1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

A Origem da Vida na Terra

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Sra. Pseudo, 30 Mar 2003.

  1. Sra. Pseudo

    Sra. Pseudo I'm a blueberry pie.

    A origem da vida na Terra e os fósseis de Marte

    Se for confirmada a existência de vida em Marte, no presente ou no passado, nossas idéias sobre a origem da vida na Terra e sobre a presença de vida no Universo sofrerão certamente um impacto muito grande, obrigando-nos a reformular vários conceitos a respeito. Vamos retomar, inicialmente, as duas principais hipóteses que tentam equacionar o problema da origem da vida, aqui na Terra.
    A evolução química

    Esta é a hipótese clássica, mais aceita hoje em dia. Ela propõe que, alguns bilhões de anos atrás, moléculas da atmosfera primitiva (metano, amônia, hidrogênio e água) se combinaram, utilizando a energia dos raios ultravioleta e das descargas elétricas de tempestades. Substâncias orgânicas simples, como aminoácidos, poderiam assim ter se formado e sofrido, mais tarde, polimerização (se juntando umas às outras, formando cadeias) sobre a crosta terrestre, originando moléculas semelhantes a proteínas. Essas proteínas e outros compostos podem, depois, ter sido arrastados aos mares primitivos. Na água, a combinação dessas moléculas no decorrer de milhões de anos teria resultado em agregados cada vez mais complexos. Depois de um tempo imensamente grande e de inúmeras reações, um desses agregados pode ter adquirido, de forma casual, a complexidade necessária para constituir um organismo muito simples, capaz de obter seu alimento e de se reproduzir.

    A maior dificuldade, nessa hipótese, é a de aceitar que uma evolução química gradual (e casual) das moléculas presentes nos mares tenha sido responsável pelo surgimento de uma estrutura tão complexa e específica como um organismo vivo, mesmo que primitivo. Os biólogos costumam rebater o argumento da seguinte forma: o aparecimento da vida dessa maneira é realmente um evento de muito baixa probabilidade; no entanto, em termos estatísticos, devido ao tempo muito longo disponível, o número de "tentativas" químicas foi praticamente infinito. Assim, o fenômeno da vida acabaria fatalmente por ocorrer, sendo apenas uma questão de se esperar o suficiente. O princípio seria o mesmo daquilo que ocorre quando se tenta sortear a única bola vermelha de um saco com um milhão de bolas, todas as demais pretas: se o número de tentativas for suficientemente grande, acabaremos conseguindo sortear a bola que nos interessa.


    A origem extraterrestre

    Essa proposta antiga, também chamada de panspermia, é menos aceita hoje. Os dados da NASA sobre o meteorito ALH 84001, evidentemente, fazem com que ela volte a ser pelo menos reexaminada. A hipótese propõe que a vida se originou fora da Terra e chegou ao nosso planeta sob a forma de esporos, trazidos por meteoritos vindos do espaço. Em outras palavras, a vida teria sido "semeada" sobre a Terra. Encontrando condições favoráveis, os esporos poderiam ter evoluído gradativamente, originando a vida como a conhecemos hoje.

    Essas idéias têm dois problemas básicos. Um forte argumento contrário relaciona-se ao fato de que meteoritos que entrem em contato com nossa atmosfera se aquecem intensamente, devido ao atrito com o ar. As elevadas temperaturas destruiriam qualquer ser vivo existente neles. Por outro lado, a hipótese da origem extraterrestre não se propõe a discutir como a vida teria surgido, fora da Terra, e relega o problema para outra parte do Universo.

    No entanto, de alguns anos para cá, verificou-se que muitos pedaços de rocha que chegam do espaço contêm substâncias orgânicas, como aminoácidos (componentes das proteínas) e nucleotídeos, as unidades do DNA e do RNA. Demonstrou-se ainda que existem moléculas orgânicas em quantidade respeitável nas caudas dos cometas. Isso prova que a formação de substâncias orgânicas no Universo é mais freqüente do que se imagina. Sir Fred Hoyle, um famoso astrônomo inglês, criticado por suas teorias excêntricas, vai mais longe ainda: ele acha que até organismos vivos muito simples, como os vírus, poderiam ter vindo de fora, iniciando o processo todo. No seu livro O Universo Inteligente, Hoyle chega a citar observações feitas ao microscópio no final da década de 1970 de minúsculas estruturas encontradas no interior de meteoritos. Alguns cientistas as interpretaram como fósseis de bactérias; essa interpretação, porém, foi rejeitada pela maioria dos cientistas na época.


    Fósseis marcianos: o que mudariam nessa discussão?

