1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

A Psicologia do Terrorismo

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Rilo Kiley, 10 Jul 2004.

  1. Rilo Kiley

    Rilo Kiley I'll Be Your Mirror...

    Os terroristas não são loucos nem paranóicos, afirma um especialista britânico.

    Andrew Silke, conselheiro da ONU e psicólogo forense da Universidade de Leicester, afirma que o terrorismo é um diagnóstico político e não psiquiátrico.

    Segundo ele, membros de grupos como a Al-Qaeda são motivados por acontecimentos violentos e pelo desejo de vingança.

    Silke revelou sua análise durante conferência anual do Royal College of Psychiatrists, na Grã-Bretanha. Ele e outros pesquisadores dos Estados Unidos e da Alemanha vêm estudando a psicologia do terrorismo.

    Ele afirmou que a análise das transcrições de processos jurídicos contra 180 membros da Al-Qaeda e entrevistas com outros integrantes da organização derrubam o mito de que os terroristas são insanos.

    Silke declarou: "A ampla visão de que os terroristas são jovens isolados e vulneráveis com personalidade paranóica é falsa".

    "Muitos psiquiatras e psicólogos já escreveram que os terroristas imaginam coisas e são psicopatas, mas as pessoas que dizem isso nunca estiveram cara a cara com um terrorista."

    "Psicólogos que já se encontraram pessoalmente com um terrorista não encontram provas disso. Vêem que eles são normais. Certamente eles não são loucos", disse o especialista.

    Todos os integrantes da Al-Qaeda envolvidos no estudo são originários da classe média ou alta. Dois terços deles foram à universidade, um em cada dez tem pós-graduação e sete em cada dez é casado e com filhos.

    Silke disse que a maioria dos terroristas parece ter suas motivações alimentadas pelo desejo de "punir" o Estado por ações violentas.

    Fonte:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. Eloredanna

    Eloredanna Usuário

    Nossa.. o que me espanta é q são pessoas estudadas e principalmente ELES NÃO PENSAM NOS FILHOS deles!??!
    Bem... mas dizem q qdo o cara e morto vira uma honra para a família né?! Tipo, nosso papai morreu em pról do nosso país, q honra!
    Vai da cultura de cada um... quem sou eu para julgar!?
     
  3. Níniel

    Níniel let's put a smile on that face

    Isso não tem a ver com cultura! Isso é falta de mentalidade! Nem todos os muçulmanos são terroristas... Aliás, se forem ao Alcorão... a base da sua fé é o Amor... a culpa é de alguns que se fazem de muito religiosos para fazer passar as suas convicções e persuadir os outros... :osigh:

    Terrorismo é crime, não é crença! :|
     
  4. O fato é que em todo lugar, sempre haverão distorções a despeito da religião de cada lugar do mundo, e essas distorções, sempre vão servir de base para pessoas que se julgam superiores a outras em algum aspecto para levarem-nas ao ponto de se acharem Deus (Alá, ou o Criador Supremo, Eru, não importa o nome), e se acharem no direito de tirar vidas, achando que isso vai punir ou melhorar alguma coisa no mundo....
    Pra mim esses caras que se julgam superiores, não são loucos, nem insanos, eles são maus mesmo....
    Toda religião tem como base o Amor e a fé, isso é Universal, e quem parte para o lado do mal, quem pratica o mal, achando que está fazendo a coisa certa, pode ter certeza que quando tiver que prestar contas, vai ver que fez tudo errado, perdeu a chance de evoluir o espírito e vai acabar se sentindo a mais miserável das criaturas....

    Coisa mais feia isso de matar gente inocente indiscriminadamente.... :disgusti:
     
  5. Primula

    Primula Moda, mediana, média...

    :roll:

    Olhem direito o post inicial... vocês ainda estão julgando eles como se fossem apenas loucos.

    Nós... não somos letrados? (se você está num fórum escrito eu suponho que sim :mrgreen:)

    Boa parte de vocês não é classe média, ou média-alta?

    Alguns não estão na faculdade, ou não pretendem ir para à faculdade?

    E volta e meia vocês não ficam putos com os EUA com suas políticas de fazer os outros países guerrearem para ficarem ricos com a guerra?

    Então o que nos diferencia dos "terroristas"?

    Simples: gente da Nicarágua, Colômbia, Ches etc., tem de lidar com o medo, a raiva de viver um mundo injusto que mata seus filhos. Que força você a ver seu pai morrer humilhado no meio da rua, executado por forças "autorizadas".

    Ah...! mas volta e meia somos igualzinho aos "terroristas".

