1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

A nova fonte de energia

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Thor_theOld, 12 Abr 2007.

  1. Thor_theOld

    Thor_theOld Banned

    O petróleo está se esgotando rapidamente... Cientistas do mundo todo já começam a pensar em uma nova fonte de energia que possa substituí-lo em um futuro bem próximo, e as empresas petrolíferas também... A energia é um recurso crucial para o desenvolvimento industrial e científico de qualquer nação. Foi assim desde a éra do vapor, (quando o principal recurso energético éra o carvão), depois veio o petróleo, a eletricidade, energia nuclear, etc... Na opinião de vocês, qual será a fonte energética do futuro, que fará alguns sortudos tornarem-se milionários quando passarem a comercializá-la e industrializá-la, assim como ocorreu com os primeiros barões do petróleo no Texas, etc... Comentem a vontade... :think:
     
  2. Úvatar

    Úvatar Meow? Miau! Usuário Premium

    Etanol de cana, milho e biodiesel de colza, mamona.
     
  3. Shazan

    Shazan siscapuliu

    Nao havera substituto e entraremos em colapso ate a completa extincao
     
  4. Pelo menos o planeta ficará a salvo.
     
  5. Vikingaälva

    Vikingaälva Samson came to my bed

    Alcool e Óleo.

    O que me intriga é se o Brasil começará a investir com o dinheiro ganho do Alcool para melhorar a situação social do país, ou vai continuar investindo demais na economia.
     
  6. Décimo

    Décimo The Swanson Code

    O futuro da Humanidade a nível energético assenta nas fontes de energias renováveis, e principalmente, na energia nuclear. O que me preocupa é quanto tempo mais levaremos até isso ser devidamente implementado. Temo que continuemos a usar o petróleo até à última gota, sofrendo dos seus altos preços até a situação económica da população da maior parte dos países ser muito difícil. Nessa altura veríamos também os Estados Unidos, com as suas reservas armazenadas a partir da compra e da guerra, salvando o mundo da sua sede e saindo como os grandes heróis e beneficiários. Meu Deus...
     
  7. Tisf

    Tisf Delivery Boy

    Eu não entendi o que você quis dizer!
     
  8. Primula

    Primula Moda, mediana, média...

    É realmente necessário uma ÚNICA fonte de energia? Não seria mais interessante - por conta do momento - arriscar em diversificar?

    Tanto por motivos ecológicos, quanto para evitar formação de carteis, forçar competitividade, etc..

    Por exemplo, não seria legal ter somente energia eólica (cataventos), porque quem morar por perto vai se f..., também não é interessante termos desertos imensos de cana-de-açúcar ou de soja para gerar alcool ou óleo ou biodiesel. A questão do Lula em des-demonizar os usineiros tem um lado que é realista e outra não (afinal, não faz sentido termos cortadores de cana em condições subhumanas, mas ao mesmo tempo mecanizar significa o fim de milhares de sub-empregos)

    De qualquer forma, seria bom termos competitividade por um tempo, e não uma fonte dominante de energia. Afinal, o Sol sempre foi dominante mas nunca deixou de iluminar ninguém :P
     
  9. Elminster

    Elminster Usuário

    Vamos esperar os EUA nos explorar como uma...

    Aí quero ver onde estará a nacionalidade brasileira :think:
     
  10. axo k chegará a uma altura que teremos que recorrer as fontes de energias secundárias, por exemplo a da força das aguas, do vento e solar. Estas nunca acabam e não fazem mal algum ao ambiente =)
     
  11. Úvatar

    Úvatar Meow? Miau! Usuário Premium

    A energia nuclear pode ser uma alternativa às usinas termelétricas, só que tem os dejetos, que é um dos problemas da implantação.
    Atualmente, as nações que utilizam tal tecnologia dão conta de descartar o lixo radioativo, mas é uma dor de cabeça a mais, já que continuam sendo responsáveis por algo que vai durar décadas e décadas.

    O Brasil não vai precisar disso, temos um potencial hidrelétrico absurdo.
    Só não temos mais usinas porque o Ibama é chato.

    Oh yes! :D

    Realmente, Primula.
    Só que o movimento para implantação dos biocombustíveis já está bem adiantado.

    Os EUA estão destinando uma quantidade considerável de lavouras de milho exclusivamente para a produção de etanol. No Brasil, pecuaristas estão transformando seus pastos em gigantes canaviais.
    Como consequencia, os produtores do sudeste e centro-sul estão migrando seus rebanhos aqui para o norte, aumentando o desflorestamento.

    Pelo menos aqui no Brasil, não tem jeito. A Embrapa e Petrobrás pesquisando forte, o BB dando incentivos e com projetos pró-biocombustível, produtores plantando um monte para a produção sem subsídios do governo.

    Por conta dessa bolha, apoiada pela produção acelerada de etanol dos EUA, mais os vários projetos na Europa, o mundo só quer saber de implantar esse método.
     
