1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

A TV Brasileira segundo uma Apresentadora Inglesa Hipócrita

Tópico em 'TV' iniciado por Elriowiel Aranel, 9 Set 2013.

  1. Elriowiel Aranel

    Elriowiel Aranel Usuário

    Olha, não sei para vocês, mas pra mim foram 45 minutos de pura agonia.

    Um programa inglês EXTREMAMENTE tendencioso sobre as culturas de outros países através de seus programas de TV.

    Eu to com um nó na garganta, morrendo de vontade de GRITAR!!!

    Não vou dizer que é mentira o que aparece aí, porque a gente sabe que existe.
    O que me irritou foi que convenientemente ela só pegou o pior. Aí vão dizer: "mas o objetivo é mostrar o entretenimento de massa". Tá, só que se ela quis mostrar a "cultura brasileira", então ela tinha que ser mais equilibrada, mostrar todos os lados da TV, e não apenas o que lhe interessa (pelo sensacionalismo para conseguir audiência em seu país que ela mesma critica aqui = hipocrisia).
    Também achei hipócrita ela convenientemente ignorar que esses mesmos tipos de programa também existem nos EUA e Inglaterra. Shows de calouros e de competições são, em grande maioria, cópias dos programas de lá. Acho que ela esqueceu que, por exemplo, Jogos Vorazes foi justamente inspirado no mesmo tipo de conteúdo violento da TV americana (que ela mostra e comenta +/- na metade do vídeo).

    Outra coisa que me chamou a atenção: ela só mostrou SBT e Rede TV. Nem Record apareceu. Só que quando ela está no táxi falando sobre seu encontro com uma ex-panicat a imagem que apareceu no seu notebook foi do programa da Fátima Bernardes. Pra mim, isso foi má fé. Ela criou uma associação inverídica ao não esclarecer qual programa ela via naquele momento. (não, o programa da Fátima não é exatamente bom, mas é infinitamente melhor do que os que ela mostrou e não tem nada a ver com panicat).
    Também me pareceu de má fé com a Globo ela mostrar no começo uma novela estúpida do SBT, ofender a atuação de TODOS os atores brasileiros e depois dizer que essas novelas são exportadas pro mundo todo e amadas lá fora também. É, só que o nível das novelas exportadas - o que ela não comenta - não são as das cenas que ela mostrou. São só as melhores, com grandes atores (embora o nível atual da Globo também esteja vergonhoso. Mas estou falando das mais antigas).
    Correção minha: ela mostra, sim, cenas de 2 novelas da Globo que, de novo, convenientemente estão entre as piores. E, repare no texto: ela dá a entender que são espetáculos de luta livre o tempo todo! :roll: Nem dos romances diabéticos de meia tijela ela fala.

    Muito esquisito ela não ter mencionado NADA da programação esportiva (até porque ela cita no comecinho que aqui será a sede das próximas Copa e Olimpíadas).
    Também não mostrou NENHUM jornal sério (inclusive do horário de almoço e do horário nobre).

    Não defendo a TV brasileira, mas também não acho justa tamanha chacota!!!

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    Última edição por um moderador: 6 Out 2013
    • Ótimo Ótimo x 2
    • Gostei! Gostei! x 1
  2. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Em parte eu procuro relevar porque existe uma barreira cultural uma vez que o humor britânico possa ser bem indigesto. Para piorar às vezes não dá para saber se a pessoa está estimulando\elogiando ou se está criticando com um tom sutil. Adquirir essas sutilezas leva alguns anos para brasileiros. (diferente daqui eles ensinam os incautos dando agulhadas)

    Por exemplo, quem já viajou até lá diz que para certas pessoas no Reino Unido o lado de cá do Oceano Atlântico existem os EUA que seriam os caipiras e ao redor deles tem a periferia dos caipiras (Brasil e os outros que são tão culturalmente estranhos e defasados que são exóticos).

    Quando o sensacionalismo de lá aparece (no formato "tabloidesco") as notícias e repórteres europeus podem exagerar de forma extrema e até cruel (lembram das suspeitas dos paparazzi na morte de Diana em busca de uma nova fofoca?).

    Eu dei uma olhada nos 5 minutos iniciais do programa:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Pelo que entendi ele se propõe a avaliar programas de massa, sensacionalistas, populares (ou populistas) em que nossa TV se mostre mais fraca nesse sentido.

    Em parte a culpa é nossa por gerar material para show de horrores e em parte a culpa é do programa em colocar para o Europeu uma imagem de que o brasileiro é um bicho de zoológico. Nesse ponto o nosso sensacionalismo pode atrair o sensacionalismo dos outros países.

