• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

A Sociedade do Anel (filme) faz 15 anos!

dermeister

Ent cara-de-pau
Chega a dar uma saudade do tempo que estávamos olhando para os ingressos (comprados pessoalmente na bilheteria e sem poltrona numerada) e contando os dias para a estreia!

O Adoro Cinema postou uma tradução de uma matéria da Empire ontem, com os atores que interpretam os membros da Sociedade fazendo e respondendo perguntas entre si.

Adoro Cinema disse:
15 anos de O Senhor dos Anéis: Atores entrevistam uns aos outros e relembram momentos das gravações
De Vitória Pratini ▪ domingo, 11 de dezembro de 2016 - 09h53

Hora de voltar para a Terra Média!

15 anos se passaram desde que O Senhor dos Anéis - A Sociedade do Anel chegou aos cinemas em 2001. Filmado simultaneamente com As Duas Torres e O Retorno do Rei durante anos na Nova Zelândia — a produção inteira levou oito anos para ser concluída —, é de se imaginar que o elenco tenha se tornado bem próximo.

Para celebrar a data, os nove membros da Sociedade do Anel se reuniram e entrevistaram uns aos outros, a pedido da revista Empire, relembrando momentos das filmagens.

Confira as perguntas e respostas de cada um deles e conte para a gente: de qual personagem você sente mais falta?


Pergunta de John Rhys-Davies (Gimli) para Elijah Wood (Frodo Baggins):

"O que mais surpreendeu você sobre O Senhor dos Anéis?"

"Como pareceu íntimo. Eu não tinha nenhuma comparação na época, mas esta qualidade tornou-se mais especial com o tempo. Todos nós embarcamos em algo que nunca tinha sido feito antes, escondidos na bela Nova Zelândia, e tudo parecia caseiro, como o maior filme independente do mundo."


Pergunta de Elijah Wood (Frodo Baggins) para Ian McKellen (Gandalf):

"Como sua experiência de O Hobbit diferiu de O Senhor dos Anéis? Ah, e eu sinto muito pela música alta que os hobbits costumavam tocar no nosso trailer de maquiagem. (E eu sinto sua falta e te amo.)"

"Tantos velhos amigos atrás da câmera, mas eu senti falta da velha equipe de atores. Só para que você saiba, foi uma alegria trabalhar com Martin Freeman e os anões. Eu estava feliz por me livrar daquele velho Gandalf O Branco. O Cinza foi sempre o meu favorito. Você não se lembra quando era a minha vez de tocar uma faixa, eu pedia silêncio em vez disso? Agora estou nostálgico, me lembrando daquelas manhãs no trailer de maquiagem, seis dias por semana."


Pergunta de Ian McKellen (Gandalf) para Sean Astin (Samwise Gamgee):

"Onde você guarda a espada que lhe foi dada quando completou O Senhor dos Anéis?"

"Na garagem, ou talvez em um armário, ou no depósito com uma tonelada de arte do ventilador. Eu chorei muito na minha despedida. Eu me lembro de ter ganho meu traje, incluindo a mochila de Sam (panelas, frigideiras, salsichas, corda élfica, lembas, caixa de sal) e espada. Mas o troféu mais comovente foi o pequenino vestido que [minha filha] Ali usava enquanto interpretava Elanor nos últimos momentos de O Retorno do Rei."


Pergunta de Sean Astin (Samwise Gamgee) para Dominic Monaghan (Meriadoc Brandybuck):

"Por que não nos vemos há tanto tempo?"

"Porque nós somos pessoas ocupadas e bem sucedidos com famílias e nós vivemos bem mais de uma hora de distância um do outro. Mas você sempre estará em meu coração, irmão Hobbit. Além disso, você cheira a vinagre."


Pergunta de Dominic Monaghan (Meriadoc Brandybuck) para Billy Boyd (Peregrin Took):

"Qual é a sua coisa favorita sobre a nossa amizade?"

"Tantas coisas, meu querido Dom! Eu amo o quanto estamos relaxados na companhia uns dos outros. E a capacidade de nosso tempo juntos para nos levar a qualquer lugar. Podemos estar conversando sobre música, o que nos leva a assistir a um documentário sobre The Stone Roses - e há uma parte em que eles estão comendo comida indiana, então nós pausamos para ir a um restaurante indiano, onde vamos falar de uma ideia de filme no qual interpretamos engenheiros de som para [a banda] The Hollies no Himalaia ou algo assim. Eu gosto das aventuras que seguimos, mesmo quando estamos apenas sentados no seu sofá bebendo uma garrafa de vinho."


