1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

África do Sul: A Copa, Destinos Turísticos, o que deu certo e o que não deu certo

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Fingolfin, 8 Jan 2011.

  1. Fingolfin

    Fingolfin Feitiço de Áquila

    Esse post poderia estar na parte de Esporte por que vai falar em parte sobre a estrutura da África na Copa, mas a pedido do Furia resolvi incluir também a parte turística da viagem.

    Quem se interessar muito e quiser ter mais detalhe, é só ver os posts com a
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    que eu relatei lá. Há fotos também. Vou adicionar algumas aqui

    Vou comerçar a falar da Copa, quem quiser ler só dos pontos turísticos pula direto pro tópico que eu vou por esse título.

    *************

    A primeira coisa que eu posso falar da África do Sul é que eu fiquei impressionado. Acho que o Brasil não vai conseguir fazer uma copa que chega aos pés.

    A cidade de Johannesburgo parece uma Campinas Européia. Um centro econômico cheio de prédios espelhados que parecem Miami rodeado por vários suburbios cheios de casas e mansões com suas cercas elétricas. Na rua, no transito, nos lugares, tudo funciona. O branco sulafricano, ainda maioria absoluta nos centros das grandes cidades são, agem e se consideram europeus. A riqueza também impressiona. Mercedez, Ferraris, Porshes, Landrovers são mais comuns nas ruas do que o Polo Hatch que eu dirigia.

    O povo se divide entre o branco, educado de nascencia, e o negro, educado por esforço a fazer um bom trabalho. O apartheid não é tão óbvio em outra cidade que não Jo'burg. A cidade tem fama de perigosa, mas para quem mora no Rio acho que é muito medo do branco de viver junto com o Negro. O medo psicológico é o maior. Parece que se vc andar na rua do lado de um negro será roubado enquanto o que eu vi, entrando em bairros pobres, bares pobres, conversando com pessoas simples era uma alegria impar do negro de você estar gostando do país dele e acreditem, eles fizeram todo o esforço para isso. O povo negro tinha uma autoestima baixissima e com isso fazia tudo para agradar. Pedia permissão para conversar com você, para sentar na mesa se possível, oferecia pagar bebidas, comidas, as vezes trazia a família para te apresentar e queria te levar no estádio. Ficavam encantados com o jeito unido do brasileiro, desde o se abraçar nas comemorações ao dividir uma garrafa de cerveja(esse ato realmente os encantou).

    Achei no entanto a cidade muito fria(no sentido humano). Esse medo faz com que as pessoas andem sempre em carros fechados, trabalhem em prédios fechados e vivam em casas cercadas. Não há pessoas andando na rua. Após escurecer, mal tem carro andando na rua. Com isso o clima de Copa ficou muito abalado ali.

    As estruturas dos estádios também impressionavam. Todos. O pior estádio é melhor que a Arena da Baixada no Brasil. Ellis Park em Jo'burg e Loftus Versfield em Pretoria eram os mais antigos mas extremamente funcionais. Entrar e sair do estádio era de uma ordem que impressionava. Mesmo quando afunilava as pessoas iam calmamente se organizando, quase instintivamente dando vez uma as outras até todos sairem dali. O Soccer City é tudo que eu queria que o Maracanã fosse e o Moses Madiba Stadium em Durban pra mim é o mais bonito do mundo.

    O Soccer City inicialmente é lindo, depois bem funcional e por ultimo, tem uma estrutura onde quase 100 mil pessoas veem o jogo confortavelmente. De contra, só o fato de que ele fica no meio do nada. E qdo eu digo no meio do nada é só mato e terra no raio de 5km
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    O problema de Jo'burg era o transporte publico, inexistente na cidade. Para suprir isso haviam 3 opções: 1 - pegar uma das milhares de vans; 2 - pegar um Shuttle com o hotel(caro e chegava lá tipo 3 horas antes do jogo); 3 - comprar um Park-and-Ride ou Park-and-Walk e parar seu carro lá e ir até o estádio a pé ou de onibus.