    Eu penso que o brasileiro poderia gostar de ver coisa boa igual os britânicos mas vem sendo estimulado a gostar de coisas ruins e moda ruim. Em razão disso os outros se aproveitam. De certa forma é um dos bastidores da competitividade na indústria televisiva que fica à mostra. O que me leva a pensar que a competição lá fora esteja mais acirrada e pior que aqui dentro a ponto de ser quase um pesadelo entre os canais...
     
    Última edição: 9 Set 2013
  3. Thor

    Thor ἀλήθεια

    Ah, mas eu acho sim.

    Não que o Miss Bumbum seja algo que você só vai encontrar aqui no Brasil, né? Acho que esse tipo de coisa de transformar a mulher em um objeto é mais típico do continente Americano do que do Europeu, talvez. Mas nos EUA tem concursos de peitos desde o High School.

    Já esse programa sensacionalista à la Datena e o Domingo Legal, são coisas que o mundo todo precisa saber da existência, tamanha bizarrice.

    Edit: Ah! E a entrevista com a ex-Panicat foi excelente! Achei esse programa todo ótimo, mas a entrevista foi espetacular.
     
    Última edição: 9 Set 2013
    • Ótimo Ótimo x 1
  4. Elriowiel Aranel

    Elriowiel Aranel Usuário

    Aí você foi extremamente ingênuo. Esses programas nada mais são do que CÓPIAS dos programas deles (americanos e europeus).
     
  5. Neithan

    Neithan Ele não sabe brincar. Ele é Mito

    A TV aberta brasileira é um lixo mesmo.

    Não achei nada demais. A ideia do programa é, pelo que o início mostrou, apresentar os programas mais bizarros ao redor do mundo. Nesse capítulo, vimos o lado brasileiro, oras. Pânico, Programas "criminais", Domingo Legal, Multishow (TV a cabo) e Melhor do Brasil, Superpop...programas extremamente populares, e que pra muitos, são "comuns".

    Ela não negou no vídeo que existem programas assim em outros países. Apenas quis mostrar a importância disso no Brasil.

    E quis falar sobre a importância da bunda na TV. Algo mais do que real. Já cansei de ver gente reclamando que sempre tem bunda, mulher se expondo ao ridículo e todo esse blablabla feminista de que mulher não é objeto. Mas esquecem de pensar que é isso que o povo quer ver. Por isso a TV expõe. Se bunda não desse audiência, mostrariam outra coisa. O tanto de bunda que tem na TV brasileira é realmente exagerado. Quase todo programa tem. Seja em programas de auditório, seja em algum reality show, bunda tá sempre a mostra.

    Record apareceu em "O melhor do Brasil". E ela não fez má fé, comentou sobre o cara estar vendo televisão enquanto dirige, e depois falou do Pânico, já que estava indo encontrar a Panicat, oras.

    Novelas da Globo são quase sempre a mesma merda. E ela até mostrou uma cena de Caminho das Índias, novela brasileira exportada e aclamada.

    Programa esportivo e jornal não são nada originais, todo país tem. Pra quê ela mostraria?


    Até acho que ela poderia ter mostrado mais podres. Faltou os programas religiosos, com o RR Soares, os de venda e o Teste de Fidelidade. :lol: O fato é que TV aberta é uma merda. Não tem quase nada que preste. Ou é humor barato (no qual assisto as vezes), ou novelas repetitivas, ou programas sensacionalistas e assistencialistas. Fora Jornais, esportes e filmes/séries, mas isso tem em todo canto. O que nos salva é Internet e TV a cabo mesmo.

    Chacota mais do que justa, e reportagem que não mostra nenhuma mentira. O problema é que brasileiro adora criticar, desde que não sejam críticas de gringos. Aí temos tudo do bom e do melhor e eles são invejosos. :roll:
     
    • Gostei! Gostei! x 4
  6. Indu

    Indu MANDALORIAN

    Primeira coisa que veio a mente: recalque do bumbum das brazucas <3
     
    • Gostei! Gostei! x 1
    • LOL LOL x 1
  7. adrieldantas

    adrieldantas Relax and have some winey

    Uma vez que você se acostuma, é fácil entender.
    Não creio que a intenção deles foi magoar ou coisa parecida, como o Neithan disse, é um programa que mostra defeitos, e ora, porque não mostrar os defeitos do Brasil também.
    Os Britânicos tão pouco se lixando se agente assiste "2 girls and 1 cup" ou "Roda da fortuna" na TV, eles têm os problemas deles para se preocupar.
    Além disso, Ingleses e Americanos são totalmente diferentes, quando algum Inglês faz um programa chamado "Os erros da TV", é porque ele quer mostrar apenas os erros da TV e não "Os erros da TV num país de pobre que você não vai viajar, então vamos lhe mostrar".

    Não creio que a intenção foi negativar totalmente o Brasil, até porque o programa negativa todas as emissoras de TV.

