, convivendo com aqueles seres fantásticos. Aqueles personagens do nosso dia a dia, como a velhinha religiosa, o malandro da rua e etc. Muito interessante mesmo.

    O Senhor da Chuva tem duas tramas, a Celestial e a Terrena, tramas que se acompanham.

    Um traficante com problemas e um anjo ferido em combate contra demônios tem os caminhos cruzados e uma história envolvente se inicia. O único problema é que curto demais.

    Mas, o meu lance eram os vampiros. Então comprei Bento e, sinceramente, odiei o que vi. Bom, não que a história não seja interessante.

    O plot é que aconteceu algo sinistro e a humanidade adormece, quando despertam anos depois, grande parte da população da Terra tinha se tornado vampiros.

    É uma opinião bem pessoal, mas não gostei de como ele descreveu os vampiros, que mais parecem orcs, do que aqueles seres fantásticos e misteriosos que li em outras obras, como Drácula de Bram Stoker e O Vampiro Lestat de Anne Rice.

    Porém não deixa de ter o seu mérito, por ainda mesclar bem os seres sobrenaturais com o povo brasileiro.

    Atualmente estou pensando em ler Os Sete (também sobre vampiros), que pelo boca a boca na internet parece ser bem interessante. É sobre sete vampiros portugueses que são aprisionados em caravelas e mandados para o Brasil, na época das grandes navegações, ai acontece uma parada e eles despertam nos dias de hoje.

    Já tem as continuações, como Sétimo e Filhos do Sétimo, vamos ver se dessa vez os vampiros são mais interessantes.

    Mas, enfim, é mais um autor brasileiro conquistando o seu espaço.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. Marco

    Marco may the force be with... wait

    Eu tenho um certo pé atrás com ele. Já ouvi falarem bem, mas também já ouvi falarem muito mal. Eu gosto da literatura 'vampírica', li quase tudo que a Anne Rice publicou, de bom, porque em determinado momento ela ficou igual a Simone, um livro novo por ano.
    Lembro do estardalhaço que fizeram em cima de Os Sete, acho até que o Vianco foi entrevistado pelo Jô na época. Mas ainda me falta coragem pra começar a ler algo dele.
     
  3. Anica

    Anica Usuário

    O cara teve uma idéia boa, situar as histórias de vampiros no Brasil, isso não dá para negar. E é pela boa idéia que ele está "colhendo os louros", digamos assim. O problema é que ele não escreve bem. Eu lembro de chegar a ficar irritada enquanto lia o livro o_O
     
  4. Pips

    Pips Old School.

    Isso é verdade, ele não escreve bem. Sinceramente? Em algumas páginas parece uma coletanea de redações de colégio.

    Agora a idéia de situar a história no Brasil foi ótima, ainda mais para conquistar os fanboys de vampiros que existem por aqui.

    Quanto a Entrevista com Vampiro; eu gosto muito do livro e até A Rainha dos Condenados acho legal, Anne Rice é bem detalhista, mas acho que ela desandou depois do terceiro livro.
     
  5. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    A Anica ficou irritada lendo o livro. Eu rasguei o meu Os Sete.
     
  6. Marco

    Marco may the force be with... wait

    Era bem sobre isso que eu estava falando. Até a rainha dos Condenados a coisa flui, mesmo não sendo o melhor da série. Entrevista é extremamente superior, pois tenho todo o drama e angústia de ser um vampiro. A rainha dos condenados lembra mais uma aventura desenfreada em busca de redenção.

    Depois de "Rainha..." a coisa meio que virou uma franquia. Marius, Armand, Pandora, será que cada um precisava de um livro. Ou melhor será que tinha tanta história assim pra contar?

    Enfim, acho que essa é uma discussão mais apropriada para um tópico de Anne Rice. Alguém se habilita?
     
  7. Raawwrrrr

    Raawwrrrr Usuário

    Sempre gostei de vampiros, fato. Tudo começou quando eu era pequeno e vi Garotos Perdidos (Lost Boys), desde então, sou totalmente aficcionado pelo gênero. Mas acho que o André Viando é uma pessoa com idéias muito boas e uma escrita muito deficiente. Cheguei a ler Os Sete/Sétimo/Turno da Noite vols. 1 e 2 e não notei nenhuma evolução na escrita. Ele escreve (ao meu ver) de forma bem simples e pueril, porém com boas idéias. Acho que o ideal seria ele trabalhar em conjunto com alguém que escrevesse bem, aí sim, seria absurdamente bom. IMO.
     
