• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

"A Odisséia" (Homero)

O Carlos Alberto Nunes também usa palavras diferentes para manter o ritmo... mas o troféu joinha fica por conta do Odorico Mendes (acho que é esse o nome da figura). Ele *criava* palavras para encaixar os versos no esquema, por exemplo... para o Nunes ele fala "Aurora dos dedos rosas", para o Mendes "Aurora rosidáctila". Fala sério :eek:
 
Gente, vou pegar carona:
Nao sou muito conhecedor (na verdade nada :( ) de Homero, mas estou ficando interessado, mesmo pq qnd li o titulo lembrei de um comentario q alguem fez pra mim um dia, sobre um filme q eh baseado na Odisseia de Homero. Q filme eh este mesmo?
E pelo q li na primeira pagina do topico, existe uma adaptacao tb. O nome eh o mesmo? Dahnnn :roll: :roll: :roll: :roll:
sei la... vai q mudao o nome. Nao me lembro de ver um titulo de um filme assim na locadora nao... :D
[[[[[[[]]]]]]]'s
 
Bom, essa é a letra da principal música do cd homônimo, o último do Symphony X.

Se alguma boa alma quiser traduzir, eu serei imensamente grato! :grinlove:

Pelo que eu pude entender, está bem fiel, não? E algumas passagens meio subjetivas muito bem elaboradas também...

A duração da música: 24:10! 8O
Para quem não conhece, eu recomendo! :wink:

8. The Odyssey

[Part I Odysseus' Theme / Overture]
[music / orchestration - Romeo]

[instrumental]

[Part II - Journey to Ithaca]
[music - Romeo]
[lyrics - Allen, Romeo]

To the one that I love, my journey has begun
When our eyes meet once more there will me peace
The taste of your lips the warmth of your touch
again, forever, two souls as one

Seems like forever that my eyes have been denied
Home - I'm dreaming of home
I've been twenty years away from all I ever knew
to return would make my dreams come true

Seasons of sorrow have stolen all my years
I miss the rolling hills of Ithaca
I've been through battles and cried a sea of tears
but the tide is changing, and with it all my fears

Seems like forever that my eyes have been denied
Home - I'm dreaming of home
I've been twenty years away from all I ever knew
to return would make my dreams come true

Behold the sea and winds of Jove
We set sail guided by the stars above
The ports of Troy escape our view
a cold and stormy fate awaits our rendezvous

Onward we ride, into the raging fury
Setting our course by the moon and sun
We forge ahead seeking glory
Yet the journey has just begun

Onward we ride - nine days we brave her might
we are coming home...

[Part III - The Eye]
[music- Romeo]
[lyrics - Romeo]

Awakened at dawn - Land dead ahead
with the winds of the morning we change course
no remorse, a place forbidden to all

Search all the grounds - find food and water
Yet journey not into the Cave of Woe
long ago, a legend spoke of a beast

A thousand riches hidden deep within the stone
A thousand nightmares mortal's blood forever flows

A mountainous black - engulfed in a shadow
a bone-chilling growl and an Eye of Hate
a ghastly fate - held prisoner by the Eye

Yet he must sleep - as the daylight fades
we focus our senses and sharpen our blade
we take aim - In silence we strike

A thousand riches hidden deep within the stone
A thousand nightmares - blood runs forever - from the Eye...

[Part IV - Circe (Daughter of the Sun)]
[music - Romeo]
[Lyrics - Romeo]

We sit adrift on the open sea
The gift of wind, by Zeus, concealed - so carelessly
We break the waves on a course untrue
across the endless plain of blue - a new coast in view

We carouse with the maiden
beneath her eyes the madness lies
...in mystery

I drink deep from the chalice
of gold and jade - my senses fade
...I'm mesmerized

Stay - like those before
I condemn you all - from walk to crawl
...metamorphasized

No - my will it defies her
speak the verse - lift the curse
...she's mesmerized

Am I asleep?
Tell me Daughter of the Sun
There's vengeance in the air and all things will be undone

[Part V - Sirens]
[music - Romeo]
[lyrics - Romeo]

Dire warnings -
told by the sorceress in white
'false bringers of love' - Sirens
echoing songs from above

Wings flowing -
floating on Sea of Lies
I defy their vision
Elysium swallows my cries

Embracing -
maidens of lust stimulate
and manipulate my senses
I welcome a watery grave

Tied steadfast to the mast
tragedy awaits me
I'm falling victim
betrayed by the sea

[Part VI - Scylla and Charybdis]

[a) Gulf of Doom]
[b) Drifting Home]
[music / orchestration - Romeo]

[instrumental]

[Part VII - The Fate of the Suitors / Champion of Ithaca]
[music - Romeo]
[lyrics - Lepond, Romeo]

So this is home...
In the guise of a beggar - Minerva guides my way
I find my kingdom in jeopardy

Vengeance - it swells within me
As I spy so many who eye my Queen
I'll make them pay for this blasphemy... All will see

Triumphant - Champion of Ithaca
I will right all the wrongs
Let the Gods sing my song
Triumphant - Champion of Ithaca
Let a new life begin
my journey has come to and end

A contest of valor
'to pierce the twelve rings
in a single arrow's flight'
Yet, not a one can string the bow

My veil of silence lifted
All is revealed
revenge burns in my heart
thrashing and slashing down all my foes...to claim the throne

Triumphant - Champion of Ithaca
I will right all the wrongs
Let the Gods sing my song
Triumphant - Champion of Ithaca
Let a new life begin
this is the end of my Odyssey

Seems like forever that my eyes have been denied
Home - I'm finally home
It's been twenty years away from all I ever knew
I have returned to make my dream come true
 
Já li esse livro e gostei muito... só que achei que o livro que eu li pequeno... 86 páginas... é da editora scipione.. série reencontro...
 