    Esse foi o diferencial. O Park-and-Ride eram um conglomerado de estacionamentos enormes espalhados pela cidade inteira (e não necessariamente perto do estádio) de onde você parava o carro e pegava um onibus para ir até bem perto. O onibus além de gratuito saia sem parar. Parecia que todos os onibus da cidade, publico, privado ou escolar estavam sendo usados pra isso. Dessa forma você espalhava vários Park-and-Rides pela cidade de forma que o transito não se conglomerava perto do estádio. Ah, e o ingresso era limitado, comprado antes em lojas espalhadas pela cidade. Ou seja, cada um já sabia qual Park-and-Ride deveria ir. No final do jogo esperava na fila por no máximo 20 minutos e outro onibus te levaria de volta ao seu carro. Pessoas que fossem a pé pra um desses lugares poderiam pegar o onibus de graça também.

    Além desses, havia também o Park-and-Walk, que eram perto do estádio e você simplesmente andava até lá. Como os ingressos também eram vendidos antes e limitados (não tinha como tentar pagar na hora) também não dava muito problema.

    O transito para o estádio era demorado, principalmente nos primeiros jogos. Mas era impressionante como era respeitoso. Cada um na sua fila, sem tentar formar aquela fila paralela na pista do lado pra entrar numa agulha lá na frente. E se vc brasileiro malandrão tentava fazer isso, eles simplesmente educadamente deixavam vc entrar na frente. Até a policia te ajudava a entrar na fila, pois vc era a excessão que parecia perdido e não o padrão malandro.

    Ficamos 20 dias em Johannesburgo. De lá assistimos jogos no Ellis Park e Soccer City nesta cidade, no Loftus Versfield em Pretoria que fica a uns 70km de Jo'burg e no de Rustemburg que fica a uns 140km de Jo'burg.

    Para ver Brasil x Portugal no meio desses 20 dias, fomos até Durban (6 horas de carro) num dia pra voltar no dia seguinte. Foi o maior perrengue pois além do cansaço da viagem, ainda saimos de uma Jo'burg de 0 graus pra uma Durban com sol, praia muita festa e 29 graus. Além disso, a orla de Durban é linda e estava toda cheia de torcedores e festas num imenso calçadão que acompanha a orla. No final do calçadão e ainda a beira da praia está o Estádio mais bonito to mundo.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    A cidade é a 3a maior do país, tem um dos portos mais movimentados do mundo e tem muita influencia indiana e muçulmana. O centro me pareceu uma zona, mas a parte praiana muito agradavel. E o clima de Copa era total.

    Depois de 20 dias em Jo'burg, com direito a um bate e volta a Durban, partimos para o sul. Fomos para Port Elizabeth(1000 km de Jo'burg) para ver Brasil x Holanda. A cidade também é bonito e o clima tava melhor que de Jo'burg, na casa dos 15 aos 25 graus, variando durante o dia. A cidade era pequena, e sofreu com o fato de ser longe de Cidade do Cabo(800km) e de Johannesburgo (1000km) que eram os dois pontos de concentração de torcedores.

    Aqui já víamos uma cidade que parecia mais normal, com pessoas nas ruas, brancos e negros misturados embora a cidade parecia mais um destino praiano do que uma cidade auto-suficiente. Mais um estádio novo e lindo, que parecia feito de photoshop para quem olhava de longe ao chegar na cidade.

    O clima era melhor também para os torcedores embora a aglomeração era apenas dos torcedores dos dois times que jogariam. Por essa distancia, o estádio para esse jogo ficou vazio e sobrou muitos ingressos. O sistema de Park and Ride funcionava nas outras cidades também, mas apenas em Johannesburgo era pago e limitado.

    Por ultimo fomos a cidade do Cabo, de fato a maravilha do país. É o rio de janeiro sem pobreza(embora a 20 km pra fora da cidade vc encontra algo que poderia facilmente chamar de um Distrito 9). A festa nas ruas dos inúmeros fas e imigrantes que por lá se instalavam. Muitos portugueses. Meu hotel ficava a aproximadamente 50 metros do estádio Green Point, mais um maravilhoso. Lá assistimos Argentina x Alemanha e Uruguai x Holanda antes de voltarmos para Johannesburgo para ver a final.

