1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Ali Agca acusa Vaticano de planejar atentado contra papa João Paulo II

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 10 Nov 2010.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Mehmet Ali Agca, turco que tentou matar o papa João Paulo II em Roma, em 1981, disse em entrevista nesta quarta-feira que a ordem para o assassinato partiu do próprio Vaticano. Agca, 52, saiu da prisão em 18 de janeiro deste ano, após cumprir 29 anos de pena pelo atentado.

    disse Agca, que foi avaliado como mentalmente desequilibrado por uma equipe médica na época do atentado.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Mehmet Ali Agca é cercado por jornalistas ao deixar a prisão; ele acusa o Vaticano de planejar o assassinato

    Ele já dissera ter conexão com um grupo palestino e chegou a culpar o serviço secreto da Bulgária pela tentativa de assassinato.

    João Paulo II chegou a encontrar-se com Agca em 1983, para dar-lhe o perdão. Na época, o papa disse que ele apresentava grande preparo militar e que não deve ter atuado sozinho.

    CRÍTICAS

    Ele concedeu a entrevista ao canal TRT TV, que foi duramente criticado pela mídia turca --que já boicotara uma entrevista coletiva de Agca logo após sua libertação.

    Mehmet Ali Birand, editor-chefe da filial turca da CNN, disse que este havia sido o primeiro boicote conjunto da imprensa turca e chamou de "inapropriado" o fato do canal ter chamado para uma entrevista um homem acusado de matar o editor-chefe do jornal "Milliyet", Abdi Ipecki (em 1979).

    ATAQUE


    Agca tinha apenas 23 anos quando tentou matar João Paulo II, em 13 de maio de 1981. Ele disparou quatro tiros e acertou três no papa, que atravessava a Praça São Pedro do Vaticano, em meio à multidão.

    Alguns meses depois, Agca, foi condenado à prisão perpétua e levado para o presídio Montacuto de Ancona. João Paulo II o perdoou ainda no leito do hospital, onde se recuperava dos graves ferimentos do atentado, e o visitou na prisão no dia 28 de dezembro de 1983. O Papa também recebeu a mãe do terrorista em 1985 no Vaticano.

    Em março de 1999, Agca escreveu ao embaixador da Turquia em Roma para dizer que tinha saudades da sua terra e queria cumprir a pena pelo assassinato do jornalista.

    TERRORISTA


    Nascido em 1958, de uma família muito pobre de Hekimhan, província de Malatya (leste da Turquia), Ali Agca estudou na faculdade de Ciências Econômicas de Istambul, onde começou a se relacionar com integrantes do extrema-direita nacionalista.

    Militou na organização de jovens chamada "Os idealistas", próxima ao Partido de Ação Nacionalista, cujo chefe, o ex-coronel Aspalan Turques, foi preso no momento do atentado da Praça de São Pedro.

    Ali Agca já havia sido preso na Turquia, no dia 25 de junho de 1979, acusado do assassinato de Abdi Ipecki. Durante o interrogatório, deu a impressão de que era um homem determinado, de sangue frio.
    disse na época.

    Antes do julgamento, escapou da prisão, no dia 25 de novembro. Foi condenado à revelia. Depois de fugir, telefonou e escreveu várias vezes à imprensa para afirmar que seu único objetivo era "matar o cruzado João Paulo II", que deveria visitar a Turquia em três dias.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. Excluído045

    Excluído045 Banned

    Santa babaquice...
     
  3. Húrin

    Húrin Amante da Calíope

    Há uma possibilidade, mas então diriam que eu seria louco por falar em conspiração...:roll:
     
  4. BeorZenni

    BeorZenni Usuário

    eu até acredito que seja verdade, mas o problema é esse cara conseguir provar isso
    vcs acham que corrupção e crimes de "colarinho branco" acontece só no Brasil?
    esse cara é só um laranja que foi usado, e quando deu merda, só ele caiu, os outros continuam em seus cargos como "vítimas" de um "louco" que acusa eles de serem mandantes do crime
     
    Última edição: 17 Nov 2010
  5. Excluído045

    Excluído045 Banned

    Francamente, pra que o Vaticano quereria matar o Papa João Paulo II? E que Vaticano? O secto dos radicais tradicionalistas? Ora, a turminha de Lefebvre não manda em merda nenhuma na Sé.

    Eu sinceramente não entendo esse anticlericalismo, esse anticatolicismo babaca que insiste em ver a Igreja como uma máfia ou todos os sacerdotes como pedófilos e estupradores.

    Por isso que não dá mais pra conversar seriamente. As pessoas QUEREM ver sangue, a paz as aborrece, mesmo que seja verdade, até a verdade deixa de ter seu valor. Só SANGUE excita...

    o tópico não é fail, apenas algumas opiniões, só pra deixar claro
     

Compartilhar