    Última edição: 13 Abr 2007
  12. Thor_theOld

    Thor_theOld Banned

    Tudo isto é muito interessante. Particularmente penso que o etanol como combustível, e as usinas nucleares e hidrelétricas como geradores de energia, sejam majoritários muito em breve, e a energia solar e eólica, bem, acho que continuará em pequena escala... Mas além disto existe um certo tipo mineral nos subterrâneos do solo lunar, que é rico em Hélio-13, que poderá ser usado para a obtenção de energia do mesmo nível da nuclear, mas com a vantagem de não deixar resíduos tóxicos, etc... No entanto, como já afirmei, etanol é um forte candidato a combustível, e isto só já é uma mudança expressiva em grande parte do setor industrial, e que afeta o cotidiano de forma mais nítida no dia-a-dia do cidadão comum, do que a energia "pesada", que no entanto é o alimento das indústrias... Donos de usinas de cana poderão se tornar como "barões do petróleo"... As perspectivas são imensas...
     
  13. Nénar

    Nénar Usuário


    Bem por aí. Levando em conta também que plástico e mais um monte de coisa também é derivado de petróleo e também será necessário arrumar alternativas.

    Como disse a Prímula, o melhor é diversificar. De qualquer jeito, por mais que campos enormes de cana de açucar e lagoas de hidroelétricas não sejam uma maravilha para o meio ambiente, é melhor que a poluição gerada pelo uso de petróleo. Não que outros combustíveis não sejam emissores de dióxido e monóxido de carbono. Mas pelo menos, no caso de combustíveis vindos de plantas, o ciclo se fecha e o carbono é novamente fixado nos vegetais.

    Meu medo é só que a mudança venha tarde demais.
     
  14. Vikingaälva

    Vikingaälva Samson came to my bed

    O Brasil pode não ser considerado um país extremamente rico, mas com o dinheiro que ele ganha, a maioria é investida em economia, vai pro bolso dos políticos, ou vai para pagar empréstimos (isso ao meu ver). Como nós temos uma boa produção de Alcool, e estou otimista para que ela aumente a cada ano que passe, podemos vir a ser um país com uma renda per capita muito boa, porém, ele não será um país de "primeiro mundo" ou com o IDH muito mais alto e a maioria da população ainda será miserável se o governo não começar a investir mais do que ele investe hoje nas condições sociais, como saúde, educação, etc.

    Pouco entendo de política, e esse pouco que eu sei é provindo de aulas de geopolítica que tive. Isso tudo acime é apenas a minha visão das coisas.
     
  15. Tapio

    Tapio Usuário

    Eu lembrei que meu pai tá numa lista de espera a alguns anos de uma carro movido a ar comprimido, mas não deve ser economicamente viável para as grandes montadoras e tal...
    E pras empresas de extração e refino de petróleo, e todas as outras interessadas que tem alguma influência.

    Enfim, o projeto era interessante, se eu conseguir achar alguma coisa remanescente daquilo posto aqui. Só tenho que descobrir se ainda existe, :blabla:
     
  16. Snaga

    Snaga Usuário não-confiável!!!

    Realmente a Primula tem razão. Diversificar as fontes é o melhor a ser feito.

    Dependendo da região, várias fontes de energia podem ser usadas. Num país rico em água, pode-se usar usinas hidelétrias. Num país com atividade vulcânica intensa, usinas geotérmicas. Em lugares litorâneos, a força das marés. E também existe a força dos ventos e a nuclear (esta, creio, será a principal fonte de energia em futuro próximo).
    Tudo isso para gerar energia elétrica e abastecer as cidades.

    Já como combustíveis para os meios de transporte, a principal alternativa no momento é o etanol. Com certeza este vai repor o que faltar de petróleo, mas não vai substiui-lo. Futuramente, acho que o hidrogênio será o combustível dominante.

    E, claro, teremos sempre a energia solar. Precisamos 'apenas' criar células fotovoltaicas mais baratas e mais eficientes que as atuais.

    Nosso bolso vai sofrer com isso, já que o petróleo ainda é bem mais barato que qualquer um desses combutíveis. Mas com o seu declínio, o plante realmente irá sair ganhando e possivelmente o aquecimento irá diminuir. Mas isso não vem ao caso nesse tópico.
     
  17. Thor_theOld

    Thor_theOld Banned

    Diversificar sería interessante, mas com certeza haverá um produto em especial que será o "substituto" do petróleo e dos combustíveis fósseis... Isto sempre funcionou assim, independente da época e tecnologia utilizada...
     
  18. Rustita

    Rustita Elfa Bobinha

    Po... sobre a energia já se discuti a muito tmepo e já chegaram a conclusões sobre oq ue fazer: tipo combústiveis fosséis e outros tipos que vcs todos ja citaram.

    Sei que não é o foco deste tópico, mas achoq eu o principal problema do futuro não e a falta de energia (que nunca haverá falta enquanto existir um mundo com natureza) mas sim o aquecimento global!
     

Compartilhar