    Foi engraçado que antes, quando nos impressionamos com a riqueza, organização e cara de Johannesburgo, ao passearmos por todo país encontrávamos lugares cada vez melhor até o momento que a volta a Jo'burg passou a ser penosa.

    No final foram 32 dias, 21 jogos e 8000km de carros. Os jogos assistidos foram

    12/06 – Argentina x Nigéria - Ellis Park - Johannesburgo
    13/06 – Servia x Gana - Loftus Versfield - Pretoria
    14/06 – Holanda x Dinamarca - Soccer City - Johannesburgo
    15/06 – Brasil x Coréia do Norte - Ellis Park - Johannesburgo
    16/06 – Africa do Sul x Uruguai - Loftus Versfield - Pretoria
    17/06 – Argentina x Coréia do Sul - Soccer City - Johannesburgo
    18/06 – Eslovenia x EUA - Ellis Park - Johannesburgo
    19/06 – Camarões x Dinamarca - Loftus Versfield - Pretoria
    20/06 – Brasil x Costa do Marfim - Soccer City - Johannesburgo
    21/06 – Espanha x Honduras - Ellis Park - Johannesburgo
    22/06 – México x Uruguai - Royal Bafokeng Stadium - Rustemburg
    23/06 – Gana x Alemanha - Soccer City - Johannesburgo
    24/06 – Eslováquia x Itália - Ellis Park - Johannesburgo
    25/06 – Brasil x Portugal - Moses Madiba Stadium - Durban
    26/06 – Oitavas: EUA x Ghana - Royal Bafokeng Stadium - Rustemburg
    27/06 – Oitavas: Argentina x México - Soccer City - Johannesburgo
    28/06 – Oitavas Brasil x Chile - - Ellis Park - Johannesburgo
    02/07 – Quartas Brasil x Holanda - Nelson Mandela Bay Stadium - Port Elizabwth
    03/07 - Quartas Argentina x Alemanha - Greenpoint Stadium - Cidade do Cabo
    06/07 – Semi Holanda x Uruguai - Greenpoint Stadium - Cidade do Cabo
    11/07 – Final Espanha x Holanda - Soccer City - Johannesburgo

    O que funcionou

    - Estádios maravilhosos, muito superiores aos que estou vendo serem construidos no Brasil. Mesmo os antigos como Ellis Park e Loftus Versfield tinham ótima infra-estrutura

    - Park-and-Ride e Park-and-Walk: Ok que nos primeiros dias as filas estavam imensas, mas a cada dia ficava mais fácil ir pro estádio. Na final demorei 40 minutos da minha pousada até o estádio que ficava a 22km de distancia. Isso é menos que eu demoro pra voltar do meu trabalho hoje em dia.

    - Educação do povo: Foi o que mais me impressionou. O Branco com aquela atitude europeia e o negro querendo mostrar que também era educado sem ser esnobe como o Branco. Um respeito mutuo entre as pessoas que nunca vai ter no Brasil. As pessoas simplesmente respeitam as regras e mesmo q vc as quebre elas imaginam que seja por um bom motivo.

    - Venda de ingresso: tirando alguns poucos jogos foi fácil comprar e retirar os ingressos.

    - Estadia: No final, havia estadia pra todo mundo. Minhas estadias em Port Elizabeth e Cidade do Cabo por exemplo eu consegui já lá na cidade do cabo, aproximadamente uns 3 dias antes da gente chegar, ou seja, quase véspera de uma semi-final ou quartas de final de copa do mundo

    - Preços: ok tinha inflação de Copa, mas ainda assim os preços das coisas eram bem razoáveis.

    - Atrações Turisticas: vale a pena ir no país mesmo que não tenha copa

    O que não funcionou?