    Vamos imaginar que a Ciência tenha condições, daqui a alguns anos, de provar que as estruturas descobertas pela NASA no meteorito ALH 84001 sejam mesmo fósseis de microrganismos, demonstrando assim que a vida em Marte chegou a existir em alguma época. Certamente, nossos conceitos sobre a origem da vida no nosso planeta e no Universo sofreriam algumas mudanças radicais. Haveria, neste caso, duas possíveis explicações para a presença de vida na Terra e em Marte. Uma delas seria a de ter havido uma "contaminação" de ambos os planetas por meteoritos vindos do espaço. Assim, a vida teria sido "semeada" tanto na Terra quanto em Marte e teria tido uma origem comum para os dois planetas. A análise dos fósseis marcianos, neste caso, seria fundamental: somente ela poderia confirmar ou excluir a idéia de origem comum, em função de suas semelhanças e diferenças com os fósseis de bactérias terrestres.

    Uma segunda possibilidade, muito perturbadora, e que também depende da comparação de registros fósseis: a vida realmente apareceu em Marte, porém de forma totalmente independente em relação à Terra. Ou seja, dois planetas de nosso sistema solar (no nosso próprio quintal, portanto!) teriam tido condições, de forma isolada, de permitir e abrigar a evolução do milagre chamado vida. Repare nas repercussões de uma descoberta deste tipo. Primeiro, ficariam mais do que confirmadas as idéias de que as substâncias químicas típicas da vida são, realmente, muito freqüentes no Universo. Segundo, o conceito de que é necessário um "milagre estatístico" para que a vida apareça em algum lugar deixa de ser tão categórico. Acabaríamos forçados a admitir que o surgimento de vida é um fenômeno menos "impossível" do que se imagina. A conclusão inevitável, neste caso, é que este evento deve ter ocorrido de forma muito freqüente e que, portanto, quase certamente, a vida deve estar espalhada em vários lugares do Universo, bastando para isso ter havido as condições adequadas. É possível que com as novas missões a Marte, nos próximos anos, mais informações nos permitam enxergar um pouco mais claramente


    E ai? QUal das hipóteses é mais plausível? E se a hipótese da Origem Extra-Terrestre fosse comprovada? O q mudaria na ciencia e nas nossas vidas?
     
  2. Waters

    Waters Usuário

    primeiro acho que se isso fosse verdade e quando fosse admitido pela comunidade científica o homen já estaria em um estado de plena consciência da vida extraterrestre e a revelação só iria ser uma confirmação de uma forte suspeita.

    Mas isso fosse revelado hoje o mundo iria virar de ponta a cabeça, primeiro a teoria evolucionista como é conhecida hoje iria cair por terra, já que seria desconhecida a origem de alguns trncos evolutivos. Segundo, as religiões iriam comprar uma briga sem precedentes com a ciência, ia ser um embate definitivo e arrasador e as pessoas iriam entrar em um paradigma dramático sem saber no que acreditar. A vida extraterrestre seria um realidade incontestável, pelo menos entre as pessoas que levassem essa revelção em conta.

    Aliás creio que muitas e muitas pessoas (pricipalmente religiosos fundamentalistas pragmáticos) não iriam aceitar essa afirmação científica, por mais que fosse irrefutável sua prova.
     
  3. TT1

    TT1 Dilbert

    Não, a teoria evolutiva não iria de ponta a cabeça. Ela apenas mudaria, já que a especulação é de que ela teria começado na água da Terra. Mudaria apenas a origem dos microorganismos primários que deram origem às cadeias evolutivas.

    Nada mudaria. A Igreja sempre contestou a versão científica. Ninguém em sã conciência deixaria de acreditar em Deus apenas porq a origem da vida foi dada em outro planeta. E a Igreja nunca pararia de acreditar em suas crenças apenas porq mais uma descoberta científica foi feita. O clone de animais está aí e o clone humano está cada vez mais possível. Isso não anula a teoria criacionista.

    Claro que não. Os organismos, os que caíram na Terra pelo menos, necessitam de condições que os permitam evoluir e sobreviver. Em Marte não há tais condições que permitiriam esta evolução.
     
  4. Waters

    Waters Usuário

    Vixe Transcendet One, vc não interpretou nada direito do que eu escrevi:

    Eu não disse a que a teoria evolutiva iria vira de ponta-a-cabeça disse que uma série de modificações conjuntas fariam isso. E se caíram microorganismos primários na terra nada impede que tenham caído depois da origem da vida na própria terra, gerando novos tronco evolutivos.