Estou lendo e estou gostando muito. Comprei da editora Martin Claret, com tradução Manoel Odorico Mendes.
 
Muito bom. Após algum tempo de leitura, concluí a Odisséia.
Li-la em versos (tradução do Odorico Mendes, Martin Claret) e, ao mesmo tempo, em prosa (perdoem-me, mas me esqueci o nome do tradutor... foi de uma coleção das bancas Obras-Primas, da Nova Cultural). A julgar pelo que o pessoal daqui já andou comentando (e o meu professor da faculdade também), essa coleção da Martin Claret não é muito boa não, e se eu já soubesse disso antes de comprá-la, certamente não a teria comprado.
Ler acompanhado da versão em prosa foi bem legal, pois dava pra entender melhor, e até mesmo comparar as duas versões (havia também diferenças entre elas), sem perder contato com a obra no seu formato original.
Comentários sobre o livro? Pois bem..
Eu achei muito interessante ter contato com uma obra tão antiga. Há passagens meio enfadonhas? Sim. Trechos que, para nossos padrões, são 'desnecessários'? Também. Mas acho que o interessante é justamente lidar com essas diferenças, pensar q, caracas, o rapaz escreveu tudo aquilo há dois mil e setecentos anos e ainda há no livro uma miríade de elementos interessantes. Do conceito de herói ao de boa esposa; da vontade de voltar para a casa, que, por mais pedregosa que seja, é o lar, e como ele ñ há; orgulho, cobiça, com valores de época, mas menos distantes de nós do q 2.700 anos nos fazem crer.
Matrimônio idealizado, governantes honestos, tal qual gostaríamos q fossem hj em dia. Coragem, ousadia, sagacidade, fidelidade... convenhamos, se Homero tivesse tratado de temas estranhos a nós, certamente não representaria o q é.
Atena olhicerúlea, ou glaucópide, ou Tritônia, está lá, ao lado do nosso herói. Também o querem a seu lado Calipso e Circe e a filha do rei Feáce. E, sem querer, acabamos vibrando com Ulisses (ou Odisseu) cada vez q ele demonstra sua superioridade; ouvindo atentos a suas 'palavras aladas' e quase chorando quando ele revê Argos.
Enquanto, durante todo o dia, Odisseu 'molhava com lágrimas as belas túnicas com q Calipso o vestia', Penélope, durante as noites, ao leito, chorava o marido q partira. Isso porque eles ficaram menos de um ano juntos antes de ficarem 20 anos separados. Lamentando, somente, a ausência do outro, e não se arrependendo da escolha q fizeram.
Olha q legal uma nota q tem na versão em prosa, logo após o assassínio dos pretendentes: 'A idéia de q o ressentimento não deve sobreviver ao assassínio eleva Ulisses acima dos heróis da Ilíada, que insultam o inimigo, depois de morto', isso por ele ter falado para sua ama q "É uma impiedade soltar gritos de triunfo pelos mortos".

Bom, cabem aqui algumas dúvidas: é citado Hélio, "que dá luz aos mortais". Muito bom, mas e Apolo, aonde entra?
Alguém sabe alguma coisa sobre "Lesbos de sólidas muralhas"?
O q aconteceu com os Titãs q foram substituídos, como Hipérion (Hélio, certo?) e Oceano? Foram trancafiados no Érebo?
Hóstias eram 'as vítimas oferecidas em sacrifício'. Algum paralelo com o cristianismo? [em relação a origem da palavra]
 
Eu postei isso em um tópico, mas ninguém respondeu, então estou postando aqui também :roll: ...

Estava à procura dos livros "Odisséia" e "Ilíada", porém encontro várias versões da história, são muitos, muitos livros com o mesmo título (procurem no Cadê Livros para verem isso). Qual é o mais recomendado?
 
Hum, esse livro é meio arcaico e é em poema. Sei que me expressei mal, mais vocês poderiam me passar um livro que a história é contada em prosa, de forma semelhante ao d’O Senhor dos Anéis?
Agradeço desde já.
 
Não vá atrás de versões em prosa da Ilíada e da Odisséia, por mais "difíceis" que tu ache as versões poéticas. :|

Faça um favor a ti mesmo e pelo menos tente ler na forma de poema. Contribuirá muito mais para o enriquecimento da tua cultura - e da tua própria vida, acredite. :wink:
 

Valinor 2023

Total arrecadado
R$2.404,79
Termina em:
Back
Topo