1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

A Terra Mágica - livro primeiro

Tópico em 'J.R.R. Tolkien e suas Obras (Diga Amigo e Entre!)' iniciado por Kasuga-san, 19 Fev 2007.

  1. Kasuga-san

    Kasuga-san Sou apenas um

    Tenho aqui em mãos um livro de 216 páginas, da editora Artenova, do ano de 1974, impresso no Brasil, chamado O Senhor dos Anéis - A Terra Mágica, de J.R.R. Tolkien.
    É na verdade o Livro I do volume "Sociedade do Anel", tem os capítulos de 1 a 12 ("Uma festa muito esperada" ao "A Fuga para o Vau")
    Ele é nada mais que uma parte do SdA. Ou não?
    Queria saber se alguém sabe me explicar por que raios esse "fragmento do SdA" foi publicado, e por que é eu não achei referência alguma em lugar nenhum do "livro segundo", ou do "terceiro" etc.

    ps.: to com o livro na mão mas não li.

    Caso já tenh um tópico sobre o assunto, me desculpem. Procurei tópicos falando disso, mas não achei. (Mas posso ter procurado mal. Isso acontece comigo no "mundo real", pode acontecer no virtual)
     
  2. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Sim, antes da Martins Fontes apareceu essa tradução da Artenova, dividida em 6 volumes, diferente da tradução da Martins Fontes que é dividida em 3 ou em um só. Então, respondendo a pergunta:

    Sim, é a primeira parte de A Sociedade do Anel, que vai de Uma festa muito esperada até Fuga para o Vau (confere?)

    Eu se fosse você guardava bem esse livro aí. Independente da qualidade da tradução (reza a lenda até que eles nem tinham o direito de tradução, hehe), fui dar uma conferida no Estante Virtual e tem sebo vendendo o livro por 168 reais :lol:
     
  3. Décimo

    Décimo The Swanson Code

    Bom, O Senhor dos Anéis está dividido em 6 partes, tendo cada um dos livros publicados duas. Sinceramente, nunca tinha tomado conhecimento desse método, vender cada parte em separado, e não me parece muito lógico, mesmo que seja para fazer um livro de bolso: se a Sociedade do Anel for bem comprimida, com letra pequena, o livro não é muito grande. Enfim, estranho. :tsc:
     
  4. Kasuga-san

    Kasuga-san Sou apenas um

    Confere!
    Ué... eu só achei 3 sebos no Estante Virtual vendendo esse livro. Um por 20,00 outro por 12,00 e outro por 6,00. :think:
    Tem certeza q você viu isso lá?
    E a tradução é bem estranha... o Strider virou Caminheiro 8-O:lol:

    Eu também nunca tinha visto isso, mas vai ver q em 1974 se eles colocassem a venda um livrão de mais de 1200 páginas ninguém ia comprar, ainda mais q a popularidade do SdA sem dúvida é maior agora do q em 74 (eu acho, já q eu não tava lá em 74)
     
    Última edição: 20 Fev 2007
  5. Ulmo- o grande

    Ulmo- o grande Não quero + passear com esse

    Parece mais uma daquelas historias como da vez em que publicaram o SdA em um volume em espiral la nos USA, para que ficasse mais barato, mas a editora nao tinha os direitos autorais...Porem, a linha espiral fez sucesso e vendeu mais que a encadernada...Ainda devem existir essas versoes em sebos americanos.
     
  6. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    sim, só que são os seis volumes juntos, depois que notei esse 'pequeno' detalhe. as outras ficam nessa faixa de preço que vc falou mesmo :lol:

    e eu que não gostava do Passo de Gigante... :dente:
     
  7. Kasuga-san

    Kasuga-san Sou apenas um

    Ah legal, em espiral deve ser bem mais prático de ler qnd você sai pra viajar ou quer ler deitado :mrgreen:

    OMG... Passo de Gigante eu nunca vi/ouvi... de onde veio? :lol:
     
  8. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    minha amiga leu uma edição portuguesa e disse que tinham traduzido strider desse modo =]
     
  9. Décimo

    Décimo The Swanson Code

    Sim, na versão portuguesa Strider é traduzido como Passo de Gigante.

    Acho engraçado que na vossa versão, em que tudo e mais alguma coisa é traduzido, deixem isso em inglês. :razz:
     
  10. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Desde quando foi deixado em Inglês aqui?
     
  11. Kasuga-san

    Kasuga-san Sou apenas um

    Não foi deixado em inglês não... ele aqui é Passolargo
    Eu disse Strider porque... sei lá porque.. :mrgreen:
     
  12. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Porque "Strider" é o original, e já que estamos falando de traduções é bom ter um nome para usar de base :dente:
     
  13. Décimo

    Décimo The Swanson Code

    Em inglês, stride significa "passo grande", "passo largo"; assim strider seria "aquele que dá passos grandes". Não é uma palavra que exista propriamente, mas é traduzível.

    Edit: Ok, não sabia que aí era Passo Largo. :g:
     
  14. Deriel

    Deriel Administrador

    A tradução de Portugal precisa é de uma revisão, muita coisa errada e mal traduzida, como "Facho de Sombra" :hanhan:
     
  15. Décimo

    Décimo The Swanson Code

    Nisso estamos completamente de acordo. Mas em relação a esse exemplo que referiu, prefiro até a versão portuguesa a "Scadufax". Sério, fica, no mínimo, feio. :roll:
     
  16. Deriel

    Deriel Administrador

    Você pode achar feio, mas é o correto. Prefiro o "feio" e correto ao errado
     
  17. Kasuga-san

    Kasuga-san Sou apenas um

    Como eu nunca cheguei a ver versão portuguesa... poderiam, por favor, só me esclarecer isso: Scadufax virou Facho de Sombra, é isso?
     
  18. Décimo

    Décimo The Swanson Code

    Shadowfax, o original, virou Facho de Sombra.

    Correcto correcto seria Fax de Sombra. :hihihi:
     
    Última edição: 20 Fev 2007
  19. Deriel

    Deriel Administrador

    O original é Scadufax mesmo. Tolkien deixou por escrito que se na língua destino da tradução não tivesse uma palavra arcaica para crina, deveria ser deixado como Scadufax. Inglês supre os requisitos, português não.
     
  20. Kasuga-san

    Kasuga-san Sou apenas um

    Hum, eu não sabia q Scadufax não era o original. Por ser 'diferente' achei que não tinham traduzido.
    Mas isso me traz outra dúvida:
    Porque "Scadufax" estaria mais correto do que "Facho de Sombra", se nenhum deles é o original, de fato?

    edit: agora entendi

    Concordo, mas antes preciso entender o que seria o correto nesse caso. :mrgreen:
     

Compartilhar