    Iria virar as religiões sim, pois a maioria ABSOLUTA delas afirma que Deus criou exclusivamente o homen como ser inteligente e que este mundo que nós conhecemos é o único capaz de criar condições de vidas. E eu não disse que não existiu embates antes entre ciência e religião, pois isso está na cara né? Apenas disse que esse exclusivamente seria sem precedentes. E a Igreja ctólica já mudou as suas crenças em favor da ciência sim, quando anteriormente afirmava que a Terra era o centro do universo e depois mudou de opinião devido às provas científicas, não é toda a vez que ela faz isso; mas faz.

    Não exite HOJE. Mas quem garante que não existiu antes, quando é sabido que Marte tem oceanos secos? E os outros planetas?
     
  5. Waters

    Waters Usuário

    Ah esqueci mais uma:

    O que tem a ver ? Os clones aqui na terra foram criados e desenvolvidos por tecnologia humana, então logicamente não tem a ver com o debate entre religião e ciência em relação ao SURGIMENTO de vida na terra.
     
  6. Melkor- o inimigo da luz

    Melkor- o inimigo da luz Senhor de todas as coisas

    Não existem condições para que? Para vida em Marte? Pra mim tanto existiram condições quanto ainda existem, porque você não pode pegar como padrão para condições ideais de vida os padrões que temos na Terra.
    Os seres vivos evoluem e se adaptam de acordo com o ambiente onde vivem, isso é mais do que conhecido. A "vida" (seja lá o que seja isto) não precisa de oxigênio, água e comida como na terra; organismos podem se adaptar de acordo com as temperaturas e condições de vida mais bizarras. Bactérias podem ter se desenvolvido em um ambiente pitoresco como Marte tal como na Terra, e podem por exemplo terem vindo em um meteorito e se adaptado com as condições que acharam na Terra.
    Nós temos geralmente em mente seres com braços, pernas, olhos e orelhas quando pensamos em seres extraterrestres evoluídos, mas será que se eles não respirassem nem ouvissem como nós eles teriam nariz ou orelhas? Porque não podem ter 200 pernas cada uma com um olho se para eles for vantajoso?
    Bom, o que eu quis dizer é que pra mim não existem "condições ideais", a vida pra mim se desenvolve onde tiver que se desenvolver, desde que "haja" vida... Ok, tudo isso não faz sentido, né? Também acho....hehehehe

    Seguinte: Essa é minha opinião, eu não entendo de nada disso nem acho que um dia vou entender porque vou me formar em História (assim espero), mas é o que eu penso. ^^
     
  7. TT1

    TT1 Dilbert

    Eu acho que vcs deveriam tentar ler o post da pessoa antes de citar :

    Não adianta querer especular. O único planeta que podemos tomar como padrão é por acaso o único planeta comprovadamente com vida : a Terra.
     
  8. Melkor- o inimigo da luz

    Melkor- o inimigo da luz Senhor de todas as coisas

    Hey, não precisa de tanta agressividade, estamos aqui para conversarmos de modo civilizado e trocarmos opiniões, não é?
    A parte que você "salientou" com uma letra grande e diz "os que caíram na Terra pelo menos" não muda nada meu post. Porque os organismos que caíram na Terra precisam de condições específicas? Porque não podem ter se adaptado a Terra?
    Desculpe se estou sendo ignorante, mas simplesmente não entendo.
     
  9. Waters

    Waters Usuário

    Realmente não devemos especular ao vento, mas tb não devemos afirmar com absoluta certeza do que nós ainda não temos pleno conhecimento. O universo é muito mais complexo e imenso do que imaginamos e não podemos dizer que a Terra é o único lugar onde há vida, simplesmente porque não temos mecanismos que justifiquem isso.
     
  10. #_Slash_#

    #_Slash_# Philip Marlowe Follower

    E por que nunca fomos as outras galáxias .. e se os outros possiveis abitantes das outras galaxias existirem .. eles tbm devem pensar q saum os únicos . !!! :eek:
     
  11. Melkor- o inimigo da luz

    Melkor- o inimigo da luz Senhor de todas as coisas

    Se vocês querem saber, eu sou de opinião de que o universo (considerando que seja um único, o que duvido) é infinito... Não tenho teorias nem provas, mas é o que realmente penso. Como no livro do Isaac Asimov, O Despertar dos Deuses, eu acredito que existam infinitos universos e infinitas forças, de modo com que você pode "criar" um universo, imaginar qualquer que sejam as forças que atuem nele, porque ele vai existir... Bom, é maluco e não tem sentido, mas eu penso assim porque é a teoria que mais me atrai...
    Voltando para a origem da vida, eu acho que não seja algo comum, na verdade, acho que a vida surgiu em algum lugar e após isso se espalhou pelo menos em nossa galaxia, sei lá... Isso tudo é muito complicado e acho que nunca saberemos a verdade... Por isso tudo isso é tão incrível e misterioso, e por consequencia é também mto atraente. (pra mim, pelo menos)
     
  12. Sra. Pseudo

    Sra. Pseudo I'm a blueberry pie.

