• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

A vaia para o Lula na cerimônia de abertura do Pan

Ninguém quer mesmo discutir sobre como uma pessoa que não foi eleita por ninguém pode esculhambar com as 3 instâncias do poder executivo do RJ ao mesmo tempo?Eu fiquei tão p*** com essa estoria que agora a pouco quase bati numa mulher aqui do trabalho (que diga-se de passagem eu nem conhecia), e tive que pedir desculpas depois :disgusti:


EDIT: Furian, vc pode achar o que quiser, mas o mínimo que você deve a ele é respeito, não ao Lula, mas ao presidente da republica. ele foi eleito democraticamente pelo mesmo processo que elegeu o seu querido FHC em anos anteriores.
 
Semi-analfabeto e um péssimo operador de torno, tanto que ficou teve o dedo decepado.

E quem burramente já fez cagada numa maquina operatriz, está fazendo o mesmo operando a maquina do governo.

Sem falar que um dia já ficou em cana. Só por isso desde aquela época eu jamais daria voto a um vagabundo.

Sem mais.
 
Última edição:
sim, se eu não fosse tão educada, mandaria vocês calarem a boca. Porque o que vcs estão fazendo é desrespeitar o povo e a democracia. E se quiserem discutir o unico assunto deste tópico, continuo à disposição. Estou me retirando dos ataques de vcs.
 
Eu só gostaria que alguém provasse com argumentos consistentes que nosso processo eleitoral em que nenhum candidato tem o mesmo orçamento e tempo no horário eleitoral, com a midia fazendo pesquisas eleitorais visando direcionar o voto a certos candidatos e excluindo os candidatos "nanicos" dos debates é de fato democrático.

Além do voto ser obrigatório.

Isso é democracia? Fala sério.
 
Anna, tristemente a ignorância cega é um fato corriqueiro na nossa vida. Porque não aceitar o que a maioria aceitou, se têm pessoas á reclamar do presidente pelo menos deviam escolher argumentos sérios e de valor nacional e não por seu própio ego. Falar que o presidente é semi-analfa, vagabundo, enganador e outras mais palavras é de cunho pessoal dele mesmo e não reflete no desenvolvimento do país, outros mais pontos absurdos nem prefiro falar.

Aqui não estou defendendo o presidente Lula, mas a unidade nacional que tem a tarefa parcial de guiar o povo brasileiro, sendo que se sua tarefa geral não é cumprida, merece sim as vaias e protestos recorrentes, mas as palavras que não envolvem sua profissão são bases tão fracas e sem argumento para pessoas que não aceitam o Lula.

Portanto proponho um discurso sério e argumentativo, com base forte. Sem mais besteiras de falar do presidente pessoalmente ou outra área que não envolva sua profissão, tão importante.
 
Eu sei que estávamos/estamos fugindo do assunto do tópico.
Mas, não acredito que estamos desrespeitando o povo e seu processo democrático.
Afinal, a liberdade de expressão é um direito que nos assiste.

"A liberdade de expressão é um conceito considerado freqüentemente integral nas democracias liberais modernas para eliminar a censura. O discurso livre é também apoiado pela Declaração Internacional dos Direitos Humanos, especificamente sob o artigo 19 da declaração universal dos direitos humanos e o artigo 10 da convenção européia de direitos humanos, embora esse direito não seja exercido em vários países." - Wikipédia.

Portanto, se não usarmos de calúnia ou difamação, não estaremos fazendo nada que nos impeça de expressar o nosso descontentamento perante ao governo.
 
Última edição:
O meu ponto nesse tópico sempre foi um só.

Num cerimonial de abertura de uma competição de nível internacional (e até mesmo em qualquer cerimonial solene), deveria ser respeitado e apoiado o CARGO de presidente da nação.

Seja ele quem for.

E isso deveria ser de entendimento geral, mas principalmente das parcelas com maior instrução, que eram a maioria absoluta na referida cerimônia.

Não se tratava do cidadão José das Couves, e sim, do representante máximo de nossa nação, e vaiá-lo naquela situação foi descabido e não-justificável.

Não rebateram de maneira concisa ou sólida isso, vieram com o blablabla de democracia, liberdade de expressão, que de forma alguma justifica ou valida a falta de respeito com a cerimônia, com os participantes da mesma, e com a própria nação representada pelo cidadão seja-lá-quem-for investido do cargo de Presidente.
 
