1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

[Aeronautica/Aviação] Airbus a380-800

Tópico em 'Ciência & Tecnologia' iniciado por Omykron, 17 Jan 2005.

  1. Omykron

    Omykron far above

    antes de mais nada, esse tópico tem como intuito informar sobre esse monstro no quesito tecnologia, design e performance de vôo

    Para quem não conhece, ele era antes conhecido como Airbus A3XX, atualmente na versão
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Tanto a Boeing como a Airbus devotaram anos de estudos, chegando até a unir forças para criar um projeto conjunto, entre 1990 e 1993. Não deu certo e a Airbus, que tinha no A340 sua maior aeronave, resolveu que partiria para um projeto totalmente novo. A Boeing, por sua vez, criaria novas versões do 747. Os custos de desenvolvimento seriam, respectivamente, 13 e 6 bilhões de dólares.

    A Airbus estima um mercado potencial de mais de 1200 aviões até 2020, sendo 55% deste mercado composto por companhias aéreas asiáticas, 23% européias, 18% norte-americanas e 4% no resto do planeta. A empresa acredita que em 2020, um total de 58 companhias aéreas estarão operando com aeronaves de mais de 500 assentos um total de mais de 90.000 vôos semanais, ligando 584 pares de aeroportos. A Boeing discorda, acreditando que este mercado não deverá passar de 490 aviões com 500 ou mais assentos. O mercado se fragmentará, afirma a Boeing, que acredita em mais vôos sem escalas entre novos pares de cidades.

    O fato é que a Airbus apostou tudo no seu gigante. Os programas foram anunciados quase simultâneamente. O A380 venceu todas as disputas, e o "novo" 747 foi cancelado. Custando US$ 230 milhões, o novo megajato será o primeiro a ter dois andares em toda a extensão da fuselagem, acomodando seus passageiros na configuração 2-2-2 (deck superior para a primeira classe e business class) e 3-4-3 no deck principal. O acesso ao deck superior será feito por escadas nas duas extremidades do deck principal.

    Com capacidade para 555 passageiros em configuração de 3 classes, deverá apresentar custos de operação 20% inferiores por passageiro transportado em relação ao 747. Vai voar longe: terá 7,650 nm de autonomia com peso máximo de 540 toneladas. Apesar de sua capacidade, será pouco maior em área ocupada que um 747-400, sendo apenas 3 metros mais longo que o Boeing. Este tamanho foi ditado pela necessidade de utilizar a infraestrutura aeroportuária existente. Será montado em novas instalações da Airbus em Toulouse, que receberá partes do avião vindas das outras fábricas. A preparação final, pintura e instalação de interiores será em Hamburgo.

    Com uma área de piso 49% maior que o 747-400, o A380 está aguçando a imaginação dos analistas, que já imaginam spas, shoppings, cassinos e até creches a bordo. A Singapore Airlines, primeira a receber a aeronave em 2006, afirma que irá oferecer "níveis inéditos de conforto e comodidades aos nossos passageiros, mas não iremos sacrificar assentos em troca de idéias fantasiosas".

    Já a Virgin Atlantic espera usar o avião para dar seu costumeiro show de serviços diferenciados: bares, mesas para massagens, compartimentos com cama de casal já foram insinuados como equipamentos de série nos aviões da empresa de Sir Richard Branson.

    Além da Virgin Atlantic, a Singapore, Air France, Emirates, Fedex, Qatar Airways, Qantas, Lufthansa e ILFC já colocaram 97 encomendas firmes. Outras empresas como a Ibéria, JAL e United estão sendo cotadas para entrar logo no time de compradores.

    A Fedex é a empresa lançadora do modelo em versão cargueira, batizada de -800F. Dez unidades com capacidade de 150t de carga paga foram encomendadas, principalmente para os vôos transpacíficos da empresa.

    Os motores do A380 podem ser tanto Rolls Royce Trent 900 ou Engine Alliance GP 7200, ambos na casa de 70.000 lb de empuxo. Os Rolls Royce têm sido mais vendidos que os GP7200. O protótipo fará seu vôo inaugural em 2005. Até lá, o mundo da aviação vai acompanhar em suspense a gestação e desenvolvimento do novo gigante dos ares.


    Até agora, o número de encomendas do A380 é de 130 aparelhos, devendo chegar a 150 até o final do mês de março. Na semana passada, 10 aparelhos foram encomendados pela United Parcel Service (UPS) para o transporte de carga. Outras companhias deverão confirmar suas encomendas muito rapidamente, entre elas a Thai Airways e a Etihad, uma companhia dos Emirados Árabes. A própria direção da alemã Lufthansa poderá confirmar a compra de aparelhos suplementares a uma encomenda anterior de 15 unidades do A380.

    o Vôo inaugural será nessa terça-feria, as 0800LT (Horário de Brasília, 1000 GMT).
    provavelmente irão ocorrer videos da decolagem logo após a mesma na internet.

    para futuras informações:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    (ingles apenas)
     
  2. Omykron

    Omykron far above

    a airbus já modificou seu site:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    para visualizar o video em stream. as 8horas da manhã de brasilia começa a cerimonia.
     

Compartilhar