    Vcs falaram de condições que permitam o desenvolvimento da vida em Marte etc ... Mas vcs tão considerando apenas a superfície. E qt ao centro do planeta?

    E alguem ai disse que a "vida" n precisa de oxigenio. Eu n entendi essa afirmação. Que eu saiba, pro surgimento de matéria organica é nescessario que haja uma reação entre as moléculas e pra isso precisa-se de oxigênio. OU NÃO????? :o?: :o?: :o?: :o?:
     
  13. Eru- o Ilúvatar

    Eru- o Ilúvatar Usuário

    Gente, estamos tomando por certos os parâmetros que conhecemos para que a vida se dê para com organismos que nos são conhecidos. Não se esqueçam que organismos anaeróbicos são apenas um exemplo de como é possível a vida em condições peculiares. Quem nos garante que não há organismos vivos pelo universo afora que independam de qualquer das coisas que nos são vitais? :roll:

    Nós conhecemos apenas uma pedrinha no sopé de uma grande montanha... ainda há muito o que descobrir, eu acho.
     
  14. Melkor- o inimigo da luz

    Melkor- o inimigo da luz Senhor de todas as coisas

    Anoriel, como o Eru Iluvatar disse, não podemos pegar como padrão a forma de vida que conhecemos na Terra... Não acredito que a vida precise de oxigênio, se as moléculas que conhecemos precisam de oxigênio não sei te dizer, mas mesmo assim não conhecemos todas moléculas e todas reações desse troço enorme que é o Universo...
     
  15. BaTaTa2003

    BaTaTa2003 Usuário

    E se em algum lugar do Universo existisse, por exemplo, vou dar um nome bem básico: uma Terra2, ou seja um planeta igual ao que nos chamamos de Terra? e se neste planeta existir vida? Ah, e sou contra o que The Transcendent One falou:
    "Não adianta querer especular. O único planeta que podemos tomar como padrão é por acaso o único planeta comprovadamente com vida : a Terra." Esse é o problema... Comprovadamente com vida só temos a terra, porém com muitas chances de se ter vida temos Marte por exemplo... Um planeta que COMPROVADAMENTE possuia agua em sua superficie... Digamos que somos como o filme missão: Marte nos mostra: A pré evolução de um ser evoluído... Como o mundo científico iria se comportar se fizesse uma descoberta assim???
     
  16. Melkor- o inimigo da luz

    Melkor- o inimigo da luz Senhor de todas as coisas

    Na lua também tem, ou tinha, água... Pelo menos era o que se acreditava quando eu me informava sobre isso...hehehehehe
    Vida como a nossa já seria possível em um passado distante nesses lugares, especulando bastante, que diria de vida que não precisa de água ou oxigênio?
     
  17. Stein

    Stein Usuário

    Você tem bactérias fazendo quimiossíntese em profundezas abissais em crateras vulcânicas submarinas... O que nós é considerado "padrão" realmente não se aplica a todas as formas de vida.

    Posso dizer com convicção que a vida necessita de água para compreender as reações químicas de um organismo, mas quem sabe o que pode ser encontrado...

    Orgânico é sinônimo de cadeias de carbono...

    Sobre a hipótese de vida fora da terra, citando a Equação de Drake, que faz uma estimativa de quantos mundos carregando vida inteligente possam existir em nossa galáxia, ainda posso citar uma das frases do próprio Carl Sagan ( ou quase ):

    "O universo é mais vasto do que você possa imaginar. Se só existisse a vida nesse planeta, não seria um desperdício de espaço?"

    Matéria orgânica é ABUNDANTE no espaço sideral. E o experimento de Miller comprova que a vida pode ser gerada à partir de compostos inorgânicos.
     
  18. Eru- o Ilúvatar

    Eru- o Ilúvatar Usuário

    Touchet. Acho que isso conclui com argumentos o que eu quis dizer.
     
  19. Sra. Pseudo

    Sra. Pseudo I'm a blueberry pie.

    Desculpa. Erro meu. (Eu tava durmindo nessa parte da aula :mrgreen: ) N verdade o surgimento da vida n nescessita de oxigênio já que não havia oxigênio na Atmosfera primitiva da Terra.
     
  20. Stein

    Stein Usuário

    O oxigênio começou a ser liberado na Terra primitiva com as algas cianofícias. ( Processo bem rápido, durou 2 milhões de anos IIRC )
     

Compartilhar