Qual é mesmo a relação de causa e efeito entre um acidente profissional e a tal má gestão na presidência da república?

Tudo a ver. Só aumentou o tamanho da responsabilidade e em ambas ele fez cagada. Não preciso listar quais são pra poluir o forum.

E você sabe as razões para ele ter ficado "em cana"? E por que isso o qualifica como "vagabundo"?

Eu nasci e moro no ABC, região onde esse vagaba veio e fez suas cagadas. Se todos os 60% que votaram nele conhecece o seu verdadeiro passado longiquio quando morou aqui, estariam todos arrependidos por no minimo 10 encarnações de terem votado nele.

Quanto ao cerimonial

Não gosto também do Nuzman, mas antes ele ter aberto os jogos do que um vagabundo que além de não ter tido coragem pra enfrentar as vaias, mal sabe se expressar em nosso idioma com aquele sotaque de homem-das-cavernas cheio de grunhidos. Ficou melhor assim.
 
Eu nasci e moro no ABC, região onde esse vagaba veio e fez suas cagadas. Se todos os 60% que votaram nele conhecece o seu verdadeiro passado longiquio quando morou aqui, estariam todos arrependidos por no minimo 10 encarnações de terem votado nele.

Apesar de concordar em vários pontos com o que você falou, existem formas e formas de se falar algo, estamos em meio a pessoas civilizadas, certo? :jornal:
 
Não gosto também do Nuzman, mas antes ele ter aberto os jogos do que um vagabundo que além de não ter tido coragem pra enfrentar as vaias, mal sabe se expressar em nosso idioma com aquele sotaque de homem-das-cavernas cheio de grunhidos. Ficou melhor assim.
Para mim o grande problema é ele ter achado que podia tomar essa decisão.

Quero dizer, quem é ele para virar e dizer para o presidente do brasil "melhor vc ficar na sua, deixa que eu cuido de tudo"?

E se por acaso fosse alguém que você admirasse, você não acharia um absurdo? pois eu sou do tipo que consegue diferenciar minha admiração pessoal do respeito que o cargo pede; e fiquei absolutamente constrangida nao apenas pelo Lula, como pelo Sergio Cabral e pelo César Maia que estavam de pé ao lado dele (e que são pessoas que eu não admiro em nada).
 
Quero dizer, quem é ele para virar e dizer para o presidente do brasil "melhor vc ficar na sua, deixa que eu cuido de tudo"?

Anna, qual a parte do: "Ele recebeu um bilhete no palco durante o pronunciamento do presidente do COI para tomar a palavra e dar por aberto os jogos Pan-Americanos", você não entendeu? :roll: O Lula não quis ir lá e jogou a batata quente na mão do Nuzman. :gira:
 
Você assistiu à abertura pela TV?

em primeiro lugar, o cara do lado do nuzman não era o presidente do COI, e sim o presidente da ODEPA; em segundo lugar, ele não teria nem o direito nem a capacidade de mandar o Nuzman mudar a liturgia do evento.

Mas principalmente, se vc tivesse assitido com atenção, teria visto que as câmeras chegaram a focalizar a tribuna de honra. O Lula estava com o micrfone na mão, texto a ser lido aberto em um caderno, Sérgio Cabral a seu lado esquerdo, César Maia do seu lado direito. Ele foi CORTADO por alguém sem noção que se achou no direito de abrir os jogos no lugar do presidente da republica.

Para você ter noção do ridiculo da situação, até o Galvão Bueno -que tira de letra coisas bastante absurdas por aí - ficou desconcertado.
 
Anna, considere então que foi o coroamento natural do papelão que começou com as vaias descabidas.
Ora, o Nuzman não é brasileiro também?

Apenas prosseguiu no roteiro da deselegância, impertinência e falta de bom-senso.
 
Konan, acho que não é por aí. Como eu disse, embora eu ache que as vaias foram orquestradas (e tenho fontes para isso) é impossível provar. Mas existe a possibilidade de terem sido espontâneas, e nesse caso acho legítimo.