Pergunta de Billy Boyd (Peregrin Took) para Viggo Mortensen (Aragorn):

"Se você pudesse me beijar de novo, faria isso?"

"Estou ansiosamente contando os intermináveis minutos que passam até que isso aconteça novamente."


Pergunta de Viggo Mortensen (Aragorn) para Sean Bean (Boromir):

"Já faz um tempo desde que você e eu nos vimos - acredito que a última vez foi no Empire Awards há alguns anos - e eu sinto falta de sua companhia. Eu não consigo de jeito nenhum me lembrar de quem é a vez de pagar a próxima rodada. Você se lembra?"

"Acho que é sua. Na verdade, eu também não me lembro. Lembro-me de partilhar uma garrafa de uísque com você, que você levou para o palco quando ganhou o seu prêmio bem merecido. (Depois de sua crítica de Russell Crowe.) Foi uma ótima noite."


Pergunta de Sean Bean (Boromir) para Orlando Bloom (Legolas):

"Sendo eu um galã, eu queria saber se você tem alguma dica para parar os sinais de envelhecimento? (Apenas pedindo para um amigo.)"

"Sendo você um galã, você saberá que há apenas uma resposta para dizer a seu amigo: o amor. Quando seu coração lateja, você fica mais jovem. É por isso que somos chamados de galãs [galã, em inglês, é heartthrob, que, em tradução literal, significa "pulsadores de corações"] - dã."


Pergunta de Orlando Bloom (Legolas) para John Rhys-Davies (Gimli):

"Qual foi a última foto que você tirou em seu telefone?"

"Zombar de mim, você ousa, seu diabo de orelha pontiaguda! Ele sabe, gentis leitores, que eu ainda uso o telefone que eu tinha na Nova Zelândia em 1999, um Nokia 6310i, que não tem câmera! Na verdade, eu tenho 11 deles, seis trabalhando ao mesmo momento. Três bandas de frequências, quase inquebrável, funciona em qualquer lugar do mundo. Desvantagem? Duração da bateria. Tenho que carregar o meu a cada nove dias agora."
 

Neoghoster Akira

Brandebuque
Interessante a citação no artigo sobre Game of Thrones no dia do aniversário do filme de SdA. As relações de comparação são tão significativas que extravasam e escorrem nos textos.

Conforme disseram no artigo, o ambiente atual anda ruim/fechado e isso afeta negativamente desde projetos e filmagens relevantes em nível global até projetos simples e cativantes.

Se o alimento do cinismo, este um tipo de horror vestindo máscara, aumenta então invariavelmente corre-se o risco de aqueles dias tornarem-se eventualmente impenetráveis ao entendimento da retrospectiva.

O próprio PJ não conseguiu reunir novamente as mesmas condições propícias da época para fazer O Hobbit. O mundo e as pessoas, iguais as estrelas já não estavam alinhadas tão favoravelmente.
 

Gerbur Forja-Quente

Defensor do Povo de Durin
Pergunta de Orlando Bloom (Legolas) para John Rhys-Davies (Gimli):

"Qual foi a última foto que você tirou em seu telefone?"

"Zombar de mim, você ousa, seu diabo de orelha pontiaguda! Ele sabe, gentis leitores, que eu ainda uso o telefone que eu tinha na Nova Zelândia em 1999, um Nokia 6310i, que não tem câmera! Na verdade, eu tenho 11 deles, seis trabalhando ao mesmo momento. Três bandas de frequências, quase inquebrável, funciona em qualquer lugar do mundo. Desvantagem? Duração da bateria. Tenho que carregar o meu a cada nove dias agora."

uhuahuahuhauha

Adorei a pergunta do elfo zuão e a resposta do clássico anão! rs. Até rimou! rs.

Interessante como os atores parecem entrar nos personagens novamente tão facilmente e tão rapidamente. Será que eles conseguem conversar sério como pessoas normais? rs, Talvez não. Os hobbits sem dúvida que não, rs.
 

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Bacana que o tempo de anos do filme seja o mesmo de existência da Valinor o que engrandece ainda mais como referencial.
 
Eu,particularmente,amo toda a trilogia de osda. Sempre vejo pela TV e o que repete mais é a sociedade do anel! Mas,não me importa: podem reprisar bilhões de vezes e todas elas eu vejo e será sempre como se fosse a primeira vez e sempre há um pequeno detalhe ou outro que passou despercebido das outras vezes! Por isso,que pra mim,é sempre bom rever todo esse universo,tudo o que se passa com cada personagem. Eu sinto como se fizesse parte da trama. Me sinto praticamente um elfo! Amo de mais tudo isso!
 

Valinor 2021

Total arrecadado
R$150,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo