1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

A seminudez castigada de ‘Carmina Burana

Tópico em 'Música' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 2 Jun 2014.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Regente e diretor artístico da Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte desde junho de 2012, o maestro Linus Lerner já viajou o mundo – dos Estados Unidos a China, do México a República Tcheca – e com mais de 20 anos de batuta e toda sua bagagem internacional nunca se viu diante de uma situação tão embaraçosa como a vivida às vésperas da montagem do espetáculo “Carmina Burana”, que será apresentado no Teatro Riachuelo nesta sexta-feira (30), reunindo os músicos da OSRN, 11 bailarinos da Companhia de Dança do Teatro Alberto Maranhão e grupos de canto coral do Estado, além de cantores do Recife, México e, possivelmente, uma soprano dos Estados Unidos.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Um dia antes do primeiro ensaio geral do espetáculo, realizado na tarde da última quarta-feira (28), Lerner foi obrigado por um promotor de Justiça a retirar o coro infantil da apresentação. O mais surpreendente é que a Promotoria foi acionada por um músico da própria OSRN. “Ele é evangélico e se recusou a tocar, dizendo que o espetáculo ‘era coisa do diabo’. Tudo por que tem seminudez em uma parte da apresentação do balé, como se isso não fosse arte. E ainda procurou um advogado e conseguiu tirar o coral infantil. O promotor disse que se tivesse criança aqui, fechava o show”, contou o maestro, com ar de perplexidade e indignação.

    A TRIBUNA DO NORTE acompanhou o primeiro ensaio geral de “Carmina Burana”, ainda sem figurinos. Durou pouco mais de duas horas e já não contou com o coro infantil, que viria de Goianinha, interior do Estado. Por conta de outros compromissos, alguns bailarinos também não puderam participar, mas o grupo completo (assim como todos os outros envolvidos) tem ensaiado separadamente e vai estar na apresentação.

    Dos participantes de fora, somente a soprano Christi Amonson (EUA), com problema de vista, não pôde estar presente. Caso a americana não tenha como vir, a cantora lírica e professora de canto Hilkélia Medeiros, que a substituiu no ensaio de quarta, será a solista. Um coral feminino fará as vozes do coro infantil.

    “É uma pena pelas crianças, que vinham ensaiando e estavam muito empolgadas com a apresentação”, disse Linus Lerner. Ele conversou com o VIVER assim que terminou o ensaio e fez questão de escancarar o problema criado pelo músico da OSRN.

    O maestro argumentou que não dá para misturar religião com arte.. “Carmina Burana é uma obra escrita por monges. Sim, é profana, fala de sexo, mas isso não é natural? Que eu saiba ninguém aqui nasceu in vitro. É uma hipocrisia muito grande!”, disse ele. Ainda vale ressaltar que a música é toda cantada em latim e seu “conteúdo erótico” só é mostrado, implicitamente, através de uma representação artística dos bailarinos.

    Ópera para o Papa
    Quando lembramos ao maestro que em 1991 a OSRN apresentou um trecho de “Carmina Burana” para o papa João Paulo II em sua visita a Natal, ele comentou: “E é claro que o papa sabia do que se tratava. Não tem nada demais. Agora, é uma pena que um músico de uma orquestra sinfônica, que trabalha com arte e é pago para tocar, misture as coisas desse jeito e faça essa confusão, atrapalhando um espetáculo tão grande e bonito, que vai ter a participação de três cantores do México e cinco de Recife mais 1 trompetista, além da solista americana – se ela puder vir. E todos eles vêm bancando suas passagens”, disse Lerner.

    SERVIÇO
    Espetáculo “Carmina Burana”, com a Orquestra Sinfônica do RN, Cia de Dança do TAM, Coral Canto do Povo, Coral Harmus e Grupo de Ópera Canto Dell'Arte
    Direção artística e regência: Maestro Linus Lerner
    Solistas: Soprano Christi Amonson (EUA) ou Hilkélia (BRA), Tenor Adriano Pinheiro (BRA), Barítono Wladimyr Carvalho (BRA)
    Dia: sexta-feira (30/05)
    Horário: 21h
    Local: Teatro Riachuelo
    Classificação: 18 anos
    Ingressos: R$100 (Balcão Nobre), R$120 (Frisa e Plateias) e R$160 (Camarotes)
    Informações: 4008 3700

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    __________________________________

    Eu achei um absurdo. Esse puritanismo besta e hipócrita. Dinheiro público investido e desperdiçado assim por causa de coisa nenhuma. Quem já ouviu Carmina Burana sabe que a parte do coro infantil é muito bonita. Imagino a decepção dessas crianças. Sou a favor de demitir esse músico, se não concorda com o funcionamento da Orquestra que saia.
     
    • Ótimo Ótimo x 2
    • Gostei! Gostei! x 2
  2. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Que vontade que eu teria se fosse esse maestro promoveu esse espetáculo de dar um kct no traíra da banda que aprontou essa. É muita hipocrisia mesmo.
     
  3. Éomer

    Éomer Well-Known Member

    Que merda de mundo.
     

Compartilhar