Mas a decisão unilateral de mudar a liturgia da abertura é algo que eu não posso aceitar. E, acima de tudo, é preciso que as pessoas saibam que não foi decisão do Lula, eles passaram por cima dele e, como consequencia, da população brasileira, já que ele é o representante máximo do povo

(doa a quem doer; o Collor tb já foi nosso representante, assim como o FHC, ainda que me doa muito eu tenho que aceitar isso)
 
Konan, acho que não é por aí. Como eu disse, embora eu ache que as vaias foram orquestradas (e tenho fontes para isso) é impossível provar. Mas existe a possibilidade de terem sido espontâneas, e nesse caso acho legítimo.

Eu não acho legítimo, acho descabido, deselegante, impertinente, ignorante, e mais que tudo, um tiro no pé.
Justifico com algo que vc mesma escreveu:

Anna Cwen disse:
eles passaram por cima dele e, como consequencia, da população brasileira, já que ele é o representante máximo do povo

Deviam ter respeitado a liturgia do cargo e a cerimônia.

Outro questionamento, independente de manipulações/orquestrações possíveis: se o Presidente não pudesse estar presente, e estivesse o Vice-presidente, haveriam vaias?
Creio que não, e somente por ser outra pessoa que não o Lula.
Se fosse algo político (ainda deselegante e etc., e na minha visão injustificável), vaiariam qualquer representante do GOVERNO ATUAL.

Portanto, não vejo legitimidade e sim falta de educação e respeito.
Com a nação, conosco brasileiros.
 
Você assistiu à abertura pela TV?

em primeiro lugar, o cara do lado do nuzman não era o presidente do COI, e sim o presidente da ODEPA; em segundo lugar, ele não teria nem o direito nem a capacidade de mandar o Nuzman mudar a liturgia do evento.

Mas principalmente, se vc tivesse assitido com atenção, teria visto que as câmeras chegaram a focalizar a tribuna de honra. O Lula estava com o micrfone na mão, texto a ser lido aberto em um caderno, Sérgio Cabral a seu lado esquerdo, César Maia do seu lado direito. Ele foi CORTADO por alguém sem noção que se achou no direito de abrir os jogos no lugar do presidente da republica.

Para você ter noção do ridiculo da situação, até o Galvão Bueno -que tira de letra coisas bastante absurdas por aí - ficou desconcertado.

Desculpem a gafe, era o presidente da ODEPA que estava se procunciando. O Lula confabulou com Sérgio Cabral e derrepende um "cara"(Eu esqueci quem é) sumiu com o microfone. E não foi o presidente da ODEPA que "mandou" o Nuzman fazer o pronunciamento(vou procurar aqui e ver se tem a foto do momento que entregam o bilhete ao Nuzman) e sim alguém ligado ao presidente Lula.

PS: As câmeras mostram claramente o momento que o Lula confabula com o Sérgio Cabral e decide não fazer o pronunciamento.
 
Última edição:
Você assistiu à abertura pela TV?

em primeiro lugar, o cara do lado do nuzman não era o presidente do COI, e sim o presidente da ODEPA; em segundo lugar, ele não teria nem o direito nem a capacidade de mandar o Nuzman mudar a liturgia do evento.

Mas principalmente, se vc tivesse assitido com atenção, teria visto que as câmeras chegaram a focalizar a tribuna de honra. O Lula estava com o micrfone na mão, texto a ser lido aberto em um caderno, Sérgio Cabral a seu lado esquerdo, César Maia do seu lado direito. Ele foi CORTADO por alguém sem noção que se achou no direito de abrir os jogos no lugar do presidente da republica.

Para você ter noção do ridiculo da situação, até o Galvão Bueno -que tira de letra coisas bastante absurdas por aí - ficou desconcertado.
Não foi bem assim não, Ana. Durante varias tomadas da Globo, numa hora estava o Lula com o microfone e um papelzinho na mão e na outra tomada, estava sem os dois. Ou seja, foi decidio na hora, e não só pelo Nuzman e sim pelo presidente Lula tb. E foi notório que o Lula estava aborrecido com as vaias (lembrando que boa parte do que estava vaiando PAGARAM pelos ingressos, e que é direito de cada um vaiar quem ele quiser).
Pra mim, vergonha maior do que o presidente não ter aberto a cerimônia é ter um presidente frouxo que não tem coragem de encarar um público que o vaia.
 

Valinor 2023

Total arrecadado
R$2.494,79
Termina em:
Back
Topo