1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Notícias Amazon passa a vender livros impressos no Brasil

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por O Machado de Assis, 21 Ago 2014.

  1. O Machado de Assis

    O Machado de Assis Visitante

    Cabe uma discussão interessante. O Eduardo Lacerda, editor da Patuá, compartilhou isso:
    QQ cs acham?
     
  2. Calib

    Calib Visitante

    Acho que eu vou publicar meu livro em e-book direto pela Amazon. :lol:


    Mas a sério: acho que isso aí dá muito pano pra manga e é melhor discutir noutro tópico.
     
  3. Clara

    Clara Que bosta... Usuário Premium

    Concordo com o Calib que isso dá um tópico.
    Mas só queria registrar aqui que o submarino vem dando esses "descontos impossíveis" (algumas vezes até menores dos que vi na Amazon hoje) há muito tempo e nunca ouvi esse homem reclamar. :tsc:
     
  4. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    O que esse cara falou não deixa de ser verdade. Dumping é uma prática suja de concorrência. A Amazon pode se dar ao luxo de "perder" 6 reais por livro, mas um livreiro pequeno não.
     
    Última edição por um moderador: 22 Ago 2014
  5. Deriel

    Deriel Administrador

    Mas também sempre tem o fato que as livrarias e pequenos livreiros forçam as editoras ao desconto mínimo de 50% pra aceitar o livro em suas lojas. Por mim, qualquer parte desses 50% que chegar em meu bolso tá valendo - é um exagero , de qualquer forma. Se for através da Amazon, ótimo.
     
  6. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    é como disse a clara v. , submarino já faz isso de preço absurdamente baixo também (por exemplo, como pode em determinado momento o silmarillion ter um preço de tabela na casa dos 70 reais e depois aparecer no submarino por 9,90?). e mais: eu acho o seguinte: nosso mercado é diferente, e até por isso as editoras gringas como a penguim estão apostando as fichas por aqui. vamos lá.

    1. apesar de um visível aumento de interesse do público na compra de livros (sobretudo os YA),
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    . e aí pouco importa amazon, submarino, saraiva ou whatever, porque o governo compra direto com as editoras.

    2. isso significa que ainda tem muito, muito chão para sermos o equivalente dos estados unidos em termos de mercado editorial. muito do que funciona lá (e impulsiona as vendas) nem existe aqui: summer reading, mass-market paperback, etc - então aqui as regras do jogo ainda são diferentes. a amazon-potência dos estados unidos pode ser só mais uma grande loja aqui no brasil (como outras tantas)

    3. para vocês terem ideia de como ela está em território novo: a amazon penou para fechar contrato com as editoras, que temiam justamente o monopólio e, principalmente, uma futura obrigação de vender produtos a preços menores para amazon. a treta amazon x hachette que está acontecendo lá nos estados unidos aconteceu por aqui nos bastidores antes mesmo da amazon.com.br começar a funcionar.

    4. sobre o que acontece lá fora, livreiros e editoras falindo, eu não concordo totalmente que seja culpa da amazon. muitas livrarisa pequenas (e muitas grandes também) acabaram fechando as portas, mas não acho que seja só pela amazon, mas pelo comércio online em si. as lojas físicas precisam embutir no preço dos livros contas que as lojas virtuais não têm, e aí é natural que com preço mais alto e comodidade mínima ("putz, tenho que ir até o shopping para comprar?", etc), além, é claro, da chegada dos e-books na equação. as pessoas acabem optando pelo comércio online. a amazon "paga o pato" porque provavelmente tem acervo maior, preço menor e alcance maior, vendendo para mais pessoas - mas eu colocaria na conta todas as lojas online. editoras? as pequenas aqui no brasil já estão fechando as portas, então é complicado apontar a amazon como única culpada. agora, autores? convenhamos: só os que não têm contrato com editora vendida pela amazon se dão mal. são justamente os autores da hachette que estão fazendo barulho lá fora. a briga deles? "como assim a amazon não disponibiliza nossos livros?" mas vocês já pensaram que as editoras não disponibilizam livros de 'n' escritores por 'n' motivos (quase todos também marcados pelo lucro)? ninguém é bonzinho nessa briga amazon x hachette. e olha, falem o que quiser, mas para escritores iniciantes a amazon é benéfica: possibilita a publicação e venda de livro sem uma editora como intermediário. a kika antes de assinar com a chiado publicou pela amazon, e pessoas puderam ler o livro dela e conhecê-la. sem a amazon, ela só seria lida até o momento em que assinasse um contrato, SE assinasse um contrato. então eu entendo que o editor de uma casa menor esteja preocupado, mas olha, essa preocupação não é nossa.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    : not my circus. not my monkeys.
     
