1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Americanos aprovaram o uso da bomba atômica

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Regente, 5 Ago 2005.

  1. Regente

    Regente Serenity Painted Death

    Fonte:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Duvido que numa invasão morreriam mais de 300 mil pessoas como morreram em Hiroshima.

    Agora eu começo a desconfiar que não é só o Bush que quer guerra.
    É os EUA todo. Se toda vez que eles forem ameaçados jogarem um bomba num lugar, acho que só o território deles ficará intacto (e olhe lá).
     
  2. Shantideva

    Shantideva Adoro elfos ruivos!

    Americano são muito ufanistas(não sei se é bem a palavra certa para o contexto, mas...), eles sempre vão apoiar as decisões de seus governantes, até mesmo quando essas decisões são equivocadas. Então imagine quando esses mesmos governantes conseguem convencê-los que é a para o bem deles? E o resto do mundo? Bom, aí eles pensam: antes eles do que nós.
     
  3. Lordpas

    Lordpas Le Pastie de la Bourgeoisie

    Vocês esquecem do fator Pearl Harbor... isso influencia a opinião estadunidense...

    E também, vender o Japão como santo não cola.

    Nesse aspecto a Bomba Atômica é justificável dentro da chamada "ética de convicção", embora ela esbarre na "ética de responsabilidade" nesse caso... BTW...
     
  4. ombudsman

    ombudsman O Eto'o brasileiro

    Mas Rodrigo, a ética da convicção que o Weber tanto cita nao serve como modelo ético justamente por ser "irracional"; é aquela historia do fanatico que joga a responsabilidade de suas acoes à entidades supra-sensiveis ou à valores, eximando-se de qualquer consequencia etica de seus atos.

    E nem passa perto da etica da responsabilidade porque os EUA nunca assumiram as consequencias das 2 bombas, limitando-se àquele pedido formal de desculpas em ocasioes "comemorativas", tanto é que a populacao em vez de ter vergonha do ocorrido, ainda hoje nao só aprova como crê que aquilo salvou milhares de vidas.

    Citando Cel.Kurtz em Apocalypse Now..
    "The horror. The horror"
     
  5. Omykron

    Omykron far above

    pearl harbor eles foram vitimas da arrogancia deles. houve avisos o suficiente para ter evitado o massacre, não aceitaram o fato que os japoneses iam atacar o maior porto americano no meio do coração americano.

    e o japão já estava em guerra no pacifico, e já era aliado da alemanha nazista.

    mas bem, os EUA vão perder essa guerra contra o mundo uma hora ou outra.
    tem uma frase no filme platoon muito boa...
    "Nós vamos perder está guerra. Nós não perdemos uma batalha até agora, nem um homem morto."
     
  6. Fox

    Fox Visitante

    Eles salvaram as vidas de muitos soldados americanos e até soldados japoneses, como bem disseram, já que com esse ataque atômico aceleraram o processo de rendição do Japão.

    Vale exaltar pequenos detalhes como o fato de que a rendição do Império era apenas uma questão de tempo visto as perdas de território e contingente japoneses e que nesse ataque, os principais alvos foram civis.
     
  7. Omykron

    Omykron far above

    a bomba de hiroshima e nagasaki foram mais uma demonstração total de poder frente aos russos, já que na epoca, os estados unidos já haviam contornado os problemas da guerra no pacifico e prosseguiria avançando e derrotando os japoneses.
     
  8. Níniel

    Níniel let's put a smile on that face

    Pena é que essa demonstração de poder tenha sido feita em pessoas. :disgusti:
     
  9. Alucard

    Alucard Um completamente aleatório

    A questão que me deixa mais "grilado" com essa história, é que o Tio San pode fazer tudo, matar gente pra caramba e ainda se achar correto, dizendo que salvou vidas etc, fazer o seu povo admirar absurdamente uma situação como essa e simplesmente querer ter moral para impedir que os outros países façam o mesmo.
    Poxa, eles estavam querendo que o Brasil não fabricasse mais urânio só por causa do medo das bombas atômicas, de não querer que ninguém as use, mais se houver uma necessidade, o primeiro país a usar bombas atômicas, de hidrogênio e nuclear, é justamente os states... :tsc:
     
  10. Nob

    Nob Usuário

    Sim, não são os EUA que estão certos, são o Taliban e o Saddam Hussein.
     
