1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

A ÓRBITA DA INSANIDADE

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por jessebarbosa182727, 10 Ago 2009.

  1. ELA, QUANDO NÃO SEMEIA JARDINS DE FENECIMENTO,
    MUTILA, CARCOME E SOÇOBRA
    A CAPACIDADE DE SONHAR:
    SER O ETÉREO VENTO
    QUE TRILHA, INCANÇAVELMENTE,
    A ALAMEDA DO SERENO SOL DA AURORA,
    DA VIDA RECRUDESCENDO.


    ELA
    ERIGE VÓRTICES, VAGAS, VAGALHÕES
    PARA QUEBRANTAR E DEBILITAR
    A INÉRCIA DOS MOVIMENTOS IMPÁVIDOS:
    TRANSFORMA-A EM FISSÕES, VIDROS,
    NAUFRÁGIOS, ANDRAJOS, BALA
    QUE CONDUZ A ALEGRIA
    AO SEPULCRO DA CONCÓRDIA, DA RAZÃO E DA EMOÇÃO:
    AVENIDAS QUE PAVIMENTAM
    O CÓSMICO MOSTRUÁRIO MORTUÁRIO
    DA RAQUÍTICA SEQUIDÃO!


    ELA DERRAMA ORVALHOS DE DUREZA
    SOBRE A VIDA DAS PESSOAS:
    A SENSIBILIDADE É VITIMADA PELA LEPRA,
    TRANSMUDANDO SUAS ALMAS
    EM INERTES MATÉRIAS.


    ELA, AFINAL,
    TRIUNFA E SUA SOBERBA
    SE TORNA PLENA, UNA, ONIPOTENTE TEMPLO DE VILEZAS!


    ENTÃO O SOL DO ALTRUÍSMO
    SE FAZ PLENILÚNIO DO VÁCUO,
    E DAS PESSOAS SÓ SOBRA
    O IMPÉRIO DE DESTROÇOS, TRISTEZAS, ÓDIO RETESADO!


    AH, AFINAL,
    A RIQUEZA DO TECIDO DA VIDA
    CEDE Á RAREFAÇÃO:
    O TORNADO QUE ROÇAGAVA
    OS POROS DA PELE COMO BRISA;
    AGORA É DENSA SECURA, INCLEMENTE ARDÊNCIA,
    A OSTENTAÇÃO DA MALÉVOLA LOUCURA,
    A GRADAÇÃO DO VÉRVICO SERTÃO
    QUE EMITE FOGO DA BOCA, DAS VÍSCERAS,
    DO VENTRE, DAS VEIAS, DAS VENTAS!



    JESSÉ BARBOSA DE OLIVEIRA
     

Compartilhar