1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

A Travessia (Cormac McCarthy)

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por Meia Palavra, 8 Mar 2011.

  1. Meia Palavra

    Meia Palavra Usuário

    Dos livros que li ano passado, valendo ressaltar que passei pelo universo rancoroso, infatuado de violência e ódio de Faulkner em Luz de Agosto, certamente o mais monstruoso, tanto em concepção como em escala é A travessia, de Cormac McCarthy. A travessia é a segunda parte de suaTrilogia da fronteira, que começa com Todos os belos cavalos e termina com Cidades da planície.

    Conhecido como herdeiro da prosa de Faulkner e também com uma tendência a trabalhar a violência de maneira irrepreensível em seus livros, na Trilogia da fronteira, no entanto, McCarthy abandona um pouco da truculência que o tornou notável em livros como Meridiano de sangue ou Onde os velhos não tem vez, procurando primar por temas mais brandos como a amizade ou a relação do homem com a terra e com os animais, sem nunca, no entanto, ser condescendente com o leitor ou evadindo-se de impactá-lo com uma visão brutal do mundo que o cerca.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. Clara

    Clara Antifa Usuário Premium

    Cada vez que leio algo sobre Cormac McCarthy aqui no Meia eu fico com mais vontade de conhecer esse autor.
     
    • Mandar Coração Mandar Coração x 1

Compartilhar