    É como o episódio dos Simpsons satirizando o Brasil, todo mundo gosta de ver os personagens quebrando os Estados Unidos, a África, a Alemanha... Agora eles destruírem o Brasil não pode.
     
    • Gostei! Gostei! x 4
  8. Siker

    Siker Artista Comercial / Projetista Gráfico

    Não tive tempo de ver tudo, mas já no início na parte das novelas ficou bem óbvio como ela estava vendendo a pior imagem como se fosse tudo assim. Pelo que entendi, isso não tem a ver com humor britânico, mas em um aproveitamento da ignorância própria para satirizar outras culturas como uma forma de entretenimento.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
    • Gostei! Gostei! x 1
    • Mandar Coração Mandar Coração x 1
  9. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Bom.
    Não assisti tudo. Po. 47 minutos?

    Mas no inicio ela comenta que foi pra São Paulo, então logicamente Globo não seria o foco (o que até achei bem legal). E, se globo já é uma decadencia, o restante é mais embaixo ainda.
    E logo depois ela comenta que todo país curte suas próprias telenovelas, mas que ela estava indo atrás do que era particular de cada país (ou diferente do que ela conhecia). Falar de telejornal comum, mesa redonda esportiva, programas de entrevista, programas de fantasia pro público infantil, etc, não é particular pra país nenhum.



    Enfim. Depois assisto o restante.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  10. Pearl

    Pearl Usuário

    Eu gostei do programa. Tem um momento que a apresentadora fala que ela mostrou extremos. E eu nem achei tão extremo assim. Como o Neithan falou faltou algumas coisas tipo teste de fidelidade e tal que são piores. O que ela mostrou simplesmente existe!

    Fiquei com vontade de assistir os episódios dos outros países.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  11. Elriowiel Aranel

    Elriowiel Aranel Usuário

    Alguém entendeu meu ponto.
     
    • Mandar Coração Mandar Coração x 1
  12. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Pra gente ver o quanto a questão do humor e da barreira cultural é sutil. Dentro do humor existe a vertente do humor humilhante praticado para tirar onda com estereótipos.

    Dentro dos estereótipos existe o de nacionalidade (piadas de portugueses ou que aqui no nosso caso de franceses que na Inglaterra também tem muito e vice versa).

    Quando o piadista esnoba do jeito certo as pessoas ficam pensando "O que será que fulano quis dizer com isso?" e dão risada pela presença do duplo sentido.

    Entretanto, por vezes, o piadista acredita honestamente que está praticando uma atividade leve quando na realidade produz um incidente diplomático pesado sem um fundo cômico (hostilidade não declarada, subliminar). Nesses casos a situação diplomática se agrava quando a pessoa pratica o humor a todo custo e a piada assume atitudes negativas. Um caso típico aparece nos trotes de colegas em que o piadista pensa que está fazendo algo divertido (humor) e quando percebe o que aconteceu a pessoa que era alvo da piada perdeu a vida ou ficou permanentemente incapacitada.

    Quando paramos para analisar o que o programa diz ("TV de massa é uma janela para a alma da nação") deveria haver um sentido lúdico de entretenimento aí (uma proposta que combine com os programas britânicos desse molde). No começo a narração dá uma atmosfera subjetiva, meio autoral como se fosse o fluxo de pensamento da repórter... Se fosse em um jornal impresso seria uma coluna de opinião ou de crítica. Alguns colunistas cumprem cotas de entretenimento e a polêmica apareceria como recurso do sensacionalismo.

    Olhando desse modo, nessa mistura toda, é quase um requisito colocarem humor na receita. Já com relação a presença ou ausência de boa qualidade do humor inserido seria outro assunto para debate. Piada as vezes funciona e as vezes dá errado.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
    • Gostei! Gostei! x 1
  13. adrieldantas

    adrieldantas Relax and have some winey

    Mas gente, o Brasileiro não assiste isso mesmo? Agente não gosta?
    Antes eu tinha esse mesmo pensamento de que na TV Brasileira só tinha merda, até eu sair do País e depois de quatro meses começar a sentir saudades, saudades das baixarias do Ratinho, da novela das seis, de Cardinot (É tipo o Datena de Recife), de Cinderela, de Eliana, etc...

    O povo reclama, mas é isso mesmo, é o que a TV tem, sendo bom ou ruim. E de um jeito ou de outro todo mundo consome.

    Eu só acho que a intenção não foi atingir o país, foi um programa de tv, 40 minutos, get over it.
     
    • Gostei! Gostei! x 5
    • Ótimo Ótimo x 1
  14. Neithan

    Neithan Ele não sabe brincar. Ele é Mito

    Alguém entendeu meu ponto.
     
    • LOL LOL x 1

Compartilhar