  8. Ronzi

    Ronzi Oh, Crap!

    Dito. Ele é péssimo. lembro quando ele foi ao Jô no lançamento d'Os Sete, fiquei curioso e comprei. Só não digo que rasguei por que vendi num sebo junto com Angus e outras porcarias que tinha em casa.

    Talvez lançar no cinema... Enfim, lost boys é fantástico.
     
  9. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Pô, cara, como tu faz uma coisa dessas? É por causa de pessoas que nem tu, que passam adiante a maldição de um livro ruim, que o Brasil tá do jeito que tá. Assim não pode, assim não dá...
     
  10. Ronzi

    Ronzi Oh, Crap!

    Nunca parei para pensar nisso... Shame on me, Shame on me.
     
  11. Estranho

    Estranho Dancer

    Eu sempre senti a mesma coisa. Muito embora eu possa até dizer que gostei de Os Sete (em minha defesa eu digo que era mais novo e tinha gosto meio duvidoso), a escrita dele me incomodava profundamente. Algo como um travesseiro mal encaixado.

    Em Sétimo ele apela, transforma seus vampirinhos em super-heróis/vilões de quadrinhos absurdos.

    Tenho O Senhor da Chuva, mas não passei do primeiro quarto.


    Ah, e eu vi recentemente numa livraria um comic book baseado nos personagens de Os Sete. Os desenhos eram absolutamente horríveis.
     
  12. imported_Cabal

    imported_Cabal O Poeta Aprendiz

    Pois bem, ninguém agrada ninguém, tenho os sete, sétimo, senhor da chuva, a casa e sementes no gelo, todos de Vianco, adoro o escritor, as histórias são fantásticas, muito bem feitas, atraem vc do início ao fim, confesso que acho algumas palavras muito re-usadas, em algumas partes a leitura fica sem muito vocabulário, mas ainda assim a história consegue superar tudo, não sei como cada um vê a história e os vampiros em sí, eu gostei muito, tem a história dos super-poderes sim, mas tb tem explicação, fora que é tudo fantasia mesmo, eu achei fantástico, com certeza ele não ia agradar todo mundo, até Paulo Coelho que é um dos 5 escritoes mais vendidos e lido do mundo tem uma legião de gente que não gosta ( pra mim nem fede nem cheira), Vianco com certeza não seria unanimidade, confesso que estranhei tanto rejeição a ele, pois até então só tinha visto críticas boas, concordo que possa hever falta de vocabulário, mas as história em sí e e ambientação que ele usa ficam boas, pois podemos visualizar bem todos os detalhes da história, quem conhece as cidades fica mais fácil ainda.

    A ComicBook tem os desenhos horríveis, isso é verdade, mesmo gostando do cara eu não comprei, estão bizonhos.
     
  13. Ronzi

    Ronzi Oh, Crap!

    O problema, Cabal, é que a falta de vocabulário é só um dos defeitos. Os personagens dele são muito rasos, não tem a profundidade que marca o leitor. Ele até descreve bem as cidades e podemos realmente imaginar os lugares, mas para por aí.

    Li "Os Sete" (que já vendi) e "O Sétimo" (só para confirmar se o cara era mesmo ruim) e achei que a trama de ambos original, mas o autor não soube desenvolver a história.

    E esse negócio de vampiros powerrangers com super-poderes combatendo em plena Av. Paulista (pelo menos acho que era lá) é meio duro de engolir...
     
  14. Eu li a casa. Honestamente ele não é uma escritor ruim. Mas a história que ele contou poderia ser escrita por qualquer pessoa que seria excelente.
    Eu chorei feito criança. Sério. Viadagem das grandes mas aquelas histórias me comoveram.
     