    Tipo quando acontece um crime bárbaro, logo ficamos tão putos que saímos quebrando coisas e exigindo penas de morte.

    É o medo de que algo assim aconteça conosco. Ele nos faz querer sangue e não nos permite pensar. É a dor de perder alguém querido que nos faz querer o exército na Rocinha, mesmo que não adiante porra nenhuma já que o Exército não é polícia, não tem poder de polícia, e pior: não foi treinado para prender suspeitos. Só para atirar em inimigos.

    Mas racionalidade vai tudo pelo ralo quando uma emoção forte e dolorosa entra em cena. Seja essa emoção ódio, raiva, tristeza, dor...

    Tornamo-nos não muito diferentes de uma raposa que presa numa armadilha, rói a própria pata para fugir.

    E nessas é fácil cair na manha de gente inescrupulosa. Gente com raiva, não importa o diploma de Cambrigde, não pensa. É facilmente manipulável.

    Só que normalmente as pessoas boazinhas não querem manipular essas pessoas. Querem que elas enxerguem o perigo de deixar as emoções cegarem a racionalidade. Querem que elas pensem antes de agir.

    Mas uma pessoa com raiva quer soluções rápidas. Não quer ter paciência.

    Aí entram as "mãos erradas" que tomam posse dessas armas biológicas. Pois as pessoas que não querem o melhor para o mundo, mas apenas para si mesmas tem o discurso pronto para as pessoas revoltadinhas ficarem satisfeitas, e em troca se tornam as armas para as "mãos erradas" dominarem o mundo.

    É o mesmo aqui... quem tem paciência com político honesto que faz tudo com licitação e demora pra caramba para resolver os problemas, quando um Paulo Maluf faz "rapidinho" sem licitação nenhuma? E daí que ele fica mais um pouco rico no processo? Ele rouba mas faz... :roll:

    Isso tanto faz se é o cara da periferia ou o executivo de multi-nacional. Ambos querem soluções rápidas. Não querem esperar, e não se importam de que alguém esteja se aproveitando deles.

    A agulha no dedo é muito importante para eles. Não importa o cancer.

    É o imediatismo animal, decorrente das emoções fortes e "negativas". Mas só são negativas porque nós não temos controle delas, não usamos sua energia para nossos sonhos e planos. Somos escravos dessas "emoções negativas" e as pessoas espertas se aproveitam disso.

    Você e os terroristas... e os americanos idiotas... são iguais. Enquanto for manipulado facilmente assim será sempre igual aos que julga. Liberte-se!
     
  6. Ivan o Terrível

    Ivan o Terrível Usuário

    Em todo lugar semprew ira haver terroristas, mas eles tem nomes diferentes,mas nunca podemos falar que ninguem e louco, e tb peço desculpas p/ todos sobre o topico que eu abri, eu nao pensei antes de criar, a minha mae e pisicologa, e ninguem que vai no consultorio dela e louco e ainda tem pessoas que dizem que pisicologo e medico de louco, isso e mentira!!!
     
  7. Eloredanna

    Eloredanna Usuário

    É, vc tá certa...
    Esses alguns q se fazem de religiosos ainda viram líderes! Maravilhoso né!?
     
  8. Minduim

    Minduim Suburban Kid w/ Biblical Name

    Esses dias eu vi na TV imagens de um campo de treinamento de terroristas que treinava crianças na Palestina. Isso me deu raiva. Isso me fez pensar, durante alguns momentos, que Israel estava certo quando bombardeava cidades Palestinas com o intuito de matar terroristas. Mas eu percebi que Israel faz isso porque está movido pela raiva de ter seus cidadãos mortos em ataques terroristas (claro, também há os motivos políticos/econômicos). E que os terroristas são terroristas por ódio a Israel, que toma suas terras e mata seus irmãos.

    O que a Primula disse é verdade. Não devemos deixar a pressa por resultados que a raiva nos impõe nos dominar. Mas creio que falar é fácil. O difícil é tornar isso real. Difícil é não sair em busca de justiça com as próprias mãos quando se vê um ente querido assassinado. É uma situação em que os sentimentos afloram, e quando isso acontece é difícil manter a racionalidade. Quase impossível.
     
  9. Sarcasmo

    Sarcasmo Funfamento


    Esqueceu o fato que pela cultura deles, se sacrificar em nome do país é um ato divino, assim sendo, ele irá pro Nirvana ( céu) ou qualquer lugar que eles tenham. Um ato de fanatismo é mais de acordo pra classifica-los.

    Pensar nos filhos eles pensam, ensinam a cultura, entao, os filhos tem tendendia de virar um terrorista no futuro.
     

Compartilhar