    - A animação em Jo'burg: a cidade tava morta. Primeiro pq tava frio e ninguém queria ficar num fan fest a 0 graus. Segundo que as pessoas tinham medo. Terceiro que a cidade é meio barra da tijuca sabe, ou vc tá num prédio/cassino/shopping ou não ve ninguém na rua. As outras cidades estavam bem melhores mas tirando Durban e Cidade do Cabo não estava um clima tão Copa do Mundo assim

    - Transporte Publico - simplesmente não existe. Mas todo mundo deu seu jeito

    - Estádios Vazios - Ok, vazio vazio não estava não, mas tirando, acho que Brasil x Costa do Marfim, Brasil x Portugal e a Final, sobrou ingresso pra todos os outros jogos. Brasil x Holanda nego distribuiu ingresso de graça pra local no dia pra encher o estádio. Foi um dos jogos mais vazios que eu fui, devia ter por volta de 70% da lotação do estádio após a distribuição. Fizeram isso em outros jogos tb.


    ***************

    Atrações Turísticas

    Sim, vale a pena viajar e visitar a África do Sul em qualquer momento

    Johannesburgo e proximidades

    Bem, embora eu tenha ficado 20 dias na cidade foi onde eu tive menos tempo pra passear. O Must See da cidade pra mim é o Lion Park. Como Safari é fraco, mas você pode passar a mão e alimentar Girafas além de brincar com filhotes de leão. Ele fica a uns 40km do centro da cidade mas é fácil de achar. De manhã os leões estão mais ariscos pra brincar e tb menos doceis. A tarde com sono, dá pra deitar com eles como eu fiz, mas eles brincam menos. Ah sim, você TEM que ter um carro em Johannesburgo

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Outro lugar interessante de Johannesburgo é o Museu do Apartheid. Logo na entrada você já é separado entre brancos e negros e cada um tem uma entrada com peças do museu diferentes e você não vai ver a dos outros. Isso já demonstra um pouco o clima da época. O museu é legal e vale muito a visita. Ele fica do lado da Gold Reef City/Park que é um parque de diversões sobre uma antiga mina de ouro. Além das montanhas russas vc pode visitar a mina. Não é imperdível, mas se tem tempo sobrando vale a pena.

    Em Rustemburgo, a 140 km você tem o Sun City que é um resort 6 estrelas no meio da África. Algumas regiões da África foram entregues para governo de tribos locais e o Sun City é um hotel digno de Las Vegas criado numa visão da família real Bafokeng, tribo que governa a região. Ali ele criou o maior centro de entretenimento do país com luxo exorbitante, jardins maravilhosos, bichos exóticos andando solto e tudo mais. A visita toma 1 dia inteiro. Esse também foi o 1o lugar onde negros e brancos podiam conviver juntos pois o Rei Bafokeng decretou que o Apartheid não valia ali. O pensamento dele era claro, lucrar mais nos cassinos, mas foi visto como uma das primeiras demonstrações que as 2 raças podiam conviver juntas.

    No caminho, entre Rustemburgo e Johannesburgo existe o Berço da Humanidade (Craddle of Humankind) onde foram encontrados os fosséis humanos mais antigos. É uma série de escavações e tal e um passeio dura meio dia.

    Pretoria parece uma cidade do interior. Suburbios e mais Suburbios recheados de mansões. Parece que eu to na área residencial dos Jardins em São Paulo. Não tem muita coisa pra ver além dos prédios governamentais. Vai ver a sede do governo se quiser mas é só isso.

    Durban

    Fiquei muito pouco na cidade que me pareceu animada e o melhor destino pra quem quer pegar uma praia. Mas tirando isso não tem muita coisa pra fazer lá não.

    Port Elizabeth(PE) e a Garden Route

    Port Elizabeth por si só é uma cidade bonitinha e simpática que você poderia dispensar das suas viagens se nào fosse uma coisa, ela é o início da Garden Route (Rota do Jardim) que é a melhor, mais bonita e mais turística parte da África do Sul. São ao todo 800 km que ligam PE a Cape Town. Se você tiver 1 semana apenas na Africa do Sul, gaste-os fazendo esse caminho. Logo depois de PE há Jeffrey's Bay, uma das mecas do surfe mundial. Além de ser um bom lugar pra dar uma conhecida e passeada na praia, também tem fábricas/lojas de marcas famosas do surf como Billabong, Quicksilver, Hurley, etc q vc pode encontrar por bons preços.

