1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

A Serenata

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por Palazo, 1 Set 2009.

  1. Palazo

    Palazo Mafioso Literário

    Dois amigos tomando cerveja em um boteco qualquer.
    - Cara, tu não sabe.
    - A minha vidente está de férias, então ela não me passou as últimas previsões.
    - Preste atenção.
    - Fala.
    - Assistindo um filme de época tempos atrás, eu creio que encontrei uma maneira de conquistar todas as mulheres.
    - Lá vem você com seus planos furados.
    - Esse é sério, fiz até um teste e só preciso aperfeiçoar a idéia.
    - E o que exatamente você encontrou em um filme de época?
    - A serenata.
    - Como é que é?
    - Aquele negócio de ir à casa da amada cantar uma canção romântica as tantas da madrugada e...
    - Eu sei o que é uma serenata.
    - Então, não acha uma ótima idéia?
    - Não.
    - Como não, meu bisavô conquistou minha bisavó assim.
    - Há 2 séculos atrás, os tempos mudaram.
    - Mas as mulheres continuam românticas, e de qualquer forma é no mínimo original.
    - Como é que algo usado pelo seu bisavô em 1800 e qualquer coisa pode ser original?
    - Ok, ok... Esquece o original, mas pelo menos é romântico e as mulheres adoram romantismo.
    - Isso é verdade.
    - Inclusive já fiz um primeiro teste.
    - Teste? Quem você acordou?
    - Flavinha.
    - Flavinha não mora em apartamento?
    - Sim, no décimo andar.
    - E como é que você fez a serenata para a Flavinha.
    - Sabe o carro do Paulão?
    - Aquele que ele usa em competição de som, na categoria de maior potência sonora?
    - O próprio. Peguei emprestado.
    - Hum... Só por curiosidade, apenas a Flavinha que acordou?
    - Era a intenção, mas digamos que quase todas as varandas do prédio dela e dos 2 prédios vizinhos compareceram a serenata.
    - Pelo menos a Flavinha apareceu?
    - Claro.
    - Menos mal.
    - Mas ainda precisamos de alguns ajustes.
    - Não consigo imaginar quais.
    - No começo também tive dificuldade, mas as reações da Flavinha e das mulheres dos 2 prédios vizinhos revelaram que preciso aprimorar a serenata.
    - Devido ao enorme barulho?
    - Não, claro que não.
    - Tem certeza?
    - Absoluta. Na verdade quero tentar provocar reações diferentes na Flavinha.
    - Como assim?
    - Creio que a serenata não mexeu com ela como deveria.
    - Você diz com relação ao quê exatamente?
    - A música.
    - Só por curiosidade. Que música você cantou?
    - Vou cantar um trechinho para você.
    - Cante.

    "Eu vou te emprestar meu presto barba
    Pois quero te ver raspada
    Tira a palha da cabana
    E deixa o sol entrar

    Só quero raspadinha, meu bem
    Se você quiser eu raspo também"


    - Você cantou o “Hino de louvor à raspada”?
    - Claro.
    - E qual foi a reação delas?
    - Uma chuva de presto barba.
    - A gilete?
    - Até trouxe algumas que peguei no dia.
    - Onde estão?
    - Aqui nesta caixa.
    - Estão usadas?
    - Nenhuma.
    - Isso quer dizer que não se...
    - Exato, não se depilam.
    - Mulheres das cavernas.
    - E ainda dizem que vivemos nos tempos modernos.
    - Até a Flavinha?
    - Foi exatamente por esse motivo que escolhi a música, tentei ser sutil para que ela entendesse.
    - Sutil?
    - Mas creio que não fez efeito.
    - Nem imagino o porquê.
    - Nem eu.
    - E pretende insistir nesse “projeto”?
    - Claro, quero aprimorar a serenata?
    - Aprimorar?
    - Usando outras músicas, inclusive estou estudando algumas.
    - Acho que vou te ajudar.
    - Vai?
    - Sim, mas dá próxima vez iremos cantar uma música do Wando.
    - Wando?
    - Ele ficou famoso por que as mulheres jogavam, e ainda jogam, calcinhas para ele durante os shows.
    - Calcinhas?
    - Melhor do que presto barba, né?
    - Isso que dizer que ao invés de chover presto barba...
    - Vai chover calcinha.
    - Um brinde ao Wando.
    - Ao Wando.
    (Os dois brindam os copos americanos cheios de cerveja)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

     
  2. kika_FIL

    kika_FIL Usuário

    Boa... Agora se eu acordasse com uma serenata dessa chovia era faca no carro....
     
  3. Palazo

    Palazo Mafioso Literário

    Hahaha... que violência Kika!! Isso é apenas papo de homem no bar, de um jeitinho "caricaturado" =P
     

Compartilhar