1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Além da Escuridão - Star Trek (Star Trek Into Darkness, 2013)

Tópico em 'Clube Star Trek' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 14 Set 2011.

?

Sua nota para o filme.

  1. 10

    25,0%
  2. 9

    5,0%
  3. 8

    50,0%
  4. 7

    10,0%
  5. 6

    5,0%
  6. 5

    5,0%
  7. 4

    0 voto(s)
    0,0%
  8. 3

    0 voto(s)
    0,0%
  9. 2

    0 voto(s)
    0,0%
  10. 1

    0 voto(s)
    0,0%
  11. 0

    0 voto(s)
    0,0%
  1. Grimnir

    Grimnir Usuário

    Legal, Vëon, mas eu realmente achei a etapa 3 meio confusa.

    Ele levar os mísseis para a Vengeance é uma especulação, já que não lembro dessa informação no filme. É claro, parece ser a alternativa mais lógica, especialmente se considerarmos a dica de que a nave pode ser comandada com poucas pessoas. - embora "poucas" não signifique "apenas uma", né? Enfim, acho que esse foi um ponto fraco do filme, já que a estratégia me pareceu meio atrapalhada. Como que ninguém percebeu 72 corpos em criogenia sendo movimentados de um lado para o outro e subitamente desaparecendo? Sim, pq se a tripulação de Khan era o "ás na manga" de Marcus, então eles deveriam estar muito bem protegidos, né? A historinha mais plausível que imaginei foi Khan falando pra Marcus: "Olha esses mísseis fodas que criei! Vamos coloca-los na Vengeance e explodir alguma coisa!" e depois Khan mataria todos na nave.
     
  2. Yulien

    Yulien Usuário

    Ai eu ameeeei o filme, beeem melhor que o primeiro! Eu até assisti duas vezes no cinema, e não recusaria uma terceira rsrsr! Eu ameeeeeeeeeeei. Apesar de ter algumas coisas meio "?????" , eu realmente adorei. A trilha sonora tá perfeita! E o Benedict atuando está demais! Eu to levando em conta que esse é um universo paralelo...Bom eu não terminei a série clássica ( e nem comecei na verdade,só vi uns 3 primeiros, to baixando os epis) , mas eu amei o filme.
    :yep: , ontem tava vendo o filme de 2009 e o vilão deste é bem chatinho!
     
    Última edição: 5 Jun 2013
  3. Mellime

    Mellime Branco is the new cinza

    1. quem puder ver em IMAX, faça-se esse favor
    2. um glorioso 8 para esse filme.

    foi muito bom, mas podia ter sido melhor porque...

    em primeiro lugar, a sequência inicial era necessária para o roteiro, mas o spock dentro do vulcão foi ridículo. a cena foi mal conduzida, não dava para entender onde cada personagem estava.

    depois, tem o grande - enorme problema do sangue milagroso que cura absolutamente tudo e pode trazer pessoas de volta à vida, mesmo que estejam estourando de radiação. WTH???? o projeto gênesis fazia um pouco mais de sentido...

    - - - Updated - - -

    Aliás, esqueci os pontos positivos:

    1. KHAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
    AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAANNNNNNNNNNNNNN

    2. o paralelo invertido do Kirk e Spock... muito interessante mesmo.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
    • LOL LOL x 1
  4. O J. J Abrams me iludiu me fazendo achar que ele era um bom diretor de blockbusters com o primeiro Star Trek. Todo o resto que ele fez é completamente genérico e desprezível (super 8, missões impossíveis e blablabla), colocando uma fachada de humanidade num fundo de conflitos óbvios e quase infantilóides. Ele conseguiu passar Super 8 como um grande filme, só com a desculpa de "homenagem" a filmes dos anos 80, pelamordedeus!

    E principalmente esse Star Trek, que mal passa por um filminho de ação vagabundo canibalizando com a franquia. Na verdade, o problema é mais do roteiro que da direção. Basicamente o que acontece é repetição do mesmo arco do primeiro filme com o Kirk, desta vez roubando diretamente do filme mais bem sucedido da franquia original, sem nenhuma razão de ser. E o Benedict, bom ator, não merece nenhum grande elogio com esse filme, não por culpa dele, mas o personagem é mais um vilãozinho qualquer, com uma motivação que só com muito esforço e boa vontade faz sentido. E decerto quando a nova linha do tempo foi criada, algum resíduo subespacial deve ter eliminado a homossexualidade do universo, né?
    .
     