  11. Alucard

    Alucard Um completamente aleatório

    Olhando pelo lado lógico da coisa, é bem por aí... (tirando o lance ds discrininação que o taleban tem, que é muito grotesco..)
     
  12. Metz

    Metz ...

    São muito caras de pau em dizer que esse foi um ato certo. As bombas mataram muito mais civis do o que soldados, os americanos sabiam que grande parte do homens estavam na guerra e que a maioria da cidade era formada por mulheres e crianças, mas não se importaram e acabaram com todos. É vergonhoso da parte deles usarem para tudo o pretexto dos 2000 inocentes que morreram em 11 de setembro se eles próprios acham certo o seu país destruir centenas de milhares de outros inocentes mesmo sabendo das consequencias.
     
  13. Logan Mcloud

    Logan Mcloud Usuário

    vcs se esquecem q os americanos nao tinham a MENOR ideia do q iria acontecer... tanto eh q estavam programadas mais 16 bombas nucleares no japao (e antes q um espertinho pergunte pq mandaram duas eu ja respondo q nao sao duas inguas... elas eram bem diferentes.... vai dar trabalaho para explicar aki a diferença... basta q acreditem em mim) e nao se sabia qual das duas seria a mais eficientes....


    alem disso os testes em alomo gordo foram no solo a a destruilçao portanto foi muito menor (para quem nao sabe as bombas explodiram por volta de 1km da superficie para aumentar a destruiçao ) o raio de destruiçao (total) foi de apenas 3 km. Ate 10 km de raio (se nao m engano) nao houve nenhum sobrevivente imediato... seconhecia MUITO pouco sobre os efeitos da radiaçao tanto eh q os americanos deram para seus soldados em testes atomicos (antes e depois da guerra) apenas vassourinhas de palha. para "tirar a radiaçao" :wall:

    o japao ja tinha procurado a URRS para fazer tm tratado de rendiçao mas nao tinha conseguido de forma imediata.

    os americanos tinhem q dar uma mostra de poder ao mundo... e sejamos sinceros se nao fosse Hiroshima os americanos nao teriam se tornado a potencia q se tornaram.

    Einsten e varios outros cientistas pediram ao presidente para nao jogar a bomba


    abraços Dwarf
     
  14. Fox

    Fox Visitante

    Claro que não. Que lugar melhor pra explicar isso que num fórum de discussão?
     
  15. Beriadar

    Beriadar And I will see it all before

    A política de proferir ao povo q esta é uma atitude correta é natural .. já está manjada pra todos nós, por parte do governo americano. É sempre bom ter alguma compreensão e o aval popular em uma medida extrema e equivocada. As bombas não foram os últimos exemplos disso ... em toda guerra americana se faz uma forte propaganda sobre seu povo (Vietnã, socialismo, bin Laden, Iraque ... ), enfim há sempre um pretexto político "abafado" e uma propaganda nacionalista ... da qual o povo sempre aceitou e em geral, apoiou o seu governo em cada campanha.

    Entretanto, acho q a verdade é q qualquer nação com tamanho poder de fogo faria o mesmo se estivesse na posição deles. Não é a cultura americana e a história da política americana q despertam esse tipo de coisa, mas o poder dos homens e das nações, e o desejo de conter os adversários.
     
  16. Balbo

    Balbo Usuário

    Eu duvido que o governo e os cientistas que construiram a bomba não sabiam dos efeitos da radiação. Obviamente eles estavam pouco se lixando pro que ia acontecer com os militares que foram testar a bomba.
     
  17. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    É a cultura americana sim.....A cultura dos salvadores.....De q a intervenção sempre é necessária e q elas ocorrem sempre para o bem dessas.....
    Claro q jogar uma bomba atômica lá no Japão foi melhor.....Em vez de morrer (exagerando) 200 mil japoneses e 200 mil americanos, morreram uns 250 mil japoneses, outros MILHARES nasceram com olho na testa e as terras ficaram implantáveis e inúteis (considerando-se q o Japão naum é nenhuma grandeza territorial como uma Rússia, Canadá ou os próprios EUA)......