    Um pouco mais ao sul, cerca de uns 250km de PE tem a
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    sede do maior Bungee Jump do Mundo (216 metros sendo 180m de queda. Preferencialmente marque horário. Um pulo custava 600 rands(aprox 150 reais) e mais uns 45 reais por video e fotos. Vale a pena tudo. Se puder pule 2x. P

    Abaixo o video do meu pulo.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    pare em Bloukrans mas siga no mesmo dia até Plettenberg Bay que fica 40km depois. Você não precisa nem dormir lá, durma em Knysna(mais uns 15 a 20km). Mas pare em Plettengerg Bay e visite o santuário de Elefantes. É um passeio legal onde você pode alimentar, passar a mão e até passear sentado em alguns elefantes (mas cheque os horários, geralmente 10 e 11 da manha e 3 e 4 da tarde).

    Fique em Knysna se quiser. É uma cidade pequena, no coração da Garden Route onde muita gente faz ecoturismo. Vá a praia, suba montanhas, faça trilhas, veja ou até nade nos rios. Mergulhe se quiser na Lagoa. Não se interessou? Então apenas durma lá (ótimas pousadas) e siga viagem até a próxima parada.

    Mais uns 150km de Knysna está Mossel Bay, uma das cidades mais famosas da Garden Route. Também espere roupas de marcas de surf baratas, praias bonitas(mas geladas) e nada mais nada menos que mergulho com o Tubarão Branco. Sim, lá vc pode entrar numa jaulinha daquelas enquanto nego espalha um mix de carne, sangue e outros quitutes que atrairão essa besta até pouquissimos metros de você. Se desejar ficar mais um dia por ali faça o passeio de Whale-Watching (ver baleias). Os barcos chegam entre 150 a 50m das baleias que passeiam pela região.

    De lá, siga até Cape Town que merece um sub-tópico só pra ela

    A Maravilhosa Cape Town

    Que cidade linda. É tudo que eu posso dizer. Se as águas nào fossem tão frias, até no verão, diria que é a evolução completa do Rio de Janeiro. A cidade é informal, cheia de imigrantes, totalmente organizada, segura e linda.

    A Table Mountain, é o Pão de Açucar deles. Tem um bondinho que te leva lá em cima onde você tem vistas maravilhosas. Como o nome diz, a montanha é em formato de mesa, ou seja, com o topo bem plano. Dá pra andar por horas lá em cima se quiser. A dica é levar um casaco pois venta muito e faz frio. Além disso, se você estiver em Cape Town e estiver sol vá logo a Table Mountain pois o bondinho fecha muito em qualquer sinal de tempo ruim.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Lion's Head vista da Table Montain

    Se você curte minimamente uma trilha, suba a Lion's Head. Mas pegue a trilha tranquila de terra a esquerda (o guardinha na porta te indica). É entre 1 hora e 1 hora e meia de subida mas nãoo cansa muito(cansa um pouco vai). Tinha uma criança de 6 anos indo na nossa frente mas a vista é recompensante.

    Além disso vale também um passeio agradável no Victoria&Alfred Waterfront. Um conglomerado turístico/comercial que junta a área portuária com um shopping center pequeno e várias outras lojinhas. É um lugar legal pra matar o tempo.

    Ah, não vá no Castle of Good Hope que fica no centro da cidade. Outro passeio legal é ir até a Robben Island, prisão onde Mandela ficou por anos. O passeio guiado é legal, mas também não é imperdível. As histórias do lugar é melhor que o lugar em si. Ficamos 1 dia a mais em Cape Town só pra isso e acho que não valeu a pena, mas valeria ter ido se não tivesse que ficar a mais só pra isso.

