1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Alunos “não religiosos” são proibidos de utilizar ônibus escolar, decide Conselho

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 15 Mar 2013.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Adolescentes só poderão usar transporte depois de “provar sua religião"

    Mais um capítulo no embate entre ateus e religiosos no Reino Unido. As crianças que não puderam provar sua veiculação com a religião serão impedidas de usar o ônibus escolar no norte do país de Gales.

    O Conselho do Condado de Flintshire decidiu exigir uma prova de fé dos alunos do ensino médio, seja uma declaração de um padre católico ou um certificado de batismo. Só assim poderão utilizar o transporte gratuito até as escolas confessionais. Outros conselhos em todo o país decidiram acabar totalmente com o transporte público gratuito até as escolas confessionais. Mas em Flintshire o conselho local [similar à câmara de vereadores] decidiu barrar apenas os alunos que frequentam uma escola religiosa, mas não compartilham de seus “fundamentos”.

    A decisão foi divulgada esta semana e possivelmente é a primeiro do tipo no país. Imediatamente foi classificada pelos pais da região como “pura discriminação”.

    Um dos motivos seria a pressão para economizar dinheiro após os cortes de financiamento do governo. As autoridades defenderam a medida como sendo “uma política de transportes, justa, equilibrada e sustentável” e que pode economizar até 100.000 libras por ano. As escolas religiosas confessionais, a maioria católica, estão a cargo de grande parte do ensino médio em Gales.

    Uma mãe disse estar preocupada com a possibilidade de sua filha de 10 anos de idade não poder ir com a irmã mais velha para a escola, como tem sido até hoje.
    disse a mãe, cujas filhas estudaram em uma escola primária católica.

    continuou ela, que preferiu não divulgar seu nome.

    Alguns pais cujos filhos são batizados também criticaram a decisão. Joe Stuart, padre responsável pela Igreja Blessed Sacrament, afirma que sua fé o ensina a ser inclusivo.
    Não se sabe quantos alunos “sem religião” frequentam escolas confessionais, mas estima-se que pode chegar perto de 50%. A decisão final deve sair apenas em abril. Por enquanto está sendo feita uma “pesquisa de opinião” junto aos moradores da região.

    O comunicado oficial diz:
    Com informações Daily Mail.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. Estranho

    Estranho Dancer

    Só eu imaginei a galera tendo que atravessar o penhasco do Indiana Jones e a Última Crusada?
     
    • LOL LOL x 8
  3. Lindoriel

    Lindoriel Saurita Catita

    Tem que prender um sujeito desses... :doh:

    Não vou nem comentar mais nada, pra não me aborrecer... a ignorância do cara fala por si só!!
     
  4. Rauthar Hast

    Rauthar Hast Usuário

    Nego tudo se batizando pra não perder busão :lol:
     
    • LOL LOL x 2
  5. Elring

    Elring Depending on what you said, I might kick your ass!

    Só a notícia não revela muito sobre como as escolas confessionais de lá funcionam. Não diz se as escolas possuem isenção e oferecem ensino gratuito a todos ou se cobram mensalidade como uma instituição privada e bancam o transporte para aqueles alunos que seguem a religião. Complicado.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  6. Clara

    Clara O^O Usuário Premium

    Me pareceu um artigo muito tendencioso, hein?
    "Gospel Prime" é um site evangélico? :think:

    E a fonte, no final do texto, diz: "Com informações Daily Mail."

    Como assim: "Com informações"?
    A notícia saiu no "Daily Mail"?
    De quando? Escrito por quem? =/
     

Compartilhar