  5. Bruce Torres

    Bruce Torres Let's be alone together.

    Hã, hein, o que? :think: 8-O :???:

    - - - Updated - - -

    Ou então o Marcus sabia dos corpos e resolveu matar quatro coelhos (Qo'Nos, os corpos, Khan e a Enterprise) com uma tacada só.
     
  6. Ecthelion

    Ecthelion Mad

    O filme tem alguns problemas de roteiro, nada que estrague mas é menos "fechado" que o primeiro, embora o vilão seja melhor que o Nero (e eu gosto do Nero). Gostei bastante do resultado.

    Principalmente da inversão com a série clássica e o Spock PUTO na luta final!
     
  7. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    O 3D desse filme foi convertido, né?
    Com todas as cenas tremidas, sem foco, em closes, etc, não dá pra imaginar que foi imaginado originalmente em 3D.

    Achei razoável apenas.
    O Chris Pine é muito bom como Kirk. Me faz lembrar até do charlatanismo do Shatner. E nem sou fan da série.
    Mas me incomodam a maioria dos personagens, são unidimensionais demais.

    Outra coisa, o JJ Abrams meio que transformou Star Trek em Star Wars, não? É ação atrás de ação atrás de ação ininterrupta, com pirotecnias e o escambau. Só faltou a força e sabres de luz.
    Star Trek em geral é assim? Eu achava que era uma série com algum foco em exploração e ficção pura, não só ação, ação e ação.
     
  8. A cena abaixo ilustra bem como esse novo Star Trek não tem NADA a ver com o que Star Trek um dia foi (a cena é da Nova Geração, que é melhor que a série original, mas vale mesmo assim):

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Basicamente compare isso com o prólogo de Into Darkness, em que basicamente todos os personagens dão um FODA-SE pras regras/moralidade da federação e ainda esperam ser recompensados por isso. Não digo que Star Trek é exatamente um programa super intelectual, mas pelo existe uma base filosófica por trás de tudo o que acontece. Em geral, os episódios seguem algum desses seguintes esquemas, as vezes concomitantemente: a) Exploração espacial que gera algum dilema moral/ético b)exploração espacial que encontra algum fenômeno científico e suas consequências c)Exploração espacial com encontro com alguma situação que é uma metáfora óbvia de alguma situação do dia-a-dia d)As dimensões políticas da explorações espacial e)Aventura genérica envolvendo exploração espacial
    Mesmo o Kirk original não é o oficial rebelde que desobedece ordens, espécie de Indiana Jones futurístico que aparentemente os roteiristas desse reboot acham que ele é. O Kirk do Shatner só desobedece ordens em raríssimas ocasiões - os atributos principais dele são inteligência, maturidade e capacidade de liderança. Eu até achei que o Kirk do primeiro filme iria lentamente evoluir para algo mais maduro conforme a franquia prosseguisse (assim como os outros personagens), mas ele continua um adolescente aqui - considerando que a Federação seria tipo uma organização militar ele já deveria ter sido expulso, sério.
    E o filme em 3-d piora ainda mais o filme mesmo - o estilo frenético do J. J Abrams não ajuda.
     
    Última edição por um moderador: 6 Out 2013
  9. Ecthelion

    Ecthelion Mad

    Não tive essa experiência negativa com o 3d não. Pode ter sido a sala em questão, que estava ruim.
     
  10. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Mas não é questão de projeção, é questão da forma do filme mesmo.
    A câmera tremida característica do JJ Abrams não combina com 3D (assim como a montagem frenética do Michael Bay deixa tudo uma merda). 3D exige planos um pouco mais longos e câmera menos nervosa, senão as cenas de ação embaralham todas.
     
  11. Ecthelion

    Ecthelion Mad

    Curioso isso, pq embora o JJ Abrams de fato abuse da câmara tremida, isso não influenciou minha experiência em 3d. Mt pelo contrário, várias cenas foram bem aplicadas em 3d. Toda hora tinha algo vindo na tela.
     
  12. Bruce Torres

    Bruce Torres Let's be alone together.

    Existe todo um histórico que faz ele destoar do Kirk de Shatner, explicado no primeiro filme. No final do segundo, aparentemente, ele se tornou mais maduro, lembrando mesmo das palavras de Pike.
     