  15. imported_Cabal

    imported_Cabal O Poeta Aprendiz

    Cara, não se sinta só, eu voltando do trampo, no ônibus da empresa, chorava ao passar por cada história, quando elas começam a desembocar no seu final, muito bom mesmo, ainda bem que vc confessou isso aqui, pensei ter sido o único, mas o grande lance alí é esse mesmo, vc se permitir entrar na vida e vivenciar cada situação dos personagens!!![hr]

    Discordo Ronzi, ele deu uma explicação pro fato dos vampiros terem poderes, eu achei legal isso, é mais uma vartente dos vampíros, vc viu um filme chamado 30 dias de noite? os vampíros neste filme são como carniceiros, nada sofisticado e bonito como entrevista com vampiro e etc..., acho que um dos pontos que mais gostei foram os poderes dos vampíros, se formos pensar assim não íamos ler uma Hq de super-herói.[hr]Esquece a pergunta do filme Ronzi, já ví em outro tópico que tu tanto viu o filme como leu a HQ.[hr]O Vianco participa com um conto da antologia Amor Vampiro. Alguém já leu?
     
  16. Eu nao suportei a narração dele, realmente parecia redação de escola.
    EU nem lembro o nome direito do livro que comprei, só lembro que troquei pela gramatica do Bechara hahahaha e dei mais uns 40 reais na troca
     
  17. imported_Inverno

    imported_Inverno Usuário

    Olha, eu não vejo nada de errado na maneira como ele escreve, talvez por que eu seja leigo demais pra perceber. Eu li Os Sete, Sétimo e O Senhor da Chuva, gostei muito, achei até que ele descreve bem os cenários da trama, pra min pareceu que ele apenas é "direto". Nota 10 para os três que eu li, e pretendo continuar lendo os livros dele.

    Quanto aos vampiros, os super poderes foram o diferencial, adorei isso.
     
  18. Daewen

    Daewen Elener

    Livros do Vianco em promoção do Submarino...de 9.90....

    Aproveitem!
     
  19. imported_Daniel_

    imported_Daniel_ Usuário

    Bom, meus dois centavos (SPOILER):

    Dele eu li Os Sete e Sétimo. A idéia me pareceu, desde o começo, interessante. Só que, num dado momento, acho que ele se perde com a narrativa, algo como uma inabilidade de conduzir coisas que estão acontecendo simultâneamente (vampiros x exército x mergulhadores). Afora isso, determinadas coisas, pra mim, são desnecessárias, e outras que eu gostaria de saber ele não cita (a históia pregressa dos vampiros, e como é a vida de um vampiro, além dos clichês "alho-estaca-cruz-luz solar"). Eu diria que é um livro razoável (tem coisas bem piores, como Angus) e que eu fracamente recomendaria pra um leitos iniciante, sem remorsos. Já sétimo é mais ruinzinho, acho que ele seguiu pelo pior caminho numa continuação: parte da novidade eram os poderes, mas, subitamente, o mergulhadir também pode ter, lá-lá-lá-lá. E o deus-ex-machina dos vampiros retornando como amigos não é nada feliz.

    De resto, com quase todas as obras sobre Vampiros o que eu vejo é um danado de um repeteco a respeito da obra do Bram Stoker. Raramente eu percebi alguém indo atrás das fontes que ele consultou (a riquíssima mitologia eslava) pra escrever algo. Nesse sentido, ele pelo menos teve alguma originalidade, mas eu senti que ele se limitou muito, não deu dimensão ao que fez.

    Afora ele, eu já li a Anne Rice (Armand e Entrevista com o Vampiro) e, afora o primeiro com um retrato interessante da efevescência do renascimento, não vi nada demais - embora goste da forma como ela escreve. Já li, é claro, o Drácula original, e não é preciso citar a obra como magnífica.

    Não li, e mantenho uma cordial e longa distância de Crepúsculo. Que me perdoem os fãs, mas só de ouvir falar e conversar sobre o romantismo da obra eu me senti com náuseas. Me pareceu uma reedição de Romeu e Julieta com uma canja de Vampiro: A máscara. Como não é muito meu gênero, cai fora.

    Bom, eu sugiro a todo mundo que gosta - é bem possível que a maioria, inclusive, já tenha assistido - que vejam o filme Drácula de Bram Stoker. É muito, muito bom, e, dentro dos limites, investe em certo aspecto sensual e cruel do Vampiro, que o Stoker deixa meio no ar, na obra.

    A nivel de livro, eu não me recordo de nenhum outro que eu tenha lido, mas comecei a escrever dois contos a respeito: sobre o nascimento do drácula vampiro na corte de Sigismundo, e sobre a condessa Drácula - Erzsébet Báthory - e a sua relação com práticas de bruxaria e nigromancia.
     
  20. fabittar

    fabittar Usuário

    O temática vampírica saturou há alguns anos.
     

Compartilhar