    Agora, o imperdível de Cape Town é o Cabo da Boa Esperança, A.K.A o lugar mais bonito que eu já pus o pé. Assim, é pra passar 1 dia lá. O parque é lindo. Maravilhoso. Fica a uns 50km de Cape Town. Não vou falar muito do lugar, vou deixar as fotos falarem por si só

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    O encontro dos dois oceanos, Indico e Pacífico

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Tá vendo aquela cruz lá no alto, na pontinha da pedra? Então, sou eu de braços abertos

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Brazilian expedition

    Na volta você ainda passa por uma cidadezinha onde pode parar para observar Pinguins selvagens soltos na praia e tomar café em uma cafeteria super velha e antiga mas deliciosa(prometo voltar aqui pra por o nome da cidadezinha e da cafeteria).

    O Interior da África

    Eu dirigi 8mil Km lá né. É bem interessante. Ótimas estradas, GPS funciona em todos os lugares e o relevo e vegetação são bonitos. Mas além disso nada mais de interessante

    Safaris

    Por conta da Copa eu optei por não ir em safaris. O principal motivo é que muitas vezes 1 dia apenas não é suficiente. O maior parque de safari do mundo é o Kruger Park. Fica ao norte de Johannesburgo, aproximadamente umas 3 horas de carro. É enorme. O ideal é ir e até dormir lá. Outro ótimo safari é o Addo's Elephant Park. Também é enorme, do tamanho do estado de Sergipe e fica pertinho de Port Elizabeth. De novo, eu não fui, mas são os mais recomendados.

    Se se interessaram, podem ir ver mais no meu blog (link acima) ou meus
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    . Se não tiver acesso é só me adicionar como amigo.

    Bem, tinha prometido um mega post ao Furia e espero ter cumprido
     

    Arquivos Anexados:

    Última edição por um moderador: 6 Out 2013
    • Gostei! Gostei! x 4
  2. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Valeu cara, se tivesse divulgado o seu blog na época que estava na Copa eu teria visto e acompanhado logo no inicio.

    Como eu comentei no seu perfil é quase certo que nos ultimos meses de 2011 uma viagem a negócios que farei pra Maputo em Moçambique, mas como a África do Sul é país vizinho com vários vôos interligando os 2 país farei uma escala com prioridade total a Cidade do Cabo.

    2 dias eu tenho como certo, vou tentar agendar esta viagem numa semana com feriado prolongado aqui no Brasil e aí consigo alongar ficando 3 ou até 4 pra conhecer um pouco melhor esse país e ver como as coisas ficaram no pós-copa pois o que mais torço é que a África do Sul cresça bastante em todos os sentidos.
     
  3. Fingolfin

    Fingolfin Feitiço de Áquila

    Bem, pra mim vc tem que tomar uma decisão. Safari x Cape Town.

    Se quer Safari, vá ao Krueger. É perto de Maputo, dá pra ir de carro, tem até pacotes de lá. E esqueça Africa do Sul.

    Senão, vá a Cidade do Cabo, se tiver 2 dias vá ao Cabo da Boa Esperança num dia visitando o V&A Waterfront a noite e vá na Table Mountain e Robben Island no 2o dia. Se tiver um 3o e derradeiro, minha sugestão é ir até Mossel Bay ver Baleias ou Tubarão Branco. Tem pacotes que te levam e trazem em 1 dia saindo de Cape Town.
     
  4. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Eu vi no Google é bem perto mesmo.

    Dependendo do andamento dos meus compromissos nos dias que permanecerei somente em Maputo e arredores talvez até dê pra fazer os dois.
     
  5. Fingolfin

    Fingolfin Feitiço de Áquila

    Vc precisa de no MÍNIMO 1 dia inteiro no Krueger. O ideal é dormir lá pois depois de meio dia vc dificilmente vai conseguir ver mais qq bicho.
     
  6. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Pra não misturar a discussão turística com o que ocorreu na última Copa do Mundo, deixei um tópico nos esportes aonde podemos debater mais detalhes que ocorreram na Copa da África, os pontos positivos e os negativos que não esperamos ver em 2014 no Brasil.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  7. Fingolfin

    Fingolfin Feitiço de Áquila

Compartilhar