    • Ótimo Ótimo x 7
    • Gostei! Gostei! x 3
  7. Paraíba Hi-Tech

    Paraíba Hi-Tech Cabra Arretado

    Interferir nesse tipo de prática é muito perigoso.
    Eu penso que esse mercado vem sofrendo muitas mudanças espontâneas mesmo. A equação não é simples, mas passa por basicamente dois pontos: tecnologia e hábitos da sociedade.
    O ebook vai acabar com o livro impresso? Eu creio que não! Pelo menos não na nossa geração. E mesmo que o mercado livreiro chegue a patamares muito preocupantes, ainda há a opção de repensá-lo, mais ou menos como aconteceu com os discos de vinil. Hoje, existe uma parcela dos entusiastas de música que movimentam um mercado desses discos. É aí que entram os hábitos! Eu posso optar por consumir um vinil ao invés de baixar música direto no meu iphone e essa opção vem carregada de inúmeras questões que vão desde ideologia política até os mais específicos critérios técnicos. Logicamente, esse mercado é bem menor do que já foi, mas ele existe.
    O mesmo pode acontecer com o de livros que, no Brasil, nunca foi algo tão grande assim. Desde sempre, existiram livreiros que produziam de fora das majors. Alguns deles até se tornaram majors. O que me incomoda é que tem gente que não quer ser major, mas quer lucrar como se fosse e repete o modelo das majors. O caminho não é esse! O caminho pra evitar a falência, sendo uma livraria pequena, é adaptar-se a essa nova lógica e ir atrás de quem não está nas amazons da vida.
     
    • Ótimo Ótimo x 5
    • Gostei! Gostei! x 3
  8. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    lá vem lá vem lá vem de novo

    só acho engraçada essa proteção toda contra a amazon mas ninguém fala nada do submarino. ué?
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  9. Calib

    Calib Visitante

    Acho que a diferença é que o Submarino tem um acervo bem ruinzinho, e eu só vi até hoje aquelas baaaitas promoções se repetirem nos mesmos livros de sempre... Tanto que eu já quase nem visito o Submarino porque já adquiri tudo o que me interessava (e até o que não interessava). :roll:

    Agora se a Amazon mantiver esses preços aí para milhões de livros, daí a porra fica séria.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  10. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador


    submarino está oferecendo preços abaixo da média para o pintassilgo e os luminares, por exemplo. desconto de 50% ou mais realmente, fica só para os ruinzinhos. mas de 40% ou menos (como a amazon pratica), não se restringe só aos livros xumbregas, não. aí a diferença amazon x submarino (na minha opinião) fica mais por conta da diferença do serviço prestado ao cliente. amazon oferecendo frete grátis para norte e nordeste, por exemplo, com prazos de entrega BEM menores.

    aproveitando o post, artigo que saiu no globo (destaquei as partes que achei importantes):

     
    • Gostei! Gostei! x 6
    • Ótimo Ótimo x 1
  11. DiegoMP

    DiegoMP Usuário

    Não sabia disso aí de lei do preço fixo para livro, que coisa bizarra.

    Por enquanto o trunfo real da Amazon, como a Anica bem ressaltou, é o frete grátis e o curto prazo de entrega, e como o preço não é ruim acho que vai acabar abocanhando uma parcela do público. Confesso que não sou muito fã do Extra, mas do Ponto Frio eu sou rato, o catálogo deles é beeeem reduzido, mas volta e meia aparecem preços que nenhum outro site consegue bater.
    Ultimamente, creio que uns 80% das minhas compras tem sido em e-book mesmo, os 20% restante se distribuem entre Mercado livre (ótimo para livros e péssimo para hqs) e estante virtual/livronauta.
     
  12. Grimnir

    Grimnir Usuário

    Sinceramente, viu... Há muito tempo o Extra, Ponto Frio e Walmart tem preços super competitivos e nunca vi ninguém reclamando que são super-mercados entrando em outro setor. Aliás, se vamos começar a discutir dumping, então é bom que as livrarias mostrem as estruturas de custos para sabermos qual é o preço mínimo de venda.

    No mais, seja muito bem vinda, Amazon. Chute bundas.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  13. Bruce Torres

    Bruce Torres Let's be alone together.

    Ó o desespero:

     
    • Gostei! Gostei! x 3
  14. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Novamente as pessoas trocam os "culpados" por seus problemas, assim como acusam Dilma por problemas de âmbito estadual, vão culpar a legislação pelo valor do frete?

    Concordo com a crítica ao dumping, mas muitos que criticam só não querem a concorrência, querem ter lucros absurdos.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  15. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    acho que a ideia de falar com a presidente é porque o correio é empresa do governo. mas esse pedido é patético, aí todo pequeno varejista teria que ter acesso a esse tipo de desconto no produto, não só quem vende livro (até porque para quem vende livro já tem o registro módico).
     
    Última edição: 1 Set 2014
    • Ótimo Ótimo x 1
    • Gostei! Gostei! x 1
  16. Calib

    Calib Visitante

    Sou a favor de preço fixo...
    equivalente a 50% do tabelado atual.
     
    • LOL LOL x 1
  17. Bruce Torres

    Bruce Torres Let's be alone together.

    E a Amazon começou bem... invertendo o preço do ebook com o do impresso. :lol:
     
  18. Calib

    Calib Visitante

    Amazon invoca Estagiário.
    Estagiário usou *cagada*.
    It's super effective.
     
    • LOL LOL x 7
  19. DiegoMP

    DiegoMP Usuário

    Sobre o mimimi dos preços, alguns dados:

    Fonte:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    • Gostei! Gostei! x 5
  20. Mr. Durden

    Mr. Durden Usuário

    Hoje fui tentar comprar uns livros na amazon.com, como faço já há quase 10 anos, e recebi uma mensagem dizendo que eles não enviam os produtos para o meu endereço. Acho que foi porque fiz a besteira de comprar uns livros mês passado na amazon.com.br com a conta que sempre usei na amazon.com. Alguém sabe me confirmar se é por isso mesmo? E se for, tem alguma maneira de desvincular minha conta da loja brasileira da amazon, ou vou ter que criar uma conta nova?
     

Compartilhar