  13. Ele já devia estar um pouco melhor nesse filme né, ele é capitão de uma nave da Federação!
    O fato é que ter um protagonista rebelde é mais palatável audiências imbecis e ao mesmo tempo eles querem canibalizar o valor de mercado do nome do Capitão Kirk.
    Mesmo problema com o Spock. Qual o propósito em se ter um personagem que reprime emoções por natureza se ele não age dessa forma em basicamente nenhum momento do filme?
    Eu estou reclamando pra cacete desse filme aqui, mas deixo claro que gostei bastante do primeiro filme do reboot, não por ser Star Trek, mas ser um filme de aventura muito acima da média, com todos os elementos funcionando e pelo menos essa versão "teen" dos personagens sendo uma bom reencontro com os personagens do original.
     
    Última edição: 26 Jun 2013
  14. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Ah, mas 3D não é pra isso ao meu ver. Ficar só tacando coisa na tela.
    3D tem que ser usado pra aumentar a imersão no ambiente, se aproveitar de cenas com coisas acontecendo em planos distintos. Só que pra isso tem que dar tempo, se o diretor sai cortando tudo rápido ou se perde o que estava em primeiro plano ou o que estava ao fundo. Câmera tremida atrapalharia também.
     
  15. Bruce Torres

    Bruce Torres Let's be alone together.

    Pelos feitos dele, não por seu perfil. O próprio Kirk reconhece isso ao passar o comando para o Spock no segundo filme.

    Desenvolvimento de personagem.

    Bem, o cara era ligado pra caramba à mãe, perde ela e seu planeta natal... Aos vinte e poucos anos qualquer um teria problemas em reprimir tais emoções em determinados momentos. (Mesmo a influência de Sarek no Universo Prime só vamos entender de fato na Nova Geração.)

    Isso porque você gostou. :lol:
     
  16. Ecthelion

    Ecthelion Mad

    Vc viu em IMAX? Pq quem viu DISSE que a imersão no ambiente funcionou.

    Entenda, na verdade existe uma grande dúvida sobre a utilidade do 3d hj em dia. A grande maioria dos filmes faz MAL tanto o lance da imersão quanto de colocar coisas na tela. No caso de Star Trek, a parte da tela funcionou. E eu me senti imerso no filme. Em IMAX, a sensação é a que a imersão foi ainda maior.
     
  17. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    De novo, não é questão técnica de projeção, sala de cinema. É questão de linguagem mesmo.
    Tacar coisa na tela não acrescenta ao filme, não aprofunda em nada. É só um gimmickizinho.
    Eu não entendi ver o 3D desse star trek acrescentando na imersão. Pois é um filme totalmente flat, plano. Tudo acontece em primeiro plano e só. Tanto que ele usa profundidade de campo quase sempre curta, só focando o rosto de um dos personagens, depois só um objeto, etc. De que adianta ele filmar em 3D, que a princípio seria para dar maior amplitude na visão de todo o campo se depois ele chapa toda a tela focando só um pedaço?

    Enfim.
    Eu consegui achar que de fato é 3D convertido. E uma entrevista em que o JJ Abrams diz que o filme não foi pensado de fato em 3D, toda a lógica do filme era 2D.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  18. Ecthelion

    Ecthelion Mad

    Eu entendi que não é questão de erro na sala. E que não era um filme pensado em 3d. Ainda assim, as "coisas na tela" que vc não gosta, ficaram bem feitas. Isso me agradou. Sacou? Quando o 3d convertido é mal feito, nem isso funciona.
     
  19. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Gostei dessa versão. De nota leva um honroso 8.
     
  20. O desenvolvimento de personagem é risível mesmo no primeiro filme, mas é satisfatório pq o propósito do filme é mostrar como todos se encontraram. Então funciona, e é legal, pq o ator é bom.
    Mas o segundo filme repete o mesmo arco dramático (o cara é rebelde no começo, descobre que pode ser um líder e fazer grandes coisas no final ou algo vago do tipo), não adiciona nenhuma dimensão nova ou informação relevante para o novo Kirk, e os roteiristas estão satisfeitos com a versão de desenho animado adolescente que eles criaram. Mesmo o crescimento do personagem no final não dá pra convencer ninguém, pq no final o seu sacrifício (idiotamente telegrafado na primeira cena do filme praticamente, num artifício "mágico" do roteiro que é bem boboca, pra dizer o mínino) é anulado segundos depois e no final é o impulso vingativo, irracional e violento do Spock que salva o dia. Nossa, que linda lição para as futuras gerações:)
    Mas eu estou fazendo posts grandes demais para um filme que provavelmente deveria ser comparado a "Os mercenários" em profundidade :)
     
    Última edição: 1 Jul 2013

Compartilhar