1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Amazon retira de catálogo polêmico "guia para pedófilos"

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 11 Nov 2010.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    O site Amazon retirou de seu catálogo um polêmico guia para pedófilos, que provocou uma ameaça de boicotes à loja virtual.

    O autor do livro "The Pedophile's Guide to Love and Pleasure: a Child-lover's Code of Conduct" (Em tradução livre, "O Guia de Pedófilos para o Amor e o Sexo: Um Código de Conduta para Amantes de Crianças"), Philip R. Greaves II, argumenta que os pedófilos são mal compreendidos e oferece aconselhamentos para que estes se comportem no âmbito da lei.

    O livro estava sendo comercializado para ser lido através do Kindle, um leitor de e-books.

    A Amazon ainda não emitiu um comunicado específico sobre o assunto, mas havia afirmado anteriormente que
    A empresa permite que autores comercializem seus próprios livros no site, em troca de parte dos lucros da venda. Mas antes de ter seus livros no catálogo online, os autores têm que confirmar que leram e aceitaram as diretrizes da loja --entre elas, a que proíbe a venda de material considerado ofensivo, embora a Amazon não dê mais especificações complementares.

    Alguns leitores no Twitter criticaram a empresa e ameaçaram boicotá-la.

    No passado, a Amazon já se envolveu em polêmica por causa de produtos que vende. Em 2009, suspendeu, após protestos, a venda do game Rape Lay, no qual o protagonista persegue e estupra uma mãe e suas filhas.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     

Compartilhar