    PS: Q os cientistas naum sabiam da radiação em sua seriedade como hj até pode-se considerar......Mas os efeitos térmicos e de impacto eu me recuso a acreditar.....Teriam q ser cientistas RALÉS pra fazer uma discrepância TÃO grande assim pra se acreditar q necessitariam de 16 bombas atômicas (e vendo os cientistas q participaram, eram todos tops da época).....
    Pode-se até realmente terem sido construídos essas 16 bombas.....Mas em sentido político.....Como se dizendo: "Soltamos duazinhas e ARRASAMOS o Japão, Rússia.....Se engrace pra cima da gente q nós temos 14 aki esperando vocês..."......
     
  18. Logan Mcloud

    Logan Mcloud Usuário

    vamos começar pelo fox... ja q ele foi tao bonzinhu e me fez uma pergunta cabeluda...
    Ladrao de Galinheiro malvado... vc nao podia simplesmente acreditar em mim né?


    Vamos la.. eu nao me lembro qual eh qual... portanto vou falar so a diferença... minto acho q cabei de lembrar mas posso estar enganado...

    primeiro vamos com um pouco de explicaçao de algumas coisas:

    as duas bombas tinham nucleos de uranio 235. o uranio 235 eh muito pouco encontrado livre na terra, geralmente se encontra o uranio 238 q nao eh muito radioativo e nao tem utilidade pratica nenhuma. A razao se nao me engano eh de 2% de 235 para cada 100% de mistura de 235 e 238.

    o uranio 235 eh um atomo instavel... portanto ele se parte com muita facilidade. um neutron quando se choca com ele faz com q ele se fisione (nao sei se essa palavra existe) liberanto dois outros neutrons e isotopos de elementos mais leves.. como o plutonio e o radio (as vezes ainda radioativos).

    Existe uma coisa chamada massa critica, q eh a quantidade de massa de um elemento necesssaria para q a reaçao continue sem q seja necessario q se lancem mais neutrons no nucleo, em suma a parada funciona sozinha e vc q se foda. caso a massa seja abaixo da massa critica os neutrons resultantes das reaçoes de fisao fogem sem necessariamente colidir com outros atomos de uranio 235.

    para q consigamos fazer com q a massa de uranio 235 seja grande temos q fazer uma coisa chamada enriquecimento de uranio q consiste em fazer com q a razao saia de 2% para 98% no caso das bombas atomicas, ou 20% no caso das pilhas atomicas para usinas nucleares e submarinos. poucos paises conseguiram isso... e o Brasil eh um deles (por sinal fazemos melhor q os americanos). Sao apenas 8 se nao me engano.


    depois q temos o uranio enriquecido existem duas formas de se fazer a bomba...

    uma: pegar duas porçoes de uranio enriquecido q somadas superam a massa critica e deixam separados... no instante da detonaçao se juntam os dois pedaços.


    segundo: botar bastante uranio enriquecido envolto por uma camada de TNT. toda essa camada explodiria ao mesmo tempo e isso aumentaria grandemente a pressao, fazendo com q a massa critica fosse menor para detonaçao.


    a primeira forma foi usada na primeira bomba consequentemente a segunda foi usada na segunda.... nao se sabia qual seria mais eficiente e nem se funcionariam direito.

    ufa pronto fox agora posso ser preso por apologia a disseminaçao nuclear no mundo HAUHAUHAUHAUAHUAHUHAUHAUHAUHAUAHUA


    Balbo, nao se sabia direito realmente das consequencias da radiaçao .... os efeitos de grandes doses a curto prazo se sabia q matava... mas nao se sabia q tudo ficava contaminado por tanto tempo... alem disso nao se esperavam as chuvas radiotivas posteriores... pois foi uma coisa nova. a radiaçao ainda era bem mau compreendida e as consequencias da quebra do atomo nao tinham sido tao apuradamente calculadas como hoje em dia.


