1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

A Questão Humana (François Emmanuel)

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por Meia Palavra, 24 Jul 2011.

  1. Meia Palavra

    Meia Palavra Usuário

    [align=justify]O liberalismo do presente já foi alvo de diversas narrativas literárias, em seus aspectos mais conflituosos. Sabemos que nesse mundo liberal distante estão os benefícios aclamados por outros tantos pensadores. Longe de ser um paraíso, as empresas lembram uma temerária oficina do mal, onde a paz, a generosidade e o altruísmo passam longe. E a literatura fez eco dessa ferida aberta e o livro do belga François Emmanuel, A questão humana (La question humaine, tradução de Marina Appenseller), publicado pela Estação Liberdade toma parte dessa corrente.

    A ação ocorre no norte da França, onde o narrador é um psicólogo da filial francesa de uma empresa alemã. Há anos trabalhando nos recursos humanos dessa multinacional, com a função de realizar seminários para os gestores e participar propriamente dito na seleção de pessoal. E que contribuiu para um plano de reestruturação que resultou no fim de uma linha de produção e 900 desempregos. Agora está encarregado de investigar aparentes sinas de demência do diretor-geral da filial por outro diretor, adjunto a matriz, que certamente é reflexo de uma guerra particular entre poderes empresariais.[/align]

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     

Compartilhar