    esse papo q milhares nasceram com olho na testa eh besteira. A maior parte dos problemas geneticos sao leucemia e infertilidade... deformaçoes tb ocorrem mas em MUITO menos casos.... caso vc tenha lido direitinho meu post anterior poderia ter visto q eu pus os raios de açao das explosoes e vc deve admitir nao sao tao grandes assim... se caisse no centro do Rio por exeplo quem morar no grajau sairia vivo (poderia morrer devido a radiaçao depois... mas os ventos nao o matariam... alem disso se conseguissem sair antes da chuva seria bem mais dificil de q os niveis de radiaçao ficassem realmente muito altos) mais um dado interessante a 3 km de distancia do ponto Zero (pondo sobre o qual a bomba foi detonada pois como eu falei no post anterior elas nao foram detonadas no solo) diversas construçoes resistiram a força das explosoes... (se vc se vc pensar q as V8 alemans destruiam varios quarteiroes vai ver q nao eh uma diferença tao brutal assim)

    devemos lembrar q as bombas A antigas sao muito pequenas... nao sao nada parecidas com as de hoje em dia... q por sinal nao sao nem bombas de fissao mas sao bombas de FUSAO atomica... oq acarreta muito mais energia q as de fissao.

    a radiaçao foi um problema maior em Shernobil (tenho certeza q nao eh assim q se escreve) q em nagasaki ou Hiroshima pois la houve depositos bem maiores de elementos radioativos. alem de uma nuvem radioativa q ficou flutuando pela Europa... quem eh mais velho deve se lembrar q os leites e chocolates holandeses ficaram alguns anos meio q sobre quarentena... boa parte dos rebanhos foram mortos por medo de contaminaçao.

    por fim Kamus os cientistas nao eram quem faziam os cronogramas.. e alem disso eles nao sabiam direito a potencia REAL de uma bomba real em solo inimigo. portanto foram sim agendadas 18 bombas.. depois das duas primeiras os americanos ficaram tao assustados com oq fizeram q resolveram nao continuar.

    mesmo depois da guerra os testes americanos em seus soldados para estudar os efeitos da radiaçao provam q eles nao sabiam direito as consequencias de niveis nao mortais de radiaçao por tempo prolongado.

    existe um filme q nao me lembro o nome q mostra essas experiencias com macacos... muito depois da guerra. existem filmagens pos guerra q corroboram com essas afirmaçoes. até hoje se estudam os efeitos... muito embora ja se saiba muito mais q antigamente.




    bem acho q ja me estendi muito nesse assunto qualquer pergunta eh so falar...

    abraços Dwarf

    ps.: a ultima vez q estudei isso faz alguns anos.. e eu posso estar enganado em alguns dados.. mas eh meio dificil... a ultima coisa q eu estudei sobre isso foram as bombas sujas q sao bombas de plutonio.. q outro dia se calhar explico.
     
  19. Omykron

    Omykron far above

    que eu me lembre little-boy era bomba de uranio, e a fatboy de plutonio.
    a little boy disparava algo semelhante a bala, porem de material radioativo, que gerava a reação em cadeia...
    a fatboy usava plutonio que era comprimido (não tou lembrado o material...), assim como a gadget...

    Mas o papo que eles não sabiam dos estragos em uma area densamente povoada é lorota. O testes no deserto foi suficiente para terem noção do estrago e danos. Derreter o solo arenoso e abrir um cratera de 700m de diametro no deserto, sem contar os videos.
    o ataque a hiroshima e nagasaki foram para abalar a moral do povo japones, forçar a rendição, e já avisar aos russos quem "mandava".
    assim como os bombardeios as cidades alemãs sem nenhuma instalação militar. é golpe contra a população e abalar a confiança dela no governo.
     
  20. Balbo

    Balbo Usuário

    Eles sabiam o essencial: radiação matava e podia causar várias coisas sérias que eles supostamente não sabiam exatamente o quê (pra mim eles sabiam de tudo). Eu vi um documentário onde vários militares americanos falavam sobre isso. A única proteção que eles tinham na hora dos testes era uma proteção pros olhos, pra ser usada no momento da explosão. Todos os filhos que eles tiveram apresentaram sérios problemas físicos e/ou mentais. Agora imagina em que quantidade isso não deve ter acontecido no Japão.
     

Compartilhar